Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Led

Led: O mais recente de arquitetura e notícia

Ambientes adaptáveis: Moldando o espaço através da luz e da cor

Com o objetivo de criar experiências ambientais imersivas em espaços interiores, o estúdio de design Aqua Creations desenvolveu o Manta Ray Light, uma instalação de iluminação construída com a tecnologia LED RGB responsiva que mistura as cores vermelho (Red), verde (Green) e azul (Blue) para gerar mais de 16 milhões de tons de luz. Ao predefinir seu espectro de cores, diminuir o brilho em uma escala de 0,1 a 100% e até carregar imagens e vídeos em sua memória interna, o sistema permite adicionar cor e movimento a espaços expressivos ou proporcionar uma sensação de calor e foco nos espaços íntimos e privados.

Manta Ray Light from Aqua Creations. Image © Ross Belfer (Xhibition) Manta Ray Light from Aqua Creations. Image © Ross Belfer (Xhibition) Manta Ray Light from Aqua Creations. Image © Ross Belfer (Xhibition) Manta Ray Light from Aqua Creations. Image © Ross Belfer (Xhibition) + 6

A arte de iluminar arte

Escolher a iluminação certa para qualquer espaço pode ser uma decisão complexa. Considerações precisam ser feitas com relação ao objetivo, forma e função da aplicação da iluminação. Design e estética também têm papel nessa equação. Com tantas opções de iluminação no mercado, são necessários conhecimentos e entendimentos especializados para determinar o melhor ajuste para o seu espaço. Ainda mais desafiador do que encontrar iluminação para um espaço genérico, uma galeria de arte ou um museu pode ser extremamente difícil de iluminar adequadamente. Mas a iluminação LED simplificou uma grande parte da iluminação para exibição de arte.

Como calcular a intensidade de luz necessária em seus ambientes

Quanto de luz é o bastante? A questão é difícil, mas quando você precisa calcular quanto de iluminação LED é necessário para criar um espaço bem iluminado, ela pode se tornar um pouco mais complicada ainda.

Seja iluminação LED para espaços comerciais ou residências, veja aqui como determinar quantos lumens você precisa para iluminar adequadamente seu espaço.

Instalação suspensa de LED em uma estação de trem em Estocolmo

O projeto de iluminação linear de David Svensson, proposto no espaço público da Estação de Odenplan em Estocolmo, é uma obra de arte que aborda o ritmo da vida da cidade.

O projeto, uma peça de iluminação suspensa, construída por perfis metálicos e um forro onde se projeta a luz quente e branca de uma série de fitas de LED, busca representar a linguagem visual básica de uma linha.

Como construir um banco de madeira modular que cria uma extensão da calçada

O design modular desenvolvido pelos estudantes do Departamento de Ciências da Arquitetura da Universidad Ryerson propõe um espaço público para sentar e relaxar que funciona como uma extensão da calçada, apropriando-se e outorgando um novo significado às vagas de estacionamento na ruas de Toronto.

O projeto, uma forma ondulada natural, é construído por uma série de módulos de madeira de Accoya, que permitem um fácil armazenamento, reutilização e reconfiguração.

© Zeenah Mohammed Ali © Zeenah Mohammed Ali © Zeenah Mohammed Ali © Zeenah Mohammed Ali + 35

Técnicas construtivas japonesas inspiram a criação de desenhos para painéis OLED

O designer japonês Michiru Tanaka lançou uma nova parceria de produtos com o fabricante de iluminação Kaneka para criar um azulejo de aço inoxidável tanto como um OLED quanto como um espelho. Graduado na Musashino Art University, de Tóquio, Tanaka seguiu uma carreira em iluminação arquitetônica e seus projetos variam de instalações comerciais, iluminação em museus e design de produtos. Chamado "Kumiko", os azulejos provêm de uma fusão de inspirações, que vão desde a arquitetura japonesa tradicional e suas técnicas de carpintaria até a paisagem urbana de Manhattan.

© Fresh Jones © Fresh Jones © Fresh Jones © Fresh Jones + 14

Se seus irritantes colegas de trabalho fossem edifícios

A conexão aqui é simples e clara: colegas ruins, arquitetura ruim, par perfeito. Não é incomum arquitetos se inspirarem no corpo humano, mas considere estes oito exemplos o que seria se seus colegas de trabalho menos favoritos fossem reencarnados na forma de edifícios.

Yǔzhòu, uma instalação de luzes pelas lentes de Imagen Subliminal

Por ocasião do Festival de Arte de Hainen, na China, o estúdio Imagen Subliminal registou a instalação de luz realizada pelo escritório madrilenho Brut Deluxe liderado por Ben Busche. A interessante proposta dá seguimento à produção do estúdio de obras efêmeras que envolvem a luz.

Pavilhão inflável do BIG percorrerá três festivais na Dinamarca

O escritório BIG projetou um pavilhão inflável móvel que será exibido em três eventos na Dinamarca, incluindo o Festival Roskilde 2016. Apelidada de SKUM (palavra dinamarquesa para "espuma"), a estrutura enfrentou o desafio de proporcionar uma instalação que seja, simultaneamente permanente e facilmente transporta, podendo ser inflada em apenas sete minutos.

Frisos na fachada do Kunstmuseum Basel funcionam como uma tela de LED

Embora tenha sido um elemento essencial nas estruturas clássicas, o friso foi deixado para trás pelos arquitetos que buscaram por novos sistemas de fachada. No entanto, no recém-inaugurado anexo do Kunstmuseum Basel, projetado pelo escritório suíço Christ & Gantenbein em colaboração com o grupo de design iart, o friso retorna com um caráter tecnológico, atuando como uma série de pixels ocultos na fachada que exibem imagens em movimento e textos.

© Derek Li Wan Po, Basel © Derek Li Wan Po, Basel © Derek Li Wan Po, Basel © Derek Li Wan Po, Basel + 16

Minus5 Architects e Studio Mr. White propõem uma instalação na fachada do Burj Khalifa

Edifício mais alto do mundo desde 2009, o Burj Khalifa quebrou ano passado mais um recorde ao implementar a maior fachada de LED do mundo. Tomando partido deste novo equipamento, o escritório Minus5 Architects, em parceria com o Studio Mr. White, propôs recriar a silhuetas de monumentos arquitetônicos de diversas partes do mundo na fachada do edifício, incluindo o Empire State Building, a sede da CCTV , o The Shard, entre outros.

Iluminação Conectada: Da Ethernet à Internet Li-Fi

Como os nossos edifícios vão mudar quando nossos dispositivos móveis poderão receber enormes quantidades de dados vindos das luminárias acima das nossas cabeças? O LED não apenas nos trouxe uma fonte de luz altamente eficiente, mas é também um instrumento promissor para a comunicação de luz visível (VLC). A luz não será apenas um meio para apoiar a visão, mas também será um meio essencial de comunicação de dados. Com o baixo consumo de energia de um LED, poderemos até mesmo configurar luminárias sem cabos de alimentação e apenas instalar cabos Ethernet. Bem-vindos ao mundo da iluminação digital!

"Golden Waters": Luzes flutuantes pela artista peruana Grimanesa Amorós

Os antigos índios Hohokam, que habitavam a região do norte do Arizona no ano 300 d.C., foram uma das primeiras culturas a depender dos canais de irrigação. A engenharia ambiental das comunidades melhorou o acesso à água do rio e ajudou a melhorar a qualidade de vida de seus habitantes.

Partindo dessa ideia e inspirada nos canais naturais do Arizona, a obra GOLDEN WATERS, da artista peruana Grimanesa Amorós, é uma instalação de grande escala que se baseia na luz. O projeto foi construído ao pé da Ponte Soleri, localizada entre as ruas Scottsdale e Camelback.

Saiba mais detalhes do projeto, a seguir.

Cortesia de Grimanesa Amorós Studio Cortesia de Grimanesa Amorós Studio Cortesia de Grimanesa Amorós Studio Cortesia de Grimanesa Amorós Studio + 10

LED-UFC cria 'infograma' que ajuda a escolher qual o cobogó mais adequado para cada fachada

Aderson Passos, arquiteto e pesquisador do Laboratório de Ensino, Pesquisa e Extensão em Projeto Digital (LED), um dos responsáveis pelo trabalho Design de Precisão, compartilhou conosco o resultado de um estudo criado no Departamento de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Federal do Ceará que seleciona, a partir de distorções paramétricas de tipologias conhecidas e recorrentes de cobogós locais, um tipo específico de cobogó/distorção para cada uma das orientações de fachada (L, O, N e S), mediante inputs climáticos de sol e ventos.

Desta forma, a peça criada é uma espécie de infograma, que situa, nas fachadas do cubo, qual o cobogó selecionado (em acrílico vermelho) para cada situação L, O, N ou S.

Portanto, foi desenvolvido um método de otimização que, adaptativo ao local de onde se retira as informações de sol, ventos e condições ideais de conforto, nos informa que tipologia conhecida de cobogó e qual distorção paramétrica da mesma é a melhor resposta para cada fachada.

Imagem Cortesia de LED - UFC Imagem Cortesia de LED - UFC Imagem Cortesia de LED - UFC Imagem Cortesia de LED - UFC + 9

Saiba mais sobre o projeto, a seguir.

Jim Campbell, artista pioneiro da experimentação com a luz, apresenta sua primeira exposição antológica na Espanha

O engano da percepção, o papel da memória ao completar imagens praticamente indecifráveis ou as possibilidades expressivas da baixa resolução são somente alguns temas que percorrem o trabalho de Jim Campbell, um dos artistas mais inovadores e celebrados no campo da experimentação lumínica.

O artista e engenheiro eletrônico norte-americano é um dos pioneiros no uso da tecnologia lumínica dos LEDs para desenvolver instalações interativas de grande valor artístico. Através da manipulação da eletrônica e da informática, o artista nos aproxima do mundo das vídeo-instalações e esculturas de luz de grande beleza visual.

A seguir, saiba mais sobre as obras de Campbell expostas em Madri.

Cortesia de Espacio Fundación Telefónica Cortesia de Espacio Fundación Telefónica Cortesia de Espacio Fundación Telefónica Cortesia de Espacio Fundación Telefónica + 24

Le Chai Ballande, pontilismo de luzes na fachada de uma vinícola

Selecionado como um dos finalistas do LAMP Lighting 2015, Le Chai Ballande de Yon Anton Olano consiste em uma instalação de pontos de luz na fachada de uma vinícola francesa que faz frente a um lago artificial.

Visando se tornar uma referência no contexto e inspirado no diálogo entre inovação (tanto em términos de técnicas arquitetônicas e construtivas) e a tradição da alta qualidade na elaboração dos vinhos, o projeto de iluminação responde a um desenho forte, sutil, claro e original. 

Sabia mais sobre os detalhes técnicos de iluminação de Le Chai Ballande, a seguir.

© Arthur Pequin © Arthur Pequin © Arthur Pequin © Positif + 11

Choi+Shine Architects apresenta o BIT Light, um sistema modular magnético de iluminação

Desenvolvido pelo escritório Choi+Shine Architects, o BIT Light é um sistema modular magnético de iluminação que oferece infinitas possibilidades de configuração que podem ser arranjadas, desconstruídas e reorganizadas em poucos segundos. O principal componente do sistema é o "BIT", um elemento linear de iluminação composto por uma fonte luminosa LED dentro de um tubo translúcido de policarbonato que proporciona proteção e resistência estrutural. Nas extremidades de cada BIT há placas condutoras que se unem magneticamente aos pequenos elementos conectores, oferecendo inúmeras possibilidades de arranjo, seja como um conjunto plano de iluminação de parede ou uma estrutura luminosa tridimensional autoportante.

Cortesia de Choi+Shine Architects Cortesia de Choi+Shine Architects Cortesia de Choi+Shine Architects Cortesia de Choi+Shine Architects + 11