Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Arte E Arquitetura

Arte E Arquitetura: O mais recente de arquitetura e notícia

Como a luz pode transformar o espaço? Conheça a obra do artista Dan Flavin

Daniel Flavin foi um dos representantes da chamada arte minimalista das décadas de 1960 e 1970 nos Estados Unidos. A classificação foi usada pela primeira vez pelo filósofo Richard Wollheim no ensaio “Minimal Art” em 1965 para agrupar obras que, como os ready-mades de Duchamp, não pretendiam representar uma realidade externa: o objeto exposto deveria ser entendido como obra por si e a experiência do espectador não deveria depender de associações a outros fatores.

Obras de Tom Capobianco exploram movimento e espacialidade arquitetônica dentro de quadros na parede

O arquiteto e artista Tom Capobianco compartilhou conosco uma série de obras recentes que tensionam a relação entre a bidimensionalidade do quadro e o espaço arquitetônico através ambientações encapsuladas em molduras de madeira.

Arquitetura e Bordado: conheça a arte de Elin Petronella e Charles Henry

O casal Elin Petronella e Charles Henry, registram a arquitetura e paisagens urbanas de cidades europeias através de bordados vibrantes e coloridos ou simplesmente com o contorno de fios pretos. Edifícios clássicos dinamarqueses, ruas boêmias de Paris, bondinhos de Lisboa e até a icônica Casa Batlló de Gaudí, em Barcelona, são alguns dos lugares retratados de forma especial pela dupla. É possível acompanhar toda a jornada dos artistas têxteis no Instagram deles, @petronella.art e @_charleshenry_, que juntos somam quase 200 mil seguidores.

Intervenção artística de Elian Chali reinventa a antiga usina de Córdoba

A partir de uma intervenção artística de grande escala, o artista visual Elian Chali reinventa a antiga usina na orla da cidade de Córdoba, evidenciando uma ligação entre arte, arquitetura e urbanismo.

Picos do Jaraguá / Nitsche Arquitetos

© Nitsche Arquitetos © Nitsche Arquitetos © Nitsche Arquitetos © Nitsche Arquitetos + 19

"Para mim, a primeira e primordial arquitetura é a geografia" 
Paulo Mendes da Rocha

ESTEREO(AUTO)SCOPIO, arte pública efêmera para perceber o contexto urbano

Cortesía de Esteban Pastorino y Nicolás Sáez
Cortesía de Esteban Pastorino y Nicolás Sáez

Estereo(auto)copio é uma obra de arte pública efêmera co-criada por Esteban Pastorino e Nicolás Sáez, financiado pela bolsa de estudos "Residencias Chile - Argentina do Programa de Intercâmbio de Artes Cênicas e Artes Visuais" do Ministério das Culturas, das Artes e Patrimônio do Governo do Chile. Nesta ocasião, a estadia criativa foi desenvolvida na "Residencia Corazón" da cidade de La Plata, na Argentina.

O projeto foi instalado pela primeira vez no centro da Plaza Moreno, em seguida, transferido ao Centro Cultural Pasaje Dardo Rocha e finalmente exposto na Residencia Corazón em uma conversa com os autores. O projeto, com a colaboração de Diego del Pozo, Nahuel Bralo, Ismael Maldonado, Juan Pablo Ferrer e Rodrigo Mirto, propõe uma experiência imersiva ao visitante através de um artefato que permite ver vistas aéreas da cidade, com fotografias estereoscópicas captadas por um drone, que oferece a possibilidade para o observador olhar para o lugar de onde está e conscientizar-se das características urbanas.

Conheça o projeto em detalhes através de algumas palavras dos autores a seguir.

Em foco: Roberto Burle Marx

Hoje, dia 04 de agosto de 2018, Roberto Burle Marx completaria 109 anos. Nascido em 1909, no estado de São Paulo, cresceu no estado do Rio de Janeiro, onde desenvolveu a maior parte de suas obras paisagísticas. Com pai alemão, Willem Marx, foi com sua mãe recifense, Cecília Burle, que despertou seu desejo pela botânica. Aos dezenove anos morou por um ano na Alemanha, onde teve seus primeiros contatos com os artistas de vanguarda que influenciaram seu trabalho.

Tornou-se o mais influente paisagista brasileiro, responsável por um extenso legado de projetos em território nacional e internacional, aventurando-se em variados campos artísticos para além do paisagismo, como a pintura, desenho, escultura, tapeçaria e artesanato, expressando compulsivamente sua visão de mundo e suas ideias.

Artista brasileiro cria escultura de cordas na estação central de Zurique

O artista contemporâneo brasileiro Ernesto Neto concluiu recentemente uma escultura feita de cordas de algodão tecidas à mão que ocupa o átrio da estação central de trens de Zurique - Zürich Hauptbahnhof. Intitulada Gaia Mother Tree, a obra faz lembrar uma grande árvore, estendendo-se do chão à cobertura da estação.

Promovida pela Fondation Beyeler, a escultura é uma obra de arte imersiva, um espaço onde se pode entrar, caminhar e meditar. Enquanto estiver montada, até o dia 29 de julho, uma série de atividades para adultos e crianças, incluindo concertos musicais, workshops e debates, está prevista para acontecer sob a rede de algodão tecida por Neto.

Os homens vitruvianos: diálogos entre Álvaro Siza e o escultor Andreu Alfaro

Enquanto contemplávamos o vestíbulo da Biblioteca Laurenziana, recordo-me distintamente de parafrasear Giorgio Vasari: Agradeço a Deus por ter nascido no tempo em que Álvaro Siza está vivo e por ser digno de tê-lo como um mestre em condições tão amistosas. Uma versão muito mais eloquente foi dedicada ao "divino" Miguel Ângelo Buonarroti na original Vida dos mais Excelentes Pintores, Escultores e Arquitectos (1568), no entanto soava igualmente verdadeira na presença do "místico" Siza – epíteto proferido por Eduardo Souto de Moura. Naquele momento, em Florença, o arquitecto da escultura e o escultor da arquitectura encontravam-se metafisicamente face a face sob a forma de uma escada, cuja silhueta viveria para além do tempo, transformada pelo Barroco e reinterpretada por muitos autores – de Charles Garnier até Alvar Aalto – mas talvez por nenhum com mais entusiasmo do que o próprio Álvaro Siza.

Juhani Pallasmaa: "Arquitetura é uma mediação entre o mundo e nossas mentes"

Juhani Pallasmaa Interview: Art and Architecture from Louisiana Channel on Vimeo.

Neste vídeo do Louisiana Channel, o arquiteto finlandês Juhani Pallasmaa expõe sua visão da importância da arte e da arquitetura. Para começar a entender essa relação, Pallasmaa enfatiza a importância da literatura e da autoconstrução, além do valor de compreender a história e a cultura de um lugar.

Aidah: uma instalação artística que representa a história do Oriente Médio

Como parte da Dubai Design Week 2017, os arquitetos de Boano Prišmontas e Ricardas Blazukas construíram "Aidah", uma instalação flutuante que consiste em uma representação esquemática de parte da história do Oriente Médio traduzida em formas arquitetônicas.

Essa intervenção, composta por 50 balões pretos, 500 metros de corda e 50 blocos de espuma, pretende identificar a cidade de Dubai evocada como uma sensação de fragilidade transitória que informa sua audácia e distinto caráter.

São Paulo debaixo d'água: coletivo Barragem apresenta a cidade submersa

Formado por cinco profissionais das áreas de arquitetura e artes visuais, o coletivo Barragem propõe reflexões sobre temas urbanos como território, limites, barreiras, memória, arqueologia, patrimônio, deslocamentos, mudanças climáticas e manejo inconsequente dos recursos naturais.

Para a exposição BARRAGEM///SP, foram produzidas representações ficcionais de uma São Paulo submersa e cercada por um monumental muro de concreto. Combinando dados da grande enchente de 1929, do rompimento da barragem em Mariana (MG) e de análises visuais do modelo 3D de São Paulo no Google Earth, o projeto modifica o território e reorganiza sua geografia e sociedade. A cartografia da urbe se deteriora em ilhas isoladas.

© Coletivo Barragem © Coletivo Barragem © Coletivo Barragem © Coletivo Barragem + 25

10 Sugestões de tipografias para arquitetos

Você já ficou mais de uma hora rolando a barrinha para escolher uma fonte que combinasse com seu trabalho? Antes de começar um projeto já pensa em qual tipografia vai usar? Fica irritado quando lê uma mensagem importante escrita em Comic Sans? Ou se sente ofendido quando uma sentença banal é escrita em caixa alta? Fique tranquilo, você não está sozinho.

Arquitetos e designers apropriam-se constantemente de elementos gráficos como meios expressivos na esquematização de seus trabalhos. Dentre eles, o mais comum são os desenhos, numa variedade constante entre técnicas, estilos e padrões. Mas entre os elementos que compõem as pranchas, painéis e desenhos, técnicas e modelos, há um fragmento particular que os ajuda na composição e identidade: o uso da Tipografia.

Athos Bulcão: Aproximação entre Arte e Arquitetura

Responsável por atingir o marco de maior artista em integração da arte na arquitetura no território nacional, de forma que nenhum outro artista atingiu o tamanho de sua Obra Institucional, Athos Bulcão uniu a tradição da azulejaria à inventividade da composição aplicada na Arquitetura.

A tradição ceramista, que nasce de nossas raízes remontando as origens portuguesas através dos painéis figurativos compostos por pequenos módulos cerâmicos pintados, ganhou destaque a partir do período moderno através de nova vertente trazida pela produção dos azulejos abstratos geométricos.

O complexo arte-arquitetura / Hal Foster

Arte e arquitetura nunca estiveram tão próximas como atualmente. Mas seria a mescla positiva? Em seu livro, Hal Foster critica o mau uso da arte na arquitetura e a obsessão em juntar as duas em projetos arrojados, mas esvaziados de sentido. Já a condição de complexo, cujas significações abrangem desde o léxico psicanalítico até a designação de grandes aparatos sociais – como um “complexo industrial-militar” –, é, segundo o autor, um aspecto definidor da cultura atual e permite compreender fatores sociais e econômicos do mundo contemporâneo.