Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Geografía

Geografía: O mais recente de arquitetura e notícia

Inscrições para pós-graduação na Escola da Cidade

A Escola da Cidade – Faculdade de Arquitetura e Urbanismo está com inscrições abertas para quatro cursos de pós-graduação lato sensu.

O programa, desenvolvido desde 2009, tem como tema principal “Civilização América – Um Olhar através da Arquitetura” e se estrutura nas seguintes especializações: ‘Arquitetura, Educação e Sociedade’, ‘Geografia, Cidade e Arquitetura’ e ‘Habitação e Cidade’ e o novo curso a partir de 2018, “Mobilidade: Suas lógicas e escalas”.

ARQUITETURA, EDUCAÇÃO E SOCIEDADE
Esta especialização lato sensu, que está em sua terceira edição, propõe uma ampla reflexão sobre a educação em arquitetura e urbanismo. Através de seminários

Aula Aberta I Pós Geografia da Escola da Cidade recebe Susannah Drake, do DLANDstudio de NY

PÓS “GEOGRAFIA, CIDADE E ARQUITETURA” DA ESCOLA DA CIDADE RECEBE SUSANNAH DRAKE DO DLANDstudio de NOVA YORK

Milton Santos e seu legado nos estudos sobre cidades

O mais recente doodle da Google, em exibição hoje em sua página inicial no Brasil, homenageia Milton Santos, geógrafo brasileiro reconhecido mundialmente e reverenciado com destaque por conta de seus trabalhos que uniram a Geografia aos estudos de urbanização em países em desenvolvimento. Com sólida produção, Milton deixou uma vasta herança intelectual, hoje reunido no site produzido por sua família, classificados em biografias, livros, artigos, pesquisas e materiais audiovisual que mantém vivo o legado desta importante figura no cenário da Geografia e estudos urbanísticos.

Inscrições Abertas para o 3º Encontro de Urbanismo Colaborativo

Depois do sucesso da primeira edição em 2016, em Curitiba, e da segunda edição ano passado, em Brasília, o Instituto COURB leva o 3º Encontro de Urbanismo Colaborativo para Fortaleza, no Ceará, nos dias 12, 13 e 14 de Novembro.

O Encontro reunirá os atores dos setores público, privado, acadêmico e da sociedade civil ligados ao planejamento e à construção das cidades para compartilhar ferramentas e métodos de engajamento cidadão na construção de ambientes urbanos cada vez mais inclusivos.

Nesta edição, o Instituto COURB deseja fortalecer um processo de inovação urbana, além de propagar e consolidar a rede de urbanismo

Picos do Jaraguá / Nitsche Arquitetos

© Nitsche Arquitetos © Nitsche Arquitetos © Nitsche Arquitetos © Nitsche Arquitetos + 19

"Para mim, a primeira e primordial arquitetura é a geografia" 
Paulo Mendes da Rocha

Pós-Graduação ‘Geografia, Cidade e Arquitetura' - Inscrições Abertas I Escola da Cidade

INSCRIÇÕES ABERTAS - PÓS-GRADUAÇÃO ‘GEOGRAFIA, CIDADE E ARQUITETURA’ i ESCOLA DA CIDADE

Esta especialização lato sensu, em sua nona edição, se propõe a apresentar um panorama crítico da produção cultural no território americano, por meio da Arquitetura.

O curso é dividido em quatro módulos que organizam, para os estudantes, reflexões projetuais em distintas escalas: território, cidade, espaços públicos e equipamentos. Os módulos definem regiões que serão discutidas como tema de trabalho. No segundo semestre de 2018, os países estudados serão Argentina e EUA. Os primeiros dois países a serem estudados no próximo ano serão Paraguai e Peru e, no segundo

Inscrições para Pós-Graduação Escola da Cidade

Escola da Cidade abre inscrições para cursos de pós-graduação no 2º semestre. 

Chamada aberta: 3ª Mostra de Projetos de Urbanismo Colaborativo

O Instituto COURB convida equipes de todo o Brasil a enviarem projetos para apresentação no 3º Encontro de Urbanismo Colaborativo, a ser realizado em Fortaleza/CE nos dias 12 e 13 de novembro de 2018.
A 3ª Mostra tem o objetivo de identificar como prefeituras, organizações, associações de bairro, coletivos, estudantes e empresas se articulam na elaboração de projetos e iniciativas de melhorias da qualidade da vida urbana. Na edição deste ano serão selecionados projetos que visem responder a seguinte inquietação: Como construir cidades colaborativamente? São elegíveis iniciativas que tenham sido realizadas integralmente ou parcialmente até julho

Utrecht inaugura o maior estacionamento de bicicletas do mundo

A primeira fase daquela que se tornará a maior garagem de bicicletas do mundo foi inaugurada ao público em Utretch, Países Baixos. Atualmente com 6.000 vagas, ao final de 2018 terá espaço suficiente para abrigar 12.500 bicicletas - superando a atual estação de metrô de Kasai, em Tóquio, que detém o record de 9.400 vagas. Quando concluída, na garagem e seus arredores poderão estacionar 22 mil bicicletas. 

© CU2030.nl © CU2030.nl © CU2030.nl © CU2030.nl + 9

A única coisa que os defensores do urbanismo "estilo Copenhague" frequentemente negligenciam

© <a href='https://www.flickr.com/photos/diversey/15325678721/'>Flickr user diversey</a> licensed under <a href='https://creativecommons.org/licenses/by/2.0/'>CC BY 2.0</a>
© Flickr user diversey licensed under CC BY 2.0

Este artigo foi originalmente publicado em Common Edge como "What We Can (and Can’t) Learn from Copenhagen. [O que podemos (e o que não podemos) aprender com Copenhague] "

Passei quatro dias gloriosos em Copenhague recentemente e deixei-a com um agudo caso de inveja urbana. (Eu ficava pensando: é como... uma Portland, exceto que é melhor.) Por que não podemos fazer cidades assim no resto do mundo EUA? Essa é a pergunta que um nerd urbano como eu faz ao passear pelas famosas ruas amigáveis para os pedestres, enquanto hordas de ciclistas tremendamente loiros e magros passam.

Copenhague é uma das cidades mais civilizadas do planeta. A "mais habitável" do mundo, muitas vezes batizada, com alguma justificativa. (Embora um parente dinamarquês me tenha cautelado, "Gaste algumas semanas aqui em janeiro antes de fazer essa afirmação".) Mas a civilidade aparentemente sem esforço, o incrível nível de bondade de Copenhague, não é um acidente do lugar ou uma casualidade. É o produto de uma crença compartilhada que transcende o desenho urbano, embora a cidade seja um verdadeiro laboratório para praticamente todas as melhores práticas no campo.

Arquitetura para bicicletas: 13 projetos inspiradores

A bicicleta não é mais utilizada apenas para esportes ou atividades recreativas, cada vez mais as pessoas optam por ela como principal meio de transporte.

A arquitetura cumpre um papel fundamental no incentivo do uso da bicicleta, já que uma cidade equipada com ciclovias seguras, bicicletário e áreas livres para lazer, inspira as pessoas a deixarem seus automóveis.

A mais nova infraestrutura cicloviária de Copenhague é uma "ponte estúpida"

Este artigo foi originalmente publicado no blog de Copenhagenize Design Co, intitulado "Copenhagen's Fantastic & Stupid Bicycle Bridge Inderhavnsbro."

Não é segredo que Copenhague continua investindo maciçamente em infraestruturas para o ciclismo como nenhuma outra cidade do planeta. A rede já é abrangente e eficaz, mas a cidade continua acrescentado ligações importantes, especialmente sobre o porto e os canais. Uma das adições mais recentes é a Ponte Inderhavnsbroen, que abarca o Porto de Copenhague em um ponto chave, estratégico e icônico. Ela conecta o centro da cidade com o bairro Christianshavn e os bairros do sul. Ela é uma da série de 17 novas pontes ou passagens subterrâneas para o tráfego em bicicleta que foram adicionadas à rede de transporte da cidade nos últimos anos.

A Ponte Inderhavnsbroen teve problemas em sua construção e estava extremamente atrasada, tendo sido inaugurada apenas em julho de 2016. Deixe-me ser claro: estou muito feliz que temos uma nova e moderna conexão sobre o porto para acomodar especialmente o tráfego de bicicletas e pedestres. Eu estou impressionado com o fato de que o número de ciclistas que a cruzam diariamente excede toda a quantidade projetada. A cidade estimou que entre 3.000-7.000 ciclistas usariam a ponte mas os números mais recentes são de 16.000. É um enorme sucesso. Mas às vezes você está tão apegado aos detalhes que não vê o todo. Desculpe, mas Inderhavnsbro é uma estúpida, estúpida ponte.

Pós-Graduação Escola da Cidade 2016: Geografia, Cidade e Arquitetura

Esta especialização lato sensu da Escola da Cidade, que entra sua sétima edição no ano de 2016, se propõe a apresentar um panorama crítico da produção cultural no território americano, por meio da arquitetura. O curso será dividido em quatro módulos que organizam, para os estudantes, reflexões projetuais em distintas escalas: território, cidade, espaços públicos e equipamentos.

Centro Universitário Maria Antonia promove o curso "Geografia inventada: arquitetura e cinema"

Entre os dias 7 de outubro e 4 de novembro o Centro Universitário Maria Antonia oferece o curso "Geografia inventada: arquitetura e cinema", que faz uma aproximação às paisagens do cinema, da arquitetura e das cidades, com a investigação de aspectos comuns a todas elas, tais como a configuração de campos narrativos compreendidos por meio de movimentos no tempo, a paisagem humana indissociável de certos territórios e mesmo a invenção de paisagens inexistentes, tanto na ficção cinematográfica como na prospecção necessária a qualquer projeto arquitetônico/urbano, imaginando possíveis vivências.

Escola da Cidade abre inscrições para pós-graduação 2015

A Escola da Cidade está com inscrições abertas para dois cursos de pós-graduação lato sensu. Desde 2009 a faculdade oferece cursos de especialização e os resultados de sucesso demonstram a consolidação desta proposta.

5 muros que ainda dividem populações no mundo

Este artigo, escrito por Felipe Amorim, foi originalmente publicado na página Opera Mundi em novembro deste ano com o título "Israel, EUA, Coreia, Grécia e Ceuta: conheça cinco muros que ainda estão de pé".

Há 25 anos, caía na Alemanha o Muro de Berlim. Para muitos, o episódio sinalizava o início de uma nova era, de expansão da globalização e diminuição das fronteiras — simbólicas e reais. Um quarto de século após a queda deste ícone da Guerra Fria, ainda persiste, espalhada pelo mundo, uma série de fronteiras muradas construídas para separar povos.

Abaixo, selecionamos cinco desses "muros contemporâneos":

ELEMENTAL propõe 14 km de passeios para pedestres e ciclovias em Santiago

O escritório ELEMENTAL divulgou detalhes sobre o projeto de criação de um percurso para pedestres e ciclistas que em 14,5 km de extensão juntará as comunidades de Vitacura, Providencia, Recoleta e Huechuraba, rodeando a base da colina de San Cristóbal e seguindo a linha do antigo Canal del Carmen, na cidade de Santiago, Chile.

O custo total do projeto será na ordem dos 16 milhões de dólares, e será realizado em duas etapas. A primeira estará finalizada em março de 2015 e ocupará o setor ocidental do parque, com 7,2 km de extensão. A segunda etapa deverá ser entregue em setembro de 2015, e será desenvolvida no setor leste, com uma extensão de 7,3 km.

Conheça a seguir a proposta do ELEMENTAL, que busca gerar um espaço que facilite a intensidade de uso, promovendo o desenho de espaços públicos de qualidade: "O Passeio Metropolitano, por ser plano, horizontal e sem cruzamento de veículos promove um local mais democrático do espaço público".

© ELEMENTAL © ELEMENTAL © ELEMENTAL © Guy Wenborne. Image © ELEMENTAL + 12

Escola da Cidade abre inscrições para Pós-Graduação - 2º Semestre / São Paulo - SP