Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Fotografia De Arquitetura

Fotografia De Arquitetura: O mais recente de arquitetura e notícia

Mulheres na fotografia de arquitetura

Maioria em graduações de arquitetura em diversas partes do mundo, incluindo o Brasil, as mulheres superam os homens em número de profissionais em atividade, entretanto, sua representatividade vem, há décadas, sendo sistematicamente diminuída frente à atuação masculina. 

O debate sobre o papel das mulheres na arquitetura não é recente, contudo, ganhou força a partir de 2013 com a petição para que Denise Scott Brown fosse retroativamente reconhecida como vencedora do Prêmio Pritzker de 1991 - junto à Robert Venturi - e a consequente rejeição do pedido por parte do Prêmio. Desde então, o reconhecimento do papel das mulheres na arquitetura vem sendo tópico de diversos - e necessários - debates, palestras, simpósios e exposições em todo o mundo.

Escritórios de arquitetura de Madri, pelas lentes de Marc Goodwin

O fotógrafo de arquitetura Marc Goodwin visitou recentemente Madri para continuar sua jornada documentando diversos estúdios de arquitetura e escritórios de design. Ele já registrou firmas de diversas cidades e países ao redor do mundo, incluindo o Brasil, Cidade do Panamá, Holanda, Dubai, Londres, Paris, Pequim, Xangai, Seul, países nórdicos, Barcelona, Los Angeles e Istambul. Em Madri, Marc fotografou 16 escritórios e diversos estúdios.

© Marc Goodwin © Marc Goodwin © Marc Goodwin © Marc Goodwin + 33

Carlos Moreira: Entre o Clássico e o Barroco

As figuras humanas ganham protagonismo frente aos edifícios e ruas nas lentes do fotógrafo Carlos Moreira, 82. O espaço urbano aparece retratado a partir de recortes, não apenas sugeridos pelos monumentos históricos (eles estão lá), mas sobretudo pelo corpo e suas ações. Disso emerge uma visão emocional e viva das cidades; capaz de provocar uma expansão sensorial dos retratos dos espaços.

Escritórios de arquitetura de Istambul, pelas lentes de Marc Goodwin

O fotógrafo de arquitetura Marc Goodwin visitou recentemente Istambul para continuar sua jornada documentando os escritórios de arquitetura do mundo. Ele visitou várias cidades e países, incluindo Brasil, Cidade do Panamá, Holanda, Dubai, Londres, Paris, Pequim, Xangai, Seul, países nórdicos, Barcelona e Los Angeles. Em Istambul, Marc fotografou 10 escritórios trabalhando em diferentes tipos e escalas de projetos. Descubra os escritórios individuais e a cidade através do recurso mais recente de Marc.

© Marc Goodwin © Marc Goodwin © Marc Goodwin © Marc Goodwin + 21

Anunciados os finalistas do Architectural Photography Awards 2019

O Architectural Photography Awards 2019 divulgou a lista de finalistas de suas seis categorias, que compreendem exterior, interior, sentido de espaço, edifícios em uso, mobile (fotos feitas com celular), e portfólio. Patrocinado pela Sto e apoiado pelo World Architecture Festival (WAF), o prêmio deste ano contou com quase dois mil inscritos de 42 países.

Encontros de Arquitetura: debate sobre fotografia de arquitetura e cidade no IABsp

A quarta edição dos “Encontros de Arquitetura” abordará o tema fotografia de arquitetura e cidade e tem como objetivo debater as formas de representação do espaço através da fotografia. A partir da contribuição de cada participante, será discutido como as diferenças de olhar e abordagem técnica resultam em narrativas singulares do espaço construído.

{CURA} Workshop de Tratamento da Fotografia de Arquitetura com Manuel Sá

Voltado para a etapa de tratamento da fotografia de arquitetura, o novo Workshop do {CURA} será conduzido pelo fotógrafo de arquitetura e cidades Manuel Sá. Vencedor do prêmio Fotografia de Arquitetura e Cidade 2018 do IAB-SP, Manuel Sá é membro do Studio Naaro, de Londres.
Utilizando as ferramentas Lightroom e Photoshop, o Workshop abordará desde a organização e seleção das fotos até o tratamento geral no Lightroom e específico no Photoshop. Através de exemplos práticos de fotografias de interiores e exteriores, os encontros pretendem explorar as possibilidades de edição que as ferramentas oferecem para a fotografia de arquitetura comercial.

WORKSHOP

Workshop Foto de Arquitetura e Cidades, com Joana França (BsB)

Atualmente, o setor de arquitetura é um importante espaço para atuação de fotógrafos. Acreditando que novas técnicas e um direcionamento de visão corretos possam trazer um diferencial aos interessados na fotografia de arquitetura e cidades, a Linda Laranja Fotografia promove em Florianópolis o Workshop Foto de Arquitetura e Cidades, com a arquiteta e fotógrafa brasiliense Joana França.

O Workshop terá duração de até oito horas, divididas em duas partes: teoria e prática. Na parte teórica, serão abordados temas como luz, composição, tratamento de imagem, equipamento, figuras humanas, fotografia aérea e mercado,

A Coroa de Espinhos de Fernando Higueras, pelas lentes de Zisko Gómez

O fotógrafo madrilenho Zisko Gómez registra o recente interesse pelo arquiteto espanhol Fernando Higueras em sua série de fotos sobre o projeto “La Corona de Espinas” [ou, A Coroa de Espinhos]. Atualmente, o prédio serve de sede do Instituto para o Patrimônio Cultural da Espanha.

© Zisko Gómez © Zisko Gómez © Zisko Gómez © Zisko Gómez + 42

Workshop Foto de Arquitetura e Cidades, com Joana França, em Florianópolis

Público-alvo: Estudantes de arquitetura, arquitetos, designers, amantes de viagens, fotógrafos e interessados em fotografia, de modo geral.

Requisitos: Noções básicas de fotometria e uso de seu equipamento.
Para um melhor aproveitamento do curso recomendamos que o aluno tenha os conhecimentos básicos de fotografia. É recomendado que os participantes possuam câmera fotográfica, preferencialmente D-SLR (Digital Single Lens Reflex), mirrorless ou SLR (Single Lens Reflex) e tripé. Alternativamente, câmeras compactas equipadas com controles manuais também podem oferecer resultados satisfatórios.
Vale lembrar, é claro, que sempre é possível fotografar e aprender com qualquer tipo de câmera.

O Workshop Foto de Arquitetura e Cidades, com Joana França,

As virtudes e limites da fotografia na representação da arquitetura - cinco fotógrafos discutem

Enquanto meio de representação da arquitetura, a fotografia apresenta qualidades indiscutíveis. Com ela, é possível apresentar a um público distante obras erguidas em qualquer lugar do mundo, de vistas gerais a espaços internos e pormenores construtivos - ampliando o alcance e, de certo modo, o acesso à arquitetura.

Entretanto, como qualquer outra forma de representação, não é infalível. Na medida que avanços tecnológicos permitem fazer imagens cada vez mais bem definidas e softwares de edição oferecem ferramentas para retocar e, por vezes, alterar aspectos substanciais do espaço construído, a fotografia, por sua própria natureza, carece de meios para transmitir aspectos sensoriais e táteis da arquitetura. Não é possível - ao menos não satisfatoriamente - experienciar as texturas, sons, temperatura e cheiros dos espaços através de imagens estáticas. 

Faculdade de Biologia Celular e Genética / Héctor Fernández Elorza. Madri, Espanha. Image © Montse Zamorano Sesc Pompeia / Lina Bo Bardi. São Paulo, Brasil.. Image © Manuel Sá The Sales Center in Wenzhou TOD New Town / NAN Architects. Wenzhou, China. Image © FangFang Tian Tate Modern Switch House / Herzog & de Meuron. Londres, Reino Unido. Image © Laurian Ghinitoiu + 15

As histórias que uma imagem pode contar: cinco séculos de Portugal em uma foto

© Luís Ferreira Alves
© Luís Ferreira Alves

São muitas as narrativas que se sobrepõem e cruzam na arquitetura e na cidade. Fruto do desejo humano de criar distinções artificiais em meio à natureza - seja por necessidade ou por vontade de manifestar sua existência - o espaço arquitetônico pode até apresentar certo rigor, mas mesmo as geometrias mais rígidas são o lugar onde variadas experiências, tempos e ações humanas sucedem.

Assim, sobre a intenção projetual sobrepõe-se a vida, e o resultado é um emaranhado constantemente mutável de narrativas. Para compreender essas histórias - ou segregá-las para contar ainda outras histórias - podemos contar com algumas ferramentas de representação da arquitetura e do espaço. A fotografia, nesse sentido, é aliada, e com ela é possível desembaraçar - ou complicar ainda mais - o novelo urbano em narrativas específicas, recombiná-las e, então, contar outra prosa.

As fotografias mais curtidas em nosso Instagram no ano de 2018

2018 foi um ano de muito trabalho para o ArchDaily Brasil. Tivemos a oportunidade de publicar uma série de conteúdos - artigos, notícias e projetos - curados especialmente para você, leitor, que diariamente nos acompanha. Indo além de nossa plataforma, nossa conta no Instagram foi fonte diária de compartilhamento de conteúdo através de nossos stories, IGTV e sobretudo, das dezenas de fotografias compartilhadas semanalmente.

Com nossos quase 150 mil seguidores no perfil brasileiro (@archdailybr) que têm nos acompanhado diariamente e distribuído seus likes nas melhores fotografias de arquitetura de projetos desenvolvidos por arquitetos brasileiros e portugueses, resolvemos criar um balanço de final de ano e analisar quais foram as 15 fotografias que receberam mais curtidas. Confira a lista a seguir!

Fotografias de Andres Gallardo exploram os contrastes tipológicos de Milão

Dando sequência à série de fotografias “Urban Geometries”, desta vez Andres Gallardo explora a arquitetura de Milão. A série se concentra nos contornos das estruturas, variando em idade e função, destacando a materialidade das fachadas e os detalhes arquitetônicos e industriais de cada edifício.

As fotos de Milão apresentam obras de Zaha Hadid Architects e Grafton Architects. Outras imagens da série incluem elementos da cidade que muitas vezes passam despercebidos, como uma série de lixeiras coloridas de reciclagem.

© Andres Gallardo © Andres Gallardo © Andres Gallardo © Andres Gallardo + 14

Bogotá, segundo a fotografia de Germán Téllez

A modernização de Bogotá entre 1940 e 1970 captada em reportagens fotográficas urbanas e arquitetônicas, foi consignada em diversos livros, revistas e fotolivros da época, assim como imagens de arquivos públicos e privados da cidade. Todos esses registros revelam uma aproximação intencional, e inclusive crítica, de como a arquitetura moderna reconfigurou os centros das cidades e colocou em relação os novos edifícios e espaços urbanos com paisagem existente.

Quando se trata se analisar o impacto da fotografia a partir da arquitetura, é necessário falar em Paul Beer e Germán Téllez. Dentro do amplo espectro de temas retratados, esses fotógrafos se dedicaram de maneira mais específica à fotografia de arquitetura. Receberam encomendas dos mais prestigiosos escritórios de arquitetura da época e suas imagens mostram valores, relações e aspectos diferentes e complementares da arquitetura e da cidade moderna.

Nesta edição de Bogotá no olhar de 10 fotógrafos conheceremos o legado de Germán Téllez.

© Arquivo Pessoal de Germán Téllez © Arquivo Pessoal de Germán Téllez © Arquivo Pessoal de Germán Téllez © Arquivo Pessoal de Germán Téllez + 6

Fotografias premiadas capturam a beleza da arquitetura e dos espaços urbanos

As inscrições vencedoras do Siena International Photo Awards 2018 foram divulgadas. Os vencedores da categoria “Arquitetura e Espaços Urbanos” oferecem uma ampla gama de assuntos, locais e perspectivas, desde a relação entre a Lua e a Torre Inclinada de Pisa até as “Casas de Brinquedo” cobertas de neve.

O Siena International Photo Awards teve 48.000 imagens enviadas de 148 países. O anúncio dos vencedores coincide com o lançamento da exposição “Beyond the Lens” dos vencedores, até 2 de dezembro de 2018 em Siena.

Desinteresse social: um ensaio fotográfico sobre as novas ruínas na periferia do México

© Mónica Arreola
© Mónica Arreola

© Mónica Arreola © Mónica Arreola © Mónica Arreola © Mónica Arreola + 7

Tijuana é uma das cidades mais povoadas do México e a produção de habitações coletivas teve um boom importante no ano 2000, momento em que se registrou centenas de residências que evoluíram para se tornarem mais de 30.000 em 2007. Este fenômeno veio acompanhado de um consumo midiático que transformou completamente os limites da cidade e a periferia mostrava uma nova aparência: um futuro modernizado e novos esquemas urbanos com um novo estilo de vida.