Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos

James Taylor-Foster

James is ArchDaily's European Editor-at-Large, based between London and Rotterdam.

NAVEGUE POR TODOS OS PROJETOS DESTE AUTOR

RAAAF "recupera" o Giardini de Veneza com cobertura têxtil sobre os pavilhões nacionais

Poucas pessoas alguma vez já pararam para pensar como é o Giardini — o parque dos pavilhões nacionais na Bienal de Arte e Arquitetura de Veneza—durante o inverno. Na verdade, em épocas "fora de temporada", os jardins, geralmente, acabam ficando abandonados. RAAAF—um estúdio multidisciplinar de Amsterdam, em parceria com o arquiteto Marcel Moonen—propôs uma série de instalações com o intuito de "reivindicar valor a este espaço público" localizado no coração de uma cidade geralmente muito movimentada.

Pavilhão belga apresenta Artesanato e "Bravura" na Bienal de Veneza de 2016

Um grupo de arquitetos, um escritórios de arquitetura de interiores e um fotógrafo de arquitetura, em conjunto, apresentarão a contribuição belga à Bienal de Veneza 2016. Architecten de Vylder Vinck Taillieu, interdoorzon interieurarchitecten e Filip Dujardin - auto-intitulados como o Equipe Bravoure (Bravura) - irão explorar "o que o artesanato pode significar em um período de escassez econômica", como, de acordo com a equipe curatorial, "lidar com as demandas de escassez com um elevado nível de precisão ".

Escadaria monumental do MVRDV é inaugurada em Roterdã

Pouco mais de um mês após o MVRDV ter divulgado sua nova estrutura urbana temporária - uma escadaria de 180 degraus e 29 metros de altura - no centro de Roterdã, o projeto foi oficialmente inaugurado. Aqueles que subirem na estrutura encontrarão um mirante temporário voltado para a estação central de Roterdã, um bar e a reabertura temporária do cinema Kriterion, fechado em 1960.

Divulgados os membros do júri da Bienal de Veneza 2016

O Conselho Administrativo da Bienal de Veneza, sob a recomendação de Alejandro Aravena, divulgou os nomes dos jurados da próxima Bienal de Veneza, que concederá o Leão de Ouro pela Melhor Participação Nacional, o Leão de Ouro pela Melhor Participação na Exposição Internacional Reporting From the Front, e o Leão de Prata para o Jovem Participante Promissor na Exposição Internacional Reporting From the Front. Eles também terão a oportunidade de premiar com menção especial mais uma participação nacional e dois participantes da exposição internacional.

Instalações de Álvaro Siza e Alison e Peter Smithson serão reconstruídas na Inglaterra

Duas esculturas—Obelisk por Alison e Peter Smithson eColumns por Álvaro Siza Vieira—foram reconstruídas em Shatwell, um "complexo agrícola semi abandonado" localizado na zona rural da Inglaterra. A reconstrução dos monumentos faz parte de um programa de instalações que a organização Drawing Matter usará para explorar a relação entre arquitetura, escultura e paisagem.

Pavilhão do Kuwait na Bienal de Veneza de 2016: "Entre Leste e Oeste: um Golfo"

O terceiro Pavihão do Kuwait na Bienal de Veneza 2016, intitulado "Between East and West: A Gulf" [Entre Leste e Oeste: Um Golfo], se voltará para as fronteiras passadas do Kuwait e para a disputada hidrografia do Golfo Persa/Árabe, a fim de propor um novo masterplan para a região. Com curadoria de Hamed Bukhamseen, do Kuwait, e Ali Karimi, de Bahrain, o pavilhão irá, numa área dividida física, religiosa e politicamente, "contar a história das ilhas do Golfo e as possibilidades para um projeto territorial unificado".

Gottfried Böhm: filho, neto, marido e pai dos arquitetos

Concrete Love é um filme sobre a família Böhm. Filmado em sua residência em Colônia, na Alemanha, e no local de seus projetos, alguns concluídos e outros em construção, o diretor suíço do filme, Maurizius Staerkle-Drux, passou dois anos gravando cenas e conversas que oferecem uma profunda visão sobre o mundo do arquiteto, vencedor do Prêmio Pritzker, Gottfried Böhm, a falecida Elisabeth Böhm, e seus três filhos.

Saiba mais, a seguir.

© Lichtblickfilm Köln / 2:1 Film Zürich © Lichtblickfilm Köln / 2:1 Film Zürich © Lichtblickfilm Köln / 2:1 Film Zürich © Lichtblickfilm Köln / 2:1 Film Zürich + 22

Paulo Mendes da Rocha recebe o Leão de Ouro por sua trajetória

Cortesia de Paulo Mendes da Rocha archive
Cortesia de Paulo Mendes da Rocha archive

O Conselho de Diretores da La Biennale di Venezia, mediante recomendação de Alejandro Aravena, anunciou o arquiteto brasileiro, Prêmio Pritzker, Paulo Mendes da Rocha como o vencedor do Leão de Ouro por sua trajetória na 15ª Exposição Internacional de Arquitetura da Bienal de Veneza - Reporting From the Front. Citando a "eternidade" de seu trabalho, "tanto física quanto estilisticamente" como "o atributo mais marcante de sua arquitetura", o conselho também afirmou que "esta consistência surpreendente pode ser consequência de sua integridade ideológica e gênio estrutural."

Pavilhão russo na Bienal de Veneza 2016 examina a V.D.N.H. - Parque de diversões soviético de Moscou

A contribuição russa na Bienal de Veneza de 2016 será "um relato de como a V.D.N.H. (a 'Exposição das Realizações Econômicas Nacionais') — um complexo único, tanto em relação à escala, quanto à arquitetura — está sendo transformado em um espaço multifuncional educacional e cultural, acessível a todos. Intitulada V.D.N.H. Urban Phenomenon, a mostra examinará o significado global do parque, "dado que o mundo inteiro se preocupa com a questão de como desenvolver o potencial intelectual da sociedade e como criar mecanismos efetivos para uma assimilação cultural". Após a Bienal, a exposição será permanentemente relocada para a V.D.N.H. em Moscou.

© VDNH © Pavel Nefedov © VDNH © VDNH + 24

MVRDV projeta escadaria externa para a Estação Central de Roterdã

Rotterdam — a cidade "tabula rasa" — receberá em pouco tempo uma gigantesca escadaria, com 180 degraus, que conectará o Stationsplein (exterior da icônica entrada da Estação Central de Roterdã) até a cobertura do famoso edifício Groot Handelsgebouw. De acordo com o MVRDV, a estrutura irá "seguir a tradição da cidade de celebrar os marcos na reconstrução" e, ainda, os andaimes usados para a construção da escadaria serão "um símbolo" do 75º aniversário da reconstrução da cidade após a Segunda Guerra Mundial.

Exposição na Bienal de Veneza destaca a Escócia como potência econômica emergente

© Lateral North
© Lateral North

A Escócia, país pertencente ao Reino Unido, apresentará um projeto intitulado Prospect North na próxima Bienal de Veneza. Curada em uma parceria entre o governo escocês, a Architecture and Design Scotland, a Creative Scotland e o British Council Scotland, a instalação será projetada por Lateral North, Dualchas Architects e Soluis. Como divulgado no Architects' Journal, a apresentação pretende analisar "a relação da Escócia com seus vizinhos do norte", focando "nas pessoas e lugares, [e] observando como as comunidades que ocupam desde as Ilhas de Orkney, no norte, até a faixa central da Escócia estão fazendo uso de ações populares".

Em comemoração ao Dia da Terra: 5 vistas aéreas do planeta

Em comemoração ao Dia da Terra, convidamos Benjamin Grant—fundador do Daily Overview—a selecionar cinco "vistas aéreas" que ele considera entre as mais inspiradoras já compartilhadas por sua plataforma. A imagem acima, feita na noite de Natal de 1968 pelos astronautas da missão Apollo 8 da NASA, é,de acordo com Grant, "tida por muitos como a primeira 'vista total' de nosso planeta, registrada pelo astronauta Bill Anders". Esta fotografia exprime simultaneamente a grandiosidade, a complexidade e a aterradora fragilidade do planeta que habitamos. Daquele momento em diante, o advento, a aceleração e a acessibilidade às imagens de satélite deixou uma coisa bastante clara: a humanidade causou efeitos consideráveis na Terra, para melhor e para pior.

Esculturas em pedra revelam uma arquitetura monumental em micro escala

Matthew Simmonds, historiador de arte e escultor, é conhecido por ter criado espaços em miniatura excepcionalmente belos através de escavações em pedras - alguns dos quais já foram publicados em nossa página. Seu trabalho explora "formas positivas e negativas, o significado da luz e da escuridão e a relação entre natureza e esforço humano." Aqui, compartilha conosco quatro trabalhos recentes: Ringrone (2016, 61cm de altura), Corona (2016, 30cm de altura), Ararat: Study II (2016, 20cm de altura) e Tetraconch (2015, 31cm de altura).

Ringrone. Imagem © Matthew Simmonds Ararat: Study II. Imagem © Matthew Simmonds Ringrone. Imagem © Matthew Simmonds Ringrone. Imagem © Matthew Simmonds + 16

The Pool: Exposição da Austrália na Bienal de Veneza 2016

Após o anúncio de que uma piscina - um dos maiores símbolos culturais da Austrália - fará parte da exposição australiana na Bienal de Veneza de 2016, mais informações foram reveladas sobre o que será apresentado.

De acordo com os organizadores, "oito líderes culturais importantes de diversas áreas foram selecionados para compartilhar suas próprias histórias, fazendo uso do elemento piscina como plataforma para explorar a relação entre a arquitetura e a identidade cultural australiana". São eles: os nadadores olímpicos Ian Thorpe e Shane Gould, o ecologista Tim Flannery, os estilistas Romance Was Born, os escritores Christos Tsiolkas e Anna Funder, o curador de arte indígena Hetti Perkins e o músico Paul Kelly.

Território sem chão: projetando no deserto do Saara

O pavilhão do Marrocos na 14ª Bienal de Veneza, intitulada Fundamentals, focou em especulações territoriais no deserto do Saara e tinha como título Inhabiting the Uninhabitable. Para a exposição, que foi a primeira aparição do país na Bienal de Veneza, o escritório parisiense OUALALOU+CHOI propôs uma estrutura urbana para o território desértico - "um modo de fixar raízes, estabelecendo urbanidade e civilização. O Saara, com suas condições geográficas e climáticas extremas, permanece um território inexplorado para a especulação arquitetônica."

10 projetos de Alvar Aalto que mostram a abrangência de sua obra

Alvar Aalto nasceu em Alajärvi, na região central da Finlândia, e cresceu em Jyväskylä. Após a conclusão de seus estudos na Universidade de Tecnologia de Helsinki, fundou seu próprio escritório em Jyväskylä em 1923. Embora muitos de seus primeiros projetos sejam exemplos do "Classicismo Nórdico", após casar-se com a arquiteta Aino Marsio-Aalto, sua obra assume a estética modernista. De edifícios cívicos a casas de cultura, centros universitários, os dez projetos compilados aqui - construídos entre 1935 e 1978 - celebram a abrangência da obra de Aalto.

Assista ao vivo à cerimônia de premiação do Prêmio Pritzker homenageando Alejandro Aravena

Esta noite, o Prêmio Pritzker apresentará sua cerimônia anual de premiação, que homenageia este ano Alejandro Aravena, atual diretor da Bienal de Arquitetura de Veneza. A cerimônia acontecerá na Sede das Nações Unidas, em Nova Iorque, e será transmitida ao vivo.

Não perca o evento ao vivo aqui em nossa página, hoje, às 20h30 (horário de Brasília).

Em foco: Hans Hollein

Descrito por Richard Meier como um arquiteto cujas "ideias inovadoras" tiveram "um grande impacto no pensamento de designers e arquitetos", o artista, arquiteto e designer austríaco, Hans Hollein, laureado com o Prêmio Pritzker de 1985, trabalhou em todas as escalas do design, de arquitetura a mobiliário, joias, objetos de vidro, luminárias e até maçanetas. Conhecido particularmente pelo projeto de museus, do Museu Abteiberg em Mönchengladbach ao Museu de Arte Moderna em Frankfurt  e à Haas House em Viena, a obra de Hollein manifesta uma abordagem única em relação ao modernismo da década de 1950.