Tapeçaria natural: jardins verticais internos em diferentes tipologias de projetos

Tapeçaria natural: jardins verticais internos em diferentes tipologias de projetos

Como condição intrínseca à essência do homem, buscamos constantemente o contato com a natureza, independente das qualidades físicas ou geográficas nas quais nos encontramos. Cada vez mais afastados da natureza dita selvagem, articulamos meios e estratégias para que ela ainda se mantenha presente em nosso cotidiano, mesmo que seja por ínfimos instantes.

Nesse sentido, existem inúmeras maneiras pelas quais se faz possível domesticar a natureza, gesto que acompanha a história da humanidade, sempre desafiando limites técnicos e causando fascínio. Os jardins internos verticais são um exemplo disso.

Residência Varanda / sigit.kusumawijaya © M. Ifran NurdinSalão de Beleza Lushe Beauty / Roby Macedo arquitetura e design. © Jesus PerezCasa DS / Studio Arthur Casas © Ricardo LabougleApartamento KTS / Triplex Arquitetura © Ricardo Bassetti+ 20

Há quem diga que o primeiro jardim vertical da história é o conhecido Jardim Suspenso da Babilônia. Segundo a lenda, um rei ordenou erguer plataformas muito altas sustentadas por pilares de pedra e as encheu com diferentes tipos de plantas criando um paraíso suspenso e rendendo a perspectiva exata de uma região montanhosa, tudo para satisfazer sua rainha que apreciava este tipo de paisagem. Realidade ou não, o fato é que o culto pela domesticação da natureza sempre esteve presente no imaginário do homem das mais diversas maneiras.

Atualmente, quando se fala em jardim vertical, as imagens que temos como referência nada se comparam a magnitude de uma maravilha do mundo antigo, entretanto, elas dizem respeito ao nosso modo de vida atual, assim como a nossa própria relação com a natureza.

Enfatizando um grande sinal dos nossos tempos, a falta de espaço, os jardins verticais em ambientes internos têm assumido um importante papel para tornar a natureza presente mesmo em ambientes muito reduzidos. A despeito das suas pequenas dimensões, as paredes verdes, como também são conhecidos, continuam trazendo benefícios como controle da temperatura ambiente, diminuição da poluição sonora, aumento da umidade do ar etc. isso sem falar sobre as condições de bem-estar psicológico geradas pela proximidade com a natureza.

Entretanto, a arquiteta paisagista Laura Rotter, à frente do escritório Giz de Terra, afirma que, apesar dos jardins verticais serem soluções extremamente elegantes e de alto impacto visual e biofílico em ambientes internos, exigem a observação de algumas questões para garantir seu sucesso em termos de durabilidade e funcionalidade.

Segundo a arquiteta, a irrigação automática é primordial pois garante a quantidade ideal de água levando em conta as condicionantes específicas daquele jardim. Uma parede verde sem irrigação necessita de regas quase que diárias e pode ter seu investimento perdido em casos de privação ou excesso de água. O segundo fator essencial a ser observado é a escolha das espécies vegetais. É indispensável uma análise detalhada das condicionantes locais, considerando as mudanças decorrentes das estações do ano ou das dinâmicas daquele ambiente como: insolação, correntes de vento, temperatura, umidade relativa do ar, acesso para manutenção, variabilidades, entre outras. Como o próprio termo diz, por ser domesticada, a natureza requer cuidado especial, já que, optar pela utilização de plantas nas paredes internas dos ambientes é muito diferente do que escolher um material estático. Elas possuem necessidades específicas que devem ser respeitadas para seu desenvolvimento saudável e duradouro.

Levando isso em conta, selecionamos a seguir diferentes tipologias de projetos contemporâneos que utilizam os jardins verticais internos como parte da sua composição, mostrando que qualquer esforço é válido para se ter a natureza mais perto, independente da escala.

Casas

Casa K / Studio Arthur Casas

Casa K / Studio Arthur Casas © Fernando Guerra | FG+SG
Casa K / Studio Arthur Casas © Fernando Guerra | FG+SG

Casa DS / Studio Arthur Casas

Casa DS / Studio Arthur Casas © Ricardo Labougle
Casa DS / Studio Arthur Casas © Ricardo Labougle

Casa NK / Rua 141 + ZALC Arquitetura

Casa NK / Rua 141 + ZALC Arquitetura © Fran Parente
Casa NK / Rua 141 + ZALC Arquitetura © Fran Parente

Residência Varanda / sigit.kusumawijaya

Residência Varanda / sigit.kusumawijaya © M. Ifran Nurdin
Residência Varanda / sigit.kusumawijaya © M. Ifran Nurdin

Vivienda Rosari 70 / Manuel Sánchez Hernández

Vivienda Rosari 70 / Manuel Sánchez Hernández © Milena Villalba
Vivienda Rosari 70 / Manuel Sánchez Hernández © Milena Villalba

Apartamentos

Apartamento KTS / Triplex Arquitetura

Apartamento KTS / Triplex Arquitetura © Ricardo Bassetti
Apartamento KTS / Triplex Arquitetura © Ricardo Bassetti

Apartamento CDS / David Ito Arquitetura

Apartamento CDS / David Ito Arquitetura © Pedro Vannucchi
Apartamento CDS / David Ito Arquitetura © Pedro Vannucchi

Apartamento EM / DT Estúdio

Apartamento EM / DT Estúdio © Evelyn Muller
Apartamento EM / DT Estúdio © Evelyn Muller

Cobertura Tatiana Leite / Julliana Camargo Arquitetos

Cobertura Tatiana Leite / Julliana Camargo Arquitetos © Victor Affaro
Cobertura Tatiana Leite / Julliana Camargo Arquitetos © Victor Affaro

Apartamento 309 / CoDA arquitetos

Apartamento 309 / CoDA arquitetos © Haruo Mikami
Apartamento 309 / CoDA arquitetos © Haruo Mikami

Comerciais

Salão de Beleza Lushe Beauty / Roby Macedo arquitetura e design

Salão de Beleza Lushe Beauty / Roby Macedo arquitetura e design. © Jesus Perez
Salão de Beleza Lushe Beauty / Roby Macedo arquitetura e design. © Jesus Perez

Restaurante FITFISH / Studio Bloco Arquitetura

Restaurante FITFISH / Studio Bloco Arquitetura. © Marcelo Donadussi
Restaurante FITFISH / Studio Bloco Arquitetura. © Marcelo Donadussi

Clínica HS / Steck Arquitetura

Clínica HS / Steck Arquitetura. © Adriano Pacelli
Clínica HS / Steck Arquitetura. © Adriano Pacelli

Lavi+ / Estúdio Leme

Lavi+ / Estúdio Leme. © Marcos Mendes
Lavi+ / Estúdio Leme. © Marcos Mendes

Escritório IT’S Biofilia / IT'S Informov

Escritório IT’S Biofilia / IT'S Informov. © Alexandre Oliveira – Jafo Fotografia
Escritório IT’S Biofilia / IT'S Informov. © Alexandre Oliveira – Jafo Fotografia

Fábrica na Floresta / Design Unit Architects Snd Bhd

Fábrica na Floresta / Design Unit Architects Snd Bhd © Lin Ho Photography
Fábrica na Floresta / Design Unit Architects Snd Bhd © Lin Ho Photography

Grandes Empreendimentos

Qantas Sydney First Lounge / Marc Newson + Sebastian Segers e Woods Bagot

Qantas Sydney First Lounge / Marc Newson + Sebastian Segers e Woods Bagot . Lounge de embarque
Qantas Sydney First Lounge / Marc Newson + Sebastian Segers e Woods Bagot . Lounge de embarque

Aeroporto Jewel Changi / Safdie Architects

Aeroporto Jewel Changi / Safdie Architects. Cortesia de Jewel Changi Airport
Aeroporto Jewel Changi / Safdie Architects. Cortesia de Jewel Changi Airport

Equipamento Público

PP Garden / People’s Architecture Office

PP Garden / People’s Architecture Office. plants wall. Image Courtesy of People’s Architecture Office
PP Garden / People’s Architecture Office. plants wall. Image Courtesy of People’s Architecture Office

Galeria de Imagens

Ver tudoMostrar menos
Sobre este autor
Cita: Camilla Ghisleni. "Tapeçaria natural: jardins verticais internos em diferentes tipologias de projetos" 23 Jun 2021. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/962753/tapecaria-natural-jardins-verticais-internos-em-diferentes-tipologias-de-projetos> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.