Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Zhengzhou

Zhengzhou: O mais recente de arquitetura e notícia

Conheça os hospitais chineses construídos para controlar a pandemia de COVID-19

Enquanto a esmagadora maioria do mundo ainda está lutando contra o COVID-19, a situação econômica e social na China mostrou sinais de retorno a um novo estilo de vida normal nas últimas semanas. Em outro sinal de boas-novas, o governo chinês anunciou recentemente que os dois hospitais em Wuhan, que foram construídos desde o zero dentro de 10 dias fechariam suas portas no dia 15 de abril e os 30 pacientes restantes serão transferidos para outros hospitais em Wuhan para receber tratamento adicional. Outras regiões da China seguiram passos similares, também anunciando o fechamento de hospitais temporários, mostrando um sinal positivo de que a pandemia do COVID-19 finalmente está sendo derrotada no lugar onde surgiu pela primeira vez.

Copilamos uma lista com os hospitais temporários construídos nos primeiros dois meses de 2020, desenhados especificamente para tratar pacientes com sintomas de COVID-19. No total, a China construiu mais de 30 hospitais temporários em todo o país. A velocidade a qual completaram essas instalações médicas foi alcançada graças ao árduo trabalho de dezenas de milhares de pessoas que trabalharam 24 horas por dia.

Centro Cultural / Verse Design

© Schran Images
© Schran Images

© Schran Images © Schran Images © Schran Images © Schran Images + 25

Zhengzhou, China
  • Arquitetos: Verse Design
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  5100
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2015

Arranha-céus de 2018: alternativas ao arquétipo da torre de vidro

© Viktor Sukharukov
© Viktor Sukharukov

Seja como um objeto isolado ou parte de um conjunto de edifícios, arranha-céus são ícones excêntricos que habitam os principais centros urbanos do planeta. Uma metáfora da modernidade, do sucesso e da riqueza, arranha-céus são sinônimos da arquitetura das mais vibrantes cidades do mundo como Nova Iorque, Dubai e Singapura.

Cada vez mais altas e onipresentes nos quatro cantos do mundo, ainda há muito para se descobrir e explorar sobre estas estruturas. O ano de 2018 nos apresentou novas abordagens, tecnologias e localizações para a tipologia arquitetônica mais celebrada dos tempos modernos. Passando por novos materiais e formas, os projetos de edifícios em altura começaram a abordar aspectos que vão muito além da simples eficiência e altura, propondo superar novos desafios e explorando novas formas. A seguir apresentaremos alguns dos projetos mais inovadores e as principais tendências em projetos de arranha-céus apresentados ao longo deste ano:

Cortesia de Plompmozes © Rafael de la-Hoz Arquitectos © Virgile Simon Bertrand Cortesia de Zaha Hadid Architects + 13

As Torres Gêmeas de Zhengzhou / gmp Architects

Vista da estação de trem © Jianghe Zeng Iluminada de noite © Jianghe Zeng Fachada © Jianghe Zeng Escada no saguão superior © Jianghe Zeng + 16

Zhengzhou, China
  • Arquitetos: gmp Architects
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  746000
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2018

Exposição internacional de horticultura Jardim Urumqi China 2017 / Lab D+H

© Xue'er photography Tang Xi © Xue'er photography Tang Xi © Xue'er photography Tang Xi © Xue'er photography Tang Xi + 21

Zhengzhou, China
  • Arquitetos: Lab D+H
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  600
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2017

Tonkin Liu divulga projeto de torres em Zhengzhou

O escritório londrino Tonkin Liu divulgou imagens de seu projeto para Centro Empresarial em Zhengzhou, na China. As Cradle Towers de Zhengzhou serão compostas de cinco torres de uso misto sobre um embasamento em forma de anel. Inspirado pela paisagem montanhosa próxima de Songshan, o projeto visa celebrar as origens da cidade que vem se direcionando para um futuro altamente tecnológico.

Uma família de cinco torres cria uma paisagem montanhosa urbana. Cortesia de Tonkin Liu Uma fachada responsiva cria uma base pesada. Cortesia de Tonkin Liu Um embasamento em forma de anel conterá um jardim paisagístico. Cortesia de Tonkin Liu Torres de uso misto com fachadas responsivas e jardins verticais. Cortesia de Tonkin Liu + 8

Teatro dos Monges Voadores / Mailitis Architects

© Ansis Starks © Ansis Starks © Ansis Starks © Ansis Starks + 24

Zhengzhou, China
  • Arquitetos: Mailitis Architects
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  614
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2016

Conheça o funcionamento da iPhone City na China

O New York Times publicou um artigo intitulado "How China Built iPhone City With Billions in Perks for Apple’s Partners’", revelando um tesouro de benefícios públicos para a maior fábrica de iPhone do mundo em Zhengzhou, na China. Em uma cidade de seis milhões de habitantes em uma região empobrecida da China, o governo local contribuiu com US$ 1,5 bilhão para a Foxconn, a fabricante dos iPhones da Apple. O dinheiro é usado, em parte, para melhorar a infra-estrutura local, reduzir os custos de exportação da Foxconn e construir moradias para os 350.000 trabalhadores da fábrica (cinco vezes o número de pessoas empregadas diretamente pela Apple nos Estados Unidos).

Loja da Apple Store em Xangai, China © Flickr user wza. Licença CC BY-NC-ND 2.0 Zhengzhou Convention Centre © Flickr user josechugijon. Licença  CC BY-NC-ND 2.0 Foxconn fabrica o iPhone © Flickr user prachatai. Licença  CC BY-NC-ND 2.0 iPhone City, Zhengzhou, à noite © Flickr user damien_thorne. Licença CC BY-NC-ND 2.0 + 5