Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Mvrdv

Mvrdv: O mais recente de arquitetura e notícia

MVRDV dá vida ao Minecraft com o projeto RED7 em Moscou

O escritório holandês MVRDV divulgou o RED7, um projeto habitacional para Moscou e o primeiro edifício da empresa na Rússia. O MVRDV foi eleito vencedor do concurso para o edifício em dezembro de 2017, e o projeto foi aceito pelo comitê de arquitetura de Moscou. Assumindo a geometria de blocos empilhados que fazem lembrar o jogo Minecraft, o projeto tem como inspiração seu próprio contexto. Como um portal simbólico para o centro da cidade, o projeto contará com 289 apartamentos com terraços e vistas amplas para o horizonte da capital russa.

RED7. Cortesia de MVRDV RED7. Cortesia de MVRDV RED7. Cortesia de MVRDV RED7. Cortesia de MVRDV + 12

M·Cube / MVRDV

© Seth Powers
© Seth Powers

© Seth Powers © Seth Powers © Seth Powers © Seth Powers + 22

Dongcheng, China
  • Arquitetos: MVRDV
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano: 2018

O que acontece com os Pavilhões da Serpentine Gallery quando são desmontados?

Se o sinal mais seguro do início do verão em Londres é a aparição de um novo pavilhão em frente à Serpentine Gallery, talvez seja justo dizer que o verão termina quando o pavilhão é desmontado. As instalações ganharam destaque desde sua edição inaugural em 2000, atuando como uma espécie de honra exclusiva e indicação de talento para os escolhidos para construir ali. Arquitetos anteriores incluem Zaha Hadid, Rem Koolhaas e Olafur Eliasson.

Serpentine Pavilion 2015 / Selgas Cano. Image © Iwan Baan Serpentine Pavilion 2014 / Smiljan Radic. Image © Iwan Baan Serpentine Pavilion 2006 / Rem Koolhaas. Image © John Offenbach Serpentine Pavilion 2007 / Olafur Eliasson, Kjetil Thorsen, Cecil Balmond. Image © Luke Hayes + 20

MVRDV projeta reforma e ampliação de edifício histórico em Wrocław, Polônia

O MVRDV acaba de divulgar os últimos detalhes do projeto de restauro do edifício tombado na Ilha do Malte (Wyspa Słodowa), na cidade de Wroclaw, na Polônia. Conhecido como “Concordia Hub”, o projeto conservará a principal fachada histórica do edifício do século XIX, adicionando uma ampliação posterior de modo a criar uma nova frente para o parque.

A Ilha foi utilizada como base militar durante a segunda guerra mundial, quando a cidade ainda pertencia à Alemanha. Wroclaw foi a última cidade alemã a se render em 1945, semanas depois do suicídio de Adolf Hitler, quando a maioria das tropas Russas já havia chegado à Berlim, 350 km à oeste da capital da Baixa Silésia. Isso significa que praticamente todas as estruturas existentes na Ilha do Malte foram completamente destruídas durante os últimos meses da guerra e principalmente no ano seguinte, durante os primeiros meses da ocupação Soviética na nova Polônia. O projeto de restauro de uma das únicas estruturas remanescentes na Ilha do Malte, abandonada durante anos, é uma tentativa de resgatar o patrimônio histórico enquanto cria novas infra-estruturas públicas à serviço da comunidade local.

Cortesia de MVRDV Cortesia de MVRDV Cortesia de MVRDV Cortesia de MVRDV + 4

Destaques da semana: o que define um lugar?

Todos nós sabemos que o conceito de lugar é um valor essencial para todas as pessoas, assim como para os arquitetos e as cidades que eles projetam. Arquitetos,  urbanistas e até mesmo os administradores públicos costumam profetizar que "lugares" podem transformar uma cidade para melhor - mas o que nem todos sabem ao certo é, o verdadeiro significado deste conceito.

The Imprint / MVRDV

© Ossip van Duivenbode
© Ossip van Duivenbode

© Ossip van Duivenbode © Ossip van Duivenbode © Ossip van Duivenbode © Ossip van Duivenbode + 32

Gwangjang-dong, Coreia do Sul
  • Arquitetos: MVRDV
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área: 9800.0 m2
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano: 2018

UNStudio é vencedor em concurso para arranha-céu em Melbourne

O UNStudio foi oficialmente anunciado como vencedor do concurso de projeto para um novo marco na cidade de Melbourne. Selecionado de uma série de escritórios de ponta, incluindo BIG, OMA e MAD Architects, a proposta do UNStudio para o projeto de U$ 2 bilhões inclui um par de torres trançadas chamadas Green Spine. Como o maior projeto monofásico da história de Victoria, na Austrália, o Green Spine foi projetado como um ambiente de uso misto de ponta, centrado em inovação em arquitetura e design.

Green Spine. Cortesia de UNStudio / Cox Architecture Green Spine. Cortesia de UNStudio / Cox Architecture Green Spine. Cortesia de UNStudio / Cox Architecture Green Spine. Cortesia de UNStudio / Cox Architecture + 30

OMA, BIG e UNStudio divulgam propostas para novo marco em Melbourne

Uma proeminente seleção, incluindo BIG, OMA e UNStudio, revelaram suas visões para o novo marco nos arredores do Melbourne Southbank. O projeto de U$ 2 bilhões será o maior projeto na história de Victoria, na Austrália, planejado como "um ambiente de uso misto" a ser "centrado em torno da inovação em arquitetura e design".

Os seis projetos selecionados incluem torres retorcidas, blocos interligados e bairros empilhados, todos concentrados no terreno do BMW Southbank, com 6.000 metros quadrados. Os projetos foram revelados em um simpósio público no dia 27 de julho, com palestrantes dos escritórios selecionados.

Urban Tree. Cortesia de MAD Architects / Elenberg Fraser Urban Tree. Cortesia de MAD Architects / Elenberg Fraser Stack. Cortesia de MVRDV / Woods Bagot Green Spine. Cortesia de UNStudio / Cox Architecture + 24

Escritórios de arquitetura dos Países Baixos, pelas lentes de Marc Goodwin

O incansável fotógrafo de arquitetura, Marc Goodwin, é conhecido por suas séries fotográficas de escritórios e empresas de arquitetura ao redor do mundo. Através de suas lentes, pudemos conhecer melhor o mundo privado de uma série de arquitetos de Dubai, Londres, Paris, Pequim, Xangai, Seul, da Escandinávia e também de Barcelona. Na mais recente edição, apresentada à seguir, Goodwin viajou até os Países Baixos onde registrou o universo privado de outros dezessete escritórios. São escritórios de diferentes escalas, instalados em antigos edifícios ou espaços anteriormente utilizados como escritórios, bancos ou fábricas. Marc Goodwin nos oferece um vislumbre do cotidiano pessoal destes incríveis arquitetos e de seus ambientes de trabalho.

MVRDV transformará antigo monumento comunista em um centro de arte e tecnologia na Albânia

Cortesia de MVRDV
Cortesia de MVRDV

O MVRDV apresentou um projeto que promete transformar a "Pirâmide de Tirana", construída durante o período comunista na capital e maior cidade da Albânia, em um centro de tecnologia, arte e cultura. Segundo os arquitetos, a estrutura atualmente abandonada será revitalizada para abrigar o novo centro educacional multifuncional de Tirana.

A Pirâmide de Tirana foi inaugurada em 1988 como Museu Enver Hoxta, projetado em homenagem ao ex-líder comunista da Albânia. Depois, o edifício foi utilizado como a sede da NATO durante as Guerras dos Balcãs, como uma discoteca e ainda como espaço para eventos. Embora abandonada, a estrutura continua sendo um local popular na cidade, onde a juventude de Tirana se reune frequentemente. Como uma espécie de homenagem a essa apropriação única, o projeto do MVRDV prevê que a cobertura seja um espaço de convívio e encontro entre as pessoas.

Cortesia de MVRDV © Gent Onuzi Cortesia de MVRDV Cortesia de MVRDV + 5

BIG, OMA, e MVRDV entre os finalistas em concurso para marco de Melbourne

A lista de candidatos para um novo projeto de referência em Melbourne foi anunciada, incluindo arquitetos globais premiados como Bjarke Ingels Group, MVRDV, e OMA. Para o empreendimento de uso misto “Southbank by Beulah”, os arquitetos selecionados participarão de um concurso de projeto em colaboração com empresas australianas locais, cada uma produzindo uma proposta para o terreno do BMW Southbank de Melbourne.

Com um valor final superior a US $ 2 bilhões, o Southbank by Beulah será o primeiro projeto privado de grande escala que adere às diretrizes do Instituto Australiano de Arquitetura, enquanto o concurso de projeto será presidido por um júri de acadêmicos, arquitetos, proprietários e governo.

Passarela projetada pelo MVRDV em Der Helder se move de acordo com as marés

O MVRDV venceu um concurso para o projeto de uma instalação na cidade costeira da Holanda de Den Helder, a qual busca fortalecer a conexão entre a terra e o mar através de um novo ícone urbano. O "SeaSaw" consistirá em uma plataforma mirante equilibrada sobre a área de amortecimento de inundações da cidade, uma estrutura singular elogiada pelo júri por capturar "o espírito da cidade e sua relação com a água através de sua forma infinita".

Cortesia de MVRDV Cortesia de MVRDV Cortesia de MVRDV Cortesia de MVRDV + 9

Inspire-se nesses projetos que incorporam estantes de livros de modo impressionante

Muito antigamente, os livros eram mantidos em baús e, posteriormente, em armários. Com o passar do tempo, livramo-nos das portas e as estantes de livros começaram a evoluir. Hoje, as estantes são usadas como elementos arquitetônicos que ajudam a definir o espaço e, em alguns casos, até a luz. Em comemoração ao Dia Internacional do Livro, em 23 de abril, o ArchDaily compilou este conjunto de estantes impressionantes e, por vezes, inovadoras.

Veja, a seguir, projetos de Alberto Kalach, ARCHSTUDIO, Toyo Ito, entre outros, que incorporam de maneira inventiva as estantes de livros.

Cortesia de Alberto Kalach © Tsukui Teruaki © Dirk Weiblen © Jaime Navarro + 17

MVRDV apresenta projeto alternativo para o Museu de Arte de Taoyuan

O MVRDV apresentou um projeto alternativo para o Museu de Arte de Taoyuan. A proposta dos arquitetos holandeses não foi selecionada pelo concurso internacional de arquitetura organizado pela instituição responsável, a qual elegeu como vencedora a ideia concebida por Riken Yamamoto & Field Shop. O conceito apresentado pelo MVRDV, desenvolvido em colaboração com o JJP Architects and Planners, procurava criar um novo destino cultural centrado na natureza, transformando o museu na "cereja do bolo" da cidade.

Ao longo do processo, o MVRDV inspirou-se no mundo natural, reconhecendo o potencial do terreno na criação de novos espaços públicos para a cidade de Taoyuan, a qual encontra-se em um rápido processo de expansão, aonde já não é possível distinguir os limites entre o ambiente construído e natural.

Cortesia de MVRDV + JJP Cortesia de MVRDV + JJP Cortesia de MVRDV + JJP Cortesia de MVRDV + JJP + 8

Projeto de remodelação do MVRDV para o maior shopping urbano da Europa começa a ser construído

No terceiro distrito da cidade francesa de Lyon, teve início a construção do Lyon Part-Dieu, um projeto desenhado por MVRDV que busca transformar o principal centro comercial da cidade. Com um fechamento de vidro parcialmente transparente e uma cobertura-jardim pública, o projeto revitalizará e integrará o que antes era um complexo introvertido construído em uma época dominada pelo automóvel.

Com 166 mil metros quadrados, o Lyon Part-Dieu é o maior centro comercial da Europa, construído em 1975. Para melhorar o complexo existente, o projeto do MVRDV se coloca como uma intervenção contemporânea na antiga fachada e uma reorganização do programa interno.

O melhor da arquitetura chinesa em 2017

2017 foi um ano importante para a arquitetura chinesa. Da Biblioteca de Tianjin Binhai que invade a internet com uma enxurrada de imagens que mostram o "mar de prateleiras" escalonadas, à Medalha Alvar Aalto concedida a Zhang Ke do estúdio standardarchitecture. A China teve presença notável no cenário global da arquitetura

Muitos de nossos leitores em todo o mundo celebraram o Ano Novo Chinês e deram as boas-vindas ao Ano do Cachorro, por isso, gostaríamos de dar uma revisada em 2017 e compartilhar com vocês os projetos mais visitados da China. Esta é uma coleção de projetos provenientes de escritórios mundialmente famosos, como MVRDV e MAD Architects, e também dos talentos locais mais jovens que demonstraram um grande potencial para trazer mudanças positivas para o ambiente construído desse país.

Para além das imagens virais: Biblioteca Tianjin Binhai do MVRDV por #donotsettle

#donotsettle é um projeto online de video criado por Wahyu Pratomo e Kris Provoost sobre arquitetura e a forma como ela é percebida pelos usuários. Eles visitam edifícios, fazem vídeos e escrevem histórias em sua coluna exclusiva no ArchDaily, #donotsettle Extra.

Sim, aquela biblioteca. As imagens da Biblioteca Tianjin Binhai apareceram em todos os lugares, de blogs de arquitetura a noticiários, até tornarem-se completamente virais nas mídias sociais. Tínhamos que ir vê-la e mostrar para você como é o espaço. Então, fizemos uma parceria com o MVRDV, que nos enviou para Tianjin para ver a edificação de perto.

A Biblioteca Tianjin Binhai, projetada pelo MVRDV, faz parte do masterplan para o novo Centro Cultural de Binhai (realizado pela alemã GMP). O edifício tornou-se um sucesso fenomenal nas mídias sociais e chegou a todos os cantos do mundo. Desde sua abertura, o número de visitantes tem aumentado constantemente, muitos deles provenientes de longe de Tianjin. A biblioteca é um ponto de destino, redefinida.

© Ossip van Duivenbode © Ossip van Duivenbode © Ossip van Duivenbode © Ossip van Duivenbode + 8

MVRDV vence concurso para torres de uso misto em Roterdã

MVRDV revelou o projeto de Weenapoint, um novo empreendimento de uso misto para a cidade natal do escritório: Roterdã, na Holanda.

Localizado no Distrito Central de Roterdã, vizinho à Estação Central de Roterdã, o projeto de 50 mil metros quadrados aumentará a recente transformação do complexo Weenapoint liderado pelo empreendedor Maarsen Groep. A terceira e última fase do plano, a proposta do MVRDV acrescentará 17.000 metros quadrados de espaço de escritórios, um embasamento comercial cheio de vida e até 300 unidades residenciais.

Vista do embasamento. © Mozses Vista da rua.© MVRDV Vista da esquina. © Mozses Vista noturna. © MVRDV + 7