O site de arquitetura mais visitado do mundo
Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. mobiliario

mobiliario

Coleção de objetos projetados por Zaha Hadid será exibida na Maison et Objet em Paris

15:00 - 19 Janeiro, 2019
Coleção de objetos projetados por Zaha Hadid será exibida na Maison et Objet em Paris, Vasos em trança. Imagem © Zaha Hadid Design
Vasos em trança. Imagem © Zaha Hadid Design

Zaha Hadid Architects publicou imagens da sua última coleção que será apresentada na Maison et Objet 2019 em Paris no final deste mês. A coleção, que incorpora o processo inventivo de Zaha Hadid, apresenta uma taça de vidro em formato de "redomoinho" e uma coleção em mármore monocromático.

O festival Maison et Objet é descrito como a autoridade internacional para decoração do lar, design de interiores, arquitetura e cultura lifestyle, com a sua feira bianual de Paris que acontecerá nos dias 18 a 22 de janeiro de 2019.

Jogo de mesa. Imagem © Zaha Hadid Design Mármore cell. Imagem © Zaha Hadid Design Mármore cell. Imagem © Zaha Hadid Design Bandeja. Imagem © Zaha Hadid Design + 17

A importância de entender o corpo humano: Projetando para todo o tipo de pessoas

12:00 - 18 Janeiro, 2019
A importância de entender o corpo humano: Projetando para todo o tipo de pessoas, Esboços de Bill Stumpf, que mostram seu desejo de projetar uma cadeira que funcione para todos os tipos de corpos. Cortesia de Herman Miller
Esboços de Bill Stumpf, que mostram seu desejo de projetar uma cadeira que funcione para todos os tipos de corpos. Cortesia de Herman Miller

É um simples senso comum: um bom design é baseado nas pessoas e no que elas realmente precisam. Como arquitetos, estamos nos aprofundando o suficiente para dar as respostas corretas aos requisitos que enfrentamos em cada projeto?

A Herman Miller é um ótimo exemplo desse entendimento. Fundada em 1905 por Dirk Jan De Pree, a empresa americana produz equipamentos e móveis para escritórios e habitações, incluindo um alto nível de pesquisa para entender o corpo humano e a maneira como habitamos nossos espaços cotidianos. Essas investigações, apoiadas por testes de usabilidade e trabalho multidisciplinar, resultam em um grande número de peças de mobiliário e projetos espaciais que agora são usados com sucesso por pessoas em todo o mundo.

Tivemos a oportunidade de visitar a sede da empresa em Zeeland, Michigan, e entender como esses estudos têm sido realizados há várias décadas.

Você gastaria US$145 mil na Cadeira Lapella desenhada por Zaha Hadid Architects?

15:00 - 21 Agosto, 2018
Courtesy of Zaha Hadid Architects
Courtesy of Zaha Hadid Architects

Para aqueles com US$145 mil escondidos debaixo da cama, Zaha Hadid Architects projetou e lançou recentemente a Cadeira Lapella, dando continuidade às suas “investigações em estrutura e tectônica, reinterpretando a icônica poltrona de 1963 desenhada por Hans J. Wegner”.

Feita de mármore italiano, a Lapella mantém as proporções, a escala e a inclinação da cadeira original, ao mesmo tempo em que introduz “técnicas contemporâneas de trabalho em pedra e compostos de fibra de carbono”.

Courtesy of Zaha Hadid Architects Courtesy of Zaha Hadid Architects Courtesy of Zaha Hadid Architects Courtesy of Zaha Hadid Architects + 10

Brutalismo & Skate: os bancos de concreto pigmentado de J. Byron-H

19:00 - 29 Julho, 2018
Brutalismo & Skate: os bancos de concreto pigmentado de J. Byron-H , © Samuel McGuire
© Samuel McGuire

Com produtos como máquinas de café de concreto, gnomos de jardim de concreto e até mesmo jóias de concreto, designers estão encontrando maneiras notáveis de experimentar com o material, provando que o concreto é muito mais do que apenas um componente volumoso de construção.

O arquiteto e designer baseado em Los Angeles J.Byron-H, conhecido por sua diversão com formas materiais e inesperadas, experimentou concreto e fibra de vidro e criou peças contemporâneas e leves, inspiradas por skates e brutalismo arquitetônico.

© Samuel McGuire © Samuel McGuire © Samuel McGuire Cortesia de J. Byron-H + 40

Exposição "Bancos Indígenas do Brasil" no Pavilhão Japonês, no Parque do Ibirapuera

08:00 - 6 Junho, 2018
Exposição "Bancos Indígenas do Brasil" no Pavilhão Japonês, no Parque do Ibirapuera, Com entrada gratuita, exposição marca os 110 anos da imigração japonesa no Brasil; abertura é dia 9 de junho
Com entrada gratuita, exposição marca os 110 anos da imigração japonesa no Brasil; abertura é dia 9 de junho

PAVILHÃO JAPONÊS DO PARQUE DO IBIRAPUERA RECEBE A EXPOSIÇÃO BANCOS INDÍGENAS DO BRASIL

Com entrada gratuita, exposição marca os 110 anos da imigração japonesa no Brasil; abertura é dia 9 de junho

No dia 9 de junho, o Pavilhão Japonês, construção localizada no Parque do Ibirapuera, em São Paulo, e inspirada no Palácio Katsura, de Kioto, recebe a exposição Bancos Indígenas do Brasil, que apresenta cerca de 70 peças da coleção BEI. Os bancos foram produzidos por povos de várias regiões do alto e baixo Xingu, sul da Amazônia, Centro-Oeste, norte do Pará, Guianas e noroeste amazônico. No fim de

Designers italianos criam mobiliário compatível com Lego

15:00 - 26 Março, 2018
Designers italianos criam mobiliário compatível com Lego, Cortesia de Studio NINE
Cortesia de Studio NINE

Para os aficionados por Lego, o design de mobiliário atingiu um novo patamar. Criado por uma equipe de designers italianos, Stüda tornou realidade o sonho de móveis compatíveis com Lego. O mobiliário modular vem em uma variedade de cores e uma textura padronizada que permite afixar os famoso blocos de montar.

Cortesia de Studio NINE Cortesia de Studio NINE Cortesia de Studio NINE Cortesia de Studio NINE + 23

Guia Arauco: Como projetar e construir uma cozinha corretamente?

14:00 - 20 Fevereiro, 2018
Guia Arauco: Como projetar e construir uma cozinha corretamente?, Cortesía de Arauco
Cortesía de Arauco

Antes de começar a projetar, o mais importante é entender como a cozinha será utilizada. Este é o enfoque básico que qualquer arquiteto deve ter, porque a cozinha não pode ser um espaço residual, ou simplesmente um espaço que se definirá automaticamente ao final do projeto; deve-se entender que a cozinha possui fluxos e distintas áreas de trabalho e isso deve ser levado em conta desde o início do projeto.

Mas além do estilo ou do desenho requerido pelo cliente, é importante definir certa modulação que permita otimizar seu rendimento e assim minimizar os custos de fabricação de seus diferentes elementos. Deste modo, as medidas de todos os componentes de uma cozinha devem ser entendidas e interiorizadas antes que o espaço que os abrigará seja definido.

Cortesía de Arauco Cortesía de Arauco Cortesía de Arauco Cortesía de Arauco + 23

Estúdio indiano cria ganchos de parede inspirados em obras de Niemeyer, Le Corbusier e outros arquitetos

07:00 - 3 Fevereiro, 2018
Estúdio indiano cria ganchos de parede inspirados em obras de Niemeyer, Le Corbusier e outros arquitetos, © Sameer Tawde
© Sameer Tawde

O estúdio de design e fabricação digital MuseLAB, da Índia, desenvolveu uma série de ganchos de parede inspirada em obras primas da arquitetura moderna e contemporânea. Estes objetos utilitários domésticos assumem a forma de projetos emblemáticos de arquitetos como Oscar Niemeyer, Le Corbusier, Charles Correa, Michael Graves, entre outros.

Lançamento Livro Sergio Rodrigues / Designer

08:00 - 11 Dezembro, 2017
Lançamento Livro Sergio Rodrigues / Designer, Livro será lançado dia 14.12 na loja Dpot e busca contextualizar a produção do designer no cenário de modernização do móvel brasileiro e internacional
Livro será lançado dia 14.12 na loja Dpot e busca contextualizar a produção do designer no cenário de modernização do móvel brasileiro e internacional

Livro será lançado dia 14.12 na loja Dpot e busca contextualizar a produção do designer no cenário de modernização do móvel brasileiro e internacional e apresentar um recorte dessa produção sob a perspectiva do desenho.

São Paulo, 2017 - No próximo dia 14.12, a BEĨ Editora lança o livro “Sergio Rodrigues/Designer”. Não se trata de uma biografia de Sergio, tampouco de um catálogo raisonné. Organizado por Baba Vacaro - que também assina os textos - e Fernando Mendes, e com ensaio fotográfico de Fernando Laszlo, a obra pretende

Pavilhão de l'Esprit Nouveau de Le Corbusier é eleito um dos 20 projetos mais significativos do mundo moderno

07:00 - 20 Novembro, 2017
Pavilhão de l'Esprit Nouveau de Le Corbusier é eleito um dos 20 projetos mais significativos do mundo moderno, Cortesia de ADAGP, Paris 2015
Cortesia de ADAGP, Paris 2015

Stephen Bayley, idealizador do Museu de Design de Londres e colunista da CNN, elencou o Pavillon de l’Esprit Nouveau de Le Corbusier como um dos "20 projetos mais representativos do mundo moderno". Antes de apresentar os projetos escolhidos, Bayley apresenta uma breve história além de distintas definições de arquitetura; culminando com a conclusão de que projetos dão significado à nossa vida. Bayley escreve: "Le Corbusier declarou que projeto é a "inteligência visível". Isso certamente é verdade, mas a inteligência pode assumir muitas formas ... "[1]

Mobiliários projetados por arquitetos portugueses

12:00 - 16 Novembro, 2017
Mobiliários projetados por arquitetos portugueses, Cadeira multifuncional Suanni_Pedro Quintela. Image Cortesia de Pedro Quintela Studio
Cadeira multifuncional Suanni_Pedro Quintela. Image Cortesia de Pedro Quintela Studio

Com desenho minimalista, formas puras e um refinado arranjo, a arquitetura moderna portuguesa consagrou-se pela harmonia entre tradição e inventividade. Não diferente, o design concebido pelos arquitetos portugueses têm buscado refletir as questões que incubem a maior escala à menor – o mobiliário.

Mobiliários projetados por arquitetos brasileiros

12:00 - 24 Outubro, 2017
Mobiliários projetados por arquitetos brasileiros, Poltrona Bowl_Lina Bo Bardi. Image © Nelson Kon
Poltrona Bowl_Lina Bo Bardi. Image © Nelson Kon

A frente de trabalho de um arquiteto é quase sempre marcada pelo insaciável desejo por desenhar tudo, da maior à menor escala na tentativa de assumir o controle integral do projeto. Como dizia Mies Van Der Rohe, “Deus está nos detalhes”. E, para uma extensa lista de arquitetos, conceber o mobiliário especialmente à composição de suas obras, tornou-se fundamental.

Ao longo da história da Arquitetura brasileira, especialmente desde o Modernismo, arquitetos destacaram-se não apenas no desenho de residências e edifícios, mas também, pelos minuciosos projetos de mobiliários. Muitos nasceram para compor projetos específicos e posteriormente, pela notoriedade assumida, passaram a ser produzidos em série pela indústria.

Cadeira Isa d’aprés siza_Marcenaria Baraúna. Image Cortesia de Dpot Cadeira Nóize_Guto Requena. Image Cortesia de Guto Requena Poltrona Bowl_Lina Bo Bardi. Image © Nelson Kon Poltrona Paulistano_Paulo Mendes da Rocha. Image Cortesia de Dpot + 55

Estudantes projetam mobiliários temporários para desabrigados

19:00 - 15 Outubro, 2017
Estudantes projetam mobiliários temporários para desabrigados, © Jani Luukkonen
© Jani Luukkonen

Dez estudantes de design de mobiliário do terceiro ano da Universidade de Lahti da Finlândia, Instituto de Design, criaram soluções temporárias usando apenas madeira compensada e papelão ondulado. Uma fabricação de baixo custo, rápida e fácil, sem ferramentas necessárias: Rehome é uma solução para catástrofes recentes, como desastres naturais e a atual crise de refugiados, que deixa muitas pessoas desabrigadas de suas casas.

© Jani Luukkonen © Jani Luukkonen © Jani Luukkonen © Jani Luukkonen + 16

Como construir um banco de madeira modular que cria uma extensão da calçada

19:00 - 7 Setembro, 2017
Como construir um banco de madeira modular que cria uma extensão da calçada, © Zeenah Mohammed Ali
© Zeenah Mohammed Ali

O design modular desenvolvido pelos estudantes do Departamento de Ciências da Arquitetura da Universidad Ryerson propõe um espaço público para sentar e relaxar que funciona como uma extensão da calçada, apropriando-se e outorgando um novo significado às vagas de estacionamento na ruas de Toronto.

O projeto, uma forma ondulada natural, é construído por uma série de módulos de madeira de Accoya, que permitem um fácil armazenamento, reutilização e reconfiguração.

© Zeenah Mohammed Ali © Zeenah Mohammed Ali © Zeenah Mohammed Ali © Zeenah Mohammed Ali + 35

Curso Livre sobre Mobiliário Coletivo

16:00 - 3 Agosto, 2017
Curso Livre  sobre Mobiliário Coletivo, Inscrições até 14 de agosto.
Inscrições até 14 de agosto.

Escola da Cidade promove curso livre sobre MOBILIÁRIO COLETIVO – 2ª TURMA

Os encontros são gratuitos e acontecem de setembro a novembro, com aulas teóricas e vivência em campo. Inscrições até 14 de agosto.

A Escola da Cidade – Faculdade de Arquitetura e Urbanismo, em parceria com o Sesc São Paulo promove de agosto a novembro o curso livre gratuito “Cultura, objeto e indústria: curso livre de mobiliário coletivo”, organizado pelos arquitetos José Paulo Gouvêa e Alexandre Benoit.

Teórico-prático sobre o mobiliário para espaços coletivos e sua relação com a cidade, tem como objetivo investigar questões referente à produção do mobiliário coletivo,

'Da Árbore á Cadeira', a cadeira como manifesto arquitetônico na Galícia

14:00 - 5 Junho, 2017
'Da Árbore á Cadeira', a cadeira como manifesto arquitetônico na Galícia, © Carlos Seoane + Museu Centro Gaiás, CREUSeCARRASCO, Héctor Santos Díez
© Carlos Seoane + Museu Centro Gaiás, CREUSeCARRASCO, Héctor Santos Díez

"Eis aqui meu segredo, que não pode ser mais simples: somente com o coração é possível ver bem; o essencial é invisível aos olhos". Antoine de Saint-Exupéry nos recebe na exposição 'Da Árbore á Cadeira', do Museu Centro Gaiás (Cidade da Cultura de Galícia), que desde o dia 7 de abril nos mostra uma seleção de cadeiras dos arquitetos galegos ou estabelecidos na Galícia. A mostra parte do tronco, elemento primogênito do qual nascem as cadeiras e continua seu percurso através de uma pequena seleção de arte galega relacionada com a paisagem da região. A mostra é imprescindível para todo aquele que tem a sorte de visitar Santigo de Compostela antes do dia 5 de novembro, data em que a exposição será finalizada.

O que há nas cadeiras para atrair tanto os arquitetos? Como elemento arquitetônico sua incorporação a um espaço lhe confere vida e ambiente, como elemento plástico outorga caráter e personalidade. Pensemos nos grandes mestres da arquitetura: todos possuem uma cadeira em seu portfólio de obras. Mies Van der Rohe, Le Corbusier, Wright, Marcel Breuer, Charles & Ray Eames, Rietveld, Alvar Aalto, Jacobsen, Saarinen... A lista é incansável e a qualidade e transcendência de cada uma delas é inquestionável. De certo modo, podemos dizer que parte da história da arquitetura pode ser explicada a partir das cadeiras dos arquitetos. Por acaso elas não são um manifesto radical e brutal dos conceitos teóricos que cada arquiteto desenvolve?

© Héctor Santos Díez Xulio Turnes. Image Cortesía de Carlos Seoane + Museo Centro Gaiás Carlos Pita. Image Cortesía de Carlos Seoane + Museo Centro Gaiás © José Caruncho + 21

Peças de concreto para móveis inspiradas na arquitetura de Carlo Scarpa

07:00 - 16 Maio, 2017
Peças de concreto para móveis inspiradas na arquitetura de Carlo Scarpa, © Sameer Tawde
© Sameer Tawde

Material Immaterial Studio divulgou MIRAGE, uma série de peças em concreto para mobiliários inspirados pela obra do arquiteto Carlo Scarpa.

A série MIRAGE é composta de puxadores,  de concreto e ganchos de roupas, todos os quais visam criar um caráter através da luz e sombra. Algumas das peças, com um padrão de ziguezague, são destinadas a reduzir o peso do material de concreto, tornando-o leve e delicado, enquanto outras peças são destinadas a expressar uma sensação de solidez.

© Sameer Tawde © Sameer Tawde © Sameer Tawde © Sameer Tawde + 13

Móvel como arquitetura: a Marcenaria Baraúna

18:00 - 15 Maio, 2017
Móvel como arquitetura: a Marcenaria Baraúna , © Bob Wolfenson. Cortesia de Marcenaria Baraúna
© Bob Wolfenson. Cortesia de Marcenaria Baraúna

Criada em 1987 pelos arquitetos Francisco Fanucci, Marcelo Ferraz e Marcelo Suzuki, em atividade paralela e complementar ao escritório Brasil Arquitetura, a Marcenaria Baraúna é hoje uma das iniciativas mais longevas e representativas do Brasil na criação e produção de móveis de design autoral. Ao contar detalhes dessa trajetória e reunir textos críticos sobre a mesma, o livro Móvel como arquitetura, escrito em comemoração aos 30 anos de atividades da marcenaria, contextualiza e dá ao leitor a dimensão de sua relevância na teia contemporânea do design brasileiro.