Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Intervencao Urbana

Intervencao Urbana: O mais recente de arquitetura e notícia

Translações sonoras: a construção de paisagens auditivas na cidade

19:00 - 9 Novembro, 2018
Translações sonoras: a construção de paisagens auditivas na cidade, Intervenção na Praça do Pêndulo de Foucault
Intervenção na Praça do Pêndulo de Foucault

Translações Sonoras é uma instalação urbana desenvolvida pelos arquitetos Mathias Klenner e Sofía Balbontín, acadêmicos da Faculdade de Arquitetura, Design e Construção da UDLA, em conjunto com estudantes de arquitetura da Universidad Austral de Chile.

A intervenção explora as diversas paisagens sonoras de Valdivia e seu entorno próximo, vinculando territórios e comunidades através da translação em tempo real de múltiplas sonoridades invisibilizadas em direção ao centro da cidade.

Conheça a proposta detalhada segundo as palavras de seus autores, a seguir.

Mountain / Zhaohong Zhang

12:00 - 13 Outubro, 2018
 Mountain / Zhaohong Zhang, © Li Zhou
© Li Zhou

© Li Zhou © Li Zhou © Li Zhou © Li Zhou + 26

  • Arquitetos

  • Localização

    Tea Valley Entrance, Yu An, Lu an, Anhui, China
  • Arquiteto

    Zhaohong Zhang
  • Equipe de Projeto

    Zhaohong Zhang, Zheng Wu, Peng Li, Yiran Zhou, Hang Yuan, Haobin Ding, Xingxing Shi
  • Diretor de Projeto

    Xiangzhong Meng , Guangxin Xu, Qiang Tu, Zhang Chen
  • Planejador de Projetos

    Zheng Wu
  • Área

    13000.0 m2
  • Ano do projeto

    2017
  • Fotografias

Intervenção no Pavilhão Mies van der Rohe explora a potencialidade reflexiva de seus espaços

15:00 - 5 Outubro, 2018
Intervenção no Pavilhão Mies van der Rohe explora a potencialidade reflexiva de seus espaços, © Anna Mas
© Anna Mas

Dificilmente poderíamos associar a figura de Mies van der Rohe à filosofia zen, muito menos se tratando do projeto do Pavilhão de Barcelona. Ainda assim, o artista estadounidense Spencer Finch está tentando precisamente estabelecer esta conexão através do seu projeto de intervenção chamado de "Fifteen stones (Ryōan-ji)".

Finch é o mais recente artista convidado pela Fundação Mies van der Rohe a "explorar novos pontos de vista e reflexões através de intervenções no icônico Pavilhão de Barcelona, potencializando-o como um espaço experimental e inspirador para artistas e arquitetos". Assim, Finch será o mais novo artista a integrar um seleto grupo daqueles que já interviram no pavilhão de Mies, somando-se a artistas e arquitetos como SANAA, Jeff Wall, Ai Wei Wei, Enric Miralles, Andrés Jaque e Anna & Eugeni Bach, entre outros.

© Anna Mas © Anna Mas © Anna Mas © Anna Mas + 10

Prefeitura de São Paulo abre consulta pública para Projeto de Intervenção Urbana no Anhembi

08:30 - 23 Dezembro, 2017
Prefeitura de São Paulo abre consulta pública para Projeto de Intervenção Urbana no Anhembi, via Gestão Urbana
via Gestão Urbana

A Prefeitura de São Paulo, por meio da Secretaria Municipal de Urbanismo e Licenciamento – SMUL, abriu uma consulta participativa para o projeto de lei que tem como objetivo fixar os parâmetros de parcelamento, uso e ocupação solo da Zona de Ocupação Especial – ZOE do Anhembi.

A definição desses parâmetros será seguida pelo detalhamento dos mesmos através de um Projeto de Intervenção Urbana – PIU, mas já permite o prosseguimento dos processos de alienação da área de um milhão de metros quadrados.

Intervenção em escola de Madri exercita a criatividade e a capacidade imaginativa das crianças

16:00 - 11 Outubro, 2017
Intervenção em escola de Madri exercita a criatividade e a capacidade imaginativa das crianças, © Francisco Javier Ruiz Montero
© Francisco Javier Ruiz Montero

O arquiteto espanhol Nacho Gias, em colaboração com o designer gráfico Fernando Carbayo, apresentaram o Playground, uma intervenção em uma quadra de futebol de uma escola em Torrelodones, Madri. A obra pretende fomentar a criatividade e a capacidade imaginativa das crianças enquanto elas inventam seus próprios jogos, guiados por percursos, pontos de encontro e pistas dentro do próprio campo.

O Colectivo MU e o urbanismo na escala humana em Bogotá

12:00 - 3 Agosto, 2017
O Colectivo MU e o urbanismo na escala humana em Bogotá, 17 x 17. Image Cortesía de Sharon Figueroa  / Camilo Amézquita (Colectivo Microurbanismo)
17 x 17. Image Cortesía de Sharon Figueroa / Camilo Amézquita (Colectivo Microurbanismo)

Colectivo Microurbanismo [MU] foi fundado há pouco menos de um ano com o objetivo de recuperar, reorganizar e revitalizar o espaço público em Bogotá através de ações temporárias e participativas. Segundo seus criadores Sharon Figueroa e Camilo Amezquita, isso suscita outras maneiras de abordar questões relevantes na cidade, como a mobilidade, proximidade, acessibilidade, equidade, apropriação, cultura, harmonia, habitabilidade, segurança, paisagem e a dotação de equipamentos públicos.

As intervenções realizadas por MU são descritas como pequenas apropriações ou acupunturas urbanas que tratam distintas temáticas frente a condicionantes específicas da cidade, devolvendo o espaço aos cidadãos em um ato de celebração do público ou propiciando a crítica sobre uma problemática relacionada ao espectro do cívico. "Com este propósito se desenvolveram intervenções de pequena escala elementais desde seu planejamento, atraentes no estético e social, realizáveis desde sua factibilidade, ágeis na execução, amáveis com os habitantes e geradoras de alto impacto na população", enfatizam seus criadores.

Além disso, o coletivo centra-se em várias estratégias de implementação como o urbanismo tático, o conhecimento de projetos concretos formulados através de políticas públicas e a experiência de outros atores do espaço público reforçando o caráter participativo a diferentes escalas em suas intervenções.

 18 x 18. Image Cortesía de Sharon Figueroa  / Camilo Amézquita (Colectivo Microurbanismo) 17 x 17. Image Cortesía de Sharon Figueroa  / Camilo Amézquita (Colectivo Microurbanismo) Propuestas urbanas para el peatón. Image Cortesía de Sharon Figueroa  / Camilo Amézquita (Colectivo Microurbanismo) Calles de juego. Image Cortesía de Sharon Figueroa  / Camilo Amézquita (Colectivo Microurbanismo) + 23

Cinco cidades que criaram seus "highlines" em vias de transporte abandonadas

10:00 - 2 Agosto, 2017
Cinco cidades que criaram seus "highlines" em vias de transporte abandonadas, Viaduto da Estação de Seul transformado em parque elevado. Image © Ossip van Duivenbode
Viaduto da Estação de Seul transformado em parque elevado. Image © Ossip van Duivenbode

A revolução industrial deixou marcas profundas nas cidades, definindo em grande parte a aparência e o funcionamento das cidades até os dias de hoje. Vias férreas serviram durante décadas à expansão econômica e territorial das cidades, entretanto, com o surgimento do automóvel na primeira metade do século passado e hegemonia do rodoviarismo na segunda metade, a grande maioria das ferrovias urbanas foram abandonadas, tornando-se apenas o registro concreto de eras passadas.

Por décadas desocupadas, comunidades de diversas cidades ao redor do mundo passaram, nas últimas décadas, a ver com outros olhos estas relíquias do transporte ferroviário. O The Guardian compilou cinco cidades que transformaram suas ferrovias abandonadas em espaços públicos, parques e áreas de lazer - veja-as a seguir.

FGMF Arquitetos realizará Workshop no CURA no final de Julho

18:00 - 25 Junho, 2017
FGMF Arquitetos realizará Workshop no CURA no final de Julho, CURA+ FGMF | Oficina Âncoras de Urbanidade
CURA+ FGMF | Oficina Âncoras de Urbanidade

WORKSHOP | ÂNCORAS DE URBANIDADE
os equipamentos urbanos como deveriam ser

LOURENÇO GIMENES é Arquiteto e Urbanista pela FAUUSP, com mestrado pela mesma instituição e sócio do escritório FGMF Arquitetos.

RESUMO
A oficina promoverá a intervenção em equipamentos urbanos que, graças a um pobre desenho arquitetônico, não cumprem seu papel de qualificar a vida urbana. As intervenções terão a premissa de transformar a paisagem e o uso do tecido urbano ao seu redor através da arquitetura, desenho urbano e arte.

PÚBLICO + PARTICIPAÇÃO
· Oficina indicada para Arquitetos, Urbanistas, Designers e Engenheiros. Encorajamos também a participação de Artistas, Geógrafos, Economistas, Sociólogos e Ativistas Urbanos de

A cidade como sala de aula / Helena Napoleon Degreas, Adriana Valli Mendonça, Cidomar Biancardi Filho e Lilian Regina Machado de Oliveira

12:00 - 27 Dezembro, 2016
A cidade como sala de aula / Helena Napoleon Degreas, Adriana Valli Mendonça, Cidomar Biancardi Filho e Lilian Regina Machado de Oliveira, © Lilian Regina Machado de Oliveira
© Lilian Regina Machado de Oliveira

Com o objetivo de formar cidadãos e futuros profissionais autônomos e participativos nos processos de produção de nossas cidades, laboratórios experimentais e escritórios-modelo vem acolhendo práticas pedagógicas experimentais que tornam o aprendizado mais significativo para os alunos ao propor a valorização da prática e da experimentação. É nesse contexto que surge o projeto acadêmico “Arte à Vista: um presente dos alunos do Instituto de Cegos Padre Chico e do FIAM-FAAM para a cidade!

São Miguel mais humana, rua para todos: intervenção urbana temporária na Área 40 de São Miguel Paulista

12:00 - 2 Dezembro, 2016
São Miguel mais humana, rua para todos: intervenção urbana temporária na Área 40 de São Miguel Paulista, Vista aérea da Praça Getúlio Vargas Filho com  intervenção temporária implantada.. Image © Miguel Jacob
Vista aérea da Praça Getúlio Vargas Filho com intervenção temporária implantada.. Image © Miguel Jacob

São Miguel Paulista, bairro no extremo leste de São Paulo, recebeu, no último 19 de novembro, a intervenção urbana temporária “São Miguel Mais Humana: Rua Para Todos”. A iniciativa foi parte do projeto de requalificação urbana e segurança viária da Área 40 de São Miguel - uma parceria entre Prefeitura Municipal de São Paulo e Iniciativa Bloomberg para a Segurança Global no Trânsito (BIGRS) apoiada pelo ITDP Brasil.

Intervenções Urbanas Art Rio por Penique Productions

14:00 - 16 Outubro, 2016
Intervenções Urbanas Art Rio por Penique Productions, Cortesia de Penique Productions
Cortesia de Penique Productions

Cortesia de Penique Productions Cortesia de Penique Productions Cortesia de Penique Productions Cortesia de Penique Productions + 13

A curadora Isabel Portela convidou o Coletivo para participar na exposição Intervenções Urbanas Art Rio, que teve lugar nos jardins do Museu da República, Rio de Janeiro. Junto com as obras de outros 14 artistas, o Parque é ocupado do dia 27 de setembro ao 02 de outubro de 2016 e, para a ocasião, Penique productions escolhe realizar a instalação na gruta do referido jardim.

Intervenções temporárias no Rio de Janeiro ganham cartografia detalhada

10:00 - 20 Setembro, 2016
Intervenções temporárias no Rio de Janeiro ganham cartografia detalhada, Cortesia de LabIT
Cortesia de LabIT

Está no ar o site “Intervenções temporárias no Rio de Janeiro”, elaborado pelo Laboratório de Intervenções Temporárias e Urbanismo Tático (LabIT), do PROURB-FAU/UFRJ. Este é um projeto 100% acadêmico que disponibiliza o mapeamento de intervenções temporárias na cidade do Rio de Janeiro, permitindo que qualquer pessoa possa pesquisar, manter-se informada e indicar novas intervenções que estejam acontecendo ou que já tenham ocorrido na cidade.

O objetivo do site, que tambem está disponível em inglês e espanhol, é aprofundar as relações entre as intervenções temporárias e os espaços coletivos da cidade, construindo uma cartografia do temporário disponível de forma interativa, oferecendo infinitos tipos de busca e permitindo entender quais espaços da cidade são apropriados e de que forma, possibilitando aproximações e comparações entre eles.

Cinema na escada em Maputo / Estúdio 5 Arquitectos

12:00 - 15 Setembro, 2016
Cinema na escada em Maputo / Estúdio 5 Arquitectos, © Chonga Produções
© Chonga Produções

Em Maputo, Moçambique, o cenário do cinema é bastante lamentável, não só do cinema, como de todas as outras artes. Isto deve-se ao facto de nossos núcleos de arte, estarem a ser desvalorizados e transformados em igrejas e mais instituições privadas, esquecendo-nos muitas vezes de que a arte desempenha praticamente o mesmo papel que das igrejas, tirando jovens das “drogas” e criando oportunidades à pessoas necessitadas.

GiRA / Micro Atelier de Arquitectura e Arte

14:00 - 11 Julho, 2016
GiRA / Micro Atelier de Arquitectura e Arte, © Carlos Lobão
© Carlos Lobão

© Carlos Lobão © Carlos Lobão © Carlos Lobão © Carlos Lobão + 13

GiRA é uma instalação temporária que pretende criar não só um novo espaço de paragem na cidade mas também um marco urbano a partir de uma esfera de cores criada a partir dos tradicionais martelinhos de S.João — reforça-se assim o sentido simbólico e a importância deste momento anual na cidade do Porto (Festas de S.João).

Arte e Arquitetura: "Escala Urbana" por Nitsche Projetos Visuais

14:00 - 26 Junho, 2016
Arte e Arquitetura: "Escala Urbana" por Nitsche Projetos Visuais, Cortesia de João Nitsche
Cortesia de João Nitsche

Cortesia de João Nitsche Cortesia de João Nitsche Cortesia de João Nitsche Cortesia de João Nitsche + 13

"O homem é a medida de todas as coisas, das coisas que são, enquanto são, das coisas que não são, enquanto não são.

Protágoras

Uma trena de 28 metros de comprimento e 40 centímetros de largura se estende como um véu ao longo da empena de um edifício no centro de São Paulo. A princípio o objeto parece um simples instrumento de medida ampliado, mas vai além.

Arte para uma cidade sensível / Brígida Campbell

14:00 - 2 Abril, 2016
Arte para uma cidade sensível / Brígida Campbell, CicloCor, Grupo Acidum, 2011. Foto de Jarbas Oliveira.. Image Cortesia de Brígida Campbell
CicloCor, Grupo Acidum, 2011. Foto de Jarbas Oliveira.. Image Cortesia de Brígida Campbell

As cidades são, por natureza, lugares que estão em constante movimento. No Brasil temos acompanhado, especialmente nos últimos anos, transformações de várias ordens: gentrificação, especulação imobiliária, grandes investimentos, desrespeito ao patrimônio histórico e simbólico. Paralelo a isso, observamos uma retomada dos espaços públicos como lugar de convívio, de política, de realização pública e coletiva de projetos. Essa retomada, em grande medida, é também uma resposta aos processos políticos envolvendo a esfera pública no Brasil e no mundo.

Neste contexto, uma série de projetos artísticos vêm sendo realizados no espaço público/urbano, sob os mais diversos nomes, como “intervenção urbana”, “arte participativa”, "colaborativa”, “relacional”, “contextual”... Esses trabalhos existem dentro de uma perspectiva que envolve um ideal de dissolução da arte nas esferas públicas e o redesenho político das práticas artísticas. 

O livro Arte para uma cidade sensível, trás uma série de trabalhos de arte realizados nos espaços públicos brasileiros desde os anos 2000 e oferece material de reflexão sobre essas práticas. A intenção é ampliar a compreensão do papel da arte na produção de novos imaginários, através de obras e diálogos sobre a cidade e o cotidiano urbano.

Veja o livro completo e outras informações, a seguir.

Arquivo: Murais Urbanos

05:00 - 2 Março, 2016

O Arquivo desta semana é dedicado àqueles artistas que rejeitam o espaço de uma galeria e se apropriam das paredes da cidade como telas. Em suas ações, os artistas urbanos preenchem de vida a cidade, dando um novo significado aos monótonos muros e empenas.

Veja a seguir os artistas selecionados e visite nossa seção de Arte e Arquitetura para conhecer obras interdisciplinares.

Arte e Arquitetura: Dots(Motgol66)_ / Jazoo Yang

13:00 - 6 Dezembro, 2015
Arte e Arquitetura: Dots(Motgol66)_ / Jazoo Yang, © Young-moon Ha
© Young-moon Ha

© Young-moon Ha © Young-moon Ha © Young-moon Ha © Young-moon Ha + 18

Jazoo Yang é uma artista que atrai as pessoas por suas obras experimentais que abrangem diversos gêneros: pinturas, instalações e arte urbana. Suas obras abordam os temas da solidão, alienação e o vazio vivido por todos na era contemporânea. Ao se deparar com a destruição de Motgol - uma vila em Busan, Coreia do Sul - feita pela especulação imobiliária, a artista decidiu intervir em uma das casas que seriam demolidas. Assim surge a obra Dots(Motgol66), que aborda questões sociais e urbanas, através da repetição incansável de suas impressões digitais pelas paredes da residência.

O processo e o contexto da obra refletem a realidade de diversas cidades, principalmente nos países em desenvolvimento. Portanto, além de retratar o quanto o mercado imobiliário influencia na vida urbana e de seus cidadãos, a intervenção nos traz um questionamento fundamental: Até que ponto o "progresso" colocado pelas operações urbanas são saudáveis para a cidade?

Conheça todo o processo da significativa obra através das palavras da artista, a seguir.