1. ArchDaily
  2. Iluminação

Iluminação: O mais recente de arquitetura e notícia

Das artes visuais ao render: a relevância da atmosfera na visualização arquitetônica

[Render] Mancunian Tower (Tim Groom Architects). Image Cortesía de Darcstudio
[Render] Mancunian Tower (Tim Groom Architects). Image Cortesía de Darcstudio

[Pintura] Paisagem com as tentações de Santo Antonio (1635-1638), Claude Lorrain. Imagem © Claude Lorrain [Wikimedia] sob dominio público© Alex Roman[Fotografia] As ruas fantasma de Shanghai. Imagem © Cody Ellingham"Urban Below" . Imagem © Han Wu & Studio 35mm (Hamid Khalili - Universidade de Melbourne)+ 5

As técnicas de visualização evoluíram de forma notável ao longo do tempo e com os adventos tecnológicos, os resultados finais estão cada vez mais próximos de simular de maneira fiel aspectos próprios da realidade. Podemos dizer que, no campo da arquitetura, um projeto de visualização busca principalmente evidenciar as características e qualidades de um espaço tridimensional - ainda não construído ou em processo de construção - através de imagens, renderizações, vídeos ou ferramentas de realidade virtual - projetados, de forma geral, em suportes bidimensionais como as telas ou o papel -, considerados ferramentas essenciais para que os clientes, em geral pouco familiarizados com as representações técnicas, ou para um júri nos casos de concursos, compreendam um projeto de forma integral em uma etapa prévia a sua materialização.

Como a iluminação de néon pode moldar a arquitetura

Garage Screen Cinema / SYNDICATE Architects. Image © Daniel AnnenkovCamper NYC Store / CAMPER + Jonathan Olivares. Image Courtesy of Alexander HaasGarage Screen Cinema / SYNDICATE Architects. Image © Daniel AnnenkovEL MAMA & LA PAPA Bar Restaurant / El Equipo Creativo. Image © Adria Goula+ 29

As luzes de néon são uma afirmação ousada e cosmopolita que pode facilmente revitalizar ou acentuar um espaço ou estrutura arquitetônica. Com brilho atraente, uma infinidade de opções de cores e vínculos com uma estética retrô, essas peças de iluminação podem fazer com que um espaço pareça simultaneamente moderno e nostálgico. No entanto, poucos compreendem o funcionamento científico ou as propriedades materiais do néon, e muitos arquitetos negligenciam seu uso devido à sua estreita associação com sinalizações comerciais. Abaixo, exploramos como o néon funciona, sua história arquitetônica e como os arquitetos podem continuar a usá-lo hoje.

O poder simbólico da arquitetura no combate ao coronavírus

Edifícios nem sempre são capazes de dar respostas rápidas às questões sociais mais urgentes. Ainda assim, no auge da crise pandêmica na China, as fachadas dos edifícios se transformaram em um dos principais veículos de informação e um das armas mais poderosas no combate à disseminação do vírus. Rapidamente, no pior momento do surto de coronavírus na cidade de Wuhan, as autoridades locais utilizaram telas de LED e super-projetores para reproduzir imagens de esperança e solidariedade. Recentemente, outros países também adotaram a mesma estratégia, e até agora, parece que tal abordagem tem dado ótimos resultados no combate à propagação do contágio.

Ambientes adaptáveis: Moldando o espaço através da luz e da cor

Com o objetivo de criar experiências ambientais imersivas em espaços interiores, o estúdio de design Aqua Creations desenvolveu o Manta Ray Light, uma instalação de iluminação construída com a tecnologia LED RGB responsiva que mistura as cores vermelho (Red), verde (Green) e azul (Blue) para gerar mais de 16 milhões de tons de luz. Ao predefinir seu espectro de cores, diminuir o brilho em uma escala de 0,1 a 100% e até carregar imagens e vídeos em sua memória interna, o sistema permite adicionar cor e movimento a espaços expressivos ou proporcionar uma sensação de calor e foco nos espaços íntimos e privados.

Manta Ray Light from Aqua Creations. Image © Ross Belfer (Xhibition)Manta Ray Light from Aqua Creations. Image © Ross Belfer (Xhibition)Manta Ray Light from Aqua Creations. Image © Ross Belfer (Xhibition)Manta Ray Light from Aqua Creations. Image © Ross Belfer (Xhibition)+ 6

A atmosfera criada pela iluminação zenital em 20 projetos de arquitetura

Talvez a abertura zenital mais célebre já construída seja o Panteão de Roma, encomendado por Marco Vipsânio Agripa durante o reinado do imperador Augusto (r. 27 a.C.–14 d.C.) e reconstruído por Adriano (r. 117–138) por volta de 126. No ponto mais alto da sua cúpula (neste caso, o óculo) brilha a luz do sol, lançando seus feixes sobre as várias estátuas de divindades planetárias que ocupam os nichos nas paredes. A luz que adentra o espaço simbolizava uma dimensão cósmica, sagrada. A luz natural continua cumprindo esse papel cênico, quando bem utilizada, sobretudo em projetos religiosos.

Caracteriza-se iluminação zenital como a que vem de cima, do céu (zênite). Muito útil para espaços grandes que não possam ser adequadamente iluminadas por janelas, as claraboias são um artifício amplamente usado e que proporcionam uma luz difusa agradável ao espaço. Geralmente toma-se o cuidado que não permitam a entrada do sol, para não aquecer demasiadamente o local e devem ser bem projetadas e construídas para que não sejam pontos de infiltração de água. Veja, abaixo, uma coletânea de projetos que utilizam essa solução:

© Mathias Kestel© Hufton + Crow© Christian Richters© Andrew Lee+ 44

Conselhos para iluminar espaços interiores para crianças

Quando se fala sobre iluminação, muitos pensam que o assunto se resume à decoração e aos tipos de luminárias. No entanto, é consenso entre arquitetos que um bom projeto de luminotécnica agrega tanto valor estético, funcional como ambiental. Além disso, saber dimensionar e direcionar cada luminária para sua função, contribui também para a economia de energia elétrica.

No que se diz respeito às necessidades das crianças, é fundamental atentar para a quantidade, qualidade e tipo de lâmpada para cada objetivo específico do ambiente: dormir, brincar e aprender. A seguir, explicaremos melhor cada uma de suas especificidades.

© Atsushi Ishida. Image LHM Kindergarten / Moriyuki Ochiai Architects© Threeimages. Image Avenue Green Sheshan in Shanghai / ELTO Consultancy© Xia Zhi . Image Family Box Qingdao / Crossboundaries© Xia Zhi . Image Family Box Qingdao / Crossboundaries+ 23

A importância dos projetos de iluminação para a vitalidade das lojas da Apple

À primeira vista, parece que a força dos projetos de arquitetura das lojas da Apple são uma mera consequência da qualidade do design de seus produtos. Entretanto, desde que Steve Jobs inaugurou a primeira Apple Store em 2001, a gigante americana da industria da tecnologia mudou seu conceito de projeto de arquitetura e também de iluminação, pelo menos, cinco vezes. Desta maneira, parece que a medida que uma marca cresce e se expande no mercado internacional, novos ares e novas ideias são mais do que apenas um desejo, mas uma necessidade para que ela possa manter sua posição no mercado. Em cada um destes períodos conceituais que guiaram os projetos das suas lojas, a Apple fez uso de detalhes e sistemas sofisticados em busca de um projeto de iluminação perfeito - uma estratégia fundamental para aprimorar a qualidade ambiental destes espaços assim como a sustentabilidade e eficiência de suas lojas.

Apple Store Westlake, Hangzhou / China. Architecture: Foster + Partners. Image: © Nigel YoungApple Fifth Ave, New York / USA. Architecture: Bohlin Cywinski Jackson. Image: © Esto; Courtesy of Bohlin Cywinski JacksonApple Dubai Mall, Dubai / UAE. Architecture: Foster + Partners. Image: © AppleApple Piazza Liberty, Milan / Italy. Architecture: Foster + Partners. Image: © Apple+ 9

Sem luz natural não há boa arquitetura: como desenvolver projetos moldados e nutridos pela luz?

Os habitantes do planeta Terra passam quase 90% do tempo em espaços internos; aproximadamente 20 horas por dia em salas fechadas e 9 horas por dia em nossos próprios quartos. As configurações arquitetônicas desses espaços não são aleatórias, ou seja, foram projetadas ou pensadas por alguém, ou pelo menos um pouco "guiadas" pelas condições de seus habitantes e seus entornos. Alguns, com sorte, habitam espaços especialmente criados de acordo com suas necessidades e gostos, enquanto outros adaptam e se apropriam do design projetado para outra pessoa, talvez desenvolvido décadas antes de nascerem. Em ambos os casos, a qualidade de vida pode ser melhor ou pior, dependendo das decisões tomadas. 

Entender a importância de projetar cuidadosamente nossos interiores, priorizando o acesso e o aproveitamento da luz natural, foi o objetivo do 8º Simpósio VELUX Daylight, realizado entre 9 e 10 de outubro de 2019 em Paris. Desta vez, mais de 600 pesquisadores e profissionais reafirmaram sua importância, apresentando uma série de ferramentas concretas que podem nos ajudar a quantificar e qualificar a luz, projetando sua entrada, gerenciamento e controle com maior profundidade e responsabilidade.

A arte de iluminar arte

Escolher a iluminação certa para qualquer espaço pode ser uma decisão complexa. Considerações precisam ser feitas com relação ao objetivo, forma e função da aplicação da iluminação. Design e estética também têm papel nessa equação. Com tantas opções de iluminação no mercado, são necessários conhecimentos e entendimentos especializados para determinar o melhor ajuste para o seu espaço. Ainda mais desafiador do que encontrar iluminação para um espaço genérico, uma galeria de arte ou um museu pode ser extremamente difícil de iluminar adequadamente. Mas a iluminação LED simplificou uma grande parte da iluminação para exibição de arte.

Edifícios lanterna: 12 edifícios que tiram proveito de suas fachadas iluminadas

Cada vez mais, uma série de arquitetos tem adotado materialidades translúcidas nas fachadas de seus projetos, auxiliando no controle lumínico interior, uma vez que materiais como o policarbonato e U-Glass por exemplo, permitem que somente percentual nível lumínico adentre a arquitetura. Por outro lado, ao anoitecer, essas materialidades promovem qualidades distintas e com resultados surpreendentes, visto que ao acender suas luzes, os edifícios ttransformam-se em verdadeiras lanternas no cenário urbano. 

Iluminação para espaços de trabalho: exemplos de sistemas uniformes, localizados e mistos

© Luc Boegly© Yevhenii Avramenko© Jack Hobhouse© Matthijs van Roon+ 15

Se considerarmos que as pessoas passam grande parte do dia em seus trabalhos, o conforto visual e a regulação da luz ao longo do dia são importantes. A iluminação dos espaços de trabalho deve proporcionar as melhores condições de conforto visual para cada caso específico, adaptando-se às mudanças de luz ao longo das horas do dia, melhorando o desempenho e proporcionando bem-estar físico e mental. 

Qual iluminação é melhor para banheiros?

Um bom projeto de interiores precisa estar compatível com um projeto de luminotécnica adequado. Ele é responsável por assegurar que a quantidade e a potência das lâmpadas são adequadas aos ambientes dependendo de suas dimensões e de seu uso.

Chameleon Villa / Word of Mouth Architecture. Image © Daniel KohThe Skyscape Rooftop House / WARchitect. Image © Rungkit CharoenwatAll House / Gui Mattos. Image © Carolina LacazHouse on the Hill / MoDusArchitects. Image © Filippo Molena+ 20

Fototoxicidade: Os efeitos nocivos das lâmpadas LED em nossas retinas

As lâmpadas LED tornaram-se massificadas devido ao seu baixo consumo de energia, durabilidade e preços cada vez mais acessíveis. Mas a necessidade de iluminar pode jogar contra nós se não soubermos os efeitos deste tipo de luz no corpo.

Se em outras ocasiões temos tratado de temperaturas da luz, luzes quentes e frias e os perigos da luz azul, em termos de ciclos de sono e cansaço visual, adicionamos agora a fototoxicidade da luz azul.

Como a iluminação afeta o humor?

É muito provável que você esteja lendo esse texto em um espaço fechado e com as luzes ligadas. Com o nosso atual estilo de vida, é comum passarmos a maior parte dos dias em salas fechadas realizando nossas tarefas diárias banhados pela soma de luzes artificiais e naturais. Ao mesmo tempo que as luzes artificiais trouxeram infinitas e incalculáveis possibilidades à humanidade, elas também causaram uma certa confusão ao nosso corpo, que se adaptou por milhares de anos a responder aos estímulos da luz do sol e à escuridão da noite. Trata-se do Ritmo ou Ciclo circadiano, que designa o período de aproximadamente 24 horas que se baseia o ciclo biológico de quase todos os seres vivos, influenciado sobretudo pela luz recebida, mas também pela temperatura e outros estímulos.

Ribo Fashion Group Zhimei Research and Development Center / A3 VISION. Image © Schram ImageWilliam Grant & Sons Ideation Space / Design Plus. Image © Vibhor YadavOption Coffee Bar / TOUCH Architect. Image © Metipat PrommomateHofmanDujardin Office Villa / HofmanDujardin. Image © Matthijs van Roon+ 17

O que é Iluminação Saudável?

Talieh Ghane pesquisa a interação entre luz e saúde no California Lighting Technology Center. Conversamos sobre o sistema biológico versus o sistema visual da luz, como sincronizar nosso relógio circadiano para melhorar a saúde, como a luz é tipo uma droga e por que você não deveria usar o seu celular antes de dormir.

Courtesy of Alcon LightingCourtesy of Alcon LightingCourtesy of Alcon LightingCourtesy of Alcon Lighting+ 7