1. ArchDaily
  2. Frank Lloyd Wright

Frank Lloyd Wright: O mais recente de arquitetura e notícia

26 coisas sobre a vida e obras de Frank Lloyd Wright que você não sabia

© New York World-Telegram and the Sun staff photographer [Public domain], via Wikimedia Commons
© New York World-Telegram and the Sun staff photographer [Public domain], via Wikimedia Commons

Há 150 anos nasceu um dos referentes da arquitetura mais estudados em todo o mundo; o arquiteto norte-americano Frank Lloyd Wright, que começou a sua carreira precocemente e trabalhou arduamente até os 92 anos de idade.

Realizamos uma busca interessante sobre diferentes etapas de sua carreira determinada por episódios biográficos instigantes e curiosos.

Veja a seguir, o que descobrimos:

Clássicos da Arquitetura: Edifício Administrativo S.C. Johnson and Son / Frank Lloyd Wright

Descrição enviada pela equipe de projeto. Localizado em Racine, Wisconsin, o Edifício Administrativo SC Johnson and Son é uma das declarações mais importantes de Frank Lloyd Wright sobre a natureza dos edifícios de escritórios. H.F. Johnson Jr. encomendou a Wright o projeto para um edifício administrativo para a sede mundial da empresa familiar e, em 1936, os desenhos de Wright foram aprovados e o edifício inaugurado oficialmente em abril de 1939.

© Rafael A Garcia© Rafael A Garcia© Flickr – User: catasterist© Rafael A Garcia+ 10

LEGO lança kit para montar o Museu Guggenheim de Frank Lloyd Wright

Com o aniversário de 150 anos do nascimento de Frank Lloyd Wright cada vez mais perto, a LEGO lançou mais um kit da sua série de arquitetura, desta vez, com uma obra-prima deste arquiteto que ajudou a definir a arquitetura moderna norte-americana: o Museu Solomon R. Guggenheim.

O conjunto de 744 peças apresenta uma reinterpretação do edifício a partir dos clássicos blocos de montar, após uma primeira versão de 208 peças lançada em 2009. O novo conjunto mostra uma reconstituição muito mais realista do edifício original de Wright e, além disso, conta com a torre anexa de 10 pavimentos, feita de pedra calcária, projetada por Gwathmey Siegel & Associates Architects em 1992 a partir dos esboços originais de Wright.

Série fotográfica mostra a montagem das janelas "Árvore da Vida" de Frank Lloyd Wright

Como arquiteto, Frank Lloyd Wright era conhecido por muitas coisas, mas talvez sua característica mais famosa fosse a a excepcional atenção aos detalhes - em muitos de seus projetos, cada peça de mobiliário foi projetada especificamente para a sua exata localização. Esta característica é vista também no projeto das janelas em suas casas. Tomando emprestado de motivos orgânicos, Wright criou uma série de composições adequadas para cada casa, desde os altos vitrais triangulares da Hollyhock House até os painéis de mogno da Casa Bachman-Wilson.

David Romero recria obras desaparecidas de Frank Lloyd Wright em imagens realistas

Apoiado em uma ampla gama de softwares, o arquiteto espanhol David Romero recriou digitalmente uma série de obras emblemáticas de Frank Llody Wright: de duas delas só restam os escombros e uma terceira nunca foi construída. Nos referimos a três projetos nos Estados Unidos: o Edifício Administrativo Larkin (1903-1950), a Casa Rose Pauson (1939-1943) e a Capela Trinity (1958), respectivamente.

"As ferramentas de visualização 3D que temos raramente se dedicam a pesquisar o passado da arquitetura e existe um campo imenso para ser explorado", disse Romero sobre seu projeto Hooked on the Past em uma conversa com o ArchDaily em Espanhol. O arquiteto trabalha com os softwares AutoCAD, 3ds Max, Vray e Photoshop e se baseia em fotografas em preto e branco, croquis e plantas das obras.

Casa Rose Pauson (1939-1943). Imagem © David RomeroCasa Rose Pauson (1939-1943). Imagem © David RomeroCapela Trinity (1958), um projeto nunca construído de Frank Lloyd Wright. Imagem © David RomeroCapela Trinity (1958), um projeto nunca construído de Frank Lloyd Wright. Imagem © David Romero+ 29

9 vezes que arquitetos transformaram o Museu Guggenheim de Frank Lloyd Wright

Projeto Expositivo de Gae Aulenti. Instalação: The Italian Metamorphosis, 1943–1968, Solomon R. Guggenheim Museum, Nova York, 6 de Outubro de 1994 – 22 Janeiro 1995. Foto: David Heald
Projeto Expositivo de Gae Aulenti. Instalação: The Italian Metamorphosis, 1943–1968, Solomon R. Guggenheim Museum, Nova York, 6 de Outubro de 1994 – 22 Janeiro 1995. Foto: David Heald

Este texto foi originalmente publicado em guggenheim.org/blogs sob o título "Nove Exposições do Guggenheim projetadas por Arquitetos" (em tradução livre) e está sendo utilizado com sua permissão.

Projetos de exposições nunca são simples nem diretos, mas isso se torna evidente dentro da arquitetura não convencional do Museu Guggenheim de Frank Lloyd Wright. Pendurar um quadro em uma galeria tradicional de formas cúbicas é literalmente simples, no entanto toda a exposição no Guggenheim é a reinvenção de um dos edifícios mais icônicos e distintivos do mundo. O edifício exige projetos museográficos específicos - paredes divisórias, pedestais, vitrines e bancos são todos fabricados especialmente sob medida para cada exposição. Ao mesmo tempo, estas qualidades do edifício apresentam uma oportunidade para instalações únicas e memoráveis. O projeto aparece simultaneamente em uma micro e macro escala - criando soluções de exposição para trabalhos de arte individuais enquanto produzem contexto e fluxo gerais que representam a visão curatorial para a exposição. É por isso que todos os responsáveis pelas exposições internas mais impressionantes possuem conexão com a arquitetura. Desenvolveram relações íntimas com cada ângulo e curva da rampa ascendente e de suas paredes inclinadas.

Os estranhos hábitos de arquitetos renomados

Os arquitetos famosos são fáceis de admirar ou repudiar quando vistos de longe, mas de perto, hábitos estranhamente humanos muitas vezes vêm à tona. Embora todos nós tenhamos nossas peculiaridades, estes hábitos, vindos de profissionais mundialmente reconhecidos, desvelam seu lado humano que, muitas vezes, não dão nenhum indício de como eles se tornaram figuras tão notáveis no campo da arquitetura. Os seguintes hábitos de vários arquitetos renomados revelam partes do seu processo criativo, momentos de relaxamento ou, simplesmente, partes de sua identidade. Alguns são inspiradores outros surpreendentes, mas todos dão uma pequena visão sobre as qualidades mentais necessárias para se atingir o topo da profissão de arquiteto -  desde um trabalho excepcional até uma pitada de excentricidade (e algumas qualidades ainda mais interessantes) .

Obras de Le Corbusier, Oscar Niemeyer e Frank Lloyd Wright candidatas a Patrimônio da Humanidade

Entre as 29 obras candidatas a Patrimônio da Humanidade a serem avaliadas na 40.ª sessão do Comité da UNESCO, que acontecerá no próximo dia 20 de julho em Istambul, estão trabalhos de três nomes fundamentais da arquitetura no século XX: o franco-suíço Le Corbusier, o brasileiro Oscar Niemeyer e o norte-americano Frank Lloyd Wright.

10 filmes sobre arquitetos

Após trazer dez livros sobre arquitetos que são importantes referências para compreender a mente de grandes ícones da Arquitetura no mundo, hoje apresentamos dez filmes do nosso Arquivo que retratam a biografia e obra de outros nomes.

Ao criar a seleção nos deparamos com documentários sobre grandes estrelas da arquitetura internacional: Rem Koolhaas, Frank Lloyd Wright, Frei Otto, Gottfried Böhm, Norman Foster. Assim como há o registro da obra e vida de arquitetos que fizeram a diferença na arquitetura brasileira como Lina Bo Bardi, Vilanova Artigas, Oscar Niemeyer, Sérgio Bernardes e Irmãos Roberto.

Separe a pipoca e boa sessão!

MoMA anuncia grande retrospectiva em homenagem aos 150 anos de nascimento de Frank Lloyd Wright

Recentemente, o Museu de Arte Moderna de Nova Iorque anunciou uma grande retrospectiva da obra de Frank Lloyd Wright que acontecerá em 2017, em comemoração ao 150 anos de nascimento do arquiteto. Com inauguração prevista para junho, a exposição contará com aproximadamente 450 obras de todas as fases da carreira de Wright, incluindo desenhos de arquitetura, modelos, maquetes construtivas, filmes, aparições em programas de televisão, mídia impressa, mobiliário, tecidos, pinturas, fotografias e anotações, além de diversas obras inéditas ou raramente exibidas ao público.

Museu Guggenheim de Nova Iorque pelas lentes de Laurian Ghinitoiu

O Museu Solomon R. Guggenheim de Nova Iorque, inaugurado em 1959, causou controvérsias por ser "menos um museu que um monumento" de Frank Lloyd Wright. Embora Wright pretendesse exibir as pinturas nas paredes internas, a concavidade das superfícies tornou isso impossível. Em vez disso, então, o átrio central se tornou um lugar de procissão onde o espaço é revelado através do movimento. A rampa contínua que se volta para o átrio permite a interação das pessoas em diferentes níveis.

O fotógrafo Laurian Ghinitoiu situa as pessoas no centro de suas fotografias, o que talvez explique como, nesta série fotográfica do Museu Guggenheim em homenagem ao 149° ano de nascimento de Wright, ele tenha conseguido capturar a essência e vitalidade do museu. Ao passo que algumas imagens retratam o átrio do museu como um lugar de passagem, contemplação e socialização, outras mostram a crescente influência da fotografia e auto-representação na experiência dos visitantes. Algumas fotografias mostram ainda o edifício inserido em seu contexto urbano, com pessoas envolvidas em suas atividades diárias.

© Laurian Ghinitoiu© Laurian Ghinitoiu© Laurian Ghinitoiu© Laurian Ghinitoiu+ 30

Frases: Frank Lloyd Wright e a arte da arquitetura

Google coloca o espaço interno do Guggenheim de Nova Iorque no Street View

O Google Cultural Institute se uniu ao icônico Museu Guggenheim de Nova Iorque, projetado por Frank Lloyd Wright, para abrir as portas da instituição no Street View. Além disso, a Solomon R. Guggenheim Foundation disponibilizou mais de 120 obras de arte para serem vistas online. "Com a tecnologia do Street View é agora possível caminhar pelas distintas rampas espiraladas do museu a partir de qualquer lugar", comentou a fundação.

Os melhores desenhos arquitetônicos de 2015

Croqui
Croqui

A representação arquitetônica, tal como a conhecemos hoje, decorre de representação esquemática greco-romana, que foi baseada na observação cuidadosa das formas naturais. O tamanho aparente da composição é determinado pela sua proximidade em relação à cena representada, organizada num contexto de paisagem. Desde então, muitos tipos diferentes de representação têm surgido, a fim de destacar elementos importantes em seu contexto através de técnicas do desenho feito a mão.

Acreditamos que grandes projetos deveriam se expressar por si mesmos. A representação arquitetônica tem um papel fundamental em como um projeto é visto pelo público.

Hoje, o ArchDaily Brasil reconhece os mais incríveis, originais e auto-explicativos desenhos de  2015 com o uso de diferentes técnicas, dos croquis à detalhes axonométricos perfeitamente desenhados e gifs animados.

Saiba mais, a seguir.

Vídeo aéreo de Los Angeles destaca os murais da cidade

Neste vídeo, o cinegrafista Ian Wood registra a diversidade do ambiente construído de Los Angeles, mostrando desde importantes obras de arquitetura até rodovias e trens de carga. Os edifícios e lugares apresentados no vídeo abrangem um século de história de Los Angeles e cobrem a vasta geografia da região, incluindo ícones como a Hollyhock House de Frank Lloyd Wright, o Pacific Design Center de Cesar Pelli, o Edifício Stealth de Eric Owen Moss e o recente Emerson College Los Angeles do escritórios Morphosis.

Mas o que realmente se destaca no vídeo são os muitos murais espalhados pela cidade. Frequentemente se apropriando de fachadas em branco que fazem frente para estacionamentos e becos, estes murais fazem, todavia, parte do tecido urbano de Los Angeles, como se vê claramente no vídeo. Infelizmente, como comenta Wood na descrição do vídeo, haviam muitos outros murais que foram apagados antes que ele tivesse a chance de filmá-los.

Nova Apple Store de Chicago é inspirada nas casas de pradaria de Frank Lloyd Wright

A nova loja da Apple projetada por Foster + Partners em Chicago foi, segundo os próprios arquitetos, inspirada nas casas de pradaria de Frank Lloyd Wright localizadas nos arredores da cidade. Divulgada pelo Chicago Tribune, a loja contará com um pavilhão de entrada de 4,2 metros de altura que receberá os visitantes na Michigan Avenue, conduzindo-os ao pavimento comercial que tem como pano de fundo vistas para o Chicago River. Um "grande lance de escadas" oferecerá aos pedestres uma rota alternativa a partir de um passeio que acompanha a orla.

Faça um passeio virtual pela Taliesin East de Frank Lloyd Wright

Taliesin (ou Taliesin East, após a construção de uma Taliesin West em 1937) foi o lar e estúdio do renomado arquiteto americano, Frank Lloyd Wright. Projetado para o próprio Wright, o edifício foi construído em 1911 e passou por várias alterações antes de tomar sua forma definitiva em 1937. Por muito anos o edifício permaneceu aberto ao público, recebendo visitantes de todas as partes dos EUA, no entanto, o edifício também está aberto àqueles que não podem viajar para vê-lo pessoalmente, graças a um passeio virtual criado por Tour de Force 360 VR.

Yamagiwa comercializará a luminária Taliesin 4 de Frank Lloyd Wright

A partir de agora você pode decorar sua casa com a luminária Taliesin 4, de Frank Lloyd Wright. A empresa de iluminação Yamagiwa e a Frank Lloyd Wright Foundation assinaram um acordo que permite que a marca produza e comercialize a luminária de madeira em todo o mundo.

Disponível em madeira de cerejeira e nogueira, a luminária geométrica foi originalmente projetada por Wright para a Hillside Home School e consiste em uma série de caixas empilhadas adornadas por pontos avermelhados que refletem em planos posicionados acima e abaixo de cada cubo.

© Yamagiwa© Yamagiwa© Yamagiwa© Yamagiwa+ 8