O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Notícias
  3. 26 coisas sobre a vida e obras de Frank Lloyd Wright que você não sabia

26 coisas sobre a vida e obras de Frank Lloyd Wright que você não sabia

26 coisas sobre a vida e obras de Frank Lloyd Wright que você não sabia
© New York World-Telegram and the Sun staff photographer [Public domain], via Wikimedia Commons
© New York World-Telegram and the Sun staff photographer [Public domain], via Wikimedia Commons

Há 150 anos nasceu um dos referentes da arquitetura mais estudados em todo o mundo; o arquiteto norte-americano Frank Lloyd Wright, que começou a  sua carreira precocemente e trabalhou arduamente até os 92 anos de idade.

Realizamos uma busca interessante sobre diferentes etapas de sua carreira determinada por episódios biográficos instigantes e curiosos.

Veja a seguir, o que descobrimos:

1. Com menos de 20 anos e ainda sem ter terminado a escola, penhorou alguns livros para viajar para Chicago e realizar seu sonho de tornar-se um arquiteto.

2. O primeiro trabalho que conseguiu foi no escritório de Joseph Lyman Silsbee, o arquiteto que construiu a igreja onde seu tio era pastor.

3. Pouco tempo depois trabalhando com Silsbee, Wright abandonou-o para ocupar um cargo como desenhista no escritório de Adler & Sullivan. O primeiro edifício que Wright trabalhou como aprendiz de Louis Sullivan foi o Auditorium Building, obra que criou a fama do escritório em todo o país.

4. Aos 22 anos, Wright decidiu comprar um terreno em Oak Park para construir a casa onde viveria com sua primeira esposa, Catherine. Para financiar os gastos, Wright negociou com Sullivan um contrato de 5 anos e um adiantamento de US $ 5.000.

© Wikimedia User John Delano of Hammond, Indiana. Image Casa de Frank Lloyd Wright en Oak Park
© Wikimedia User John Delano of Hammond, Indiana. Image Casa de Frank Lloyd Wright en Oak Park

5. Entre Frank Lloyd Wright e Louis Sullivan criou-se uma estreita relação entre mestre - discípulo, a qual foi rompida em 1893, quando Sullivan decidiu despedir Wright quando soube que ele tinha sido aceitando encomendas sem seu conhecimento.

6. W. H. Winslow, um fabricante de ornamentos em ferro forjado onde Sullivan comprava a decoração para seus edifícios, encomendou ao jovem Wright a primeira de suas casas Prairie Houses (casas de pradaria). A Casa Winslow foi a primeira de uma série de casas que marcariam sua primeira etapa profissional e que se caracterizavam por ter um forte vínculo com o entorno natural, fazendo da escada e da chaminé o coração da habitação.

© Western Pennsylvania Conservancy. Image Casa de la Cascada
© Western Pennsylvania Conservancy. Image Casa de la Cascada

7. Wright frequentemente utilizava os projetos de seus clientes como laboratórios de ensaio, experimentando com estilos como o Tudor Inglês, o derivado do Arts and Crafts escocês ou o geométrico maia dos templos de Yucatán.

8. Em 1893, Daniel Burnham do renomado estúdio Burnham & Root, propõe a Wright ser sócio de seu escritório. Burnham ofereceu três anos de formação em Paris, onde ele poderia residir com sua esposa e seis filhos, e mais dois anos ​​em Roma para aprender sobre os clássicos. Wright rejeitou a oferta.

 9. Aos 40 anos de idade, Frank Lloyd Wright já havia realizado uma revolução na arquitetura doméstica pondo fim ao uso dos sótãos como espaços desaproveitados e a umidade nos porões.

10. Japão tornou-se um destino recorrente na vida de Wright, quem encontrou na aquisição e revenda de gravuras japonesas, uma alternativa aos problemas financeiros que o afligiram constantemente.

© Wikimedia user Steven C. Price licensed under CC BY-SA 4.0. Image Taliesin West
© Wikimedia user Steven C. Price licensed under CC BY-SA 4.0. Image Taliesin West

11. Uma das fraquezas de Wright era sair a dirigir seu carro conversível amarelo, um Stoddard Dayton que ele mesmo mandou construir a partir de um desenho próprio.

12. No início do século, as revistas especializadas começam a publicar suas casas e um editorial alemão se interessa por sua obra completa. Os jornais de Chicago também começam a interessar-se em sua vida privada, publicando notícias controversas e polêmicas sobre suas infidelidades com mulheres casadas.

13. Na montanha de de Sring Green, construiu Taliesin para viver com sua amante, Mamah Cheney. Neste lugar alguns dos melhores arquitetos do século aprendem a projetar.

14. Enquanto construía Taliesin, recebeu dois de seus maiores projetos: Midway Gardens e o Hotel Imperial de Tóquio.

© en:user:Fg2 (Own work) [Public domain], via Wikimedia Commons. Image Hotel Imperial
© en:user:Fg2 (Own work) [Public domain], via Wikimedia Commons. Image Hotel Imperial

15. Em 1914, sete pessoas morreram, incluindo aprendizes, estudantes, Mamah Cheney e seus dois filhos por causa de um incêndio em Taliesin provocado ​​intencionalmente por seu mordomo.

16. A Miniatura, em Pasadena, Califórnia, foi a primeira de quatro casas que Wright construiria utilizando o sistema “textile blocks”, técnica experimental de blocos de concreto decorados com padrões geométricos.

© Wikimedia user Mike Dillon licensed under CC BY-SA 3.0. Image Ennis House
© Wikimedia user Mike Dillon licensed under CC BY-SA 3.0. Image Ennis House

17. Taliesin voltou a pegar fogo duas vezes mais e como Wright estava sem dinheiro suficiente para reconstruir, um grupo de ex-clientes organizou uma sociedade para pagar suas dívidas. Para manter economicamente Taliesin, a sociedade criou alguns  programas em que os estudantes pagavam uma inscrição para aprender e "experimentar o estilo de vida de Frank Lloyd Wright".

18. Em Arizona, Wright construiu Taliesin West, casa na qual ele se mudaria com sua terceira esposa, a bailarina montenegrina, Olgivanna Lazović.

© Wikimedia user AndrewHorne licensed under CC BY 3.0. Image Taliesin West
© Wikimedia user AndrewHorne licensed under CC BY 3.0. Image Taliesin West

19. Fallingwater ou a Casa das Cascatas foi encomendada pelos pais de  Edgar J. Kaufman, um jovem historiador residente de Taliesin.

20. O jornalista Herbert Jacobs encomendou a Wright uma pequena casa que teve tanto sucesso entre os jovens arquitetos, que seu dono começou a cobrar entrada para aqueles que quisessem visitá-la.

21. Durante a Segunda Guerra Mundial, época em que houve desaceleramento da maioria das construções, Wright iniciou a produção das casas usonianas, de construção econômica, que revolucionariam o conceito norte-americano de arquitetura doméstica.

 22. Wright passou os últimos anos de sua vida instalado na suite do Hotel Plaza, em Nova Iorque, de onde ele supervisionava as obras do Museu Guggenheim.

23. Wright chegou a projetar uma casa para Marilyn Monroe e Arthur Miller.

© Flickr user Sam valadi licensed under CC BY 2.0. Image Guggenheim Musem
© Flickr user Sam valadi licensed under CC BY 2.0. Image Guggenheim Musem

24. Aos 80 anos, ele publicou manifestos em favor da horizontalidade acusando a verticalidade de provocar vertigem.

25. Aos 90 anos, viajou para Bagdá para encontrar-se com o rei do Iraque, quem encomendou um  projeto urbano que não pôde ser realizado por causa do assassinato do monarca.

26. En sus últimos años de vida se dedicó a compartir su conocimiento con las generaciones más jóvenes a través de conmovedoras conferencias. En una de sus últimas charlas rindió públicamente tributo a Louis Sullivan, compartiendo con él la autoría de la revolución arquitectónica que había logrado.

"Vidas construidas, Biografías de arquitectos"  dos autores Anatxu Zabalbeascoa  e Javier Rodriguez Marcos e editado por Gustavo Gili, reúne as biografias de 20 dos mais famosos arquitetos que existiram desde o Renascimento até o Movimento Moderno. Cada relato é uma história fascinante que explora as vidas de cada um dos arquitetos e, cada episódio biográfico nos permite entender a origem de algumas obras.

Sobre este autor
Pola Mora
Autor
Cita: Mora, Pola. "26 coisas sobre a vida e obras de Frank Lloyd Wright que você não sabia" [26 episodios en la vida de Frank Lloyd Wright que explican su brillante obra] 08 Jun 2017. ArchDaily Brasil. (Trad. Helm, Joanna) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/873175/26-coisas-sobre-a-vida-e-obras-de-frank-lloyd-wright-que-voce-nao-sabia> ISSN 0719-8906
Ler comentários