Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Ceará

Ceará: O mais recente de arquitetura e notícia

Edifício residencial desaba deixando vítimas em Fortaleza

Um edifício residencial de sete pavimentos entrou em colapso esta manhã em Fortaleza, Ceará. Localizado no bairro Dionísio Torres, área nobre da cidade, o edifício tinha mais de 40 anos e passava por reformas. Um vídeo registrado ontem por um morador do edifício mostra o precário estado dos pilares de sustentação da estrutura, com as ferragens expostas e corroídas.

Sede do escritório Lins Arquitetos Associados / Lins Arquitetos Associados

© Joana França © Joana França © Joana França © Joana França + 72

José Geraldo da Cruz, Brasil

Cidades fabricadas: o caso da primeira smart city do Brasil

Smart City Laguna, este é o nome da primeira "cidade inteligente" do Brasil segundo publicaram alguns meios de comunicação, inclusive o ArchDaily Brasil, em 2017. Com inauguração prevista para aquele mesmo ano, o empreendimento contaria em sua primeira fase com 1.800 unidades e, no total, 7.065, divididas entre residenciais, comerciais e de uso tecnológico.

Localizada no distrito de Croatá, que faz parte da cidade de São Gonçalo do Amarante, a primeira smart city brasileira ocupa uma porção de terra de 330 hectares conectada diretamente à rodovia federal BR-22, que cruza os estados do Ceará, Piaí e Maranhão partindo de Fortaleza em direção à Marabá, no Pará. A escolha do local tem razões econômicas: a proximidade com o Porto do Pecém, em Fortaleza, a Companhia Siderúrgica do Pecém (CSP) e a Ferrovia Transnordestina fazem de Croatá um ponto estratégico no nordeste que vem sendo ocupado nos últimos anos por empresas de tecnologia, conformando um chamado "Cinturão Digital" a pouco mais de 50 quilômetros da capital cearense.

Fortaleza no caminho certo da mobilidade urbana

Priorizar o transporte público, incentivar meios alternativos de deslocamento na cidade e reduzir o número de acidentes no trânsito, estas são as três diretrizes que nortearam Fortaleza nos últimos anos ao criar sua política de mobilidade urbana.

Buscando exemplos fora do Brasil, a capital do Ceará tem estabelecido um grande intercâmbio com outras cidades e buscado o apoio de organizações não governamentais - ações que estão começando a dar os primeiros frutos e mostrando que a mudança de paradigma de mobilidade urbana é factível e traz benefícios à população.

Fortaleza no caminho da mobilidade sustentável: iniciativas beneficiam moradores e otimizam a integração modal

Pode parecer audacioso, mas Fortaleza tem o objetivo de se tornar a cidade mais ciclável do Brasil. Nesse caminho, a mobilidade da capital do Ceará passa por mudanças que beneficiam tanto os moradores quanto os turistas que, além das belas paisagens, agora podem encontrar ciclovias, ciclorrotas e um sistema mais integrado de transporte coletivo.

Ao todo, a rede cicloviária da cidade soma 204,6 km, resultado de um crescimento de 180% desde 2012, quando era de 72,9 km. Dois sistemas incentivam as pedaladas: o Bicicletar, iniciado em 2014, que tem 80 estações de bicicletas compartilhadas pela cidade e surgiu como uma solução de transporte de pequeno percurso para facilitar o deslocamento das pessoas. Atualmente,conta com 133 mil usuários cadastrados e 2.600 viagens por dia, o que já ajudou a evitar que 535 toneladas de gás carbônico fossem emitidas na atmosfera. No último dia 23 de março, foi lançado o projeto Mini Bicicletar, que busca incentivar o uso da bicicleta desde a infância, com ações educativas e opções de lazer para as crianças em espaços públicos.

Conselho das Cidades aprova resolução do CAU/CE para fixar arquitetos nos municípios cearenses

Foi aprovada a resolução proposta pelo presidente do Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Ceará (CAU/CE), Odilo Almeida Filho, membro do ConCidades, que trata do fortalecimento das políticas de desenvolvimento urbano através do incentivo à residência de arquitetos e urbanistas nos municípios cearenses.

Conforme dados de 2016 do CAU/CE, constata-se carência desses profissionais na grande maioria das cidades cearenses. Apenas 35 dos 184 municípios (19%) possuem arquitetos e urbanistas residentes, concentrando 92% dos profissionais do estado. Os números indicam uma dificuldade efetiva para a implementação de políticas de desenvolvimento urbano e de assistência técnica pública e gratuita para projeto e construção de habitação de interesse social nos municípios.

Ceará terá a primeira "cidade inteligente" para populações de baixa renda no Brasil

As cidades inteligentes já são uma realidade em algumas partes do mundo, oferecendo tecnologias que auxiliam a tornar a vida mais sustentável. Porém, com custo alto, poucas pessoas têm acesso a essa experiência. No entanto, arriscando mudar este panorama, está sendo construída no Ceará a primeira cidade inteligente voltada para pessoas de baixo poder aquisitivo.

A cidade está sendo construída no município de São Gonçalo do Amarante. Apesar de estar em solo brasileiro, a iniciativa, que recebeu o nome de Laguna Ecopark, foi proposta por duas organizações italianas, a Planet e SocialFare, em conjunto com o Centro de Empreendedorismo da Universidade de Tel Aviv – StarTAU.

Centro Universitário do Ceará promove a 3° Semana de Arquitetura e Urbanismo

A III SEMAU promovida pelo Centro Universitário do Ceará surge com o tema, "Cidade de ninguém, a culpa é de quem?" que propõe uma discussão sobre os caminhos que o crescimento das cidades estão tomando. Em 2015, Fortaleza completou 289 anos e a pergunta que os futuros arquitetos, arquitetos e habitantes da cidade fazem para si mesmos é: "Para onde estamos indo?"

Palestra “As lições de Bogotá e Medellín: Do caos à referência mundial”

Ministrada por Murilo Cavalcanti, estudioso na área de segurança cidadã e organizador do livro “As lições de Bogotá e Medellín: Do caos à referência mundial”, a palestra homônima visa explicar como essas cidades colombianas venceram a violência e a criminalidade e se tornaram modelos de gestão pública, passando do topo do ranking das cidades mais violentas do mundo à referência em mobilidade, segurança e soluções urbanísticas, devolvendo o espaço público aos cidadãos.

I Conferência Nacional de Arquitetura e Urbanismo em Fortaleza

É senso comum entre arquitetos e setores importantes da sociedade que Arquitetura e Urbanismo são disciplinas essenciais para a qualidade de vida da população. A prática mostra, porém, que os profissionais da área participam muito pouco dos processos de decisão e no planejamento das nossas cidades.

Aproximar arquitetos da sociedade para, como parceiros estratégicos, debaterem e superarem esse quadro contraditório, é o objetivo da I Conferência Nacional de Arquitetura e Urbanismo que o CAU/BR, realizará de 22 a 25 de abril, em Fortaleza, juntamente com o XX Congresso Brasileiro de Arquitetos, promovido pelo IAB nacional.

XX Congresso Brasileiro de Arquitetos – identidade e diversidade profissional

O IAB – Departamento do Ceará promove a vigésima edição do Congresso Brasileiro de Arquitetos - XX CBA, que acontecerá no Centro de Eventos do Ceará, em Fortaleza, entre os dias 22 e 25 de abril de 2014. Os Congressos Brasileiros de Arquitetos constituem uma importante tradição na arquitetura brasileira, conformando a única série de eventos no país que se propõe reunir os arquitetos em geral, sem discriminação regional ou de especialidades profissionais.

O objetivo do IAB é que Congresso mantenha o caráter reflexivo tradicional sobre a produção, a formação e o ambiente urbano, mas em que também se aborde questões vinculadas ao perfil dos profissionais, ao controle corporativo das atividades e atribuições, às perspectivas dos campos de trabalho e às inovações tecnológicas. Um XX CBA que atenda assim às demandas profissionais de uma nova era, em que a arquitetura e urbanismo têm um papel decisivo no delinear de um futuro para o País.

Fortaleza recebe o XX Congresso Brasileiro de Arquitetos

Fortaleza sediará, de 22 a 25 de abril, o XX Congresso Brasileiro de Arquitetos (XX CBA), principal evento voltado para profissionais e estudantes de arquitetura e urbanismo no Brasil. Promovido pelo Instituto de Arquitetos do Brasil- IAB, desde 1945, o Congresso terá como tema “Identidade e diversidade profissional”, e homenageará um ícone da arquitetura brasileira e mundial, o célebre arquiteto carioca Oscar Niemeyer.

Na programação, sete grupos temáticos serão explorados durante os três dias, e mais de dez temas livres, que versam sobre assuntos emergentes e indispensáveis da arquitetura e urbanismo contemporâneos. As palestras e mesas redondas acontecem simultaneamente em seis salões do Centro de Eventos do Ceará.

Proposta de Intervenção patrimonial em Fortaleza: o antigo Iracema Plaza Hotel / Igor Fracalossi

1. Não gosto da arquitetura nova
Porque a arquitetura nova não faz casas velhas
Não gosto das casas novas
Porque casas novas não têm fantasmas
E, quando digo fantasmas, não quero dizer essas
Assombrações vulgares
Que andam por aí…
É não-sei-quê de mais sutil
Nessas velhas, velhas casas,
Como, em nós, a presença invisível da alma… Tu nem sabes
A pena que me dão as crianças de hoje!
Vivem desencantadas como uns órfãos:
As suas casas não têm porões nem sótãos,
São umas pobres casas sem mistério.
Como pode nelas vir morar o sonho?
O sonho é sempre um hóspede clandestino e é preciso
(Como bem sabíamos)
Ocultá-lo das outras pessoas da casa,
É preciso ocultá-lo dos confessores,
Dos professores,
Até dos Profetas
(Os Profetas estão sempre profetizando outras coisas…)
E as casas novas não têm ao menos aqueles longos,
Intermináveis corredores
Que a Lua vinha às vezes assombrar!
[Mario Quintana, Arquitetura Funcional]

Iracema Plaza Hotel na década de 1950

IV Prêmio IAB-CE de Arquitetura 2011 / Fortaleza - Ceará

Casa Tropical / CAMARIM ARQUITECTOS