Projeto transforma o Parque da Liberdade de Fortaleza em uma "cidade das crianças"

Projeto transforma o Parque da Liberdade de Fortaleza em uma "cidade das crianças"

Vencedor do Concurso Nacional de Ideias promovido pela Prefeitura de Fortaleza no ano de 2018, o projeto apresenta a requalificação de espaços públicos, datados do início do século passado, com o objetivo de torná-los convidativos e firmar um parque urbano contemporâneo de caráter patrimonial no centro da cidade, com ênfase especial na dimensão social e na memória do Parque da Liberdade como Cidade das Crianças e sua conexão com a Praça do Sagrado Coração de Jesus.

Masterplan geral. Image Cortesia de Equipe de projeto
Masterplan geral. Image Cortesia de Equipe de projeto

Isso, somado a matéria lúdica como atrativo para os usuários, embasado nos estudos do psicólogo Howard Gardner, da Universidade de Harvard (EUA), sobre a Teoria das Inteligências Múltiplas, para englobar os aspectos cognitivos, sociais e afetivos no desenvolvimento das pessoas, em especial na infância, em um processo de planejamento do espaço público de qualidade para a contribuição do bem estar da comunidade local.

Masterplan inteligências. Image Cortesia de Equipe de projeto
Masterplan inteligências. Image Cortesia de Equipe de projeto

O partido de intervenção para projeto patrimonial do Parque da Liberdade, um espaço público inaugurado formalmente em 1902 e tombado pelo município em 1991, é calcado nas circunstâncias particulares da Cidade da Criança, em um resgate da memória afetiva local na qual emergem as relações entre o espaço público, a infância e a nostalgia. Dito isso, estabelece-se uma leitura espacial fundamentada nos diferentes momentos e contextos históricos que o parque passou, sem uma hierarquia ou modelo ideal em relação aos diferentes períodos que fazem parte das pátinas do tempo do local, mas com foco no simbolismo do espaço como Cidade das Crianças para os usuários e a malha urbana em que está inserido.

Inteligência espacial. Image Cortesia de Equipe de projeto
Inteligência espacial. Image Cortesia de Equipe de projeto

O percurso exploratório ao longo do parque formula-se com base aplicada na teoria das Inteligências Múltiplas de Gardner, em sua versão clássica, como norteadora do partido arquitetônico para a realização em espaço físico, distribuído ao longo da Cidade das Crianças, no qual o usuário criará sua própria educação, fazendo o caminho do rumo do seu aprendizado, setorizado em sete ilhas pedagógicas interligadas, nas quais existirão equipamentos para atividades cognitivas e estímulos sensoriais, sendo eles de inteligência musical, lógica, espacial, interpessoal, linguística, intrapessoal e motora.

Inteligência pessoal. Image Cortesia de Equipe de projeto
Inteligência pessoal. Image Cortesia de Equipe de projeto

Na busca de comunicar os dois espaços em um complexo urbano capaz de potencializar o existente e, ao mesmo tempo, preservar a memória do passado, estendendo a conexão da praça com o parque, e de ambos com a própria cidade, possibilitando um espaço flexível que proporciona as múltiplas apropriações e interações, é proposto uma paginação orgânica de piso, que permeia a Praça do Sagrado Coração de Jesus e o Parque da Liberdade, possibilitando um percurso exploratório nesse novo complexo urbano, complementada por módulos de placas de concreto drenante em tons de cinza e verde, inspirados na história dos antigos bondes da cidade.

Lagoa de fitorremediação. Image Cortesia de Equipe de projeto
Lagoa de fitorremediação. Image Cortesia de Equipe de projeto

Ao longo da paginação proposta estarão dispostos diversos mobiliários urbanos como bancos, lixeiras e postes de luz, além de grandes tablados de madeira, no caso da Praça do Sagrado Coração de Jesus. Dentro do parque, apresenta-se o Memorial da Liberdade, em alusão ao nome oficial do lugar, criado como forma de memorar o fato histórico da libertação dos escravos no estado do Ceará.

Casa do ciclista. Image Cortesia de Equipe de projeto
Casa do ciclista. Image Cortesia de Equipe de projeto

Durante o percurso, o usuário encontrará um paisagismo contemplativo que traz a técnica de utilização de biomassa como parte de sua forração, reaproveitando massas vegetais, fruto de podas e remanejos, em sinergia com intervenções patrimoniais que visam a valorização do ambiente tombado. É proposto o restauro de vasos e estátuas, utilizando para ambos um conceito de anastilose - por meio de perfis metálicos que criam um exercício de gestalt do elemento danificado - bancos, postes e luminárias. Além das edificações, que para além do restauro, visam a requalificação com novos usos como apoio para administração e segurança, bicicletário, cafés e restaurante.

Sob o ponto de vista da mobilidade urbana do entorno, haverá um reordenamento de pontos de parada que procura além de dinamizar o movimento das pessoas na região e dentro do próprio parque, aproveitar desta concentração de passageiros em pontos específicos para trazer maior segurança e movimento a áreas atualmente degradadas na região, com redimensionamento da caixa viária e adição de área ao passeio na Av. Visconde do Rio Branco.

Av. Visconte do Rio Branco. Image Cortesia de Equipe de projeto
Av. Visconte do Rio Branco. Image Cortesia de Equipe de projeto

O complexo contará ainda com um novo e moderno terminal de passageiros na Rua Solon Pinheiro e Corredor Cultural para atividades de pedestres em parte da R. Jaime Benévolo, agora aglutinada como espaço público da Praça do Sagrado Coração de Jesus, através também da elevação da via de pedra ao nível do passeio da praça, formando um novo corredor de atividades, em parte abrigadas pelo reaproveitamento da antiga estrutura de coberta de aço da R. Solon Pinheiro, agora realocada para o local, preservando assim parte da identidade visual do entorno.

Terminal de ônibus. Image Cortesia de Equipe de projeto
Terminal de ônibus. Image Cortesia de Equipe de projeto

O projeto está agora tendo sua obra licitada e, segundo a Secretaria Municipal de Infraestrutura, tem início das obras previsto para abril/2020 e duração de 12 meses.

Cortesia de Equipe de projeto
Cortesia de Equipe de projeto

FICHA TÉCNICA

Título do Projeto: Requalificação Urbana da Praça do Sagrado Coração de Jesus e Cidade da Criança
Contratante: Prefeitura de Fortaleza
Localidade: Fortaleza/CE 
Escritório Responsável: Yuri Nobre Arquitetura & Urbanismo
Área de Intervenção: 37.560,82m²
Arquitetos Autores: Yuri Nobre, Mayara Cunha, Jairo Diniz, Sheldon André, Abner de Souza, Danyella Lima e Thayná Gomes.
Instalações e Combate a Incêndio: Indústria de Projetos (Eng. Yuri Soares)
Cálculo de Estrutura de Concreto: Qualitas Estrutural (Eng. Mário Esmeraldo)
Cálculo de Estrutura Metálica: Eng. Regis Carneiro
Orçamento: Eng. Reginaldo Pedrosa
Assessoria em Acessibilidade: Arq. Zilsa Santiago, Arq Raquel Morano e Arq. Erika Cavalcante
Outros Colaboradores: Arq. Gabriela Brasileiro, Arq. Vitor Xavier, Leonardo Jales (ambientalista) e Movimento Viva o Centro Fortaleza
Ano Concurso: 2018
Ano Desenvolvimento de Projeto Executivo: 2019
Status: Licitação para obra
Início das Obras (previsão): abril/2020
Tempo de obra (previsão): 12 meses|
Texto enviado pela equipe de projeto

Galeria de Imagens

Ver tudoMostrar menos
Sobre este autor
Cita: Romullo Baratto. "Projeto transforma o Parque da Liberdade de Fortaleza em uma "cidade das crianças"" 18 Jan 2020. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/931889/projeto-transforma-a-praca-da-liberdade-de-fortaleza-em-uma-cidade-das-criancas> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.