Romullo Baratto

Romullo Baratto é arquiteto e urbanista, mestre em arquitetura e cinema pela FAU-USP. Além do ArchDaily, também trabalha como fotógrafo e cineasta independente no estúdio Flagrante, tentando explorar as relações entre movimento e espaço através de imagens. Fez parte da equipe de curadores da 11ª Bienal de Arquitetura de São Paulo em 2017.

NAVEGUE POR TODOS OS PROJETOS DESTE AUTOR

Sesc 24 de Maio receberá a exposição "Infinito Vão: 90 Anos de Arquitetura Brasileira"

Uma das maiores exposições dedicadas à arquitetura brasileira realizadas fora do Brasil, Infinito Vão chega a São Paulo. Idealizada pela Casa da Arquitectura - Centro Português de Arquitectura em 2018, a mostra tem curadoria de Guilherme Wisnik e Fernando Serapião e será inaugurada no dia 25 de novembro no Sesc 24 de Maio.

Parque Novo Santo Amaro, 2009, Vigliecca e Associados | foto de Leonardo Finotti_Acervo CACasa Hélio Olga, 1987, Marcos Acayaba | foto de Leonardo Finotti_Acervo CASesc Pompeia, 1977, Lina Bo Bardi | foto de Leonardo Finotti_Acervo CACasa das Canoas, 1951, Oscar Niemeyer | foto de Leonardo Finotti_Acervo CA+ 8

Casa 239 do UNA Arquitetos entre os finalistas do Prêmio Panamericano da Bienal de Quito 2020

A Casa 239, projetada pelo escritório paulistano UNA Arquitetos, foi selecionada como finalista do Prêmio Panamericano da Bienal de Arquitectura de Quito 2020. Único brasileiro na extensa lista de selecionados, o projeto foi coordenado pelos arquitetos Fernanda Barbara e Fabio Valentim, agora sócios do UNA barbara e valentim, e concorre ao prêmio final na categoria Habitação Unifamiliar.

© Nelson Kon© Nelson Kon© Nelson Kon© Nelson Kon+ 7

Habitações compactas e o futuro das cidades: uma entrevista com Gary Chang

Habitações compactas se tornaram a regra na maioria das grandes cidades do mundo. Altas densidades e o valor do solo nas áras urbanas tornou obrigatório que a maioria dos empreendimentos explorassem ao máximo a área edificável. O resultado disso são residências cada vez menores. Hong Kong talvez seja o caso mais extremo – com cerca de três quartos de seu território preservado como mata nativa, a porção restante é lar de mais 7 milhões de pessoas que vivem em um dos ambientes urbanos mais densos do planeta.

Recentemente, tivemos a oportunidade de conversar com o arquiteto Gary Chang, fundador do Edge Design Institute de Hong Kong, sobre sua visão em relação a habitações compactas, arquitetura de pequena escala, flexibilidade e o futuro de nossas cidades.

Domestic Transformer em Hong Kong. Cortesia de Edge Design InstituteThe Arch project. Cortesia de Edge Design InstituteSuitcase House - Living Mode. Cortesia de Edge Design InstituteJogo de Chá Kung-Fu para Alessi. Cortesia de Edge Design Institute+ 18

Como impactamos o planeta? Transformações na Terra pela ação humana vistas de cima

Os impactos causados pelo ser humano no planeta Terra passaram e ser tema recorrente, e cada vez mais se fala em um caminho sem volta. Aquecimento global, gases de efeito estufa, exploração dos recursos naturais e produção de resíduos sólidos e atmosféricos são alguns dos assuntos mais urgentes com os quais a comunidade global precisa lidar se desejamos um futuro de qualidade para as próximas gerações. Essas questões são tema e podem ser visualizadas em cores e alta definição no novo livro Overview Timelapse: How We Change the Earth, de Benjamin Grant e Timothy Dougherty, que reúne 250 fotografias feitas por satélite ou drone de regiões em transformação na Terra.

Caminhões no porto de Los Angeles, 2019. Source imagery © Nearmap - Barangaroo, AustraliaDerretimento do Permafrost em Yakutia, 2018. Source imagery © Maxar Technologies – Westminster, ColoradoCemitério de pneus, Março 2018 / Agosto 2018. Source imagery © Nearmap - Barangaroo, AustraliaColapso da represa de minério de ferro de Brumadinho, Janeiro de 2019. Source imagery © Maxar Technologies – Westminster, Colorado + 20

Erieta Attali e Philipp Valente exploram as sombras do passado industrial da Alemanha

O passado industrial das cidades pode deixar marcas inquietantes no presente. Grandes estruturas abandonadas e amplas instalações esquecidas são um atrativo tanto para o voraz mercado imobiliário como para a imaginação daqueles que sonham acordados com um passado que já não promete nenhum futuro. Este é o caso do Vale do Ruhr, a região metropolitana mais populosa da Alemanha e maior zona industrial da Europa.

Complexo Industrial da Mina de Carvão Zollverein em Essen. Conceito da fotografia e © Erieta AttaliComplexo Industrial da Mina de Carvão Zollverein em Essen. Conceito da fotografia e © Erieta AttaliParque Duisburg-Nord. Conceito da fotografia e © Erieta AttaliParque Duisburg-Nord. Conceito da fotografia e © Erieta Attali+ 39

Em busca de uma identidade para a arquitetura angolana: entrevista com o grupo BANGA

O momento talvez nunca tenha sido tão propício a investirmos nossas energias em projetos virtuais, afinal, fomos parcialmente privados do contato com o mundo concreto das coisas. Explorando a particularidade do momento atual e a potência de engajamento da internet, um grupo de arquitetas e arquitetos de Angola deu início a um trabalho ambicioso: buscar uma nova identidade para a arquitetura angolana.

Formado por Yolana Lemos, Kátia Mendes, Mamona Duca, Elsimar de Freitas e Gilson Menses, o Grupo BANGA é responsável pelo projeto Cabana de Arte, que une os esforços de jovens arquitetos e artistas de Angola em trabalhos virtuais que buscam trazer visibilidade a profissionais emergentes e aproximar a arquitetura do cotidiano das pessoas.

Leia, a seguir, a entrevista realizada com o grupo.

Projeto arquitetônico virtual para a exposição "Tchitundu-Hulu, a história resgatada". Image Cortesia de Grupo BANGAPlanta do projeto para a exposição "Mfwanana, Dialetos da Terra". Image Cortesia de Grupo BANGAProjeto arquitetônico virtual para a exposição "Eu sou o sol - as marcas perpetuadas em mim". Image Cortesia de Grupo BANGAProjeto investigativo "O Soba tem algo para dizer / O Soba vai à comunidade". Image Cortesia de Grupo BANGA+ 8

Álvaro Siza projeta novo conjunto residencial em Gallarate, Itália

Assentado em um lote suburbano de Gallarate, na região italiana da Lombardia, ergue-se, em dois blocos de mármore travertino, o mais recente projeto de Álvaro Siza: um condomínio residencial de 20 unidades desenvolvido em parceria com o escritório português COR Arquitectos. Fazendo frente para a movimentada Via Roma e a pacata Via Postporta, o conjunto reinterpreta duas tipologias locais – o pátio lombardo e a vila isolada – em um jogo de volumes que faz lembrar as geometrias de outra obra-prima de Siza, a Faculdade de Arquitetura do Porto.

© Francesca Ióvene - fōndaco studio© Francesca Ióvene - fōndaco studio© Francesca Ióvene - fōndaco studio© Francesca Ióvene - fōndaco studio+ 14

Visite a Pinacoteca de São Paulo sem sair de casa com este passeio em realidade virtual

Distâncias físicas já não são um problema para os grandes museus do mundo. Outrora presos às suas localizações geográficas e, assim, acessíveis apenas a quem pudesse chegar visitá-los, hoje, muitos museus já têm seus acervos digitalizados e outros estão em vias de fazer o mesmo - uma estratégia de difusão e, em certa medida, democratização do acesso à cultura.

Tudo o que causa a gentrificação, de A a Z

Um dos temas mais presentes nas discussões atuais sobre a cidade é a gentrificação. Definido, de modo geral, como "quando alguém diferente de você muda-se para o seu bairro", o fenômeno urbano é muito mais complexo que isso e envolve questões de uso do solo, especulação imobiliária, espaços públicos e de lazer e planejamento territorial.

Wes Anderson no Rio de Janeiro: a arquitetura fantástica do Palácio Quitandinha em Petrópolis

A indústria do entretenimento costuma oferecer à arquitetura alguns de seus programas mais inusitados. De parques temáticos que exploram tempos perdidos e mundos ainda não descobertos a Las Vegas, cidade já muito estudada por suas características urbanas particulares e numerosos edifícios de hotéis e cassinos que apresentam, lado a lado, uma infinidade de estilos arquitetônicos.

No Brasil não é diferente e o impulso em explorar a economia do entretenimento resultou, em meados do século XX, em um singular edifício em estilo normando-francês, construído na serra do Rio de Janeiro: o Palácio Quitandinha

© Estúdio FlagrantePalácio Quitandinha, onde desde 2007 funciona o Sesc Rio. Image © Estúdio Flagrante© Estúdio Flagrante© Estúdio Flagrante+ 13

Casas brasileiras: 16 residências em terrenos estreitos

Adensamento e a demanda pelo solo urbano resultaram, entre outras coisas, na redução das dimensões dos lotes nas cidades. Grandes porções de terra, outrora destinadas a residências unifamiliares, passaram a receber edifícios onde vivem muitas famílias e, dependendo da localização, que contam em seus térreos com serviços e estabelecimentos comerciais. Construir uma casa em grandes centros urbanos não é fácil, e um dos motivos é a ausência de lotes para isso ou, quando existem, suas reduzidas dimensões.

© Nelson Kon© Maíra Acayaba© Maíra Acayaba© Pedro Napolitano Prata+ 17

"Há um grande poder em ver o mundo de cima": entrevista com o fundador do Overview, Benjamin Grant

Ver do alto – do ponto de vista aéreo – é a ilusão do saber, disse em certa ocasião Michel de Certeau, historiador francês muito interessado nas páticas cotidianas que acontecem no solo, no nível da rua. Entretanto, imagens de satélite podem ser ferramentas poderosas para compreender, prever e lutar para um futuro melhor para a humanidade, como nos mostra Benjamin Grant, fundador do Overview, uma plataforma que explora a atividade humana da Terra por meio de imagens aéreas. 

Interessado em proporcionar "uma experiência do sublime" através da privilegiada perspectiva aérea de nosso mundo, Overview oferece fotografias que mostram traços da atividade humana na superfície do planeta. Fotos de cidade e outros artefatos culturais se unem a imagens hipnotizantes de topografias e belezas naturais em um enorme arquivo imagético produzido por drones e satélites. Um sentimento misto de temor e admiração profunda é alcançado não apenas quando vemos do céu algumas das façanhas humanas mais espetaculares da história, mas, sobretudo, quando somos confrontados com os tenebrosos efeitos colaterais de nossa própria existência na Terra.

Monte Fuji, Japão. Image © OverviewAeroporto de San Francisco. Image © OverviewRio Nilo, Egito. Image © OverviewArco do Triunfo, Paris, França. Image © Overview+ 20

As virtudes e limites da fotografia na representação da arquitetura - cinco fotógrafos discutem

Enquanto meio de representação da arquitetura, a fotografia apresenta qualidades indiscutíveis. Com ela, é possível apresentar a um público distante obras erguidas em qualquer lugar do mundo, de vistas gerais a espaços internos e pormenores construtivos - ampliando o alcance e, de certo modo, o acesso à arquitetura.

Entretanto, como qualquer outra forma de representação, não é infalível. Na medida que avanços tecnológicos permitem fazer imagens cada vez mais bem definidas e softwares de edição oferecem ferramentas para retocar e, por vezes, alterar aspectos substanciais do espaço construído, a fotografia, por sua própria natureza, carece de meios para transmitir aspectos sensoriais e táteis da arquitetura. Não é possível - ao menos não satisfatoriamente - experienciar as texturas, sons, temperatura e cheiros dos espaços através de imagens estáticas. 

Viviendas San Ignacio / IX2 Arquitectura. Jalisco, México. Image © Lorena DarqueaFaculdade de Biologia Celular e Genética / Héctor Fernández Elorza. Madri, Espanha. Image © Montse ZamoranoSesc Pompeia / Lina Bo Bardi. São Paulo, Brasil.. Image © Manuel SáTate Modern Switch House / Herzog & de Meuron. Londres, Reino Unido. Image © Laurian Ghinitoiu+ 15

Sem espaço para o distanciamento social: estudante cria mapa com a largura das calçadas de São Paulo

A qualidade das ruas e calçadas é um tópico bastante debatido no Brasil e a pandemia de coronavírus acrescentou mais um fator de complexidade ao tema – a saúde pública —, fazendo-nos questionar se é, efetivamente, possível para o pedestre praticar o distanciamento social. A inquietação levou o estudante de arquitetura Conrado Freire a desenvolver um mapa da largura das calçadas de São Paulo.

Adaptado do projeto Sidewalk Widths NYC de Meli Harvey, sobre as calçadas de Nova Iorque, o Largura do Passeio toma os dados das calçadas disponibilizados pelo portal GeoSampa e sintetiza de forma visual informações sobre os passeios de São Paulo que não são acessíveis ao público em geral. A partir dos códigos abertos disponibilizados por Harvey, que já foram também adaptados para cidades como Toronto, Washington, Berlim e Milão, Freire cria uma cartografia visual que informa aquilo que é apenas sentido pelos pedestres ao se deslocarem no espaço urbano de São Paulo.

Cortesia de Conrado FreireCortesia de Conrado FreireCortesia de Conrado FreireCortesia de Conrado Freire+ 5

Iphan disponibiliza gratuitamente milhares de publicações sobre patrimônio brasileiro

Desde sua fundação em 1937, e apesar das recentes controvérsias envolvendo sua gestão e presidência, o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) tem constituído um dos maiores acervos bibliográficos, documentais e iconográficos do Brasil. Ao todo, são 13 bibliotecas que guardam mais de 500 mil livros e periódicos, interligadas entre si e às principais bibliotecas do país. Deste rico material, parte considerável está disponível online – e gratuitamente – na plataforma online do Instituto.

O minimalismo contextualista de Eduardo Souto de Moura

Eduardo Elísio Machado Souto de Moura nasceu no Porto em 25 de julho de 1952, formou-se em arquitetura pela Escola de Belas Artes do Porto e iniciou sua carreira trabalhando com Álvaro Siza, com quem mantém até hoje uma relação profissional muito rica.

Sua obra é frequentemente associada a uma suposta corrente de influência miesiana, no entanto, seus projetos revelam um virtuosismo singular na escolha dos materiais – granito, madeira, mármore, tijolo, aço, concreto e vidros são apenas algumas das texturas que compõe a paleta de Souto de Moura.

Metrô do Porto. © Luis Ferreira AlvesEdifício Cantareira. © Luis Ferreira Alves Loader logo 2 / 57 Convento das Bernardas. © Luis Ferreira AlvesAuditório A. © Luís Ferreira Alves, Christian Richters+ 9

Conheça as obras brasileiras selecionadas para o 3º Prêmio Oscar Niemeyer

O IAB divulgou a seleção das obras brasileiras habilitadas a participar da 3º edição do Prêmio Oscar Niemeyer. Do total de 33 que cumpriram o edital, 20 foram selecionadas pela comissão avaliadora. O Prêmio "Oscar Niemeyer" de Arquitetura Latino-Americana (ON Prize) é uma iniciativa da Rede Bienal de Arquitetura da América Latina (REDBAAL), fundada em 2012 na Bienal Panamericana de Arquitetura de Quito.

Hospital Público de Urgência – SPBR – São Bernardo do Campo/SP.  Foto © Nelson KonCapela Ingá Mirim – Messina Rivas – Itupeva/SP. Foto © Federico CairoliEstação Antártica Comandante Ferraz - Estúdio 41 arquitetura. Foto: Divulgação Marinha do BrasilCasa de Lata – Sauermartins – Canela/RS. Foto © Cássio Sauer+ 6