Arquitetura Sul-coreano

  1. ArchDaily
  2. Países
  3. Coreia do Sul

Projetos mais recentes em Coreia do Sul

Últimas notícias em Coreia do Sul

Habitações verticais e densidade urbana na Coreia: a história por trás da casa de cinco pavimentos do stpmj

Seul, semelhante a várias grandes cidades em todo o mundo, é caracterizada pela escassez de terras, superpopulação, preços imobiliários impressionantes e segregação urbana. Essas condições de vida forçaram arquitetos e planejadores urbanos a buscar alternativas, (re)introduzindo novos modelos de convivência, habitação de baixo custo em áreas suburbanas e empreendimentos de uso misto. No entanto, a proximidade ao trabalho, educação, comércio, instalações de saúde e transporte público, bem como infraestrutura otimizada e melhor governança sustentaram a vida dentro dos limites da cidade compacta desejável. Escondida nas ruas movimentadas de Gangseo-gu, a "Casa de Cinco Pavimentos" por stpmj é um projeto que explora a relação entre habitação unifamiliar e contextos urbanos densos, além do valor do investimento e das restrições contextuais.

ZHA inaugura Museu de Design em Seul com exposição sobre meta tecnologia

Dongdaemun Design Plaza (DDP) colaborou com Zaha Hadid Architects (ZHA) para a exposição 'Meta-Horizons: The Future Now' em Seul, Coreia do Sul. Projetada pela ZHA para promover a instigação, o intercâmbio de novas ideias e para mostrar tecnologias e mídias inovadoras, a exposição inaugural do novo Museu de Design do DDP explora o trabalho da ZHA em múltiplos campos, da tecnologia digital à inteligência artificial e realidade virtual, apresentando os recentes projetos, processos e pesquisas do escritório que incorporam tecnologias imersivas e novas técnicas de fabricação. A exposição estará em exibição de 26 de maio a 18 de setembro de 2022.

UN-Habitat e Oceanix divulgam protótipo para a primeira cidade flutuante sustentável do mundo

A UN-Habitat e a empresa de tecnologia OCEANIX revelaram o projeto do primeiro protótipo do mundo para uma cidade flutuante sustentável, a ser localizada em Busan. O projeto pretende fornecer uma estrutura escalável de desenvolvimento para cidades costeiras que enfrentam escassez de terra e um aumento do nível do mar. Com uma população de 3,4 milhões de pessoas, Busan é a segunda maior cidade da República da Coreia e, ao mesmo tempo, uma das cidades marítimas mais importantes, tornando-a um ambiente adequado para a implantação do protótipo da cidade flutuante.

A pandemia interrompeu o processo para reduzir as emissões de carbono?

Com a magnitude e a urgência da crise imediata da Covid-19 no mundo, iniciativas foram concentradas em salvar vidas, ao invés de focarem em preocupações relacionadas ao caminho para zerar as emissões de carbono. Zerar as emissões líquidas de carbono no setor de construção é definido por quando a quantidade de emissões de carbono associadas com a construção de um prédio e sua finalização totalizam zero. Um prédio de zero energia terá um consumo total líquido de energia de zero; a quantidade total de energia utilizada pelo prédio anualmente é igual à quantidade de energia renovável gerada no terreno construído.

Heatherwick Studio divulga proposta de pier em forma de planta para orla de Seul

Após o anúncio do governo metropolitano de Seul de revitalizar e expandir o Complexo Olímpico Jamsil Sports–MICE Complex da cidade, o Heatherwick Studio propôs um pier dinâmico de múltiplos níveis que promove as noções de "espírito comunitário, atividade, igualdade, jogo, e união". Chamado de The Leaf ("A Folha"), o projeto contará com plataformas cobertas de plantas no rio Han e oferecerá aos visitantes espaços recreativos e culturais.

ArchDaily elege os melhores novos escritórios de 2021

À medida que nosso mundo se transforma em um ritmo sem precedentes, os desafios atrelados a isso estão se tornando cada vez mais complexos. As questões enfrentadas pelas cidades e redes de nosso mundo globalizado, os ambientes físicos e virtuais onde ocorre esta transformação, estão tornando a arquitetura mais relevante do que nunca.

Como as smart cities podem agravar a desigualdade

As metrópoles urbanas de nosso planeta são o lar de uma abundância de histórias. Elas são o lar de histórias de riqueza, de inovação e de maravilhas arquitetônicas, assim como de histórias de desigualdade, iniquidade e segregação urbana — lugares onde a renda determina a qualidade do ambiente espacial ao seu redor. Dentro destas histórias se desenvolveu uma crescente defesa para tornar as cidades "mais inteligentes", para usar dados e tecnologia digital para construir ambientes urbanos mais eficientes e convenientes.

UNStudio apresenta plano diretor para reurbanização de antiga área industrial em Seul

O UNStudio acaba de publicar as últimas imagens do Project H1, um plano diretor para um bairro inteligente e sustentável próximo ao centro de Seul. Buscando transformar uma antiga zona industrial da capital coreana, incluindo um pátio de estacionamento de trens, em um novo ambiente urbano denso e de uso misto, repleto de diferentes atividades e comodidades para a vida contemporânea, o Project H1 será um bairro diversificado e acessível, complementado por um amplo projeto de infraestrutura digital desenvolvido pela UNSense, o qual pretende transformar o bairro em um sinônimo de alta tecnologia e eficiência energética, contando ainda com espaços para a produção local de alimentos e áreas comuns de uso compartilhado.

UNStudio vence concurso para o projeto do Museu de Arte Chungnam na Coreia do Sul

O UNStudio, em parceria com o escritório de arquitetura sul-coreano DA Group, acaba de ser nomeado como o grande vencedor do concurso internacional para o projeto do novo Museu de Arte Chungnam em Naepo, Coreia do Sul. A proposta vencedora foi muito bem avaliada pelo juri por seu conteúdo de caráter imersivo e interativo. Além de explorar a fundo todas as possibilidades que as novas tecnologias oferecem, o projeto desenvolvido pelo UNStudio foi concebido para ser um novo ponto de referência para a comunidade local, um lugar acolhedor e acessível capaz de engajar os moradores e os visitantes de Naepo, na costa oeste da Coreia.

Por que e para quem estamos construindo cidades novas do zero?

Tente imaginar como seria projetar uma cidade inteira do zero; desenhar cada uma de suas ruas, casas, edifícios comerciais, praças e espaços públicos. Uma folha em branco onde tudo é possível e sua única missão é criar uma cidade com identidade própria. Talvez esse seja o sonho de todo arquiteto e urbanista, e para a sorte de alguns poucos felizardos, esse sonho pode muito bem se tornar realidade em um futuro próximo.