1. ArchDaily
  2. Arquitetura Guia da Cidade

Arquitetura Guia da Cidade

Guia de arquitetura de Roma: 26 obras que contam a diversidade de sua história

Construída ao longo de três milênios e conhecida como a cidade eterna, Roma abriga um dos mais ricos patrimônios construídos do mundo todo, obras que influenciaram e inspiram arquitetos ainda hoje. Talvez, sua maior peculiaridade esteja nas incontáveis camadas de história que foram sendo sobrepostas ao longo do tempo.

A lista que apresentaremos à seguir tem como principal objetivo mostrar toda a diversidade de sua história. Dispensamos os monumentos mais óbvios e os lugares que todos nós conhecemos para construir uma paisagem mais representativa e profunda de sua pluralidade arquitetônica. Locais onde ainda é possível encontrar a autenticidade na arquitetura, mesmo que em um cenário tão atemporal como a cidade eterna. Roma é, por excelência, a cidade palimpsesto.

Guia de arquitetura de Amsterdã: 25 lugares para conhecer na capital holandesa

Amsterdã é uma das cidades mais belas da Europa. Suas origens estão no século XII, quando pescadores que moravam às margens do rio Amstel construíram uma ponte sobre a hidrovia perto do IJ criando uma grande enseada de água salgada. A maior parte do território da cidade está abaixo do nível do mar e, portanto, em uma porção de terra onde antes era água.

A capital holandesa tem uma forte relação com planejamento urbano, infra-estrutura de ciclismo e pontes, que cruzam os canais junto às antigas casas comerciais que se inclinam em ângulos impossíveis. Conheça, a seguir, 25 lugares em Amsterdã que merecem uma vista.

Guia de arquitetura de Belo Horizonte: 25 lugares para conhecer na capital mineira

Em 1897 foi instituída a Cidade de Minas Gerais, que em 1901 passou a ser chamada de Belo Horizonte. O projeto urbanístico de Aarão Reis para a capital mineira deu origem à primeira cidade moderna planejada no Brasil. A malha ortogonal que define quarteirões, grandes corredores e diferentes zonas urbanas foi inspirada em outros modelos de cidades, como Paris e Washington, com a presença de ideais modernizantes e republicanos que inspiraram a hierarquização do território.

Guia de arquitetura de Lisboa: 24 lugares para conhecer na capital portuguesa

Eleita Capital Europeia da Cultura em 1994 e Capital Ibero-Americana da Cultura 2017, Lisboa tem sido destino de turistas de muitas partes do mundo nos últimos anos. Com uma programação cultural pujante, a cidade é sede de importantes acontecimentos relacionados à arte, à música, ao cinema, e, como não poderia faltar, à arquitetura. A Trienal de Arquitectura de Lisboa e o Open House - evento que organiza visitas guiadas gratuitas a edifícios marcantes de cidades ao redor do mundo - são alguns desses acontecimentos de relevância no campo arquitetônico, responsáveis por divulgar, debater e refletir questões ligadas à área.

Guia de arquitetura de Salvador: 25 lugares para conhecer na primeira capital do Brasil

Salvador é uma cidade marcada por uma falha geológica que a divide em duas: cidade alta e cidade baixa. Essa diferença de nível de aproximadamente 80 metros originou, desde o início da sua colonização, diferenças de usos e ocupações do solo nesse território - que foram se modificando ao longo dos anos com o desenvolvimento e expansão da cidade. A paisagem soteropolitana não é marcada apenas pela falha geológica, mas também é expressão de diferentes camadas de tempo: a primeira capital do Brasil, que completou 470 anos este ano, teve na sua arquitetura, ao longo da história, exemplares de diversos estilos e vertentes, como o neocolonial, barroco, neoclássico, eclético, moderno e contemporâneo.

Guia de arquitetura do Rio de Janeiro: 21 lugares para conhecer na cidade maravilhosa

Rio de Janeiro dispensa apresentações. Uma cidade de contrastes, tão diversa nas suas pessoas, natureza e arquitetura. Seus edifícios históricos de influência europeia, os ícones modernos do século XX e as recentes obras assinadas por arquitetos internacionais garantem um lugar no mapa da arquitetura mundial e pontuam a paisagem urbana da segunda maior cidade do Brasil.

Guia de arquitetura: 12 marcos da independência da Colômbia

Pouco mais de dois séculos se passaram desde os acontecimentos que estabeleceram as bases para a libertação da Colômbia. Hoje em dia, perduram marcas da história materializadas no tempo e na paisagem - palcos de disputas e lutas; lugares que resguardam a identidade história do país. 

Em comemoração à independência de nosso vizinho latino, selecionamos 12 lugares emblemáticos relacionados à libertação do país há 207 anos, e que por seu valor estético, histórico e geográfico, realçam os valores da arquitetura e do urbanismo colonial e republicano na Colômbia. 

Monumento al pantano de Vargas - Boyacá. Imagem © Guillermo Vasquez [Flickr], Licença CC BY-SA 2.0Puente del Común - Cundinamarca . Imagem © Pedro Felipe [Wikipedia], Licença  CC BY-SA 4.0Mompox - Bolivar. Imagem © Aecid Colombia [Flickr], Licença CC BY-SA 2.0La Quinta Bolivar - Bogotá. Imagem via @BogotaMania [Twitter]+ 12

Guia de arquitetura de Medellín: 20 lugares que todo arquiteto deve visitar

Em 2013, Medellín, na Colômbia, foi considerada a cidade mais inovadora do mundo no concurso City of the Year, organizado pelo The Wall Street Journal, competindo com cidades do nível de Nova Iorque e Tel Aviv.

Embora possa parecer improvável, este prêmio não é tão estranho: nos últimos anos, a cidade se converteu em um dos epicentros tecnológicos e intelectuais de maior influência da Colômbia, sem mencionar o importante desenvolvimento urbano que a cidade vem vivendo desde 2010. 

As infraestruturas integradas à mobilidade, juntamente com intervenções de alto impacto social, converteram Medellín no centro de debate sobre o crescimento e desenvolvimento das cidades latino-americanas. 

Em 20 projetos e lugares, contamos um pouco da história de uma cidade que apostou na consolidação urbana através de espaços públicos de qualidade e projetos que fomentaram a gestão cidadã apoiando o desenvolvimento de zonas marginais em um processo de reconstrução social em que a arquitetura desempenhou um papel importante como ferramenta de formulação espacial. 

Imagem © Manuela BonillaImagem  © Alejandro ArangoImagem  © Juan Manuel Peláez FreidelImagem  © Sergio Gómez + 21

Guia "Architectour" ajuda a desvendar os segredos mais bem guardados de algumas cidades

As cidades oferecem uma riqueza de experiências, referência e pontos turísticos aos visitantes a ponto de estes correrem o risco de serem oprimidos pelo peso da cultura e geografia durante suas viagens. É fácil se perder não só nas peregrinações aos locais icônicos, mas também em função do número de lugares para visitar e coisas para ver, sob a orientação de guias turísticos caros e mapas que enfatizam o consumismo. Contra isso, uma campanha Kickstarter foi lançada para financiar o Architectour Guide - um compêndio dos pontos mais importantes de algumas cidades que lhe ajudará em sua próxima viagem.

"O guia é feito para o explorador urbano, um indivíduo que adora descobrir cidades de uma maneira diferente", explica Virginia Duran, arquiteta e urbanista de Londres, responsável pela campanha. "O Architectour Guide coleta os melhores espaços de uma cidade inspirando viajantes a embarcar em suas viagens de uma maneira única, tornando mais fácil para nós visitar, compreender e fotografar cada um desses lugares. Como conseqüência, nós viajantes estaremos ajudando a manter os edifícios vivos."

via Kickstarter. Cortesia de Virginia DuranGuia Architectour ajuda a desvendar os segredos mais bem guardados de algumas cidadesvia Kickstarter. Cortesia de Virginia Duranvia Kickstarter. Cortesia de Virginia Duran+ 9

10 sítios arqueológicos que todo arquiteto deveria visitar no Peru

No Peru, você não pode viver, passar sem conhecer nem, muito menos, deixar de aprender as lições do legado arquitetônico milenar de alguns do seus tantos sítios arqueológicos - 19.903 para ser mais exato. Estes lugares estão cheios de inspiração, arte, história, lendas, magia do começo ao fim, que vale conhecer e dedicar um tempo para apreciar até os mínimos detalhes. São histórias plasmadas na arquitetura cujos vestígios fomentaram mistérios que talvez nos deixem mais perguntas do que respostas, mas aí está este poder de se encantar que todo o arquiteto saberá aproveitar para seguir viagem com uma visão enriquecida.

Poderíamos escrever belezas, mas é melhor conhecê-las. Assim, esta pequena lista é, mais do que um convite, uma provocação dos sentidos que se dedica a alma do arquiteto-viajante. 

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.