Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Artigos
  3. A atmosfera criada pela iluminação zenital em 20 projetos de arquitetura

A atmosfera criada pela iluminação zenital em 20 projetos de arquitetura

A atmosfera criada pela iluminação zenital em 20 projetos de arquitetura
A atmosfera criada pela iluminação zenital em 20 projetos de arquitetura, © Adam Mork
© Adam Mork

Talvez a abertura zenital mais célebre já construída seja o Panteão de Roma, encomendado por Marco Vipsânio Agripa durante o reinado do imperador Augusto (r. 27 a.C.–14 d.C.) e reconstruído por Adriano (r. 117–138) por volta de 126. No ponto mais alto da sua cúpula (neste caso, o óculo) brilha a luz do sol, lançando seus feixes sobre as várias estátuas de divindades planetárias que ocupam os nichos nas paredes. A luz que adentra o espaço simbolizava uma dimensão cósmica, sagrada. A luz natural continua cumprindo esse papel cênico, quando bem utilizada, sobretudo em projetos religiosos.

Caracteriza-se iluminação zenital como a que vem de cima, do céu (zênite). Muito útil para espaços grandes que não possam ser adequadamente iluminadas por janelas, as claraboias são um artifício amplamente usado e que proporcionam uma luz difusa agradável ao espaço. Geralmente toma-se o cuidado que não permitam a entrada do sol, para não aquecer demasiadamente o local e devem ser bem projetadas e construídas para que não sejam pontos de infiltração de água. Veja, abaixo, uma coletânea de projetos que utilizam essa solução:

© Mathias Kestel © Hufton + Crow © Christian Richters © Andrew Lee + 44

Residência Sunlight / Juri Troy Architects
Residência Sunlight / Juri Troy Architects

Residências

Geralmente utilizadas em edificações com telhados inclinados, as claraboias geralmente estão localizadas próximos das cumeeiras, onde a iluminação natural tem dificuldade de chegar. Interessante notar que a maioria das aberturas zenitais são localizadas em espaços de circulação, ou de curta permanência, como os banheiros. Isso porque há a dificuldade em controlar a incidência da luz.

Car Park House / Anonymous Architects

© Steve King
© Steve King
© Steve King
© Steve King

Casa L27 / DIONISO LAB

© Fernando Guerra | FG+SG
© Fernando Guerra | FG+SG
© Fernando Guerra | FG+SG
© Fernando Guerra | FG+SG

Conversão de uma escola em moradia / ACBS Architectes

© Marcia A. Pawlowski
© Marcia A. Pawlowski
© Marcia A. Pawlowski
© Marcia A. Pawlowski

House in Liberec / Stastny Pavel Architekt

Cortesia de Stastny Pavel Architekt
Cortesia de Stastny Pavel Architekt
Cortesia de Stastny Pavel Architekt
Cortesia de Stastny Pavel Architekt

Residência Sunlight / Juri Troy Architects

© Adam Mork
© Adam Mork
© Adam Mork
© Adam Mork

House W / Wolfertstetter Architektur

© Mathias Kestel
© Mathias Kestel
© Mathias Kestel
© Mathias Kestel

Compass House / Superkül

© Ben Rahn/A-Frame Studio
© Ben Rahn/A-Frame Studio
© Ben Rahn/A-Frame Studio
© Ben Rahn/A-Frame Studio

Abrigo VIPP / VIPP

Cortesia de VIPP
Cortesia de VIPP
Cortesia de VIPP
Cortesia de VIPP

Folly / Cohesion Studio

© Sam Frost
© Sam Frost
© Sam Frost
© Sam Frost

DEAR FARM / VIVA Architecture

© Koen Broos
© Koen Broos
© Koen Broos
© Koen Broos

Escolas e Faculdades

Como o Edifício da FAU-USP, de Vilanova Artigas, há situações em que o edifício quer voltar-se mais para seu interior do que para os exteriores. Ou mesmo em casos em que há salas de aula dos dois lados e um corredor central, é importante que ele tenha alguma iluminação natural, ainda mais se considerarmos as preocupações cada vez mais altas com a sustentabilidade. Nesses casos, as claraboias funcionam muito bem.

Elementary School Complex at Techum / Zerodegree Architecture

© Christian Richters
© Christian Richters
© Christian Richters
© Christian Richters

Escola Hessenwald / wulf architekten

via wulf architekten
via wulf architekten
© Brigida González
© Brigida González

Kirkmichael Primary School / Holmes Miller

© Andrew Lee
© Andrew Lee
© Andrew Lee
© Andrew Lee

The Technical Faculty SDU / C.F. Møller

Cortesia de C. F. Møller Architects
Cortesia de C. F. Møller Architects
Cortesia de C. F. Møller Architects
Cortesia de C. F. Møller Architects

NOKKEN Kindergarten / Christensen & Co Architects

© Bo Bolther
© Bo Bolther
© Bo Bolther
© Bo Bolther

Escritórios

Pátios centrais, corredores agradáveis e pequenos estares podem melhorar a convivência e a produtividade de uma empresa. Se há luz natural nesses locais, é mais provável que as pessoas tenham a vontade de levantar um pouco de suas cadeiras para uma caminhada e uma conversa. 

Copenhagen Office Hub on Amerika Plads / PLH Arkitekter

© Tomas Bertelsen
© Tomas Bertelsen
© Tomas Bertelsen
© Tomas Bertelsen

Houtloods / Bedaux de Brouwer Architects

© Inpetto
© Inpetto
© Inpetto
© Inpetto

DZNE German Center for Neurodegenerative Diseases / wulf architekten

via wulf architekten
via wulf architekten
via wulf architekten
via wulf architekten

Outras tipologias

Seja para um pavilhão que busca uma certificação de eficiência energética e sustentabilidade ou para um banheiro que busca privacidade e uma mescla com seu entorno, claraboias podem adotar variadas formas e abranger programas diversos.

Pavilhão Passivo em Longfor Sundar / SUP Atelier

© Zhi Xia
© Zhi Xia
© Zhi Xia
© Zhi Xia

Onde é o banheiro, por favor? / M2.senos

© Nelson Garrido
© Nelson Garrido
© Nelson Garrido
© Nelson Garrido

      Ver a galeria completa

      Sobre este autor
      Cita: Eduardo Souza. "A atmosfera criada pela iluminação zenital em 20 projetos de arquitetura" 13 Fev 2019. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/911223/a-atmosfera-criada-pela-iluminacao-zenital-em-20-projetos> ISSN 0719-8906

      ¡Você seguiu sua primeira conta!

      Você sabia?

      Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.