Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Janelas E Portas

Janelas E Portas: O mais recente de arquitetura e notícia

Como especificar o vidro correto em um projeto de arquitetura

Atualmente, a tecnologia dos vidro evoluiu para fornecer soluções específicas e eficazes para cada projeto arquitetônico. Há tantas opções disponíveis que é necessário estudar as propriedades dos diferentes produtos, bem como as condições particulares que influenciarão as janelas e portas envidraçadas que estamos projetando.

Quais variáveis devemos considerar e priorizar ao escolher os vidros de nossos projetos? Como equilibrar estética com funcionalidade e eficiência? Conversamos com os especialistas técnicos da Cristales Dialum para mergulhar no complexo mundo do vidro e, assim, entender melhor o caminho que devemos seguir para especificar corretamente e garantir a qualidade de vida das pessoas que habitarão nossos projetos.

Fachadas translúcidas e abertas: as possibilidades das Portas Camarão

Solução engenhosa para ambientes que necessitam de espaço e ventilação, as portas articuladas -também chamadas de Camarão por conta do seu mecanismo de funcionamento- operam dobrando as folhas uma sobre a outra, que são recolhidas nas laterais do vão, permitindo abertura total ou parcial. Deslocando-se através dos trilhos superiores e inferiores que podem ficar embutidos na alvenaria, elas permitem separar e integrar cômodos, agregando valor estético ao projeto. Apresentam um efeito similar a uma porta de correr, possuindo o diferencial de todas as folhas permanecerem no mesmo plano quando fechadas, dispensando o embutimento e proporcionando um aspecto limpo e coeso à fachada.

Pivotante, deslizante, camarão e paredes cortina: diferentes tipos de janelas em 11 edifícios

Embora todas as janelas tenham funções em comum, como permitir a passagem da luz, fornecer ventilação e focar as diferentes visões, esses objetivos podem ser aprimorados por meio de uma série de opções úteis. Dependendo da orientação do edifício, condições climáticas, direção do vento e ponto de vista arquitetônico, cada modelo de janela específico pode fazer a diferença dentro de um projeto, melhorando a usabilidade e a qualidade espacial e ambiental de cada espaço.

Abaixo, apresentamos tipos de janelas que podem ser encontradas nas residências atuais, especificamente em 11 projetos previamente publicados em nosso site.

Headquarters 'Le Duff Group' / Ateliers 2/3/4/ | ArchDaily. Image © Juan Sepulveda Villa RR / Reitsema and Partners Architects. Image © Ronald Tilleman Villa X / Barcode Architects. Image © Christian van der Kooy PIVEXIN Technology HQ / MUS Architects. Image © Tomasz Zakrzewski + 36

Infográfico: A Evolução do Vidro

Os vidros já são tão presentes em nosso cotidiano que fica muito difícil pensar em toda a quantidade de esforços, tecnologias e saberes que há em cada painel ou objeto. É impossível dissociar as inovações de obras modernas, de arquitetos como Mies Van der Rohe e Le Corbusier, aos avanços da indústria do vidro.

Criamos um infográfico com uma síntese da história do vidro, desde artefatos da Mesopotâmia, até os últimos avanços tecnológicos do vidro, incluindo novas cores, características e propriedades térmicas e acústicas. Viaje conosco nessa história.

Que haja luz: indicadores para descrever e projetar o conforto visual

Os arquitetos estão cada vez mais conscientes da influência no bem-estar e boa saúde dos usuários de nossos projetos. A iluminação natural - e como deve ser complementada com iluminação artificial - é um fator essencial a considerar para o conforto visual dos espaços internos. Mas sabemos como lidar com isso corretamente?

Maison Kochi / Meister Varma Architects. Image © Praveen Mohandas The Heart in Ikast / C.F. Møller Architects. Image © Adam Mørk Scheune Minden / Architekten Stein Hemmes Wirtz. Image © Linda Blatzek Photography ‘Hope’ Lavan’s Studio Apartment / MMGS ARCHITECTS. Image © Ramitha Watareka + 14

A atmosfera criada pela iluminação zenital em 20 projetos de arquitetura

Talvez a abertura zenital mais célebre já construída seja o Panteão de Roma, encomendado por Marco Vipsânio Agripa durante o reinado do imperador Augusto (r. 27 a.C.–14 d.C.) e reconstruído por Adriano (r. 117–138) por volta de 126. No ponto mais alto da sua cúpula (neste caso, o óculo) brilha a luz do sol, lançando seus feixes sobre as várias estátuas de divindades planetárias que ocupam os nichos nas paredes. A luz que adentra o espaço simbolizava uma dimensão cósmica, sagrada. A luz natural continua cumprindo esse papel cênico, quando bem utilizada, sobretudo em projetos religiosos.

Caracteriza-se iluminação zenital como a que vem de cima, do céu (zênite). Muito útil para espaços grandes que não possam ser adequadamente iluminadas por janelas, as claraboias são um artifício amplamente usado e que proporcionam uma luz difusa agradável ao espaço. Geralmente toma-se o cuidado que não permitam a entrada do sol, para não aquecer demasiadamente o local e devem ser bem projetadas e construídas para que não sejam pontos de infiltração de água. Veja, abaixo, uma coletânea de projetos que utilizam essa solução:

© Mathias Kestel © Hufton + Crow © Christian Richters © Andrew Lee + 44