O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. Espaço De Exibições
  4. Pavilhão Passivo em Longfor Sundar / SUP Atelier

Pavilhão Passivo em Longfor Sundar / SUP Atelier

  • 11:00 - 14 Abril, 2018
  • Traduzido por Camilla Sbeghen
Pavilhão Passivo em Longfor Sundar / SUP Atelier
Pavilhão Passivo em Longfor Sundar / SUP Atelier, Vista aérea noroeste. Image © Zhi Xia
Vista aérea noroeste. Image © Zhi Xia

Vista sudoeste. Imagem © Zhi Xia Espaço parcial noroeste . Imagem © Zhi Xia Átrio na luz do sol. Imagem © Zhi Xia Detalhes da inclinação. Imagem © Zhi Xia + 38

  • Arquitetos

  • Localização

    Ziquanhe Park, Gaobeidian, Hebei, China
  • Arquiteto Responsável

    Yehao Song
  • Equipe de Projeto

    Jingfen Sun, Dan Xie, Yingnan Chu, Xiaojuan Chen, Dongchen Han, Zhenghao Lin
  • Engenharia

    THUPDI
  • Consultoria

    Luther Design+HXP Planung GmbH
  • Design de Interiores

    Marc &Chantal Design Limited
  • Iluminação Interna

    Zhangxin Studio in Tsinghua University
  • Iluminação Externa

    Beijing Qingshe Lighting Design Co., Ltd.
  • Área

    1200.0 m2
  • Ano do projeto

    2017
  • Fotografias

Panorama noturno sul. Imagem © Zhi Xia
Panorama noturno sul. Imagem © Zhi Xia

Descrição enviada pela equipe de projeto. Esse projeto é um pavilhão de exposições apoiado por Longfor Real Estate e a empresa de esquadrias Orient Sundar, dentro do qual as estratégias de arquitetura sustentável e as técnicas de construção vanguardistas poderiam ser apresentadas ao público. 

Vista noturna norte. Imagem © Zhi Xia
Vista noturna norte. Imagem © Zhi Xia

O pavilhão está localizado em uma grande área verde às margens do rio, onde projeta-se um parque urbano para o público. No sul do terreno, existe um açude seco, repleto de álamos. A primeira impressão ao visitar o terreno é a luz do sol projetando sombras entre as árvores, por isso, o ponto de partida no trabalho de desenho é criar uma cena na qual a edificação possa fundir-se com o entorno natural. 

Enquanto isso, o pavilhão está direcionado à certificação de obra passiva. De acordo com a norma PHI (Passive House Institute), a edificação deve ser desenhada para ter uma demanda anual de calefação calculada com o "Pacote de Planejamentode não mais de 15 kWh/(m²a), a edificação não deve ter mais saídas de ar do que 0.6 multiplicado pelo volume da edificação por hora (n50 ≤ 0.6 / h) a 50 Pa (0.0073 psi) segundo os testes com uma porta de ventilação.

Esses padrões estritos limitam muito o isolamento da edificação, a área de aberturas e janelas, a hermeticidade das esquadrias, as pontes térmicas e, inclusive, o coeficiente racional de forma e figura do espaço. Essas limitações fizeram com que o trabalho de desenho não fosse tão livre como de costume. 

Pavilhão Longfor Sundar. Imagem © Zhi Xia
Pavilhão Longfor Sundar. Imagem © Zhi Xia
Planta
Planta
Átrio norte. Imagem © Zhi Xia
Átrio norte. Imagem © Zhi Xia

Durante todo o processo, adotam-se estratégias de desenho holisticamente sustentáveis em diferentes níveis de desenho. 

Para melhorar o rendimento térmico, o lado norte da edificação está protegido com terra. A forma do pavilhão mistura-se com a topografia da paisagem,  o que faz com que a fachada norte do pavilhão seja camuflada por completo na paisagem natural.

As perdas térmicas da edificação são muito reduzidas devido a proteção de terra, em comparação com o isolamento da obra. Ao mesmo tempo, o lado sul está feito com parede de vidro, que poderia funcionar como coletor solar no inverno para calefação passiva e como espelho, refletindo claramente o entorno que o rodeia para ampliar a paisagem natural. Dessa maneira, o lado norte do pavilhão está oculto na paisagem topográfica e o lado sul está oculto no reflexo das árvores e arbustos das paredes.

Hall. Imagem © Zhi Xia
Hall. Imagem © Zhi Xia
Corte com detalhes
Corte com detalhes
Vista noturna entrada. Imagem © Zhi Xia
Vista noturna entrada. Imagem © Zhi Xia

O desenho do pavilhão responde o princípio de sustentabilidade. O espaço interior está no norte e na parte alta do sul, o que se relaciona com a distribuição de funções. Os espaços superiores são para exposições e os espaços inferiores são para salas de serviço e equipamentos. A parede de vidro, que forma toda a fachada sul, poderia contribuir com o calor no inverno, enquanto no verão, o sistema de proteção solar funciona automaticamente, seguindo a orientação da luz solar, evitando que o espaço interior superaqueça. 

Entrada sul. Imagem © Zhi Xia
Entrada sul. Imagem © Zhi Xia

A claraboia no átrio traz luz solar durante o dia e abre-se para a ventilação natural durante a noite. O sistema de ar fresco também aproveita a forma particular do espaço interior, igualando o princípio de ventilação. As saídas de ar fresco estão localizadas nos espaços mais baixos, como a área do corredor no norte a parte inferior das escadas e nas demais entradas de ar, que estão localizadas na parte superior sul, o ponto mais alto no espaço interior. 

Átrio na luz do sol. Imagem © Zhi Xia
Átrio na luz do sol. Imagem © Zhi Xia

O protótipo básico do pavilhão é feito com dois elementos, um átrio em forma de círculo que se insere no corpo principal. Além da rota de exibição comum, o átrio também traz outra rota para os visitantes, criando uma experiência para o espaço da paisagem. O átrio conecta a paisagem exterior com os espaços interiores, esfumaçando os limites entre o interior e o exterior, o térreo e o primeiro pavimento, o entorno artificial e o entorno natural. 

Estratégia de Ventilação
Estratégia de Ventilação
Átrio sul. Imagem © Zhi Xia
Átrio sul. Imagem © Zhi Xia

Para criar uma experiência mais interessante em uma forma geometricamente pura de construção, são estabelecidas duas características artísticas principais dos jardins tradicionais chineses no desenho. Uma é "cenários variados com pontos de vista mutáveis" e a outra é "cenas emprestadas". 

A circulação da exposição começa desde a sala do hall na esquina sudoeste, movendo-se em sentido horário ao redor do pavilhão. Em cada ponto de inflexão, haverá uma paisagem oposta para atrair a atenção do visitante instigando-o a seguir em frente. O jardim de água da chuva na parte noroeste é um exemplo típico. A janela na mesma lateral é um lugar relaxante que proporciona à sala de exposições no subsolo, uma vista aberta do jardim. A cobertura é levada até o jardim, irrigando a vegetação camada por camada e misturando-se com a terra no jardim. Os grandes degraus do átrio mostram vistas panorâmicas cuidadosamente planejadas.

Final corredor de exibição noroeste. Imagem © Zhi Xia
Final corredor de exibição noroeste. Imagem © Zhi Xia

De norte a sul, o mirante é alto, sobre a praça e em direção ao bosque, enquanto de sul a norte, um caminho com ampla abertura e extremos estreitos bloqueia a vista fazendo com que as pessoas subam as escadas até chegar no estreito final com janelas de piso a teto que passam através do terraço ao ar livre, acima do terreno. Após isso, existe um caminho incorporado no terreno. A parede lateral de aço cortén, que divide o terreno em diferentes profundidades, cria uma vista mutante entre a grama e as flores. 

Vista noturna sudoeste. Imagem © Zhi Xia
Vista noturna sudoeste. Imagem © Zhi Xia

Como resultado, esse projeto foi certificado como uma obra passiva em desenho e construção pelo Passive House Institute na Alemanha. Ele converte-se na primeira arquitetura de exibição certificada por PHI na Ásia. O significado mais importante para a equipe de desenho é que o projeto não está centrado nos parâmetros técnicos ou está limitado pelo requisito estrito do PHI, mas se esforça ativamente para criar um protótipo de espaços com estratégias sustentáveis e interesse arquitetônico. 

Vista noturna nordeste. Imagme © Zhi Xia
Vista noturna nordeste. Imagme © Zhi Xia

Ver a galeria completa

Sobre este escritório
SUP Atelier
Escritório
Cita: "Pavilhão Passivo em Longfor Sundar / SUP Atelier" [Passive House Pavilion of Longfor Sundar / SUP Atelier] 14 Abr 2018. ArchDaily Brasil. (Trad. Sbeghen Ghisleni, Camila) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/892525/pavilhao-passivo-em-longfor-sundar-sup-atelier> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.