Pagina inicial

Conheça a história por trás da nova identidade da nossa marca

Saiba mais
  1. ArchDaily
  2. Recuperação

Recuperação: O mais recente de arquitetura e notícia

Complexo industrial SCANIA / EovaStudio

© Roland Halbe© Roland Halbe© Roland Halbe© Roland Halbe+ 24

  • Arquitetos: EovaStudio
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  3200
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2019
  • Fabricantes Marcas com produtos usados neste projeto de arquitetura
    Fabricantes: Adobe Systems Incorporated, Andreu, Assa Abloy, AutoDesk, Incoperfil, +2

Veja a reforma projetada por David Chipperfield para a Neue Nationalgalerie de Mies van der Rohe

A reforma da Neue Nationalgalerie de Mies van der Rohe em Berlim está muito próxima de ser concluída. Com supervisão de David Chipperfield e aguardada por mais de quarenta anos, a obra de restauro e modernização finalmente reabilitará este clássico da arquitetura moderna e a única obra de Mies van der Rohe construída na Alemanha após o término da Segunda Guerra Mundial. Com data de inauguração prevista para o verão europeu de 2021, a Nova Galeria Nacional de Berlim voltará a ser um dos mais procurados e visitados destinos da capital alemã.

Cortesia de BBR / Thomas BrunsCortesia de BBR / Thomas BrunsCortesia de BBR / Thomas BrunsCortesia de BBR / Thomas Bruns+ 9

Snøhetta projeta complexo de uso misto no antigo aeroporto de Hong Kong

O escritório Snøhetta divulgou seu primeiro projeto em Hong Kong: Airside, um edifício de uso misto de 176 mil metros quadrados. Localizado no terreno do antigo aeroporto Kai Tak, o projeto encomendado pelo Nan Fung Group compreende uma torre de 200 metros de altura e um embasamento com programas variados.

© Snøhetta/Brick Visual© Snøhetta/Brick Visual© Snøhetta/Brick Visual© Snøhetta/Brick Visual+ 15

Barozzi Veiga vence concurso para a renovação do Museu Judaico da Bélgica

Barozzi Veiga, em colaboração com Tab Architects e Barbara Van Der Wee Architects, acaba de vencer o concurso para a renovação do Museu Judaico da Bélgica. Discreta, porém presente e integrada ao tecido urbano, segundo o júri, a proposta foi selecionada entre cinco projetos finalistas que concorriam ao prêmio.

Cortesia de BarozziVeiga+TabArchitects+BarbaraVanDerWeeCortesia de BarozziVeiga+TabArchitects+BarbaraVanDerWeeCortesia de BarozziVeiga+TabArchitects+BarbaraVanDerWeeCortesia de BarozziVeiga+TabArchitects+BarbaraVanDerWee+ 6

Monumentalidade ressignificada: a transformação da arquitetura e dos espaços públicos do leste europeu

Remanescentes do período de ocupação soviética, espaços urbanos monumentais e representativos de muitas das cidades do chamado Bloco de Leste Europeu ainda constituem um legado desafiador, tanto para seus cidadãos quanto para os arquitetos que nestes contextos projetam seus edifícios e espaços. Em completo desacordo com ambientes urbanos contemporâneos, regidos por valores democráticos e sociais, estes espaços ainda hoje representam um problema a ser resolvido. Edifícios e espaços públicos ideologicamente carregados estão aos poucos sendo recuperados, reconciliando os cidadãos com sua própria história—um passado que muitas vezes tende a ser esquecido e até apagado. Neste contexto, a (re)introdução da escala humana tem auxiliado arquitetos e urbanistas a restaurar a vitalidade dos espaços públicos destas cidades.

Azatlyk Central Square of Naberezhnye Chelny  by DROM. Image © Dmitry ChebanenkoThe Pyramid in Tirana. Image © Gent OnuziSkanderbeg Square by 51N4E. Image © Filip DujardinAzatlyk Central Square of Naberezhnye Chelny  by DROM. Image © Dmitry Chebanenko+ 14

Arquitetura (des)industrial: 8 projetos que ressignificam o espaço da máquina

Há poucos episódios tão importantes para a história da arquitetura e do urbanismo quanto foi a Revolução Industrial. Para acomodar a estrutura produtiva que transformou o capitalismo a partir do século XVIII, foi criado todo um sistema de espaços que compreendia, para além das fábricas, centros de processamento de matérias-primas, núcleos de geração e distribuição de energia, armazéns de estocagem e terminais de transporte. No que diz respeito às cidades, tal processo não apenas resultou na destinação de grandes porções do território para acolher as atividades industriais, mas numa transformação multissistêmica que abrangeria as formas de morar, ocupar e deslocar-se no meio urbano.

MVRDV transforma antigo edifício industrial em hub criativo em Shenzhen

O escritório holandês MVRDV acaba divulgar o projeto para a If Factory, uma estrutura abandonada convertida em um novo edifício de 11.000 m2, com escritórios do Instituto de Pesquisa Urbana da Vanke e espaços para aluguel. Localizado em Nantou. um dos bairros mais antigos de Shenzhen, o projeto é o maior empreendimento de remodelação já proposto na cidade.

Cortesia de MVRDVCortesia de MVRDVCortesia de MVRDVCortesia de MVRDV+ 13

Stefano Boeri vence concurso para projetar o maior Centro de Reabilitação de Shenzhen

O escritório Stefano Boeri Architetti venceu o concurso internacional para a construção do maior e mais inovador Centro de Reabilitação de Shenzhen, na China. Com sua filiam chinesa, o SBA foi selecionado por um júri composto por figuras locais e internacionais como Peter Cook e Sou Fujimoto. Planejado para ser construído nos próximos três anos, o projeto implementará “um conjunto de terraços verdes e espaços sobrepostos em um sistema sustentável que combine natureza, arquitetura e biodiversidade, incluindo jardins internos dedicados à reabilitação”.

Cortesia de Stefano Boeri Architetti ChinaCortesia de Stefano Boeri Architetti ChinaCortesia de Stefano Boeri Architetti ChinaCortesia de Stefano Boeri Architetti China+ 6

Ressignificando o passado: 7 projetos de reabilitação de edifícios habitacionais do pós-guerra

No ano passado, o Prêmio Mies van der Rohe foi outorgado a um projeto de reforma de um edifício de habitação social, trazendo à tona a relevância da reabilitação física e moral dos blocos habitacionais construídos no período do pós-guerra em praticamente todas as cidades da Europa.

Demolir ou recuperar? 20 projetos de remodelação no Brasil

Um dos principais desafios das cidades contemporâneas é a renovação da infraestrutura existente visando acomodar o crescente número de habitantes urbanos. Passando à escala da arquitetura, do objeto construído, recuperar antigas estruturas para lhes atribuir novos usos e funções parece ser também um desafio e uma grande oportunidade dos tempos atuais. Nunca se construiu no ritmo que se constrói hoje no mundo, mas não se deve perder de vista as qualidades daquilo que já está construído e que pode ser reaproveitado.

Arquitetos propõem reaproveitar tanques industriais na orla de Nova Iorque

Cortesia de STUDIO V Architecture e Ken Smith WorkshopCortesia de STUDIO V Architecture e Ken Smith WorkshopCortesia de STUDIO V Architecture e Ken Smith WorkshopCortesia de STUDIO V Architecture e Ken Smith Workshop+ 27

Em Nova Iorque, ativistas e profissionais têm trabalhado por muitos anos para tentar salvar 10 tanques industrias desativados da demolição, propondo o uso alternativo dessas estruturas. Em parceria com o STUDIO V, o escritório de arquitetura e paisagismo Ken Smith Workshop criou uma proposta inventiva que reimagina essas relíquias industriais como um parque do século XXI, uma novidade na definição e configuração tradicional dos espaços públicos.

Dark Arkitekter divulga projeto de recuperação do Teatro Nacional de Oslo

O escritório de arquitetura Dark Arkitekter, de Oslo, busca impulsionar a requalificação do centro cultural da cidade com a sua proposta para recuperar o Teatro Nacional e seu espaço público circundante. O governo planeja a renovação da antiga estrutura construída há 118 anos. Descontentes com a proposta apresentada pelas autoridades, o Dark Arkitekter decidiu criar uma proposta para recuperar o Teatro.

© Dark Arkitekter© Dark Arkitekter© Dark Arkitekter© Dark Arkitekter+ 12

4 propostas para recuperar uma linha férrea abandonada de Paris

Sem dúvida a transformação do High Line de Nova Iorque em um parque urbano é uma referência mundial que levou outras cidades a desenvolverem projetos para recuperar seus espaços públicos abandonados. Exemplos disso são Baana, em Helsinki, um espaço público que foi construído em uma antiga linha de trem, e outras três iniciativas de cidades estadunidenses que pretendem habilitar parques nas margens dos rios e em vias ferroviárias.

Entretanto, em Paris existe outro projeto desse tipo que nem sempre é mencionado. Trata-se do Plantée Promenade, um parque de 4,7 quilômetros de extensão que há 20 anos conseguiu recuperar um antigo viaduto. Mas esse não será o único parque desse tipo em Paris, há uma organização cidadã que já está considerando outra linha férrea – com partes subterrâneas e elevadas – construída há 162 anos, a Petite Ceinture, para a qual existem, no momento, quatro propostas.

Saiba mais sobre sua história e as propostas de transformação, a seguir.

© Pierre Folk© Pierre Folk© Pierre Folk© Pierre Folk+ 26

Intervenção Castelo de Cala / Republica DM

© Jesús Granada© Jesús Granada© Jesús Granada© Jesús Granada+ 24

Promessa de Recuperação de Favelas em Mumbai

Vista aérea de Mumbai; Cortesia de Flickr User Cactus Bones; Licenciado por Creative Commons
Vista aérea de Mumbai; Cortesia de Flickr User Cactus Bones; Licenciado por Creative Commons

Favelas, ocupações provisórias, ocupações ilegais - são todas produtos de uma explosão de migração de áreas rurais para áreas urbanas. No último meio século, o número de pessoas vivendo próximo ou dentro de zonas metropolitanas cresceu exponencialmente em comparação com a população global. As migrações de áreas rurais para áreas urbanas cresceu exponencialmente na medida em que as cidades de tornaram centros de atividades econômicas e empregos, prometendo novas oportunidades de mobilidade social e educação. Mesmo assim, muitas das pessoas que optaram por migrar se encontram em difíceis circunstâncias de integração em um ambiente que não consegue acomodar o crescimento populacional. Cidades como Mumbai, por exemplo, a maior cidade da Índia e 11ª na lista mundial de 2012 com uma população estimada em 20,5 milhões de habitantes. De acordo com um artigo de 2011 de New York Times, cerca de 60% deste número vive em habitações improvisadas que agora ocupam terrenos valiosos para os investidores em Mumbai.

Saiba mais após o intervalo.

10RCM - Recuperação Casa de Matosinhos / Spaceworkers

© João Morgado

Reconversão de um Palheiro em Cortegaça / João Mendes Ribeiro

© FG+SG – Fernando Guerra, Sergio Guerra

Recuperação e Modernização da Biblioteca Mário de Andrade / Piratininga Arquitetos Associados