O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Notícias
  3. 4 propostas para recuperar uma linha férrea abandonada de Paris

4 propostas para recuperar uma linha férrea abandonada de Paris

4 propostas para recuperar uma linha férrea abandonada de Paris
4 propostas para recuperar uma linha férrea abandonada de Paris, © Pierre Folk
© Pierre Folk

Sem dúvida a transformação do High Line de Nova Iorque em um parque urbano é uma referência mundial que levou outras cidades a desenvolverem projetos para recuperar seus espaços públicos abandonados. Exemplos disso são Baana, em Helsinki, um espaço público que foi construído em uma antiga linha de trem, e outras três iniciativas de cidades estadunidenses que pretendem habilitar parques nas margens dos rios e em vias ferroviárias.

Entretanto, em Paris existe outro projeto desse tipo que nem sempre é mencionado. Trata-se do Plantée Promenade, um parque de 4,7 quilômetros de extensão que há 20 anos conseguiu recuperar um antigo viaduto. Mas esse não será o único parque desse tipo em Paris, há uma organização cidadã que já está considerando outra linha férrea – com partes subterrâneas e elevadas – construída há 162 anos, a Petite Ceinture, para a qual existem, no momento, quatro propostas.

Saiba mais sobre sua história e as propostas de transformação, a seguir.

© Pierre Folk © Pierre Folk © Pierre Folk © Pierre Folk + 26

História

© Pierre Folk
© Pierre Folk

Durante o século XVIII, Paris foi o principal palco da Revolução Francesa, período em que se buscaram maneiras de aumentar o desenvolvimento econômico através de novas técnicas e tecnologias que permitissem produzir maiores quantidades com menor custo e em menos tempo. A melhor opção para transportar as mercadorias e bens produzidos era através de trens, assim, esse período foi marcado pela construção de novas linhas férreas.

Uma delas foi a Petite Ceinture, também conhecida como Little Belt Railway, um trem com um percurso de 27 quilômetros que foi construído entre 1852 e 1869 para transportar passageiros e produtos. Entretanto, em 1934 deixou de transportar passageiros, pois já não conseguia competir com os automóveis; na década de 1980 deixou de ser usada para transportar cargas, caindo em completo desuso.

A proposta da população

© Pierre Folk
© Pierre Folk

Em 2008, uma parte de 1.500 metros das linhas de trem se transformou em uma calçada para pedestres, entre as antigas estações de Passy e Auteuil. As únicas partes da construção original que se perderam foram o viaduto de Auteuil e a Point-du-Jour, demolidos em 1960. O restante do traçado não sofreu grandes transformações e está coberto por plantas.

Como forma de recuperar esse lugar, um grupo de cidadãos criou a Associação para a Preservação do Petite Ceinture, que lida com várias opções relacionadas ao transporte e conversão da estrutura em parques.

No caso do transporte, existem duas ideias. A primeira considera que o traçado se converta em uma nova linha de metrô que confira melhores conexões aos subúrbios da cidade, enquanto que a segunda também procura recuperar o passado ferroviário do trem para que se conecte com os trens e as linhas C e D do RER que chegam até o centro de Paris.

A outra ideia é construir um novo parque urbano que cubra todas as vias atualmente inutilizadas – essa ideia conta com um maior apoio da população - ou destinar a metade da largura da via para um parque e a outra metade para o fluxo de trens. Até agora, as autoridades não definiram qual das opções será levada a cabo, contudo, é sabido que qualquer uma das propostas relacionada ao transporte necessitará maiores investimentos.

O resgate fotográfico de Pierre Folk

© Pierre Folk
© Pierre Folk

O fotógrafo francês começou a percorrer os trilhos em 2011 para realizar a By the Silent Line, uma documentação fotográfica que procurava registrar a memória do lugar, preservando, assim, seu passado e inspirando transformações.

Embora não manifeste seu apoio por nenhuma proposta em particular, o que Folk busca com seu trabalho é conseguir que o espaço seja recuperado para o uso da população. Veja, a seguir, mais imagens desse projeto fotográfico.

Via Plataforma Urbana. Tradução Camilla Ghisleni, ArchDaily Brasil.

Cita: Constanza Martínez Gaete. "4 propostas para recuperar uma linha férrea abandonada de Paris" 27 Set 2014. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/627716/4-propostas-para-recuperar-uma-linha-ferrea-abandonada-de-paris> ISSN 0719-8906
Ler comentários