Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Planejamento Urbano

Planejamento Urbano: O mais recente de arquitetura e notícia

Afinal, por que ainda falamos sobre o modernismo?

O modernismo deixou de existir como movimento da arquitetura e urbanismo desde, pelo menos, os anos 1980. Na arquitetura, movimentos como o metabolismo japonês e o desconstrutivismo ajudaram a superar os resquícios da arquitetura moderna. No urbanismo, nomes como Jane Jacobs e Christopher Alexander, ainda na década de 1960, contribuíram para sepultar as premissas do urbanismo moderno.

Fórum HABITAR 2019: Habitação e Desenvolvimento Sustentável

Este Fórum pretende reunir durante quatro dias em Belo Horizonte, os diversos agentes envolvidos com a temática da habitação – arquitetos, planejadores, funcionários públicos, membros dos conselhos municipais de habitação, movimentos populares, poder público, organizações e demais profissionais envolvidos com a temática, além de pesquisadores e estudantes da área. Desta forma, visa propiciar um espaço de discussão multidisciplinar envolvendo questões teóricas e práticas no campo do habitar na cidade.

O que o conceito de Ruas Completas pode acrescentar ao planejamento urbano

O planejamento urbano vai muito além do ambiente urbano em si. Todos os dias, nossas escolhas, o modo como nos deslocamos, o quanto gastamos para isso, as oportunidades a que temos acesso, as opções que fazemos e as que deixamos de fazer – tudo é moldado pelo planejamento urbano. Os profissionais da área, portanto, têm influência direta sobre a vida nas cidades. Mas como é, hoje, a formação acadêmica dos futuros planejadores e planejadoras? O que é essencial para atuar na área?

2º Seminário De Planejamento, Paisagem Urbana e Sustentabilidade - II SEPPAS (2019)

O 2º Seminário de Planejamento, Paisagem Urbana e Sustentabilidade será promovido pela Fundação RTVE (TV UFG) por intermédio do Programa de Pós-Graduação Projeto e Cidade da Faculdade de Artes Visuais da UFG (FAV-UFG). Sendo patrocinado pelo Conselho de Arquitetura e Urbanismo de Goiás (CAU-GO). O evento acontecerá entre os dias 04 e 06 de novembro de 2019 e será realizado no Auditório Marieta Telles Machado, localizado na Biblioteca Central do Campus II da UFG em Goiânia-GO.

O evento, de abrangência nacional, tem caráter técnico-científico e seu público-alvo são estudantes, professores, profissionais e técnicos de Arquitetura e Urbanismo, Engenharia, Planejamento Urbano, Paisagem

Enchentes em São Paulo: polarizações entre urbanismo, engenharia e gestão de risco

Os problemas das enchentes em São Paulo, que tem mostrado sinais de agravamento com a mudança no regime das chuvas, só poderá ser enfrentado com eficiência se as diferentes abordagens e soluções para a drenagem – as do urbanismo e as da engenharia, forem combinadas. Ou seja, tanto melhorar o sistema de piscinões como promover soluções de drenagem com qualidade urbanística – parques lineares, renaturalização e estruturação de redes associadas a eixos de mobilidade. E, mais importante, promover essas soluções nas áreas onde moram os mais afetados por desastres: terrenos suscetíveis a deslizamentos e inundações, ocupados por habitações vulneráveis e mal dotados de infraestrutura, como favelas, loteamentos precários e bairros periféricos.

ONU pretende integrar políticas de alimentação ao planejamento urbano

A Organização das Nações Unidas, por meio de sua agência especializada em alimentação e agricultura (FAO - Food and Agriculture Organization) lançou este mês uma publicação que tem como foco estratégias para integrar políticas de nutrição ao planejamento urbano. O documento reúne exemplos de boas práticas na redução do desperdício de comida, na promoção de dietas saudáveis e no fortalecimento das cadeias locais de produção.

8 Estratégias de planejamento, desenho e mobilidade para criar ruas mais seguras

Apesar de mais de 1,35 milhões de pessoas perderem a vida em acidentes de trânsito todos os anos, esse tipo de fatalidade não tem a mesma atenção de políticos e da mídia quando desastres de avião, trem ou embarcações. Algumas acreditam que as mortes em acidentes com veículos são parte da rotina ou inevitáveis – mas elas não precisam ser.

UIA lança concurso internacional para recuperar projeto de Niemeyer para a Feira de Trípoli no Líbano

Como parte do plano de revitalização econômica de Trípoli, no Líbano, a União Internacional de Arquitetos (UIA), em colaboração com a Federação Libanesa de Engenheiros e Arquitetos (em nome da Zona Econômica Especial de Trípoli / TSEZ), a União de Arquitetos Mediterrâneos (UMAR), e o governo libanês, lançou um concurso internacional de arquitetura para criar um Centro de Conhecimento e Inovação na cidade. 

O local de intervenção é um terreno dentro da abandonada Feira Internacional Rachid Karami, de Oscar Niemeyer, um complexo de exposições modernista que clama por restauração. O objetivo do concurso é criar um centro de tecnologia e negócios que promova e fomente pequenas empresas e empreendedores, atraindo estudantes, jovens graduados e empresas locais e internacionais para Trípoli e seus arredores.

Cortesia de TSEZ Cortesia de TSEZ Cortesia de TSEZ Cortesia de TSEZ + 12

Moradores do Jardim Lapenna criam plano de bairro participativo de São Paulo

Moradores do Jardim Lapenna, em São Miguel Paulista, na zona leste de São Paulo, criaram um plano de bairro participativo na capital paulista. Com 32 ações urbanísticas previstas em áreas como iluminação, segurança e pavimentação, sete delas foram eleitas como emergenciais e estão em processo de inclusão no projeto de lei orçamentária anual (PLOA) para 2019.

Por que a arquitetura pode ser o melhor investimento para a segurança nos espaços públicos?

Cortesía de Fundación Mi Parque Cortesía de Fundación Mi Parque Cortesía de Fundación Mi Parque Cortesía de Fundación Mi Parque + 20

A arquitetura é poderosa, e assim como a energia nuclear, ela depende da forma como é utilizada. Pode criar cidades inabitáveis, mas também pode criar cidades mais seguras e melhorar nossa qualidade de vida.

Em diversos exemplos, o desenho urbano forneceu uma resposta aos espaços públicos deteriorados ou abandonados, o que não só evidencia o quanto a organização e a iluminação são imprescindíveis, mas também permite considerar os usuários e gerar espaços para o encontro.

Favelas: devemos continuar chamando-as assim?

Favela, gueto, assentamento informal, bairro de lata, musseque, ocupação informal... a lista é farta.

Pesquisa preveem que a demanda por abrigo em ambientes urbanos continuará crescendo, talvez indefinidamente, e que até o ano de 2050, mais de dois terços da população mundial viverá nas cidades. Com isso em mente, não seria este o momento de reavaliar a maneira como falamos sobre diferentes formas de urbanização?

Posto de turismo de Progress, Cushman & Wakefield e Miralles Tagliabue EMBT usa as forças da natureza para promover uma "cidade natural"

Um consórcio formado pelas empresas Progress, Cushman & Wakefield e Miralles Tagliabue EMBT recentemente chegou à fase final de um concurso de projeto para criar um centro turístico na Rússia em parte do aterro em homenagem ao almirante Serebryakov na cidade de Novorossiysk. A proposta oferece os espaços de hospitalidade exigidos, mas também conta com instalações exclusivas, como um museu do vinho, um mercado de peixe e uma "ilha artificial", todos servindo como novos centros de atração para os moradores e visitantes da cidade. A base conceitual do projeto baseia-se em três componentes: "a ideia de uma cidade natural, a unificação das três forças da natureza e a aparência característica de Novorossiysk como uma cidade portuária".

Minimizando a perda de dados entre o SIG e o BIM

Um fato infeliz da indústria AEC (arquitetura, engenharia e construção) é que, dentre todos os estágios do processo - do planejamento e projeto à construção e operações - dados críticos acabam sendo perdidos.

A realidade é que, quando você move dados entre fases, digamos, do ciclo de vida útil de uma ponte, você acaba levando esses dados entre sistemas de software que reconhecem apenas seus próprios conjuntos de dados. No minuto em que você traduz esses dados, você reduz sua riqueza e valor. Quando uma parte interessada do projeto precisa de dados de uma fase anterior do processo, arquitetos, planejadores e engenheiros geralmente precisam recriar manualmente essas informações, resultando em retrabalho desnecessário.

Chamada aberta: Concurso de ideias para Parque Tecnológico de Vitória

O Parque Tecnológico de Vitória é um desejo de grande parte da comunidade empreendedora e uma necessidade para que a capital possa mudar sua matriz econômica e passe a gerar produtos e serviços com alto valor agregado por meio da inovação. Mas para que um empreendimento de tamanha magnitude saia do papel, é fundamental a cooperação de todos os envolvidos – proprietários dos terrenos, poder público, academia, planejadores urbanos, setor produtivo, comunidades do entorno, ecossistema de inovação e, toda a população que será impactada.

O Concurso ZPT, organizado pelo escritório Nós Arquitetos e Engenheiros Associados, é um concurso de Ideias

Plataforma inovadora e gratuita de participação popular deve ser usada em cidades brasileiras

Vital para que o planejamento de qualquer cidade gere prosperidade e qualidade de vida à sua população, a participação social precisa estar inserida nas tomadas de decisão. Cada cidadão precisa ter seu espaço para contribuir com novas ideias, eleger prioridades e também acompanhar o andamento dos projetos de seu município. Para facilitar essa troca, o Consul, uma plataforma desenvolvida pela cidade de Madri, está sendo disponibilizada gratuitamente para qualquer cidade ao redor do mundo. No Brasil, uma oficina promovida pelo WRI Brasil apresentou a ferramenta a cidades brasileiras interessadas e que já trabalham na sua implantação.

Woods Bagot transformará antiga fábrica abandonada na China em centro cultural

A Woods Bagot acaba de apresentar seu projeto de reforma de uma antiga fábrica de açúcar de Hongqi Zhen, no distrito de Jinwan, em Zhuhai. Previsto para ser executado em três fases, o projeto deverá ser concluído daqui a dez anos. O masterplan do local abarca uma área de 80.000 metros quadrados o qual incluirá vários projetos de revitalização da área que a transformarão em um parque integrado de turismo, cultura e lazer.