1. ArchDaily
  2. Design De Móveis

Design De Móveis: O mais recente de arquitetura e notícia

Do que serão feitos os móveis do futuro?

Nas conversas sobre arquitetura que estamos tendo no mundo de hoje, os materiais são um assunto muito difundido. Há discussões sobre a viabilidade do concreto no contexto contemporâneo, sobre como a madeira pode ser obtida de forma mais sustentável e sobre como materiais biodegradáveis, como o bambu, devem ser mais presentes em nossos ambientes urbanos.

Mas também precisamos falar sobre o que acontece nesses prédios – ou seja, os móveis que decoram, aprimoram e tornam habitáveis os prédios ao nosso redor. Os materiais usados para fabricar esses objetos evoluíram constantemente ao longo dos séculos e, à medida que nos aproximamos do final de 2022, vale a pena perguntar – o que o futuro reserva para os materiais que nossos móveis serão feitos?

Do que serão feitos os móveis do futuro?Do que serão feitos os móveis do futuro?Do que serão feitos os móveis do futuro?Do que serão feitos os móveis do futuro?+ 12

Tendências no design de interiores: o retorno dos nichos rebaixados

The Wing Coworking Space. Imagem © Tory Williams via The Wing
The Wing Coworking Space. Imagem © Tory Williams via The Wing

Mesmo com todas as estranhas tendências de design de interiores residenciais voltando, você provavelmente não esperava pelos nichos rebaixados. Este conhecido recurso de design da década de 1970 é ao mesmo tempo retrô e moderno, que proporciona um lugar confortável para relaxar e uma fuga completa das distrações da televisão e do cinema. Em vez de um design que suporta e favorece uma conexão digital, ter uma grande área para sentar e, literalmente, conversar, pode ser o espaço que todos precisamos.

5 Arquitetos icônicos que desenharam móveis: Aalto, Gray, Le Corbusier, Van der Rohe e Panton

O século XX é o período mais importante quando se trata de ícones de design de interiores. A lista de protagonistas que contribuíram para fazer essa era de design tão grandiosa é certamente muito grande para realmente fazer justiça a todos eles e seus designs clássicos de móveis. Por esse motivo, aqui apresentamos apenas uma pequena seleção de arquitetos e designers como Eileen Gray, Le Corbusier e Verner Panton, que escreveram a história do design ao longo do século passado, e que ainda continuam impressionando até hoje - todos os quais podem ser encontrados no Architonic. Nossa jornada inclui talentos extraordinários de todos os cantos do mundo: um olhar para o mundo dos móveis do passado, futuro e que no presente continua de destaque com a atemporalidade de sempre.

Mobiliário em destaque em 14 interiores residenciais

O mobiliário tem influência direta na qualidade de projetos de interiores. Sua presença contribui, entre outras implicações, para a atribuição de funções aos espaços e determinar limites entre eles, mas, em alguns casos, sua posição no ambiente confere também certo destaque próprio. Isto é, o design do móvel é ressaltado pela sua relação com as texturas, cores e composições do ambiente construído.

Um espaço interno com cores neutras, por exemplo, pode colaborar para dar destaque a determinados móveis que, além de cumprirem sua função, acabam por assumir também certo caráter contemplativo. Este é o caso de móveis que se tornaram icônicos por seu design, em alguns casos pensados por grandes nomes da arquitetura que exploraram este campo e desenharam peças que se tornaram representativas do seu estilo.

Mobiliário em destaque em 14 interiores residenciaisMobiliário em destaque em 14 interiores residenciaisMobiliário em destaque em 14 interiores residenciaisMobiliário em destaque em 14 interiores residenciais+ 15

Canoa: uma ferramenta de design para projetar escritórios de baixo carbono

Um sistema projeto e construção para criar espaços de trabalho de baixo carbono. Esta é a proposta da Canoa, uma ferramenta de design com uma loja virtual incorporada que visa reduzir o impacto ambiental de interiores comerciais. Operando sob os princípios da economia circular, a Canoa busca manter os materiais em uso pelo maior tempo possível, eliminar resíduos e ajudar a preservar os recursos naturais, apoiando empresas, designers e fornecedores na realização de reformas comerciais.

Selecionado como um dos Melhores Novos Escritórios de 2021 pelo ArchDaily, Canoa é uma start-up com sede em Nova York fundada em 2019 pelo designer e empresário Federico Negro com o objetivo de oferecer ambientes de trabalho ambientalmente sustentáveis para uma ampla gama de negócios. Canoa é um empreendimento business-to-business para produtos de escritório de baixo carbono, abrangendo desde mobiliário até iluminação e acessórios. A empresa se concentra em fornecer móveis e unidades pré-fabricadas duráveis com materiais e fabricação rastreáveis que podem ser facilmente transportados e reutilizados.

Canoa: uma ferramenta de design para projetar escritórios de baixo carbonoCanoa: uma ferramenta de design para projetar escritórios de baixo carbonoCanoa: uma ferramenta de design para projetar escritórios de baixo carbonoCanoa: uma ferramenta de design para projetar escritórios de baixo carbono+ 9

Mobiliário para gatos: mais conforto e saúde para os felinos em casa

Mobiliário para gatos: mais conforto e saúde para os felinos em casaMobiliário para gatos: mais conforto e saúde para os felinos em casaMobiliário para gatos: mais conforto e saúde para os felinos em casaMobiliário para gatos: mais conforto e saúde para os felinos em casa+ 10

Na arquitetura, o mais comum é desenhar apenas para os humanos. No entanto, abranger o escopo do projeto para outras espécies é um exercício que vem sendo proposto em diversas encomendas. De um mobiliário específico até o design de interiores todo pensado para o animal, as possibilidades de criar um ambiente mais lúdico e confortável, tanto para humanos quanto para os animais, são diversas. 

Mobiliário de madeira maciça na arquitetura de interiores

Painéis de compensado, madeira laminada, chapas de MDF e placas de OSB são bons, podem ser economicamente viáveis e cumprem com eficiência determinadas funções, mas nenhum deles oferece a mesma atmosfera da madeira maciça. A nobreza deste material geralmente vem acompanhada de um custo elevado, mas as qualidades estética e sensorial são inigualáveis. 

A seguir, reunimos exemplos de projetos que empregam madeira maciça em elementos do mobiliário. Mesas e cadeiras, camas e armários feitos com madeiras de diferentes espécies, novas ou de demolição, refinadas ou rústicas, de distintas texturas e colorações que podem servir de inspiração para seu projeto arquitetônico ou de interiores. 

Mobiliário de madeira maciça na arquitetura de interioresMobiliário de madeira maciça na arquitetura de interioresMobiliário de madeira maciça na arquitetura de interioresMobiliário de madeira maciça na arquitetura de interiores+ 15

14 Instalações efêmeras que trazem novas reflexões para os espaços coletivos

A arquitetura é uma área ampla que apresenta diversas possibilidades de atuação. Cada vez mais os jovens arquitetos têm se esforçado para descobrir novos caminhos e desbravar outros espaços profissionais. A arquitetura efêmera, com seu caráter experimental e artístico, tem papel relevante nessa trajetória, fazendo os profissionais observarem e discutirem questões urbanas e sociais, paisagem e meio ambiente. Apresentamos aqui exemplos de instalações temporárias que explicitam essas questões e transformam seu entorno. 

14 Instalações efêmeras que trazem novas reflexões para os espaços coletivos14 Instalações efêmeras que trazem novas reflexões para os espaços coletivos14 Instalações efêmeras que trazem novas reflexões para os espaços coletivos14 Instalações efêmeras que trazem novas reflexões para os espaços coletivos+ 15

Mesas de jantar: sua importância e possibilidades em planta

A palavra comensalidade refere-se ao ato de comer junto, dividindo uma refeição. Muito mais que uma mera função de necessidade humana essencial, sentar-se à mesa é uma prática de comunhão e trocas. Um artigo de Cody C. Delistraty compila alguns estudos sobre a importância de alimentar-se em conjunto: alunos que não comem regularmente com os pais faltam mais à escola; crianças que não jantam diariamente com a família tendem a ser mais obesos e jovens em famílias sem essa tradição acabam tendo mais problemas com drogas e álcool, além de desempenho acadêmico mais fraco. Evidentemente que todas estas questões levantadas são complexas e não devem ser reduzidas a somente um fator. Mas ter um local adequado para fazer as refeições, livre de muitas distrações, é um bom ponto de partida para ao menos um momento focado na conversa e alimentação. Estamos falando das mesas de jantar. Revisamos aqui alguns projetos para classificar as formas mais comuns de se implantar estes importantes mobiliários.

Pantone revela a cor do ano de 2022: "inventiva e transformadora"

Pantone revelou sua Cor do Ano para 2022; 17-3938 Very Peri, uma cor totalmente nova "cuja presença corajosa estimula a inventividade e a criatividade pessoais". O tom origina na família da cor azul, mas com toques de vermelho e violeta, ilustrando a fusão dos nossos tempos modernos e como o mundo digital transformou o nosso mundo físico. Na arquitetura, os tons de azul pervinca e lavanda são usados há muito tempo em instalações, espaços comerciais e iluminação, incutindo um efeito geral tranquilizador, otimista e positivo na mente humana.

Pantone revela a cor do ano de 2022: inventiva e transformadoraPantone revela a cor do ano de 2022: inventiva e transformadoraPantone revela a cor do ano de 2022: inventiva e transformadoraPantone revela a cor do ano de 2022: inventiva e transformadora+ 13

10 Casas com sofás integrados à arquitetura

Concebidos com o objetivo de aproveitar ao máximo o espaço, os móveis embutidos se tornaram cada vez mais populares como uma forma prática de atender às necessidades domésticas. A capacidade de adaptação ao espaço arquitetônico lhes permite, através de diferentes configurações ou materialidades, satisfazer diversos usos e funções e ser integrados à arquitetura. Entretanto, pode ser interessante nos fazermos a pergunta: este tipo de mobiliário é o que se adapta aos espaços residuais de nossas casas ou pode se tornar o protagonista e gerador dos espaços que projetamos?

Como usar redes em apartamentos?

Uma das paixões nacionais e unânime ícone de brasilidade, as redes fazem parte do dia a dia do brasileiro e representam um importante mobiliário da casa. Morar em apartamentos ou casas pequenas, porém, muitas vezes pode tornar mais difícil a inclusão delas no ambiente doméstico. Neste artigo apresentamos exemplos de como incluir as redes nos projetos, inspirando seu uso em apartamentos. 

Beliches integrados à arquitetura: dicas de materiais e design

É um equívoco comum que os beliches sejam usados exclusivamente para quartos de crianças e adolescentes. Embora os beliches sejam uma ótima solução para crianças, o aspecto prático dos beliches, que oferece amplo espaço para dormir e economiza espaço no chão, os torna excelentes para uma variedade de finalidades e aplicações. Com o aumento da densidade e a parcela da população vivendo em grandes centros urbanos fazendo uso de espaços cada vez menores, observou-se um impulso para a modularidade na arquitetura de interiores. Por esse motivo, beliches e áreas de dormir suspensas têm se tornado uma ótima solução para maximizar a metragem quadrada.

Ratã: projetos contemporâneos que usam este material tradicional do sudeste asiático

Ao longo dos últimos anos, muitos arquitetos e arquitetas têm expressado seu compromisso para com o desenvolvimento de uma arquitetura mais ética e sustentável, apropriando-se amplamente de materiais locais e técnicas tradicionais de construção. Neste âmbito, muitos deles foram buscar inspiração em sistemas construtivos vernáculos e na própria cultura e identidade local, ressignificando antigas soluções em contextos contemporâneos.

Em nossa constante busca por materiais locais e ecológicos, onde quer que estivermos, sempre vamos nos deparar com um dos materiais mais conhecidos, sustentáveis e recorrentemente utilizados por diferentes povos e culturas ao redor do mundo: o ratã. Atualmente estima-se que quase setecentas milhões de pessoas fazem uso constante do ratã em suas atividades diárias, sendo que em muitos países do sudoeste asiático este material é até considerado um importante elemento da própria cultura e identidade local. Neste artigo, procuramos analisar as formas como arquitetos e arquitetas têm explorado este versátil material em seus projetos de arquitetura contemporânea.

Ratã: projetos contemporâneos que usam este material tradicional do sudeste asiáticoRatã: projetos contemporâneos que usam este material tradicional do sudeste asiáticoRatã: projetos contemporâneos que usam este material tradicional do sudeste asiáticoRatã: projetos contemporâneos que usam este material tradicional do sudeste asiático+ 22

Introduzindo cores na marcenaria: 17 projetos com mobiliário colorido

A marcenaria, como são comumente chamados os mobiliários de madeira executados por um marceneiro, tem ganhado atenção especial nos projetos de arquitetura. Por serem projetados para se adequarem a espaços e fins objetivos, esses objetos são importantes elementos de organização do espaço, sendo introduzidos em qualquer ambiente, tanto em salas, quartos e escritórios, quanto em cozinhas e banheiros. Além de resolver questões funcionais, a marcenaria introduz outras materialidades, texturas e cores para os ambientes. Neste artigo iremos explorar alguns exemplos de como a marcenaria colorida pode tornar os projetos de arquitetura mais vibrantes. 

Introduzindo cores na marcenaria: 17 projetos com mobiliário coloridoIntroduzindo cores na marcenaria: 17 projetos com mobiliário coloridoIntroduzindo cores na marcenaria: 17 projetos com mobiliário coloridoIntroduzindo cores na marcenaria: 17 projetos com mobiliário colorido+ 18

5 Estratégias de projeto para manter a saúde mental nos espaços de trabalho compartilhado

A síndrome de burnout, também conhecida como síndrome do esgotamento profissional, tem estado cada vez mais presente entre os profissionais de hoje. Como resultado do acúmulo intenso de estresse e tensão emocional, sua origem está diretamente relacionada ao cotidiano laboral de cada indivíduo, e não somente aos quesitos logísticos e organizacionais das empresas, mas também é motivada pelo ambiente físico de trabalho.

Passamos em média 1/3 do nosso dia nos espaços de trabalho, portanto, não é à toa que eles assumem um importante papel na nossa saúde mental. Passada a onda dos home offices que vivemos no decorrer de 2020, temos assistido, hoje em dia, o crescente retorno aos espaços colaborativos de trabalho. Eles têm voltado à pauta como uma alternativa híbrida que permite um distanciamento do âmbito doméstico, consolidando a separação entre as funções, algo mais do que necessário após um ano de isolamento.  

5 Estratégias de projeto para manter a saúde mental nos espaços de trabalho compartilhado5 Estratégias de projeto para manter a saúde mental nos espaços de trabalho compartilhado5 Estratégias de projeto para manter a saúde mental nos espaços de trabalho compartilhado5 Estratégias de projeto para manter a saúde mental nos espaços de trabalho compartilhado+ 25

Interiores brasileiros: 30 residências com mobiliário icônico

Muitas vezes, em projetos de interiores, podemos encontrar determinadas peças de mobiliário que são facilmente reconhecidas por representarem um marco para determinada época, local, cultura ou trajetória do profissional que a projetou.

A iconicidade de uma peça ou objeto, seja no contexto do design mobiliário ou não, não é obtida por um conjunto específico de regras. Pôr em questão o que confere a um design a condição de “ícone” pode levar a questionamentos sobre a sua capacidade de ser reconhecido, romper cânones, ser durável no tempo, ou ainda sobre quais são os atores responsáveis por definir esta iconicidade.

Interiores brasileiros: 30 residências com mobiliário icônicoInteriores brasileiros: 30 residências com mobiliário icônicoInteriores brasileiros: 30 residências com mobiliário icônicoInteriores brasileiros: 30 residências com mobiliário icônico+ 31