O site de arquitetura mais visitado do mundo
Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Walter Gropius

Walter Gropius: O mais recente de arquitetura e notícia

A história pouco conhecida da Bauhaus expressionista

13:00 - 21 Fevereiro, 2019
A história pouco conhecida da Bauhaus expressionista , Cadeira africana, projetada em 1921 por Gunta Stölzl e Marcel Breuer. Imagem Cortesia de Bauhaus-Archiv Berlin, foto: Hartwig Klappert / © 2019 Sociedade dos Direitos dos Artistas (ARS), Nova York / VG Bild-Kunst, Bonn
Cadeira africana, projetada em 1921 por Gunta Stölzl e Marcel Breuer. Imagem Cortesia de Bauhaus-Archiv Berlin, foto: Hartwig Klappert / © 2019 Sociedade dos Direitos dos Artistas (ARS), Nova York / VG Bild-Kunst, Bonn

Cada movimento artístico e de design tem uma história interessante sobre como influenciou a arquitetura, e nem todos começaram com os mesmos princípios pelos quais ficaram depois conhecidos. A Bauhaus não é exceção. Ícone das origens do movimento moderno, a famosa escola alemã foi uma instituição experimental voltada para o expressionismo, criatividade e artesanato, unindo os estilos de Art Nouveau e Arts and Crafts com desenhos modernos.

Os melhores documentários online sobre a Bauhaus

19:00 - 11 Fevereiro, 2019
Os melhores documentários online sobre a Bauhaus, via The Bauhaus Film
via The Bauhaus Film

O ano de 2019 marca o centenário de fundação da Bauhaus, a escola que transformou-se em um movimento e cuja influência segue perdurando no tempo. Apesar de ter sofrido graves interferências políticas, que culminaram em seu fechamento no ano de 1933 durante a acensão do regime nazista na Alemanha, a Bauhaus segue sendo uma das mais importantes referências para o mundo da arquitetura até os dias de hoje.

Como parte de nossa cobertura especial do centenário da Bauhaus - e para matar a sua sede por conhecimento - selecionamos alguns dos melhores documentários sobre a Bauhaus disponíveis na internet. Apresentando imagens inéditas e entrevistas exclusivas sobre a Bauhaus, esses documentários são uma ótima oportunidade para mergulharmos ainda mais fundo na história da mais importante escola de arquitetura e design de todos os tempos.

ARCHIVOIDS de Federico Babina exalta as arquiteturas do vazio

16:00 - 10 Janeiro, 2019
ARCHIVOIDS de Federico Babina exalta as arquiteturas do vazio, © Federico Babina
© Federico Babina

O artista italiano Federico Babina compartilhou conosco seu mais recente trabalho de ilustração arquitetônica. Archivoid procura "esculpir massas invisíveis de espaço" através da leitura de negativos - usando a linguagem arquitetônica de arquitetos famosos do passado e do presente, de Frank Lloyd Wright a Bjarke Ingels.

As imagens de Babina criam um ponto de vista inverso, uma inversão de percepção para uma leitura alternativa do espaço e da própria realidade. Fazendo do espaço negativo seu protagonista, Babina traça as “pegadas arquitetônicas” de arquitetos famosos, unindo misteriosas geometrias com uma combinação de cores vibrantes.

© Federico Babina © Federico Babina © Federico Babina © Federico Babina + 9

Por uma arquitetura de luz, cor e experiências virtuais

15:00 - 28 Setembro, 2017

Este ensaio publicado pela Space Popular refere-se a uma instalação atualmente em exibição na Sto Werkstatt, em Londres. É possível experienciá-la em realidade virtual, aqui.

A Glass House não tinha outra finalidade além da estética. Destinava-se a ser puramente um espaço expositivo e uma bela fonte de ideias para a arquitetura "duradoura". De acordo com o poeta Paul Scheerbart, a quem a casa foi dedicada, ela deveria desiludir aquela compreensão mais restrita a respeito do espaço da arquitetura e introduzir os propósitos e as possibilidades que o vidro proporcionaria para o mundo da arquitetura.

Bruno Taut [acima] assim descreveu sua Glashaus para a Exposição Mundial de 1914 em Colônia, na Alemanha, como um "pequeno templo da beleza"; como "reflexos de luz cujas cores começam na base com um azul escuro e sobem passando pelo verde de musgo e dourado culminando, na parte superior, em um amarelo luminoso e pálido". [1] O Pavilhão de Vidro, projetado com base nos potenciais efeitos sobre aqueles que o percebem, deveria proporcionar intensas experiências. O espaço deveria ser criado dentro da mente humana.

The Glass Chain / Space Popular (Sto Werkstatt, London). Image © Space Popular The Glass Chain / Space Popular (Sto Werkstatt, London). Image © Space Popular The Glass Chain / Space Popular (Sto Werkstatt, London). Image © Space Popular The Glass Chain / Space Popular (Sto Werkstatt, London). Image © Space Popular + 15

Space Popular cria instalação que amplia as possibilidades do uso do vidro

16:00 - 27 Setembro, 2017

"Glass Chain" (Die Gläserne Kette, em alemão) foi uma troca de cartas iniciadas por Bruno Taut em novembro de 1919. A correspondência durou apenas um ano e incluiu Walter Gropius, Hans Scharoun e Paul Gösch. As cartas de Glass Chain - treze ao total - especulam e fantasiam sobre as possibilidades do uso do vidro, imaginando, nas palavras de Fredrik Hellberg e Lara Lesmes (Space Popular), "follies de vidro fluídos e orgânicos e catedrais de cristal coloridas cobrindo cadeias de montanhas inteiras até chegarem ao espaço."

© Ben Blossom © Ben Blossom © Ben Blossom © Ben Blossom + 18

Lindos livros de Arquitetura da Bauhaus disponíveis para download

14:00 - 17 Junho, 2017

No ano passado, a Monoskop encantou a comunidade de arquitetura e de arte ao disponibilizar muitas das publicações da Bauhaus para download gratuito. Como fã incondicional de todos os tipos de comunicação arquitetônica, eu escrevi anteriormente sobre as qualidades excepcionais dos livros e revistas produzidos pela Bauhaus e como essas ferramentas didáticas visuais influenciaram as canônicas publicações mais recentes. Abaixo, compartilhamos um trecho editado de "Livros dos Arquitetos: Le Corbusier e a Bauhaus", um capítulo de um projeto de pesquisa maior, Redefinindo a Monografia: As Publicações da OMA e Rem Koolhaas.

Para acessar o tesouro da Monoskop, que inclui títulos de visionários como Walter Gropius, László Moholy-Nagy, Wassily Kandinsky, Paul Klee e outros, visite o arquivo da Bauhaus da Monoskop.

Como a Bauhaus operava de forma geralmente experimental e revolucionária, a informação ensinada não era unificada de maneira muito acessível. Os Bauhausbücher foram produzidos para expor os elementos da educação Bauhaus ao pequeno corpo estudantil original. Esses livros, posteriormente, se revelaram inestimáveis quando a escola foi fechada pelo governo nacional-socialista em 1933, com seus conteúdos apresentando registros autênticos da educação Bauhaus. Combinando teoria e prática, os livros, desenhados por Moholy-Nagy, são um testemunho de suas ideias criativas. Ele viu formas tradicionais de disseminação de informação como maneira de fornecer informações aos alunos sem enfatizar a relevância e a relação com o mundo em que viviam. Seus livros procuraram esclarecer essas relações através de imagens estimulantes e textos perspicazes (embora às vezes longos e intangíveis).

Em foco: Walter Gropius

06:00 - 18 Maio, 2017
Em foco: Walter Gropius, Cortesia de danishteakclassics.com
Cortesia de danishteakclassics.com

"Arquitetos, escultores, pintores, todos devemos retornar ao artesanato, pois não existe "arte por profissão". Não há nenhuma diferença essencial entre artista e artesão, o artista é uma elevação do artesão."

Harvard Museums divulgam catálogo com 32 mil obras da Bauhaus

15:00 - 22 Agosto, 2016
Harvard Museums divulgam catálogo com 32 mil obras da Bauhaus, © Gili Merin
© Gili Merin

Antecipando o 100° aniversário de fundação da Bauhaus em 2019, os Harvard Art Museums divulgaram um catálogo online com sua coleção de 32 mil obras da Bauhaus, contando desenhos e fotografias raras de alunos e professores da escola alemã.

A coleção conta com obras de Mies van der Rohe, Bertrand Goldberg,Marcel Breuer e Walter Gropius, entre outros arquitetos, e pode ser navegada online através de uma barra de pesquisa e uma série de filtros que dividem as obras por tema, suporte, data ou artista.

Estudo de fachada da Bauhaus, por Laurian Ghinitoiu

15:00 - 5 Junho, 2015

Quando cursava seu Mestrado em Arquitetura na DIA (Dessau International Architecture), o fotógrafo romeno Laurian Ghinitoiu foi inspirado a registrar o famoso edifício da Bauhaus Dessau, de Walter Gropius, em diferentes momentos do dia, nas quatro estações do ano. Feitas a partir do mesmo ponto de observação ao longo de dois anos (setembro de 2012 a julho de 2014), as fotografias de Ghinitoiu mostram a escola com diferentes aspectos em função da luz natural e das condições climáticas.

"O edifício foi registrado em uma relação direta com o processo dinâmico da vida diária. Luz e sombras, mudando durante o dia e durante o ano, destacam os elementos desse edifício silencioso, porém potente. Ele quase se projeta para fora da cena, impondo suas linhas retas, seu ritmo regular e o funcionalismo de suas geometrias. O entorno desempenha o papel mais importante de todo o projeto fotográfico: ele cria a atmosfera, estabelecendo uma conexão íntima entre a arquitetura e seu contexto." - Francesca Lantieri

Veja a série completa de fotografias, a seguir.

Cidades invisíveis e o pano de vidro: o último remanescente do modernismo

15:00 - 11 Novembro, 2014
Cidades invisíveis e o pano de vidro: o último remanescente do modernismo, O Pavilhão de entrada do Memorial Nacional 11 de Setembro, que aparece camuflado contra o pano de fundo das paredes cortina de vidro vizinhas. Imagem © Joe Woolhead
O Pavilhão de entrada do Memorial Nacional 11 de Setembro, que aparece camuflado contra o pano de fundo das paredes cortina de vidro vizinhas. Imagem © Joe Woolhead

Poucos dos princípios arquitetônicos desenvolvidos no século XX foram tão amplamente aceitos como o pano de vidro, com a tecnologia que vai de uma característica implícita dos Cinco Pontos de Arquitetura de Le Corbusier ao tratamento de fachada em todo o mundo. Neste artigo, originalmente publicado no Australian Design Review como "Invisible Cities - The Last Remnant of Modernism", Annabel Koeck argumenta que o pano de vidro, inicialmente apreciado por sua transparência, está agora fazendo edifícios e até cidades inteiras invisíveis devido à sua ubiquidade diáfana - às custas da expressão arquitetônica.

Os arquitetos noruegueses do Snøhetta projetaram a estrutura de vidro para o Pavilhão de entrada do Memorial Nacional 11 de Setembro, que parece se camuflar com o fundo composto por panos de vidro que definem o skyline de Nova Iorque. É certo que o pavilhão de Snøhetta foi concebido por um programa muito diferente, definido pela timidez e sutileza; ainda que paradoxalmente, foi o pano de vidro que facilitou isso. Com vista para a Piscina Sul em direção a uma série de fachadas envidraçadas que dominam o horizonte, é irônico que uma técnica modernista – o pano de vidro – poderia agora significar o fim para a diversidade arquitetônica nas cidades.

Bauhaus Meisterhäuser restauradas e abertas ao público

17:00 - 16 Junho, 2014
Bauhaus Meisterhäuser restauradas e abertas ao público, A recém inaugurada Casa Gropuis. Cortesia de Bauhaus Dessau Foundation. Image © Christoph Rokitta
A recém inaugurada Casa Gropuis. Cortesia de Bauhaus Dessau Foundation. Image © Christoph Rokitta

A escola de design da Bauhaus deixou profundas marcas na história da arquitetura e sua influência é ainda hoje, passados setenta anos do encerramento de suas atividades, percebida. Após mudar a escola de Weimar para Dessau em 1925, seu fundador Walter Gropius projetou uma série de casas semi-isoladas para os professores que lecionavam na instituição. Essas estruturas ficaram abandonadas durante a década de 30 e sofreram nesse período muitos danos causados pelos conflitos militares e negligência. Em 1990 esforços de restauração forma iniciados e agora, 24 anos depois, as Bauhaus meisterhäuser foram completamente reabertas.