Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Seoul

Seoul: O mais recente de arquitetura e notícia

Micro Habitação Songpa / SsD

Cortesia de SsD Cortesia de SsD Cortesia de SsD Cortesia de SsD + 31

  • Arquitetos Autores deste projeto de arquitetura SsD

Kolon One & Only Tower / Morphosis Architects

© Jasmine Park © Jasmine Park © Jasmine Park © Jasmine Park + 31

  • Arquitetos Autores deste projeto de arquitetura Morphosis
  • Área Área deste projeto de arquitetura
    76.273,00 m2

Museu da Ciência Robótica de Seul será construído por... robôs

© Melike Altınışık Architects
© Melike Altınışık Architects

O escritório turco Melike Altınışık Architects (MAA) venceu um concurso internacional para o projeto do Museu de Ciências Robóticas de Seul, Coréia do Sul. Organizada pelo Governo Metropolitano de Seul, o concurso exigiu um projeto “inédito”, voltado a apoiar a formação em robótica e aumentar o interesse público pelo tema.

Os princípios da robótica, ciência, tecnologia e inovação moldaram todos os aspectos do projeto, desde a forma e estrutura até o material e operação. O escopo principal do museu é “criar um universo próprio para robôs e seus visitantes”, e o edifício se manifesta como uma estrutura esférica, não-direcional.

© Melike Altınışık Architects © Melike Altınışık Architects © Melike Altınışık Architects © Melike Altınışık Architects + 9

Os melhores arranha-céus de 2018

1: Lotte World Tower / Kohn Pedersen Fox Associates with Baum Architects. Image © Tim Griffith
1: Lotte World Tower / Kohn Pedersen Fox Associates with Baum Architects. Image © Tim Griffith

A Emporis anunciou os resultados do seu prêmio Emporis Skyscraper, que reconhece os melhores edifícios em altura construídos no ano anterior. Nesta edição, o prêmio principal foi concedido à Lotte World Tower em Seul, Coreia do Sul, projetada por Kohn Pedersen Fox Associates e Baum Architects. A torre mais alta da Coreia do Sul também conta com o deck de observação com piso de vidro mais alto do mundo, oferecendo uma vertiginosa vista de 555 metros de altura.

Casa Crescida / FHHH FRIENDS

© Kyung Roh © Kyung Roh © Kyung Roh © Kyung Roh + 42

Casas  · 
  • Arquitetos Autores deste projeto de arquitetura FHHH FRIENDS
  • Área Área deste projeto de arquitetura
    98.0 m2

Escola Dodam / D·Lim Architects

© Young-chae Park © Young-chae Park © Young-chae Park © Young-chae Park + 24

MVRDV propõe complexo de entretenimento em Seul

O escritório MVRDV divulgou o projeto para a Paradise City, uma praça de entretenimento de 9.800 metros quadrados perto do Aeroporto Incheon em Seul, Coreia do Sul. Feito em parceria com o designer Gansam Architects, o complexo consiste em duas formas monolíticas que abrigam lojas, uma casa noturna e espaços públicos. O elemento conector do projeto é um ponto dourado na praça pública, que será visível para quem passa de avião sobre a cidade.

© MVRDV © MVRDV © MVRDV © MVRDV + 9

Studio Origin representa Seul no Congresso Mundial da UIA 2014

O Congresso Mundial da UIA deste ano aconteceu em Durban, África do Sul, e contou com a participação de muitos escritórios respeitados. Representando a Coreia do Sul estavam Kang Jun Lee e Yung A Kim do Studio Origin, cujo pavilhão destacava a cidade de Seul. Criado para anunciar a cidade como sede do Congresso Mundial de 2017, o projeto cuidadosamente concebido oferecia espaço para diversos expositores promocionais. Veja a seguir os detalhes da estrutura.

HAEAHN e Haenglim premiados com o segundo lugar no concurso para a usina KOMIPO

Premiado com o segundo lugar no concurso para a Korea Midland Power (KOMIPO), o escritório HAEAHN Architects, em parceria com Haenglim, apresentou um audacioso projeto que combina usina de energia e edifício de escritórios. A estrutura de uso duplo, que incluirá um parque e um restaurante, foi concebida como um modo de romper a imagem crua e industrial da tradicional usina. Nesse sentido, o projeto seria construído sobre a usina de Danginlee, substituindo a primeira estação de geração de energia da Coreia do Sul. Com a proposta os arquitetos buscam celebrar o antigo e, ao mesmo tempo, atrair um fluxo maior de pessoas para a área.

Cortesia de HAEAHN Cortesia de HAEAHN Cortesia de HAEAHN Cortesia de HAEAHN + 24

5 anos depois, uma retrospectiva sobre o Prada Transformer do OMA

Hoje marca o quinto aniversário da abertura do Prada Transformer do OMA. Esta fantástica estrutura temporária, erguida em 2009 adjacente ao Palácio Gyeonghui em Seul, Coreia, é, até hoje, um dos projetos mais populares de Rem Koolhaas. Composto por uma membrana totalmente branca estendida sobre quatro estruturas de aço, o Transformador foi muitas vezes referido como um "anti-bolha" - um hexágono, um retângulo, uma cruz e um círculo inclinado uns contra os outros para criar um objeto tetraédrico que lembra uma tenda de circo. O nome Transformer veio da ideia de que qualquer um dos lados do pavilhão poderia servir como piso do edifício, permitindo quatro espaços exclusivos em um edifício dedicado a exposições de arte moderna, moda e design.

O Prada Transformer foi palco de quatro desses eventos, sendo levantado e reposicionado em uma face diferente de cada vez utilizando um guindaste. O primeiro foi uma exposição de vestuário, exibido usando a planta hexagonal. O segundo, um festival de cinema que teve lugar na planta retangular. Um desfile de moda foi realizado utilizando a planta circular do Transformer e uma instalação de arte foi deixada à mostra usando a planta cruciforme. Como Miuccia Prada afirmou em uma entrevista ao The New York Times, "Na minha mente elas [as artes] podem ser misturadas, mas eu quero mantê-las separadas ... Então, o conceito Transformer não era para um espaço genérico, mas para ser bem específico, com todas as coisas separadas em um edifício."

Nós pedimos a Vincent Mcllduff, do OMA, para nos falar mais sobre este projeto. Veja suas respostas, uma galeria de fotos e um vídeo em time-lapse da transformação à seguir!

Nova prefeitura de Seul / iArc Architects

© Archframe © Archframe © Archframe © Archframe + 58

  • Arquitetos Autores deste projeto de arquitetura iArc Architects
  • Área Área deste projeto de arquitetura
    7590.0 m2

Dragonfly / iArc Architects

© Archframe © Archframe © Archframe © Archframe + 45

  • Arquitetos Autores deste projeto de arquitetura iArc Architects
  • Área Área deste projeto de arquitetura
    1151.0 sqm

YOAP White House / Design band YOAP

© Jae-Wook Cho © Jae-Wook Cho © Jae-Wook Cho © Jae-Wook Cho + 23

Casas  · 

Centro de Artes Performáticas de Sejong / Asymptote Architecture

O escritório novaiorquino Asymptote Architecture revelou imagens e desenhos para um novo Centro de Artes Performáticas em Sejong, Coréia do Sul. Descrito como uma celebração "da emergência e crescimento da cidade como um lugar de cultura", o centro de artes foi projetado para "se conectar perfeitamente ao tecido urbano". Abrigando dois teatros, o programa do edifício foi concebido para proporcionar uma experiência unificada.

Yujin’s Jip-Soori / Moohoi Architecture Studio

© Kim Jae-Kwan © Kim Jae-Kwan © Kim Jae-Kwan © Kim Jae-Kwan + 29

Casas  · 

Edifício Chungha / MVRDV

© Kyungsub Shin
© Kyungsub Shin
  • Arquitetos Autores deste projeto de arquitetura MVRDV

© Kyungsub Shin © Kyungsub Shin © Kyungsub Shin © Kyungsub Shin + 16

P&P / D•LIM Architects

© Youngchae Park © Youngchae Park © Youngchae Park © Youngchae Park + 28

Fundindo Arquitetura e Música: Philip Kennicott descreve a inspiração por trás da Galeria e Casa Daeyang de Steven Holl

Laureado recentemente com o Prêmio Pulitzer de crítica de 2013, Phillip Kennicott contruiu uma bela reputação como parte do corpo crítico de arte e arquitetura da seção de estilo do Washington Post. Um de seus mais recentes trabalhos, Music Holl: A Copper Clad Pavilion in Seoul, comenta a inspiração por trás da Galeria e Casa Daeyang, de Steven Holl, em Seoul.

Projetada como um experimento sobre a "arquitetônica da música", a geometria básica da Daeyang Gallery and House foi inspirada na  Symphony of Modules de 1967 de Istvan Anhalt - uma partitura única encontrada na coletânea contemporânea de John Cage. Reminiscente das "formas de blocos e estilhaços" dos esboços de Anhalt, o projeto de Holl apresenta três pavilhões revestidos de cobre pontuados por uma sinfonia de claraboias retangulares cuidadosamente locadas que animam o interior com "barras de luzes". Como Kennicott descreve, Holl usa a música como uma "poderosa metáfora para o dinâmico desdobrar da experiência" (registrado neste filme por Spirit of Space).

Leia o artigo Music Holl: A Copper Clad Pavilion de Kennicott na íntegra aqui. Continue a comparar os esboços de  Steven Holl com a  Symphony of Modules de Anhalt.