1. ArchDaily
  2. Francis Kéré

Francis Kéré: O mais recente de arquitetura e notícia

Francis Kéré, Banga Nossa e Dele Adeyemo entre os participantes da 13ª Bienal de Arquitetura de São Paulo

A 13ª edição da Bienal de Arquitetura, realizada pelo IAB-São Paulo, será inaugurada no próximo dia 27 de maio e parte de uma realidade de intensas transformações geradas pela pandemia de Covid-19 em todo o mundo que exigiu esforços intensos de organização das dinâmicas urbanas, sociais e profissionais pela sobrevivência.

Travessias, tema desta edição, entende que a pandemia reforça desigualdades socioespaciais que já se estabeleciam, não só no país, como no mundo, compreendendo que essas estruturas sofrem fragmentações, tanto físicas quanto simbólicas, enraizadas nos violentos processos de colonização e apagamentos históricos. Como consequência, provocam inúmeras manifestações de opressão – como o racismo, o sexismo, o capacitismo e a colonialidade – no Brasil e outros territórios. 

Escassez material e inclusão social: o Prêmio Pritzker de Francis Kéré

O arquiteto africano Diébédo Francis Kéré, conhecido mundialmente pelo trabalho pautado na visão social da arquitetura e na prática do projeto como instrumento de inclusão e transformação, foi o vencedor do Prêmio Pritzker deste ano. Para debater a premiação, as escolhas do júri e sua implicação para a cultura arquitetônica em geral, o Arquicast convidou Caio Dias e Bruno Sarmento.

Por que Francis Kéré ganhou o Prêmio Pritzker?

Francis Kéré, 2022 Pritzker Prize Laureate . Image © Lars Borges
Francis Kéré, 2022 Pritzker Prize Laureate . Image © Lars Borges

Na última terça-feira, 15 de março, Francis Kéré se tornou o primeiro arquiteto africano a ganhar o Prêmio Pritzker, a honraria mais importante da arquitetura.

A escolha de Kéré não é apenas simbólica em um momento de demandas identitárias, onde as instituições que compõem o mainstream enfim começam a representar mais fielmente as realidades sociais, culturais e sexuais que compõem nossas sociedades, mas também confirma a abordagem mais recente do júri do Prêmio Pritzker.

Gando Primary School / Kéré Architecture. Image © Siméon DuchoudGando Primary School Extension / Kéré Architecture. Image © Erik Jan OuwerkerkSerpentine Pavilion / Kéré Architecture. Image Courtesy of Kéré ArchitectureStartup Lions Campus / Kéré Architecture. Image Courtesy of Kéré Architecture+ 8

“Arquitetura é mais que arte e muito mais do que edifícios”: uma conversa com Francis Kéré

Conheça o vencedor do Prêmio Pritzker de Arquitetura, Francis Kéré, em uma entrevista ao Louisiana Channel em que ele conta sobre sua visão de arquitetura. Como a nota oficial do Prêmio Pritzker de Arquitetura diz "por meio de edifícios que demonstram beleza, modéstia e invenção, e pela integridade de sua arquitetura e gesto, Keré assume graciosamente a missão deste prêmio", de maneira contínua "empoderando e transformando comunidade através do processo da arquitetura".

Burkina Institute of Technology (BIT) / Kéré Architecture. Image Courtesy of Francis KéréPrimary School in Gando Extension / Kéré Architecture. Image © Erik-Jan OuwerkerkSarbalé Ke Pavilion / Kéré Architecture. Image © Iwan BaanStartup Lions Campus / Kéré Architecture. Image Courtesy of Francis Kéré+ 21

Quem é Diébédo Francis Kéré? 15 fatos sobre o vencedor do Prêmio Pritzker 2022

"Eu só queria que minha comunidade fizesse parte desse processo", disse Diébédo Francis Kéré em entrevista ao ArchDaily publicada no ano passado. Difícil pensar em outra frase que resuma tão bem a modéstia e o impacto causado pelo mais novo vencedor do Prêmio Pritzker de Arquitetura, cujo trabalho ganhou notoriedade justamente por envolver os habitantes de sua vila na construção de obras que combinam compromisso ético, eficiência ambiental e qualidade estética.

Benga Riverside School. Cortesia de Francis Kéré Village Opera. Cortesia de Francis KéréSarbalé Ke Pavilion. Foto © Iwan BaanLycée Schorge. Cortesia de Francis Kéré+ 20

Francis Kéré: conheça a obra construída do vencedor do Pritzker 2022

Diébédo Francis Kéré fundou seu escritório, Kéré Architecture, em Berlim, Alemanha, em 2005, após o início de uma trajetória defendendo a construção de uma arquitetura educacional de qualidade em seu país de origem, Burkina Faso. Desprovido de salas de aula e condições de aprendizagem adequadas quando criança, e enfrentando a realidade da maioria dos jovens estudantes do país, seus primeiros trabalhos foram o resultado da busca por soluções tangíveis para os problemas que a comunidade enfrentava.

© Erik Jan OuwerkerkCourtesy of Kéré Architecture© Jaime Herraiz© Erik Jan Ouwerkerk+ 56

Francis Kéré: "Eu desenho em papel, mas prefiro desenhar no solo"

Essa frase chamou a atenção durante a palestra de Diébédo Francis Kéré no AAICO (Architecture and Art International Congress), que ocorreu no Porto, em Portugal, entre 3 e 8 de setembro. Após ser introduzido por ninguém menos que Eduardo Souto de Moura, Kéré iniciou sua fala com a simplicidade e humildade que pautam seu trabalho. Suas obras mais conhecidas foram construídas em locais bastante remotos, onde materiais são escassos e a força de trabalho é dos próprios moradores, utilizando os recursos e técnicas locais.

"Não é porque você tem recursos limitados que deve aceitar a mediocridade": entrevista com Francis Kéré, vencedor do Prêmio Pritzker 2022

A arquitetura africana tem recebido merecida atenção internacional na última década e um dos principais responsáveis por isso é, sem dúvida, Diébédo Francis Kéré. Natural de Gando, Burkina Faso, Kéré se formou em arquitetura na Technische Universität Berlin, Alemanha. Hoje, mantém filiais de seu escritório Kéré Architecture em ambos os países, com o qual busca desenvolver trabalhos na "intersecção da utopia com o pragmatismo", explorando a fronteira entre a arquitetura ocidental e a prática local.

Conhecido por envolver a comunidade no processo de construção de seus edifícios, Kéré e seu escritório vêm desenvolvendo trabalhos que extrapolam os limites convencionais da arquitetura e tocam temas como economia local, migrações, cultura e equidade. Tivemos o prazer e o privilégio de conversar com o arquiteto sobre alguns de seus projetos e sua visão mais ampla da arquitetura. Leia a entrevista íntegra a seguir. 

Kéré Architecture inicia obras do Instituto Goethe no Senegal

Cortesia de Kéré Architecture
Cortesia de Kéré Architecture

Começou a construção do Instituto Goethe em Dakar, projetado por Kéré Architecture. O projeto é o primeiro espaço construído especificamente para a associação cultural alemã e centro de intercâmbio em seus mais de 60 anos de atividade global. Localizada em uma área residencial e com um exuberante jardim, a estrutura de dois andares é moldada pela copa das árvores e está sendo construída com tijolos de laterita, uma rocha local residual com qualidades isolantes que ajudam a regular passivamente o clima interno. O projeto fornecerá espaços para uma ampla gama de atividades, desde exposições e cursos de idiomas a concertos e encontros, tudo isso com base na paisagem cultural do Senegal.

Cortesia de Kéré ArchitectureCortesia de Kéré ArchitectureCortesia de Kéré ArchitectureCortesia de Kéré Architecture+ 9

Conheça os pavilhões das 5 últimas edições da Serpentine Gallery

2019 Serpentine Pavilion por Junya Ishigami'. Imagem © Laurian Ghinitoiu
2019 Serpentine Pavilion por Junya Ishigami'. Imagem © Laurian Ghinitoiu

Recentemente, a Serpentine Gallery revelou o projeto do Serpentine Pavilion de 2022 chamado Black Chapel, com curadoria de um artista pela primeira vez, Theaster Gates. Desde o seu lançamento em 2000, o Serpentine Pavilion tem oferecido a arquitetos emergentes e de renome uma plataforma de experimentação, tornando-se uma importante mostra da arquitetura contemporânea. Do "símbolo de união" de Francis Kéré até a "colina de rochas" de Junya Ishigami e a "parede descompactada" do BIG, conheça as últimas cinco edições do Serpentine Pavilion.

2016 Serpentine Pavilion por BIG. Imagem © Iwan Baan2018 Serpentine Pavilion por Frida Escobedo. Imagem © Laurian Ghinitoiu2021 Serpentine Pavilion por Counterspace Studio. Imagem © Mark Hazeldine2017 Serpentine Pavilion Francis Kéré. Imagem © Laurian Ghinitoiu+ 6

Rompendo barreiras: o mês da história negra nos EUA

Pouco menos de dois anos após o início de uma pandemia global, a inclusão na profissão de arquiteto infelizmente ainda é um tema limitado. Uma pesquisa de 2020 do Architects' Journal do Reino Unido revelou uma quantidade preocupante de obstáculos para arquitetos negros naquele país. Nos Estados Unidos, por sua vez, profissionais negros renomados, como Mabel O. Wilson, do Studio &, questionaram a natureza eurocêntrica de uma grande quantidade de estudos arquitetônicos.

Projeto atelier masomi - com Mariam Kamara. Imagem Cortesia de Design IndabaPaley Home - por Paul R. Williams. Imagem Cortesia de AIAPaley Home - por Paul R. Williams. Imagem Cortesia de AIAAtelier Masomi - Dandaji Daily Market. Imagem © Maurice Ascani+ 12

Parques Nacionais: uma jornada arquitetônica

O mundo abriga milhares de parques nacionais, os quais podem ser definidos como espaços alocados para a conservação, hospedando terras geralmente deixadas em seu estado natural para as pessoas visitarem. O próprio termo “parque nacional” difere em todo o mundo. No Reino Unido, por exemplo, a frase simplesmente descreve uma área relativamente pouco desenvolvida que atrai turistas. Nos Estados Unidos, essa terminologia é muito mais rígida, descrevendo 63 áreas protegidas operadas pelo serviço de Parques Nacionais dos Estados Unidos.

Mapungubwe Interpretation Centre / Peter Rich Architects. Image © Iwaan Baan© Flickr User Al_HikesAZ under (CC BY-NC 2.0) licenseNational Park of Mali/Kere Architecture. Image © Iwaan BaanMapungubwe Interpretation Centre / Peter Rich Architects. Image © Iwaan Baan+ 10

Anupama Kundoo recebe o RIBA Charles Jencks Award 2021

O Royal Institute of British Architects (RIBA) e a Jencks Foundation anunciaram a arquiteta Anupama Kundoo como o vencedora do RIBA Charles Jencks Award deste ano. O prêmio foi oferecido em reconhecimento às contribuições significativas para a teoria e prática da arquitetura realizadas por Kundoo, cujo trabalho combina investigações teóricas, pesquisa de materiais e métodos de construção sustentáveis.

Residence Kanade. Imagem © Javier CallejasLibrary of Lost Books. Imagem © Javier CallejasFullFill Home at Venice Biennale. Imagem © Javier CallejasSharana Daycare. Imagem © Javier Callejas+ 6

Grandes nomes da arquitetura mundial se encontram para debater o futuro das cidades no UIA2021RIO

Profissionais e estudantes de vários países estão prestes a participar de maneira inédita do maior evento de arquitetura e urbanismo do mundo. A programação principal do 27º Congresso Mundial de Arquitetos (UIA2021RIO), que estava prevista para acontecer em julho de 2020 no Rio de Janeiro e foi adiada devido à da pandemia do coronavírus, começa no dia 18 de julho (domingo), de forma 100% digital pela primeira vez na história. Até dia 22, os congressistas vão assistir a palestras com vinte dos nomes mais importantes da arquitetura mundial e a mesas-redondas com mais de cem arquitetos premiados internacionalmente, além de apresentações de trabalhos, atividades culturais e premiações. Desde março, quase 90 mil pessoas, de mais de 180 países, vêm acompanhando os painéis preparatórios – um recorde absoluto nos mais de 70 anos do evento realizado pela União Internacional de Arquitetos (UIA) a cada três anos.

Francis Kéré recebe a Medalha de Arquitetura da Fundação Thomas Jefferson 2021

O arquiteto e fundador do escritório com sede em Berlim Kéré Architecture, Francis Kéré, acaba de ser galardoado com a Medalha de Arquitetura da Fundação Thomas Jefferson de 2021. Organizado em parceria pela Universidade da Virginia e pela Fundação Thomas Jefferson em Monticello, a Medalha de Arquitetura da Fundação Thomas Jefferson é uma das quatro honrarias concedidas pela Fundação anualmente. Levando o nome do terceiro presidente dos Estados Unidos, as quatro medalhas buscam reconhecer importantes contribuições no campo da arquitetura, cidadania, inovação e direito.

Serpentine Pavilion 2017, designed by Francis Kéré.. Image © Iwan BaanXylem Pavilion / Kéré Architecture. Image © Iwan BaanPrimary School in Gando Extension. Image Courtesy of Kéré ArchitectureBenin's National Assembly in Porto-Novo Proposal. Image Courtesy of Kéré Architecture+ 12