1. ArchDaily
  2. East Quogue

East Quogue: O mais recente de arquitetura e notícia

Casas brasileiras: 16 residências com jardim interno

O paisagismo é um componente fundamental em diversos tipos de projeto, sobretudo para pensar a integração das edificações com seus entornos e estabelecer articulações entre ambientes. O uso da vegetação confere diversas qualidades aos espaços, e apesar de figurar mais usualmente nas partes externas, o uso de jardins internos pode ser um fator de transformação total na atmosfera dos projetos.

Casas brasileiras: 16 residências com jardim interno - Image 1 of 4Casas brasileiras: 16 residências com jardim interno - Image 2 of 4Casas brasileiras: 16 residências com jardim interno - Image 3 of 4Casas brasileiras: 16 residências com jardim interno - Image 4 of 4Casas brasileiras: 16 residências com jardim interno - Mais Imagens+ 13

Casa OLG50 / Sara Elizagarte + OE Arkitektura

Casa OLG50 / Sara Elizagarte + OE Arkitektura - Fotografia de Interiores, Casas, Fachada, PortaCasa OLG50 / Sara Elizagarte + OE Arkitektura - Fotografia de Interiores, Casas, Banheiro, Pia, BancadaCasa OLG50 / Sara Elizagarte + OE Arkitektura - Fotografia de Interiores, Casas, Dormitório, Porta, Mesa, CamaCasa OLG50 / Sara Elizagarte + OE Arkitektura - Fotografia de Interiores, Casas, Porta, Fachada, Mesa, Cadeira, ArmárioCasa OLG50 / Sara Elizagarte + OE Arkitektura - Mais Imagens+ 13

Vitoria-Gasteiz, Espanha
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  75
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2022
  • Fabricantes Marcas com produtos usados neste projeto de arquitetura
    Fabricantes:  &Tradition, Cocinas Mydo , Ikea, Leds-C4, Miguel Fernández-Galiano, +4

Galopina Casa Selvagem / TACO taller de arquitectura contextual

Galopina  Casa Selvagem  / TACO taller de arquitectura contextual  - Fotografia de Exterior, Hotéis, FachadaGalopina  Casa Selvagem  / TACO taller de arquitectura contextual  - Fotografia de Interiores, Hotéis, Viga, Arco, Porta, Mesa, CadeiraGalopina  Casa Selvagem  / TACO taller de arquitectura contextual  - Fotografia de Interiores, Hotéis, Dormitório, Viga, CamaGalopina  Casa Selvagem  / TACO taller de arquitectura contextual  - Fotografia de Exterior, Hotéis, Jardim, FachadaGalopina  Casa Selvagem  / TACO taller de arquitectura contextual  - Mais Imagens+ 44

Seyé, México
  • Arquitetos: TACO Taller de Arquitectura Contextual
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  330
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2022
  • Fabricantes Marcas com produtos usados neste projeto de arquitetura
    Fabricantes:  Cemex, Predeco, STEVEZ, Tecnolite, URREA

Casas peruanas em desnível: 10 exemplos em corte

Na arquitetura, um dos desafios enfrentados pelos profissionais são os projetos em terrenos inclinados. As encostas íngremes tornam possível pensar em uma arquitetura em que o visual predomina, como mirantes naturais. Uma oportunidade de trabalhar o contato com o território, a espacialidade e as diferentes alturas. Diversas soluções são possíveis, resultando em uma arquitetura única e sempre contextual.

Selecionamos 10 projetos residenciais no Peru que revelam diversas abordagens arquitetônicas em terrenos inclinados a partir de seus cortes.

Casas peruanas em desnível: 10 exemplos em corte - Image 1 of 4Casas peruanas em desnível: 10 exemplos em corte - Image 2 of 4Casas peruanas em desnível: 10 exemplos em corte - Image 3 of 4Casas peruanas em desnível: 10 exemplos em corte - Image 4 of 4Casas peruanas em desnível: 10 exemplos em corte - Mais Imagens+ 20

MVRDV vence concurso em Nanjing com torres inspiradas na natureza

MVRDV ganhou um concurso para projetar um complexo residencial e comercial de uso misto nos limites do distrito financeiro da nova área de Jiangbei em Nanjing, China. Apelidados de "Torres Oásis", os dois edifícios com 150 metros de altura são cercados por jardins exuberantes e proporcionarão aos moradores um refúgio verde dentro de uma parte densa e em rápido desenvolvimento da cidade.

MVRDV vence concurso em Nanjing com torres inspiradas na natureza - Image 1 of 4MVRDV vence concurso em Nanjing com torres inspiradas na natureza - Image 2 of 4MVRDV vence concurso em Nanjing com torres inspiradas na natureza - Image 3 of 4MVRDV vence concurso em Nanjing com torres inspiradas na natureza - Image 4 of 4MVRDV vence concurso em Nanjing com torres inspiradas na natureza - Mais Imagens+ 12

Inclinado ou plano? Diferentes tipos de telhados para casas

Para além de sua funcionalidade primária, as coberturas são um dos elementos mais fundamentais na estética de um edifício, podendo assumir diferentes formas, compostas por variadas estruturas e vedadas por diversos materiais. Mas, para além da estética, as coberturas precisam atender às condições climáticas de onde estão localizadas, considerando as mudanças periódicas em relação à chuva, sol e ventos. 

Inclinado ou plano? Diferentes tipos de telhados para casas - Image 1 of 4Inclinado ou plano? Diferentes tipos de telhados para casas - Image 2 of 4Inclinado ou plano? Diferentes tipos de telhados para casas - Image 3 of 4Inclinado ou plano? Diferentes tipos de telhados para casas - Image 4 of 4Inclinado ou plano? Diferentes tipos de telhados para casas - Mais Imagens+ 6

Casa Liza / PAR Arquitectos

Casa Liza / PAR Arquitectos - Fotografia de Exterior, Casas, Jardim, FachadaCasa Liza / PAR Arquitectos - Fotografia de Exterior, Casas, Jardim, FachadaCasa Liza / PAR Arquitectos - Fotografia de Interiores, Casas, Fachada, Viga, CorrimãoCasa Liza / PAR Arquitectos - Fotografia de Interiores, Casas, Escada, Fachada, Corrimão, PortaCasa Liza / PAR Arquitectos - Mais Imagens+ 29

Lo Barnechea, Chile
  • Arquitetos: PAR Arquitectos
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  197
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2018
  • Fabricantes Marcas com produtos usados neste projeto de arquitetura
    Fabricantes:  Arauco, Cutek

Mecanoo projeta o arranha-céu mais alto de Haia, na Holanda

O escritório de arquitetura holandês Mecanoo revelou seu projeto para o conjunto de arranha-céus mais alto da cidade de Haia, na Holanda. Apelidado de "The Grace", o projeto consiste em duas torres, uma de 150 metros de altura e outra de 180 metros. O projeto residencial vem como uma resposta à crescente demanda por moradias populares, além de promover um maior senso de comunidade.

Mecanoo projeta o arranha-céu mais alto de Haia, na Holanda - Image 1 of 4Mecanoo projeta o arranha-céu mais alto de Haia, na Holanda - Image 2 of 4Mecanoo projeta o arranha-céu mais alto de Haia, na Holanda - Image 3 of 4Mecanoo projeta o arranha-céu mais alto de Haia, na Holanda - Image 4 of 4Mecanoo projeta o arranha-céu mais alto de Haia, na Holanda - Mais Imagens+ 1

Como escolher o tipo certo de tapete para a sua casa?

Os tapetes não costumam ser itens que passam despercebidos nos ambientes residenciais. Além de esquentar o ambiente e deixá-los mais aconchegantes, quando usados corretamente, os tapetes conectam os móveis e dão unidade à decoração. Veja a seguir algumas dicas de como dimensionar e escolher corretamente esse item em sua casa. 

Como escolher o tipo certo de tapete para a sua casa?  - Image 1 of 4Como escolher o tipo certo de tapete para a sua casa?  - Image 2 of 4Como escolher o tipo certo de tapete para a sua casa?  - Image 3 of 4Como escolher o tipo certo de tapete para a sua casa?  - Image 4 of 4Como escolher o tipo certo de tapete para a sua casa?  - Mais Imagens+ 13

Habitação no Brooklyn: arquitetura residencial no bairro mais populoso de Nova York

Nova York é definida por sua arquitetura e, por sua vez, por diversos modos de vida. Como a "metrópole" do país, também enfrentou alguns dos problemas habitacionais mais desafiadores de qualquer cidade americana. De casas unifamiliares a arranha-céus, a habitação evoluiu em diferentes ritmos e escalas em todos os bairros. Desta forma, cada distrito e condado abriga uma ampla gama de estilos residenciais e soluções habitacionais.

Habitação no Brooklyn: arquitetura residencial no bairro mais populoso de Nova York - Image 1 of 4Habitação no Brooklyn: arquitetura residencial no bairro mais populoso de Nova York - Image 2 of 4Habitação no Brooklyn: arquitetura residencial no bairro mais populoso de Nova York - Image 3 of 4Habitação no Brooklyn: arquitetura residencial no bairro mais populoso de Nova York - Image 4 of 4Habitação no Brooklyn: arquitetura residencial no bairro mais populoso de Nova York - Mais Imagens+ 15

Habitações verticais e densidade urbana na Coreia: a história por trás da casa de cinco pavimentos do stpmj

Seul, semelhante a várias grandes cidades em todo o mundo, é caracterizada pela escassez de terras, superpopulação, preços imobiliários impressionantes e segregação urbana. Essas condições de vida forçaram arquitetos e planejadores urbanos a buscar alternativas, (re)introduzindo novos modelos de convivência, habitação de baixo custo em áreas suburbanas e empreendimentos de uso misto. No entanto, a proximidade ao trabalho, educação, comércio, instalações de saúde e transporte público, bem como infraestrutura otimizada e melhor governança sustentaram a vida dentro dos limites da cidade compacta desejável. Escondida nas ruas movimentadas de Gangseo-gu, a "Casa de Cinco Pavimentos" por stpmj é um projeto que explora a relação entre habitação unifamiliar e contextos urbanos densos, além do valor do investimento e das restrições contextuais.

Habitações verticais e densidade urbana na Coreia: a história por trás da casa de cinco pavimentos do stpmj - Image 34 of 4Habitações verticais e densidade urbana na Coreia: a história por trás da casa de cinco pavimentos do stpmj - Image 52 of 4Habitações verticais e densidade urbana na Coreia: a história por trás da casa de cinco pavimentos do stpmj - Image 45 of 4Habitações verticais e densidade urbana na Coreia: a história por trás da casa de cinco pavimentos do stpmj - Image 47 of 4Habitações verticais e densidade urbana na Coreia: a história por trás da casa de cinco pavimentos do stpmj - Mais Imagens+ 53

UNStudio vence concurso para projetar novo distrito residencial em Iaşi, na Romênia

O escritório UNStudio foi o vencedor do concurso internacional "Un Iași pentru Viitor" para projetar um novo bairro residencial no centro histórico de Iași, na Romênia. Para este concurso, organizado pela Iulius, quatro escritórios foram convidados a participar, Foster + Partners, MVRDV, UNStudio e Zaha Hadid Architects. O principal desafio do concurso foi projetar um edifício bem integrado a um ambiente urbano complexo marcado por monumentos históricos de diferentes épocas, descobertas arqueológicas, espaços públicos e jardins abertos. A proposta vencedora, intitulada “Tempos de Fazer Pontes, Comunidades Pontes” (tradução livre), visa oferecer uma resposta coerente às particularidades do local.

UNStudio vence concurso para projetar novo distrito residencial em Iaşi, na Romênia - Image 1 of 4UNStudio vence concurso para projetar novo distrito residencial em Iaşi, na Romênia - Image 2 of 4UNStudio vence concurso para projetar novo distrito residencial em Iaşi, na Romênia - Image 3 of 4UNStudio vence concurso para projetar novo distrito residencial em Iaşi, na Romênia - Image 4 of 4UNStudio vence concurso para projetar novo distrito residencial em Iaşi, na Romênia - Mais Imagens

Resquícios do passado: o quartinho de empregada nas residências contemporâneas

Resquícios do passado: o quartinho de empregada nas residências contemporâneas - Imagem de Destaque
© José Afonso Junior, via projeto "Suitemaster e Quarto de Empregada"

O cômodo feito para os trabalhadores "descansarem", como é dito no discurso atual em que se tenta camuflar a origem e o significado do conhecido “quarto de serviço”, "quartinho de empregada’’ ou "quartinho da bagunça’’ que normalmente é encontrado próximo a áreas de trabalho da morada contemporânea, tem um significado histórico, cultural, social e econômico dentro do contexto atual que pouco é questionado.

Inteligência artificial na arquitetura: o que a tecnologia já nos permite automatizar em casa?

Não são poucas as histórias de ficção que nos fazem sonhar com a automatização em nossas vidas. Robôs e geringonças cheias de luzes e botões prometem facilitar e transformar nossas rotinas, além de influenciarem a estética com uma linguagem futurista. Na realidade, além de replicar essa estética na arquitetura, hoje em dia nos deparamos com tecnologias de inteligência artificial que avançaram o suficiente para serem incorporadas aos projetos de arquitetura mais simples, como as residências unifamiliares.

Inteligência artificial na arquitetura: o que a tecnologia já nos permite automatizar em casa? - Image 1 of 4Inteligência artificial na arquitetura: o que a tecnologia já nos permite automatizar em casa? - Image 2 of 4Inteligência artificial na arquitetura: o que a tecnologia já nos permite automatizar em casa? - Image 3 of 4Inteligência artificial na arquitetura: o que a tecnologia já nos permite automatizar em casa? - Image 4 of 4Inteligência artificial na arquitetura: o que a tecnologia já nos permite automatizar em casa? - Mais Imagens

A estetização da desigualdade: paisagens contrastantes na periferia da Cidade do México

A região que conhecemos hoje como a Zona Metropolitana do Vale do México (ZMVM) tem tido uma ocupação contínua e dinâmica há mais de 4.000 anos. Evidências arqueológicas e antropológicas revelam a presença de sociedades humanas complexas nas margens da bacia, começando com Tlatilco e Cuicuilco no período pré-clássico mesoamericano, passando por Teotihuacan no período clássico, e culminando com os diferentes centros urbanos da afiliação Nahua no período pós-clássico, com destaque as cidades do México de Tenochtitlan-Tlatelolco, assim como Texcoco, Azacapotzalco, Iztapalapa e Chalco, entre muitas outras.

MVRDV transformará o edifício Centraal Beheer de Herman Hertzberger em conjunto residencial

Projetado para uma seguradora, o edifício Centraal Beheer de Herman Hertzberger em Apeldoorn, Holanda, é amplamente reconhecido como um dos pontos altos do movimento estruturalista. MVRDV, em consulta com o escritório de Herman Hertzberger AHH, está transformando o célebre edifício, tornando-o peça central de um novo bairro residencial sustentável, preservando sua estrutura e princípios fundamentais. O projeto faz parte de uma intervenção maior em um terreno de três hectares próximo à estação de trem da cidade. A proposta do MVRDV apresenta aproximadamente 650-800 apartamentos, mantendo o foco na preservação, ecologização e inovação.

MVRDV transformará o edifício Centraal Beheer de Herman Hertzberger em conjunto residencial - Image 1 of 4MVRDV transformará o edifício Centraal Beheer de Herman Hertzberger em conjunto residencial - Image 2 of 4MVRDV transformará o edifício Centraal Beheer de Herman Hertzberger em conjunto residencial - Image 3 of 4MVRDV transformará o edifício Centraal Beheer de Herman Hertzberger em conjunto residencial - Image 4 of 4MVRDV transformará o edifício Centraal Beheer de Herman Hertzberger em conjunto residencial - Mais Imagens+ 1

Frank Gehry divulga imagens da sua primeira torre residencial no Canadá

Great Gulf Group, Dream e Westdale Properties revelaram renderizações da mais recente arquitetura de Frank Gehry em Toronto, Canadá. Projetado para deixar uma marca no horizonte da cidade, Forma, a primeira torre residencial do arquiteto no Canadá, e seu edifício mais alto, tem 73 andares e apresenta um lobby cuidadosamente projetado por Gehry, juntamente com uma impressionante instalação de arte personalizada que reflete sua abordagem visionária, bem como interiores do estúdio de design internacional Paolo Ferrari.

Frank Gehry divulga imagens da sua primeira torre residencial no Canadá - Image 1 of 4Frank Gehry divulga imagens da sua primeira torre residencial no Canadá - Image 2 of 4Frank Gehry divulga imagens da sua primeira torre residencial no Canadá - Image 3 of 4Frank Gehry divulga imagens da sua primeira torre residencial no Canadá - Image 4 of 4Frank Gehry divulga imagens da sua primeira torre residencial no Canadá - Mais Imagens+ 3

Álvaro Siza conclui seu primeiro arranha-céu em Nova Iorque, o 611 West 56th Street

Álvaro Siza conclui seu primeiro arranha-céu em Nova Iorque, o 611 West 56th Street - Imagem de Destaque
© João Morgado

A densa paisagem de Manhattan acaba de receber mais um arranha-céu, desta vez projetado por um Pritzker português. Com 137 metros de altura e 35 pavimentos, o 611 West 56th Street, primeiro edifício de Álvaro Siza em Nova Iorque, foi externamente concluído. O condomínio de luxo, que é também a primeira obra de Siza nos Estados Unidos, conta, ainda, com diversos equipamentos para seus residentes, como uma piscina, um spa, uma academia, um playground para crianças e espaços para eventos.

Álvaro Siza conclui seu primeiro arranha-céu em Nova Iorque, o 611 West 56th Street - Image 1 of 4Álvaro Siza conclui seu primeiro arranha-céu em Nova Iorque, o 611 West 56th Street - Image 2 of 4Álvaro Siza conclui seu primeiro arranha-céu em Nova Iorque, o 611 West 56th Street - Image 3 of 4Álvaro Siza conclui seu primeiro arranha-céu em Nova Iorque, o 611 West 56th Street - Image 4 of 4Álvaro Siza conclui seu primeiro arranha-céu em Nova Iorque, o 611 West 56th Street - Mais Imagens+ 20