1. ArchDaily
  2. Arte

Arte: O mais recente de arquitetura e notícia

1:1 | Reprodução Assistida

A Galeria Jaqueline Martins apresenta a primeira edição do projeto 1:1, com um trabalho inédito de João Loureiro.

O artista correlaciona o espaço de exposição da galeria com um açougue da região, bairro da Vila Buarque, centro de São Paulo. Mas mais do que ocupar ambos os espaço com um conjunto de obras, João Loureiro concebe uma série de ações encadeadas que são ciclicamente repetidas ao longo do período da exposição, fazendo com que o trabalho se constitua cumulativamente dia-após-dia.

No açougue do supermercado Futurama, uma vitrine congeladora contém várias esculturas de carne moída, reproduções em escala reduzida da obra “Figura Reclinada

Lançamento do livro 99 ideias para um cinema de rua

Micrópolis e Fundação Municipal de Cultura apresentam:

99 ideias para um cinema de rua

Lançamento de livro + conversa aberta com Micrópolis e os curadores da exposição Habitáculo: Fabíola Moulin e Marconi Drummond.

99 Ideias para um Cinema de Rua são noventa e nove respostas especulativas para a mesma pergunta: quais formas de ocupação poderia abrigar um grande edifício no coração da cidade, concebido como um cinema de rua em uma época em que a projeção de filmes ainda era um acontecimento capaz de reunir multidões em plena zona central?

Coletadas com o público que passa pela Praça Sete, as ideias são

Artista reinterpreta obras de arquitetura através de pinturas

O trabalho de Patricia Golombek é um estudo de arquitetura desenvolvido em diferentes pontos de vista. Analisando elementos estruturais e soluções arquitetônicas realizadas por diferentes arquitetos de diferentes partes do mundo.

A artista, que é arquiteta por formação, busca destacar, através de seu trabalho, a linguagem na qual o arquiteto se comunica e o processo de criação de suas obras.

Guia de expografia: o que levar em conta ao montar uma exposição

Você já se questionou como é pensado o projeto de uma exposição? Ou como ele articula-se na montagem do conteúdo exposto?

Historicamente, o que hoje conhecemos como Museu iniciou-se como um lugar para a reunião de peças e objetos organizados por tipologia, como nos é revelado ao observamos imagens dos chamados gabinetes de curiosidades ou quarto das maravilhas, onde se organizava uma multiplicidade de objetos e espécies raras (animal, vegetal e mineral) trazidas das grandes explorações ocorridas no século XVI e XVII.

Séculos mais tarde, tais coleções começaram a ganhar força e antigos palácios transformaram suas circulações em extensas e contínuas galerias, onde apenas seus hóspedes e moradores tinham acesso. Posteriormente, no século XIX, o surgimento de pavilhões dedicados essencialmente à exposição de artefatos trouxe proximidade à ideia mais próxima do que hoje são os museus. Costumamos publicar diversos projetos de museus. Mas além da arquitetura destes, você já observou como a expografia atua de modo importante? Listamos a seguir alguns dos conceitos-chave dos projetos expográficos.

Como a arte pode se apropriar da arquitetura para extrapolar o espaço da galeria

No mais recente vídeo da série Time-Space-Existence, o PLANE — SITE apresenta o aclamado artista conceitual Lawrence Weiner e suas ideias sobre a relação entre pessoas e objetos, linguagem como gesto, e como tornar a arte acessível ao público. Lawrence Weiner é conhecido por sua arte tipográfica aplicada a elementos do ambiente construído e descreve como a própria arquitetura pode se tornar um espaço alternativo para a arte contemporânea.

Rose F. Kennedy Greenway Mural, Boston 2015. Imagem © Geoff HargadonRocca Albornoziana, Spoleto, Itália1996. Imagem © Aurelio AmendolaGaleria Alfonso Artiaco, Nápoles, 2016. Imagem © Luciano RomanoMilwaukee Art Museum, 2017. Imagem © John Magnoski+ 8

Novo aeroporto da Cidade do México poderá servir como local de preservação de murais modernistas

Este artigo foi originalmente publicado na Metropolis Magazine como "How a Small Mexico City Exhibition Fueled a Debate About Preservation and Power."

É um dia cinza no bairro de Narvarte na Cidade do México e as rajadas de vento anunciam a chuva iminente. A presença do Centro SCOP, um gigantesco complexo modernista abandonado, faz com que este cenário pareça ainda mais sombrio. O edifício é uma obra prima - inclusive intimidante - do modernismo mexicano: um enorme conjunto de edifícios em concreto aparente projetado pelo arquiteto Carlos Lazo, os quais cobrem uma área de mais de um hectare com suas dezenas de murais coloridos e vibrantes.

Em seu auge, o edifício chegou a abrigar mais de 3.000 trabalhadores da Secretaria de Comunicações e Transportes (SCT). Hoje, salvo o solitário segurança na guarita, o conjunto encontra-se completamente vazio.

Como parte da exposição, FR-EE propõe a relocação dos murais do Centro SCOP para o aeroporto projetado em parceria com a Foster + Partners. Imagem Cortesia de FR-EE Fernando Romero Enterprises/ Archivo Diseño y ArquitecturaImagem do Centro SCOP. Imagem Cortesia da Secretaría de Comunicaciones y Transportes (SCT)/ Archivo Diseño y ArquitecturaUma imagem do Cento SCOP, logo após sua abertura em meados dos anos 1950. Imagem Cortesia de personal archive of Carlos Lazo Barreiro / Archivo General de la Nación/ Archivo Diseño y Arquitectura"Canto a La Patria (Parte 1)" (esquerda) e "Independencia y Progreso" (direita). Imagem Cortesia de Pablo López Luz/ Archivo Diseño y Arquitectura+ 26

Guto Requena projeta instalação interativa para o Sesc da Avenida Paulista

Inaugurado no dia 29 de abril, o Sesc Avenida Paulista contou em sua abertura com uma instalação projetada pelo arquiteto e designer Guto Requena.

O projeto foi intitulado Empatias Mapeadas e consiste em uma escultura paramétrica interativa, com luzes que pulsam e caixas de som que mixam e emitem os sons dos batimentos cardíacos dos participantes que tocam a obra.

Clássicos da Arquitetura: Arts United Center / Louis Kahn

© Jeffery Johnson
© Jeffery Johnson

Em 1961, o arquiteto Louis I. Kahn foi contratado pela Fine Arts Foundation para projetar e desenvolver um grande complexo de artes no centro de Fort Wayne, Indiana. O ambicioso Centro de Belas Artes, agora conhecido como Arts United Center, atenderia a comunidade de 180.000 pessoas oferecendo espaço para uma orquestra, teatro, escola, galeria e muito mais. Como um Lincoln Center em miniatura, os desenvolvedores esperavam atualizar e melhorar a cidade através de uma nova arquitetura cívica. No entanto, devido a restrições orçamentárias, apenas uma fração do projeto total foi concluída. Esse é um dos projetos menos conhecidos de Kahn, que durou mais de uma década, e seu único edifício no Centro-Oeste dos Estados Unidos.

A rota da arte: uma alternativa para integrar áreas vulneráveis da Colômbia

"Outras noites como tantas das cores da cidade, transformando uma esquina em obra se arte sem cessar, mas é tudo um artista que compartilha sua visão", canta Skool 77 em Color en la ciudad, e claro, a rota do grafite se transformou em um dos atrativos turísticos para solucionar diversas problemáticas em áreas vulneráveis de diversas cidades e municípios na Colômbia.

Trata-se de uma iniciativa que, além de disfrutar a contemplação de belos murais e projetos inovadores de renovação urbana, busca também despertar o espírito de empreendimento em crianças, jovens e adultos que participam na elaboração do Arte Callejero, e que através da cor, hoje devolvem esperança à população, deixando para trás as diferenças e ensinando a todos que somos iguais.

Ilustrações de Tishk Barzanji criam universos complexos inspirados no surrealismo e na arquitetura moderna

É raro encontrar artistas que, em seus trabalhos, condensem de modo tão instigante referências diversas como a Muralha Vermelha de Ricardo Boffil, as complexas ilustrações de Giovanni Battista Piranesi e ícones da cultura pop. Tishk Barzanji, artista de Londres, é um desses que consegue.

Através de suas ilustrações digitais, explora elementos da arquitetura moderna a partir de um olhar filtrado por referências que se aproximam de um universo onírico e surreal, criando composições que exprimem uma atmosfera austera e, de algum modo, inquietante.

Por que arquitetos são tão obcecados pela obra de Mondrian?

Na década de 1920, o artista holandês Piet Mondrian começou a pintar seus icônicos quadros com grids pretos e cores primárias. Extrapolando os limites das referências recorrentes no mundo da arte, propôs uma linguagem simples composta de linhas e retângulos coloridos que tornou-se conhecida como Neo Plasticismo, o qual explorava a dinâmica do movimento através da cor e das formas. Este conjunto de telas pintadas em vermelho, amarelo e azul, configuram um dos principais elementos do movimento De Stijl do início do Século XX. Quase um século depois, as abstrações de Mondrian seguem inspirando arquitetos ao redor do mundo.

O que há por trás desta simplicidade que seque cativando artistas, designers e arquitetos depois de tanto tempo?

"Anti-Pavilhão": instalação site-specific é palco da Melbourne Design Week

Os escritórios Other Architects e Retallack Thompson projetaram uma instalação site-specific no jardim de esculturas da National Gallery of Victoria em Melbourne, Austrália, para a primeira NGV Triennial - uma exposição internacional de arte e design contemporâneos. A proposta para a instalação? Um "anti-pavilhão".

MAD divulga novas imagens do museu de George Lucas em Los Angeles

O Lucas Museum of Narrative Art, projetado pelo MAD Architects, teve suas obras iniciadas em Los Angeles, Califórnia. Fundado pelo criador de "Star Wars", George Lucas, e situado na porta de entrada para o Parque da Exposição da cidade, o projeto foi concebido como uma "nave espacial futurista" em meio a uma paisagem natural.

O interior do edifício foi projetado como uma caverna expansiva e aberta, inundada de luz natural pelas claraboias. Pelo menos US $ 400 milhões em peças serão alojados no museu, incluindo mais de 10.000 pinturas, ilustrações e objetos de filmes. O primeiro pavimento e a cobertura serão designados como áreas públicas para os visitantes se exercitarem, relaxarem e "experimentarem diretamente a natureza no meio ambiente urbano".

Cortesia de MADCortesia de Studio-MLACortesia de MADCortesia de MAD+ 5

SIGraDi 2018 - Tecnopolíticas

A Sociedade Iberoamericana de Gráfica Digital (SIGraDi) é uma associação sem fins lucrativos que agrupa arquitetos, urbanistas, designers e artistas vinculados aos meios digitais. Seus objetivos principais são contribuir para o debate acadêmico sobre os meios digitais e suas aplicações, promover a produção e o avanço do conhecimento científico em geral, e impulsionar a investigação e a educação neste contexto de grande transformação tecnológica.

O 22o Congresso da SIGraDi assume como tema as “Tecnopolíticas“. Entende-se que toda tecnologia é engendrada dentro de tecidos culturais, econômicos e sociais, assim como possui aspectos políticos em sua conformação e em seu uso. No

Ilustrações de Alina Sonea transformam densidade urbana em arte

The Layered City. Cortesia de Alina Sonea
The Layered City. Cortesia de Alina Sonea

Formada em arquitetura e desenho urbano, Alina Sonea ilustra a natureza complexa e por vezes paradoxal das cidades que habitamos. A artista vem desde 2013 desenvolvendo uma série de detalhadas e delicadas ilustrações que mostram cenários fantásticos de densas metrópoles.

Density. Cortesia de Alina SoneaArchiTEXTURES - The Renaissance. Cortesia de Alina SoneaFeldkirch. Cortesia de Alina SoneaIllusions. Cortesia de Alina Sonea+ 9

Descubra a arquitetura animal de Ernesto Neto

Esculturas de grande formato configuram espaços onde o espectador pode submergir em um extenso mundo sensorial. Trata-se de uma obra que apela aos cinco sentidos e convida o público a explorar seu corpo e sua mente através de um percurso em que o tato, a cor, o cheiro e as diversas formas de habitar constituem a essência da expressão artística. O ponto onde a arte encontra a arquitetura constitui uma plataforma de interação entre os visitantes e a sensibilidade corpórea com o entorno. 

Ernesto Neto é um artista brasileiro nascido na década de 1960 no Rio de Janeiro. Desde muito jovem se interessou pela escultura e, ainda que diga ter passado por momentos de incerteza de seu futuro como artista, sempre se dedicou a fazer o que mais gosta, explorar os sentidos e as diversas experiências que o mundo natural pode dar ao homem por meio da matéria.

© <a href='https://www.flickr.com/photos/angsschool/6111072015'>angs school [Flickr]</a>, bajo licencia <a href='https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/2.0/'>CC BY-NC-ND 2.0</a>© <a href='https://www.flickr.com/photos/angsschool/6111636924/'>angs school [Flickr]</a>, bajo licencia <a href='https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/2.0/'>CC BY-NC-ND 2.0</a>© <a href='https://www.flickr.com/photos/angsschool/6111636542/'>angs school [Flickr]</a>, bajo licencia <a href='https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/2.0/'>CC BY-NC-ND 2.0</a>© <a href='https://www.flickr.com/photos/angsschool/6111093217'>angs school [Flickr]</a>, bajo licencia <a href='https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/2.0/'>CC BY-NC-ND 2.0</a>+ 20

Festival Burning Man seleciona projeto para o templo de 2018

O projeto do templo do festival Burning Man 2018 foi divulgado: Galaxia, do arquiteto Arthur Mamou-Mani.

Projetado com um software de desenho paramétrico, o pavilhão é composto por 20 treliças de madeira que rotacionam em espiral em direção a um ponto central elevado. Afixadas diretamente sobre o solo, as treliças vencem vãos grandes o bastante para criar uma série de caminhos em espiral que conduzem ao centro da estrutura, onde haverá uma enorme mandala feita através de impressão 3D. Os espaços entre as treliças serão grandes o bastante para servirem como nichos. 

via Burning Man Journalvia Burning Man Journalvia Burning Man Journalvia Burning Man Journal+ 5

Viaje o mundo com a série de ilustrações IKONICITY de Federico Babina

O artista italiano Federico Babina compartilhou conosco uma nova série de 21 ilustrações, que dessa vez nos levam em uma jornada ao redor do mundo. Ouça os sinos do Big Ben, sirenes de Nova Iorque, gaivotas de Amsterdã e os batuques de Havana enquanto se inspira para sua próxima viagem. Você terá que assistir as animações diversas vezes para notar todos os detalhes que Babina reuniu de cada uma das cidades.