1. ArchDaily
  2. álvaro Siza

álvaro Siza: O mais recente de arquitetura e notícia

Abertas as inscrições para o curso em SP . Arquitetura Contemporânea Internacional - Gabriel Kogan

Curso em quatro aulas conduzidas por Gabriel Kogan sobre arquitetura contemporânea internacional com foco na obra de Rem Koolhaas, SANAA, Toyo Ito, Souto de Moura, Álvaro Siza e Peter Zumthor.

Álvaro Siza projetará requalificação do Miradouro do Zebro em Portugal

Portugal terá mais uma obra de autoria de Álvaro Siza. O mais ilustre arquiteto português foi convidado pelas autoridades de Oleiros a projetar a requalificação do Miradouro do Zebro, importante ponto turístico da cidade que se localiza na região central do país.

Orçado em dois milhões de euros, o projeto de requalificação contará também com a construção de uma ponte suspensa que conectará Oleiros, Pampilhosa da Serra e Fundão.

Portugal colocará em circulação moeda em homenagem a Eduardo Souto de Moura

Uma moeda comemorativa em homenagem ao arquiteto Eduardo Souto de Moura será colocada em circulação esta semana em Portugal. Parte da série "Arquitetura Portuguesa" de moedas temáticas emitidas pelo Banco de Portugal, a moeda, que vale 7,50 Euros, estará disponível ao público a partir desta quarta-feira, 12 de dezembro, em tesourarias do Banco de Portugal e instituições de crédito.

Aluguel para turistas em bairro projetado por Álvaro Siza gera divisão entre moradores

Obras projetadas por arquitetos reconhecidos sempre atraíram a atenção das pessoas, sobretudo turistas, que de passagem por novas cidades buscam ver, mesmo que rapidamente, o máximo possível do melhor que aqueles lugares têm a oferecer. O fenômeno não é recente, mas com serviços como o Airbnb, que permitem uma breve estadia em residências alugadas, toma outra dimensão.

É o que se vê atualmente no Bairro da Bouça, no Porto, projetado por Álvaro Siza Vieira. Concebido nos anos 1970 como projeto social com a promoção do Serviço Ambulatório de Apoio Local (SAAL), o conjunto habitacional projetado como residência fixa de trabalhadores sempre atraiu turistas entusiastas da arquitetura e da obra de Siza, mas nos últimos anos vêm atraindo residentes temporários nas unidades disponibilizadas para aluguel.

A natureza como coautora em projetos de arquitetura

Lidar com o contexto onde está inserido um projeto é parte essencial do exercício da arquitetura, seja negando ou incorporando os elementos preexistentes e as condicionantes do entorno nas propostas. Apesar dessa constante, entender o que há em volta como atuante direto nas decisões de desenho e organização do espaço vai além de simplesmente considerar boas vistas, ventilação natural ou orientação, trata-se de enxergar essas condições como agentes ativas nos projetos, isto é, como coautoras.

Os casos em que essa prática se faz mais notável são provavelmente aqueles que pensam os elementos da natureza nesse papel atuante, e essa é a postura adotada por alguns escritórios como verdadeiro partido inicial para o desenho dos espaços.

10 Projetos de arquitetos internacionais em solo brasileiro

Durante a segunda metade do século XX, o Brasil recebeu uma série de arquitetos vindos de diversas partes do mundo, mas sobretudo da Europa, e que deixaram um legado de projetos brutalistas seguindo alguns dos cânones de mestres como Le Corbusier. Nomes como Lina Bo Bardi, Hans Broos e Franz Heep tiveram inegável influência na arquitetura brasileira.

Nos últimos anos o país voltou a receber uma diversidade de edifícios projetados por arquitetos estrangeiros e que transformaram-se em ícones arquitetônicos, indo além da simples função de abrigar determinado programa, mas em alguns dos casos, contribuindo para o ciclo turístico. Compilamos, a seguir, 10 edifícios projetados por arquitetos de renome internacional e implantados em solo nacional, confira!

O que acontece com os Pavilhões da Serpentine Gallery quando são desmontados?

Se o sinal mais seguro do início do verão em Londres é a aparição de um novo pavilhão em frente à Serpentine Gallery, talvez seja justo dizer que o verão termina quando o pavilhão é desmontado. As instalações ganharam destaque desde sua edição inaugural em 2000, atuando como uma espécie de honra exclusiva e indicação de talento para os escolhidos para construir ali. Arquitetos anteriores incluem Zaha Hadid, Rem Koolhaas e Olafur Eliasson.

Serpentine Pavilion 2015 / Selgas Cano. Image © Iwan BaanSerpentine Pavilion 2014 / Smiljan Radic. Image © Iwan BaanSerpentine Pavilion 2006 / Rem Koolhaas. Image © John OffenbachSerpentine Pavilion 2007 / Olafur Eliasson, Kjetil Thorsen, Cecil Balmond. Image © Luke Hayes+ 20

Museu Internacional do Design da China de Siza e Castanheira, pelas lentes de Fernando Guerra

Álvaro Siza e Carlos Castanheira concluíram mais um projeto juntos na China. Localizado na cidade de Hangzhou, o Museu Internacional de Design da China foi comissionado pela Academia de Artes Chinesa para abrigar o extenso acervo da instituição, que recentemente foi ampliado com algumas obras originais da escola da Bauhaus.

O edifício é composto por dois grandes prismas dispostos em ângulo obtuso, unidos por um volume menor que define um pátio triangular no centro do conjunto. O revestimento em arenito vermelho, com discretas inserções de mármore branco, o distancia, de algum modo, dos mais emblemáticos projetos de Siza em Portugal; sua geometria angular, entretanto, estabelece uma tensão entre superfícies iluminadas e sombreadas que é recorrente em seu trabalho.

Capela do Monte de Álvaro Siza, pelas lentes de João Morgado

O fotógrafo de arquitetura português João Morgado compartilhou conosco uma série de imagens do mais recente projeto de Álvaro Siza, a Capela do Monte, localizada em Barão de São João, na região do Algarve. Parte do projeto Monte da Charneca Center, a capela fora encomendada à Siza em 2016 por um casal suíço-americano que reside no local.

Inaugurada em março deste ano, a estrutura de 10,34 x 6,34 metros e coloração arenosa está implantada no ponto mais alto de uma colina e pode ser acessada apenas à pé. Sua geometria monolítica sugere, de fora, a serenidade do espaço interno, de revestimentos brancos e mobiliário de madeira desenhado por Siza e produzido pela equipe de carpinteiros da Serafim Pereira Simões Sucessores, do Porto.

Alvaro Siza: "O projetista de sonhos"

Direto do Blog da Fundación Arquia, o arquiteto Raúl García García, nos convida a conhecer um pouco mais sobre o processo criativo de Álvaro Siza através de seus esboços mais elementares, um dos arquitetos mais importantes de meados do século XX e início do século XXI.

Os homens vitruvianos: diálogos entre Álvaro Siza e o escultor Andreu Alfaro

Enquanto contemplávamos o vestíbulo da Biblioteca Laurenziana, recordo-me distintamente de parafrasear Giorgio Vasari: Agradeço a Deus por ter nascido no tempo em que Álvaro Siza está vivo e por ser digno de tê-lo como um mestre em condições tão amistosas. Uma versão muito mais eloquente foi dedicada ao "divino" Miguel Ângelo Buonarroti na original Vida dos mais Excelentes Pintores, Escultores e Arquitectos (1568), no entanto soava igualmente verdadeira na presença do "místico" Siza – epíteto proferido por Eduardo Souto de Moura. Naquele momento, em Florença, o arquitecto da escultura e o escultor da arquitectura encontravam-se metafisicamente face a face sob a forma de uma escada, cuja silhueta viveria para além do tempo, transformada pelo Barroco e reinterpretada por muitos autores – de Charles Garnier até Alvar Aalto – mas talvez por nenhum com mais entusiasmo do que o próprio Álvaro Siza.

Exposição "AlfaroSiza" em Valência

O centro Valenciano, Espai Alfaro, inaugurou a exposição "AlfaroSiza", apresentando um dueto entre o arquitecto Álvaro Siza e o escultor Andreu Alfaro, co-comissariado por Fran Silvestre e António Choupina.

Capela de Santo Ovídio, de Álvaro Siza, pelas lentes de Fernando Guerra

Um volume puro, alvo, levemente iluminado, em meio a um jardim. Trata-se de uma capela privada na Quinta de Santo Ovídio, em Lousada, construída entre os anos de 1989 e 2001, projetada por Álvaro Siza Vieira. A proposta parte de um percurso, em que se avista o volume branco prismático desde longe, passa-se por baixo do volume em balanço e chega-se, através de alguns degraus, à praça de entrada, em que todos os planos são construídos em pedra. Siza diferencia a fachada principal, em pedra, das outras três, em concreto pintado em branco, conferindo-lhe importância e uma poética construção de planos.

O belo e o feio na arquitetura: uma conversa entre Álvaro Siza e Souto de Moura

Parceiros de trabalho e amigos há mais de quatro décadas, Álvaro Siza e Eduardo Souto de Moura somam dois Pritzkers e uma série de outros prêmios que atraem a admiração e o respeito de qualquer profissional da arquitetura. Em conversa mediada por Isabel Lucas e publicada no jornal português Público.pt, a dupla discute os primeiros momentos dessa longa parceria que, com o passar do tempo, se transmutou em cumplicidade que permite um desenhar sobre o croqui do outro num processo que os próprios chamam de "osmose".

Nova Igreja de Saint-Jacques de la Lande de Álvaro Siza, pelas lentes de Ana Amado

© Ana Amado
© Ana Amado

A fotógrafa de Arquitetura Ana Amado compartilhou conosco uma série de fotografias da recém-inaugurada Igreja de Saint-Jacques de la Lande, projetada pelo arquiteto português Álvaro Siza em Rennes. Esta é a primeira igreja construída na região da Bretanha no século XXI.

Como muitas outras obras de Siza, a igreja foi construída em concreto branco e seu desenho dá especial atenção à iluminação natural, que banha, por cima, o altar, o sacrário, o púlpito e a pia baptismal. Externamente, diferentes volumes - blocos, cilindros e incisões - compõem a geometria geral do edifício, distinguindo-o dos blocos residenciais adjacentes, ao passo que o reduzido número de aberturas ajuda a estabelecer uma presença sólida e permanente em meio ao ambiente natural.

Veja a série de fotografias de Ana Amado, a seguir:

© Ana Amado© Ana Amado© Ana Amado© Ana Amado+ 53

Arquivo pessoal de Álvaro Siza é disponibilizado gratuitamente online

O arquivo pessoal de Álvaro Siza, que compreende obras construídas e não construídas, será disponibilizado online com acesso gratuito, graças à colaboração entre três instituições - a Fundação Serralves, do Porto, a Fundação Calouste Gulbenkian, de Lisboa, e o Centro Canadense de Arquitetura, de Montreal. 

Siza doou seu arquivo às três instituições em 2014 e após três anos de esforços para documentar e armazenar os documentos, a primeira série de arquivos está pronta para acesso público.

Exposição "Neighbourhood, Where Alvaro meets Aldo" é remontada em Lisboa

Como resposta ao desafio lançado pelo curador geral da 15.ª Bienal de Arquitetura de Veneza, Alejandro Aravena – Reporting from the Front –, Portugal apresentou, em 2016, um pavilhão site-specific construído numa frente urbana em plena regeneração física e social, dentro da cidade de Veneza, e mais especificamente da ilha de Giudecca. Na verdade, a ideia de instalar o pavilhão português in situ despoletou a conclusão do projeto de regeneração do Campo di Marte, proposto pelo arquiteto Álvaro Siza, há mais de 30 anos. Após a “ocupação” deste local em construção, a exposição deu lugar a um novo habitat arquitetônico destinado aos residentes da Giudecca.

© atelierXYZ© atelierXYZ© atelierXYZ© atelierXYZ+ 19

Quinta da Malagueira, de Álvaro Siza, pelas lentes de Fernando Guerra

Em continuação à série de publicações com ensaios de obras icônicas registradas por Fernando Guerra, hoje apresentamos fotografias da Quinta da Malagueira, obra do arquiteto português Álvaro Siza Vieira.