Arquiteturas para após a morte: criptas, túmulos e mausoléus

Arquiteturas para após a morte: criptas, túmulos e mausoléus

A mortalidade define a arquitetura e a experiência humana. Ao longo do tempo, as estruturas funerárias foram projetadas por diversas sociedades e civilizações, para fundamentar suas crenças pessoais e compartilhadas. A ideia da vida após a morte molda como esses edifícios foram construídos, de monumentos simbólicos a vastas tumbas e criptas. Descubra uma nova série de exemplares da arquitetura moderna, projetados para a lembrança e reflexão.

© Paul Crosby Photography© David Frutos Ruiz© Gianluca Gelmini© Jonathan Hadiprawira+ 15

© Jonathan Hadiprawira
© Jonathan Hadiprawira

Além de exemplos icônicos como o Cemitério de Igualada, na Espanha, a arquitetura funerária contemporânea é feita com uma programação diversificada. Desde espaços comuns para reuniões, até áreas reservadas, onde os indivíduos prestam seu respeito aos falecidos, esses projetos também são cada vez mais desenvolvidos para integrar-se à paisagem circundante. Construídos na última década, os projetos a seguir ilustram como arquitetos e paisagistas estão criando novos espaços funerários, para celebrar a vida e proporcionar consolo aos familiares.

Panteão para um Engenheiro / Martinez Vidal

© David Frutos Ruiz
© David Frutos Ruiz

O concreto neste projeto não é mais que um revestimento e delega sua função tradicional portante na alma do ferro, o verdadeiro esqueleto estrutural. O material gravita e aquele sem peso se apoia. O físico, o tectônico, representado pelo concreto armado, parece sustentar entre duas fissuras horizontais de vidro que conectam interior e exterior. A dobra da chapa laqueada marca a entrada e indica o caminho até o altar. 

Mausoléo Chia Ching / Álvaro Siza + Carlos Castanheira

© Fernando Guerra | FG+SG
© Fernando Guerra | FG+SG

O espaço é formado por uma cobertura que fica apoiada em colunas, nas quais uma cúpula baixa afirma hierarquia e tradição. A solidez do concreto aparente e a pedra criam espaço e função, e se abrem para a paisagem e para o infinito.

Túmulo familiar nas montanhas de Açores / Pedro Dias

© Pedro Dias
© Pedro Dias

O conceito por trás desse projeto foi a criação de um objeto arquitetônico simples, contido e minimalista. Além de abrigar o programa básico apresentado pelo cliente, capacidade para 8 caixões, o volume se tornaria também um "tributo à memória individual", sendo parte integrante do cemitério, e desta forma interagindo diretamente com a paisagem montanhosa do entorno.

Mausoléu do Martírio das Aldeias Polonesas / Nizio Design International

© Nizio Design International
© Nizio Design International

O canteiro de obras do Mausoléu do Martírio das Aldeias Polonesas de Michniów passou pela quinta etapa sucessiva de obras. O projeto do Mausoléu prevê uma forma arquitetônica escultural monolítica, de forma a abrigar uma exposição multimídia que, através de seu volume busca transmitir a dramaturgia dos eventos históricos, simbolizados pela própria vila de Michniów.

Cripta Botta / Gianluca Gelmini

© Gianluca Gelmini
© Gianluca Gelmini

O projeto de renovação da cripta é parte de um projeto maior para a igreja de Sacro Cuore e S. Egidio Abate in Sotto il Monte, na cidade de Bergamo. O projeto incluiu a reforma da nave da igreja (piso e presbitério) e as partes externas, como paredes, cobertura e o novo campanário. A igreja foi erguida em 1930, mas o projeto original nunca foi completado.

Mausoléu Lakewood Cemetery Garden / HGA Architects and Engineers

© Paul Crosby Photography
© Paul Crosby Photography

A proposta do novo Mausoléu do Lakewood Cemetery, surgiu com o intuito de expandir as opções de criptas acima do solo, bem como, os crematórios, além de configurar espaços para os rituais e práticas comemorativas contemporâneas. O projeto, um novo "Jardim Mausoléu" conta com criptas para mais de dez mil pessoas, uma capela e um espaço de recepção, que se faz necessário para encontros de pós-atendimento.

Átrio do Mausoléu Holy Angels / Harmer Architecture

© Trevor Mein
© Trevor Mein

O Átrio do Mausoléu Holy Angels está localizado em um dos principais cemitérios urbanos de Melbourne, o Fawkner Memorial Park na Sydney Road Fawkner, que é gerenciado pelo Fundo dos cemitérios Greater Metropolitan. O fundo contratou o escritório Harmer Architecture para projetar o mausoléu como uma quarta etapa do complexo do mausoléu de Holy Angels.

Panteão Nube/ Clavel Arquitectos

© David Frutos Ruiz
© David Frutos Ruiz

Uma tumba deve ser impossível de abrir, mesmo que você queira, não existem maçanetas ou travas. Desta forma, as portas do panteão foram inseridas em seu fechamento, mesclando-se com o volume e tornando secretas as entradas. De fato, a fachada só pode ser aberta de uma maneira específica, uma combinação que apenas o proprietário conhece. No interior, há um espaço arejado, iluminado pelos fachos de luz solar.

Sobre este autor
Cita: Baldwin, Eric. "Arquiteturas para após a morte: criptas, túmulos e mausoléus" [Architecture of the Afterlife: Crypts, Tombs and Mausoleums] 10 Ago 2020. ArchDaily Brasil. (Trad. Bisineli, Rafaella) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/945223/arquiteturas-para-apos-a-morte-criptas-tumulos-e-mausoleus> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.