Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos

Naho Kubota

NAVEGUE POR TODOS OS PROJETOS DESTE FOTÓGRAFO

4 Projetos brasileiros entre os premiados na etapa continental do Prix Versailles 2019

Foram anunciados os vencedores de cada continente do Prix Versailles 2019, um reconhecimento anual que celebra projetos de arquitetura comercial de todo o mundo.

A seguir, reunimos os 11 projetos vencedores da região que compreende as América Central e do Sul e o Caribe, dentro das 4 principais categorias: lojas, centros comerciais, hotéis e restaurantes. Em setembro, os vencedores mundiais serão anunciados. 

Masa / Studio Cadena

© Naho Kubota © Benjamin Cadena © Ambiente Familiar © Ambiente Familiar + 27

Restaurante  · 
Bogotá, Colômbia
  • Arquitetos Autores deste projeto de arquitetura Studio Cadena
  • Área Área deste projeto de arquitetura
  • Ano Projeto Marcas com produtos usados neste projeto de arquitetura
    2018

Architectural League de Nova Iorque anuncia vencedores do programa Emerging Voices 2019

A Architectural League de Nova Iorque anunciou os vencedores do Emerging Voices 2019, um prêmio concedido anualmente a oito indivíduos ou escritórios com sede nos EUA, Canadá ou México. O programa Emerging Voices, que está em sua 37ª edição, procura destacar o trabalho de jovens em ascensão que tem potencial para influenciar o campo da arquitetura.

O programa Emerging Voices é considerado um dos prêmios mais prestigiados da arquitetura norte-americana. Grande parte dos 250 escritórios já premiados passou a ser internacionalmente reconhecida. 

Lareiras e fogões: 35 espaços onde o fogo é protagonista

© Ralph Feiner © Adam Gibson © Lars Petter Pettersen © Thomas Heimann + 36

Desde o início dos tempos, o ser humano se reúne em volta do fogo. Os primeiros assentamentos e cabanas primitivas incluíam em seu interior uma pequena fogueira para cozinhar e manter o calor de seus habitantes. Esta tradição continuou até o presente, com lareiras e fogões assumindo os mais variados modelos e formas e proporcionando possibilidades dentro e fora de casa.

Veja, a seguir, 35 exemplos de espaços que têm o fogo como protagonista. 

Como a Big Data vem revolucionando os projetos para espaços de trabalho

Este artigo foi originalmente publicado pela Metropolis Magazine como
"Architects, Armed with Data, Are Seeing the Workplace Like Never Before."

A busca por um espaço de trabalho que melhore a produtividade e a eficiência dos funcionários tem sido uma questão para gerentes corporativos há décadas. Mas mesmo antes de o escritório como o conhecemos hoje ter nascido, projetistas e pensadores já estavam estudando locais de trabalho, como as fábricas, para elaborar estratégias de melhorar o desempenho dos trabalhadores. Na década de 1960, Robert Propst, o inventor por trás da linha de mobiliário de escritório da Actionman, da Herman Miller, estava conduzindo uma pesquisa no espaço de trabalho que acabaria levando à criação do moderno cubículo.

Esses desenvolvimentos se basearam, em grande parte, na observação e na intuição para organizar os trabalhadores de escritórios de maneiras supostamente eficientes. Agora, os avanços na tecnologia permitem que os projetistas adotem uma abordagem mais sofisticada, utilizando sensores, mobiliários e acessórios conectados à Internet e análise de dados para estudar os escritórios em tempo real. "Você pode levar em conta todos os funcionários, e todas as pessoas são muito diferentes", diz o arquiteto londrino Uli Blum. "Trata-se de resolver os problemas fundamentais de levar as pessoas ao ambiente de que necessitam. E a maneira mais fácil é perguntar a eles”, acrescenta. Mas descobrir as necessidades de centenas, às vezes milhares, de trabalhadores pode rapidamente se tornar um exercício de futilidade.

Cabana no Lago / UUfie

© Naho Kubota © Naho Kubota © Naho Kubota © Naho Kubota + 31

Casas  · 
Kawartha Lakes, Canadá
  • Arquitetos Autores deste projeto de arquitetura UUfie
  • Área Área deste projeto de arquitetura

Biblioteca Stapleton / Andrew Berman Architect

© Naho Kubota © Naho Kubota © Naho Kubota © Naho Kubota + 22

Bibliotecas  · 
Staten Island, Estados Unidos

Instalação "An Occupation of Loss", por OMA/Shohei Shigematsu e Taryn Simon

O artista Taryn Simon, em colaboração com OMA/Shohei Shigematsu, projetou a instalação An Occupation of Loss, uma obra de performance coreografada em torno de um cenário monumental construído pelo OMA que consistem em 11 poços de concreto. Localizado no Wade Thompson Drill Hall, na Park Avenue Armory, em Londres, a obra destaca "a anatomia da aflição e os intrincados sistemas que derivam da nossa relação com a irracionalidade do universo."

An Occupation of Loss / Taryn Simon em colaboração com OMA/Shohei Shigematsu. Image courtesy OMA. Image © Naho Kubota An Occupation of Loss / Taryn Simon em colaboração com OMA/Shohei Shigematsu. Image courtesy OMA. Image © Naho Kubota An Occupation of Loss / Taryn Simon em colaboração com OMA/Shohei Shigematsu. Image courtesy OMA. Image © Naho Kubota An Occupation of Loss / Taryn Simon em colaboração com OMA/Shohei Shigematsu. Image courtesy OMA. Image © Naho Kubota + 11

Manus x Machina / OMA

© OMA - Albert Vecerka  © OMA - Albert Vecerka  © OMA - Brett Beyer © OMA - Naho Kubota + 44

Instalação  · 
Estados Unidos, Estados Unidos
  • Arquitetos Autores deste projeto de arquitetura OMA
  • Área Área deste projeto de arquitetura

Instalação Dois: Cheio e Vazio / Jordana Maisie

© Nicholas Calcott © Nicholas Calcott © Nicholas Calcott © Nicholas Calcott + 27

Casa Princeton / LEVENBETTS

© Naho Kubota © Naho Kubota © Naho Kubota © Naho Kubota + 23

Casas  · 
Princeton, Estados Unidos
  • Arquitetos Autores deste projeto de arquitetura LEVENBETTS
  • Área Área deste projeto de arquitetura

Sede do Pinterest / All of the Above + First Office + Schwartz and Architecture

© Eddy Joaquim © Eddy Joaquim © Eddy Joaquim © Naho Kubota + 27