7 Obras de arquitetura que mostram as diferenças do brutalismo no Brasil

7 Obras de arquitetura que mostram as diferenças do brutalismo no Brasil

O período entre as décadas de 50 e 70 no Brasil se caracterizou, sobretudo, pela produção e difusão da arquitetura brutalista. Apesar da falta de uma definição unânime que caracterize o que pode ser entendido como um desdobramento da arquitetura moderna, o termo “brutalismo” é utilizado de forma geral para denotar edifícios da época que têm um denominador comum: o uso aparente dos materiais construtivos, em especial o concreto.

Centro de Exposições do Centro Administrativo da Bahia / João Filgueiras Lima (Lelé). Via arcoweb.com.brGinásio do Clube Atlético Paulistano / Paulo Mendes da Rocha e João De Gennaro. Cortesia de Relae DesignFaculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo (FAU-USP) / João Vilanova Artigas e Carlos Cascaldi. © Fernando Stankuns, via Flickr; Licença Creative CommonsCEASA Porto Alegre/ Carlos Maximiliano Fayet, Cláudio Luiz Araújo e Carlos Eduardo Comas + Eladio Dieste. Cortesia de Acervo João Alberto FAU UniRitter. Cortesia de Sergio Marques+ 9

No entanto, o brutalismo é mais que um estilo; é também um modo de pensar e fazer, conforme investiga o historiador e crítico Reyner Banham em seu livro de 1966 “El Brutalismo en Arquitectura ¿Etica o Estetica?”. O autor foi responsável pela cristalização e difusão do termo, que ainda hoje se desdobra em pesquisas que demonstram a diversidade geográfica, conceitual e arquitetônica da linguagem brutalista ao redor do mundo.

Entre projetos já publicados no ArchDaily Brasil, selecionamos sete obras em diferentes regiões brasileiras que refletem a pluralidade e riqueza de abordagens do brutalismo no país. Confira:

Tribunal de Justiça do Estado do Piauí / Acácio Gil Borsoi

Tribunal de Justiça do Estado do Piauí / Acácio Gil Borsoi. © Ana Rosa Soares Negreiros Feitosa
Tribunal de Justiça do Estado do Piauí / Acácio Gil Borsoi. © Ana Rosa Soares Negreiros Feitosa

Faculdade de Arquitetura da UFBA / Diógenes Rebouças

Faculdade de Arquitetura da UFBA / Diógenes Rebouças. © Manuel Sá
Faculdade de Arquitetura da UFBA / Diógenes Rebouças. © Manuel Sá

Centro de Exposições do Centro Administrativo da Bahia / João Filgueiras Lima (Lelé)

Centro de Exposições do Centro Administrativo da Bahia / João Filgueiras Lima (Lelé). Via arcoweb.com.br
Centro de Exposições do Centro Administrativo da Bahia / João Filgueiras Lima (Lelé). Via arcoweb.com.br

Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo (FAU-USP) / João Vilanova Artigas e Carlos Cascaldi

Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo (FAU-USP) / João Vilanova Artigas e Carlos Cascaldi. © Fernando Stankuns, via Flickr; Licença Creative Commons
Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo (FAU-USP) / João Vilanova Artigas e Carlos Cascaldi. © Fernando Stankuns, via Flickr; Licença Creative Commons

Ginásio do Clube Atlético Paulistano / Paulo Mendes da Rocha e João De Gennaro

Ginásio do Clube Atlético Paulistano / Paulo Mendes da Rocha e João De Gennaro. Cortesia de Relae Design
Ginásio do Clube Atlético Paulistano / Paulo Mendes da Rocha e João De Gennaro. Cortesia de Relae Design

Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro / Affonso Eduardo Reidy

Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro / Affonso Eduardo Reidy. © Centro de Documentação e Pesquisa do MAM
Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro / Affonso Eduardo Reidy. © Centro de Documentação e Pesquisa do MAM

CEASA Porto Alegre/ Carlos Maximiliano Fayet, Cláudio Luiz Araújo e Carlos Eduardo Comas + Eladio Dieste

CEASA Porto Alegre/ Carlos Maximiliano Fayet, Cláudio Luiz Araújo e Carlos Eduardo Comas + Eladio Dieste. Cortesia de Acervo João Alberto FAU UniRitter. Cortesia de Sergio Marques
CEASA Porto Alegre/ Carlos Maximiliano Fayet, Cláudio Luiz Araújo e Carlos Eduardo Comas + Eladio Dieste. Cortesia de Acervo João Alberto FAU UniRitter. Cortesia de Sergio Marques

Publicado originalmente em 20 de fevereiro de 2020.

Galeria de Imagens

Ver tudoMostrar menos
Sobre este autor
Cita: Susanna Moreira. "7 Obras de arquitetura que mostram as diferenças do brutalismo no Brasil" 13 Dez 2020. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/933749/7-obras-de-arquitetura-que-mostram-as-diferencas-do-brutalismo-no-brasil> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.