Susanna Moreira

Graduanda em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade Federal da Bahia (UFBA) e estagiária do ArchDaily Brasil. Em busca de atravessamentos entre arquitetura, arte e cidades.

NAVEGUE POR TODOS OS PROJETOS DESTE AUTOR

14 Cursos online sobre arquitetura para acompanhar durante a quarentena

Pouco mais de quatro meses após o primeiro caso confirmado de coronavírus no Brasil, e cerca de três meses e meio após os primeiros decretos da quarentena, muitas cidades ainda mantêm medidas restritivas como forma de promover o isolamento social. Apesar da recente flexibilização que alguns estados e municípios têm adotado, as mudanças no cotidiano de arquitetos e estudantes permanecem e a popularidade de atividades remotas, como os cursos online, tem crescido nos últimos meses.

Enquanto muitos escritórios de arquitetura se encontram diante de demandas reduzidas e obras paradas, estudantes estão com aulas interrompidas ou transferidas para a modalidade online. Com mais tempo livre, seja pela diminuição dos deslocamentos ou pela redução de atividades, estudantes e arquitetos têm buscado nos cursos online uma forma de aprimorar ou ampliar conhecimentos em ferramentas, programas e conteúdos teóricos.

Casas brasileiras: 14 residências com jardins verticais

Jardins verticais, paredes verdes ou paredes vivas são algumas das diferentes denominações usadas para uma mesma solução: a disposição vertical de diferentes espécies vegetais como forma de adquirir os benefícios proporcionados pela vegetação, mas em uma menor área projetada. Ou seja, a aplicação vertical das espécies permite um ganho de área útil horizontal, uma vantagem sobretudo para locais onde existe pouco espaço disponível para plantio diretamente no solo.

Residência Groenlândia / Fernanda Marques Arquitetos Associados. Imagem: © Fernando Guerra | FG+SG Casa Terra / Paola Ribeiro Arquitetura e Interiores. Imagem: © Denilson Machado – MCA Estúdio Casa DS / Studio Arthur Casas. Imagem: © Ricardo Labougle Casa AN / Studio Guilherme Torres. Imagem: © MCA Estúdio + 15

Paisagens enquadradas: 18 apartamentos com vistas impressionantes

Ao contrário de uma série de sistemas e materiais construtivos, a paisagem não é um elemento especificável, ou mesmo desenhável, no projeto arquitetônico de um apartamento. No entanto, as paisagens são, de certa forma, atingidas pelas definições projetuais do edifício em questão, tanto do ponto de vista interno, como externo – ou seja, do seu entorno. As orientações das fachadas de um edifício e os tamanhos das janelas, por exemplo, são algumas das formas a partir das quais as vistas de um apartamento são afetadas, enquanto as dimensões da construção e seu gabarito afetam diretamente o contexto em que está inserida.

Aberto e Transparente para a Cidade / Pitsou Kedem Architects. Imagem: © Amit Geron Metropole 708 / Robert M. Gurney. Imagem: © Anice Hoachlander Apartamento Joaquim Antunes 149 / Metro Arquitetos Associados. Imagem: © Ilana Bessler Apartamento AMC / rar.studio. Imagem: © Fernando Guerra | FG+SG + 19

Imagens aéreas mostram novas perspectivas de ícones da arquitetura moderna e contemporânea

Na arquitetura e no urbanismo, os movimentos de aproximação e se afastamento de determinado objeto de estudo, seja na escala do edifício ou da cidade, são corriqueiros e permitem ora visualizar melhor os detalhes, ora ter uma visão mais ampla do todo – ambas essenciais para compreensão do objeto em questão. A mudança do ponto de vista possibilita percepções distintas de um mesmo local: ao nos deslocarmos do nível térreo, ou do observador, ao qual somos habituados a vivenciar no cotidiano, para o ponto de vista aéreo, podemos estabelecer relações que se aproximam das obtidas através plantas de situação, de localização e planos urbanísticos.

Palácio dos Esportes / Félix Candela. Imagem: © Daily Overview Löyly / Avanto Architects. Image by @joelmiikka shared with @dailyoverview Museu Judaico de Berlim / Daniel Libenskind. Imagem: © Daily Overview Superkilen / Topotek 1 + BIG Architects + Superflex. Imagem: © Daily Overview + 25

Casas brasileiras: 16 residências com escadas de madeira

As escadas de madeira podem apresentar um aspecto próprio em cada projeto, graças não apenas às diferentes disposições que podem ocupar no ambiente, mas também à variação de cores e texturas proporcionadas pelas diferentes espécies e cortes das peças e às diferentes maneiras de arranjo de degraus.

Casa Conde D'eu / Estúdio Penha. Imagem: © Maira Acayaba Florêncio Ygartua 60 / OSPA Arquitetura e Urbanismo. Imagem: © Denison Fagundes Casa JZL / Bernardes Arquitetura. Imagem: © Leonardo Finotti Casa HC / João Diniz Arquitetura. Imagem: © Bel Diniz + 16

Aprendizado, flexibilidade e oportunidades. Como nossos leitores encaram a crise pós-coronavírus

Quase quatro meses após a declaração de emergência de saúde pública de importância internacional pela Organização Mundial da Saúde (OMS), em 30 de janeiro, o número de casos de coronavírus no mundo continua a aumentar. Ainda que países onde houve declínio na taxa de transmissão do vírus estejam reabrindo negócios e voltando à normalidade, os impactos da pandemia, que vão além da saúde dos habitantes, continuam atingindo seu cotidiano, com mudanças no trabalho, nos hábitos e na economia. Tais mudanças ainda podem perdurar e afetar o futuro do campo da arquitetura e construção, com a perspectiva de uma crise no setor.

Casas brasileiras: 15 residências com instalações aparentes

Historicamente associadas à imagem de fábricas e edifícios industriais em geral, as instalações aparentes também têm sido adotadas nos últimos anos em outras tipologias, entre elas a residencial. Os eletrodutos, tubos hidráulicos e demais elementos utilizados nas instalações, que por muito tempo foram relegados ao segundo plano, escondidos por paredes e forros, podem ser elementos chave de partidos arquitetônicos.

Casas brasileiras: 15 residências com blocos de concreto

Os blocos de concreto são peças utilizadas sobretudo na execução de paredes e muros, podendo assumir função estrutural ou de vedação. Por ser um material pré-fabricado de baixo custo, comumente utilizado de forma aparente, é adotado em muitos projetos com o intuito de executar uma obra econômica, rápida e prática, sem necessidade de mão de obra especializada.

Casa Kovacs / Pessoa Arquitetos + Base Urbana. Imagem: © Pedro Vannucchi Casa-ateliê da Vila Charlote / grupoDEArquitetura. Imagem: © Pedro Kok Residência Laura / ARKITITO Arquitetura. Imagem: © Vivi Spaco Casa em Salto de Pirapora / Vereda Arquitetos. Imagem: © André Scarpa + 16

Nossa cobertura completa sobre o coronavírus, a arquitetura e as cidades

Em meio a uma pandemia que já atingiu 184 países e contagiou mais de um milhão pessoas ao redor do mundo, buscamos cobrir todos os temas que relacionem o cononavírus com a arquitetura e o espaço - e maneiras de tornar o distanciamento social menos penoso.

Como a participação comunitária pode ajudar na reconstrução arquitetônica e urbana pós-desastres

Os conceitos de autonomia, colaboração e participação têm ganhado destaque no âmbito da arquitetura e urbanismo em práticas realizadas por comunidades em conjunto com arquitetos, urbanistas e designers. Em um período no qual o número de desastres climáticos tem aumentado significativamente – a quantidade dobrou nos últimos 40 anos segundo relatório divulgado em 2016 pelo CRED (Centre for Research on the Epidemiology of Disasters) –, somado a conflitos e outras tragédias, a demanda por reconstrução de habitações e da infraestrutura nas localidades atingidas têm crescido simultaneamente. Este fator tem demandado um grande esforço colaborativo para a reconstrução arquitetônica e urbana.