1. ArchDaily
  2. Varandas

Varandas: O mais recente de arquitetura e notícia

Documentário mostra o fenômeno das sacadas improvisadas na Ucrânia

Aproveitando-se da falta de regulamentação e fiscalização no país, muitos ucranianos desenvolveram formas criativas —e não menos ilegais— para lidar com o problema da falta de espaço em seus apartamentos, estruturas majoritariamente construídas em tempos de união soviética. Este é o plano de fundo do curta metragem Enter Through The Balcony, um documentário dirigido pelo diretor ucraniano Roman Blazhan que explora um dos principais fenômenos da arquitetura ucraniana nos dias de hoje, apresentando um panorama completo do atual contexto econômico, social e cultural da Ucrânia pós-soviética.

Além de revelar uma postura singular em relação ao espaço privado versus espaço público, a forma com que os ucranianos se apropriam destes espaços improvisados denuncia também os antagonismos de um projeto universalizante e a liberdade individual e de expressão, uma contrariedade que ainda hoje permeia a vida de muitas pessoas que habitam em estruturas similares em países do antigo bloco soviético.

15 Projetos no México que tiram proveito da varanda como elemento de desenho

15 Projetos no México que tiram proveito da varanda como elemento de desenho15 Projetos no México que tiram proveito da varanda como elemento de desenho15 Projetos no México que tiram proveito da varanda como elemento de desenho15 Projetos no México que tiram proveito da varanda como elemento de desenho+ 19

Um dos fatores mais importantes quando se projeta é o clima específico do local. Isso pode representar uma dificuldade quando se trata de climas extremos, e é necessário utilizar materiais isolantes que se adaptem às condições mutáveis. No entanto, quando se trata do México e seu clima privilegiado, isso se transforma em um elemento a favor dos arquitetos, permitindo criar microclimas e espaços que se dissolvem na transição do que é o espaço interno e externo.

Coleção de tipologias de varandas brasileiras / Marjorie Lange

* O texto é um fragmento do trabalho de conclusão de curso “Espaços-Varanda: Ensaio de Relações em uma Superquadra de Brasília[1]”, realizado no Departamento de Arquitetura e Urbanismo da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (DAU PUC-Rio) em 2016, sob a orientação do Professor Gabriel Duarte.

A varanda, por ser apropriada a temperaturas elevadas, típicas do clima tropical, é um elemento de muita importância e de presença constante na arquitetura brasileira. Este espaço projetado ou embutido na fachada, coberto e aberto para o ambiente externo, gera sombra e permite a entrada de ar fresco no interior da edificação. Desde as construções indígenas, se fazia “o uso de uma varanda totalmente aberta para permitir a ampla ventilação durante o descanso do calor do meio-dia [2]”.

The Indicator: Uma breve história sobre varandas

De início, a breve história das varandas abrange uma análise das subjetividades acima do solo, em partes de edifícios suspensos no ar, olhando para baixo, para as moedas na calçada, inexplicavelmente visíveis do 34º andar, de onde se tem a sensação de estar no mesmo nível das aeronaves que chegam ao aeroporto de Logan de onde quer que estejam vindo e acima do mar. Uma vez cheguei a estar paralelo a um avião enquanto ele balançava e lentamente virava suas asas.

Ekó House - A Casa Brasileira no Solar Decathlon / Team Brasil

Residências VM / PLOT = BIG + JDS

Painéis Solares fotovoltaicos: Casa Yin Yang / Brooks + Scarpa Architects