Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Rural

Rural: O mais recente de arquitetura e notícia

Casas brasileiras: 12 residências no campo

O futuro da arquitetura é urbano, já não há o que questionar a respeito disso. Projeções apontam que em 2050, isto é, em pouco mais de 30 anos, 75% da população mundial viverá em cidades, ao passo que no Brasil a cifra ultrapassará os 90%. No entanto, nossa disciplina deve se preocupar com a qualidade e vida de todos, assim, projetos em contextos rurais continuarão a fazer parte da agenda de arquitetas e arquitetos do mundo todo.

Apresentamos, a seguir, uma seleção de projetos residenciais construídos no campo. Casas brasileiras inseridas na paisagem rural ou campestre, projetadas para o cotidiano de seus moradores ou como refúgio temporário de descompressão da vida urbana. De uma forma ou de outra, todas compartilham de um objetivo: abrir-se para o entorno bucólico.

Hotel Rural Casa do Rio / Menos é Mais Arquitectos

Castelo Melhor, Portugal

Empreendimento Turístico em Espaço Rural – Casa de Campo em Lugar da Lapa / Adapteye

© José Campos © José Campos © José Campos © José Campos + 29

Cinfães, Portugal
  • Arquitetos: Rui Filipe Veloso
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área: 278.18
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano: 2018
  • Fabricantes Marcas com produtos usados neste projeto de arquitetura
    Fabricantes: #

Rem Koolhaas: "O atual desafio da arquitetura é entender o mundo rural"

Entre os dias 26 de junho e 01 de julho aconteceu a quarta edição do Congresso Internacional da Fundación Arquitectura y Sociedad de Pamplona, Espanha, intitulado "Arquitetura: Mudança Climática". A sessão inaugural esteve a cargo de Rem Koolhaas, que após fazer uma análise geopolítica da situação europeia, fez um chamado aos arquitetos, pedindo para que estes parem de ignorar o mundo rural como campo de operação:

Devemos pensar em metodologias para uma paisagem que cedo ou tarde teremos que assumir.

Koolhaas recordou que as cidades representam apenas 2% da superfície do planeta. "Temos que mirar mais além, nos concentramos demais no desenvolvimento do entorno urbano, esquecendo um pouco o campo. Estamos começando a estudá-lo, e embora haja um grande conhecimento, continua fora de nossos radares", afirmou.

Rem Koolhaas: "Em breve, sua casa poderá lhe trair"

No mais recente de uma série de argumentos polêmicos contra as smart cities, Rem Koolhaas escreveu esta que é, talvez, sua mais completa análise sobre o papel das tecnologias emergentes e o modo como elas são implementadas e influenciam nossas vidas, em um artigo para o Artforum. Abordando uma ampla gama de questões, Koolhaas critica os projetos de tecnologia predial, chamando-os de uma "infiltração furtiva da arquitetura via seus elementos constitutivos" e questiona as motivações comerciais daqueles que estão criando essas smart cities. Saiba mais sobre o que pensa Rem Koohaas em relação às ditas "cidades inteligentes" aqui.

Vídeo: Mini documentário retrata movimento de retorno à vida rural na China

Em 2011 a China passou a ter, pela primeira vez em sua história, mais pessoas vivendo nas cidades que nas áreas rurais - e as estatísticas oficiais do governo mostram cerca de 300 vilas desaparecendo a cada dia no país. Contudo, face à rápida urbanização, um "movimento de retorno ao rural" está surgindo. O novo mini documentário de Sun Yunfan e Leah Thompson, Down to the Countryside, se volta para os habitantes rurais que, fartos da vida urbana, estão buscando revitalizar o campo e preservar as tradições locais. O documentário acompanha Ou Ning, um artista e curador que, em 2013, mudou-se de Pequim para a vila de Bishan, na província de Anhui. Ning se considera parte do "novo movimento pela reconstrução rural" na China, e o documentário mostra sua missão de desenvolver a economia rural e trazer artistas e cultura para o campo.

Saiba mais sobre o documentário em China File e assista a uma entrevista com os diretores em CityLab.

Projeto de Iluminação: Foroba Yelen - luz para a zona rural de Mali, por Matteo Ferroni

Foroba Yelen é o nome do dispositivo de iluminação criado pelo arquiteto italiano Matteo Ferroni para os habitantes da cidade de Cinzana, zona rural de Mali. Em 2010 o arquiteto publicou um estudo antropológico sobre as comunidades rurais de Mali, destacando a importância das atividades noturnas. Como consequência do estudo, explorou os aspectos culturais da luz e a introdução do conceito de "luz coletiva".

Mais detalhes a seguir.

Auditório Plantahof / Valerio Olgiati

Escola Agrícola, motor de identidade rural / Felipe Grallert

Centro de Biodiversidade / Tomás García Píriz (CUAC.arquitectura) + José Luís Muñoz Muñoz

Pavilhão Pueblo Bolívar / g+ Gualano+Gualano Arquitectos