1. ArchDaily
  2. Projeto Sustentável

Projeto Sustentável: O mais recente de arquitetura e notícia

Por moradias sustentáveis e acessíveis: a impressão 3D é o futuro ou o presente?

Nos últimos anos, a indústria da construção tem enfrentado desafios sem precedentes. A falta de trabalhadores qualificados está aumentando os custos da mão-de-obra, há uma escassez global de moradias e os efeitos das mudanças climáticas em todo o mundo estão mais claras do que nunca. Portanto, questionar os métodos tradicionais de construção e empurrar os limites da inovação tornou-se uma prioridade, forçando o setor a implementar novas tecnologias à medida que eles embarcam na era da transformação digital. Há uma inovação, no entanto, que parece particularmente promissora: impressão em construção em 3D. Embora relativamente recente, a tecnologia já foi testada com sucesso em inúmeras estruturas, casas e prédios de apartamentos, reformulando a construção residencial como a conhecemos. Portanto, a impressão 3D poderia muito bem ser uma alternativa viável para soluções de moradias em massa mais eficientes, sustentáveis e econômicas em um futuro próximo, impactando positivamente a vida das pessoas e contribuindo para cidades mais verdes e saudáveis.

Google Bay View Campus projetado por BIG e Heatherwick Studio é inaugurado no Vale do Silício

O primeiro campus do Google, projetado pelo BIG — Bjarke Ingels Group e o Heatherwick Studio em colaboração com as equipes de arquitetura e engenharia do Google, foi inaugurado no Vale do Silício. A missão do campus é criar um espaço centrado no ser humano para o futuro do local de trabalho do Google, além de definir novos padrões globais de sustentabilidade para construção e modelos de escritórios. O local pretende operar inteiramente com energia livre de carbono até 2030; integrando o sistema de estacas geotérmicas mais extenso da América do Norte, positivo para a rede de água. O campus também inclui 6,7 hectares (17 acres) de áreas verdes privilegiadas, incluindo prados úmidos, bosques e pântanos.

Google Bay View Campus projetado por BIG e Heatherwick Studio é inaugurado no Vale do SilícioGoogle Bay View Campus projetado por BIG e Heatherwick Studio é inaugurado no Vale do SilícioGoogle Bay View Campus projetado por BIG e Heatherwick Studio é inaugurado no Vale do SilícioGoogle Bay View Campus projetado por BIG e Heatherwick Studio é inaugurado no Vale do Silício+ 11

Os benefícios da biofilia para a arquitetura e os espaços interiores

Se uma pessoa é instigada a imaginar um cenário de completo relaxamento, é mais provável que a primeira imagem que vem à mente seja um lugar cercado pela natureza, algo próximo a uma floresta, montanhas, mar ou prado. Você dificilmente imaginará um escritório ou um shopping center como fonte de conforto e relaxamento. Mesmo assim, a maioria das pessoas passa quase 80-90% do tempo dentro de edificações, movendo-se entre suas casas e seus locais de trabalho.

Arquitetos e designers agora estão procurando soluções que ressoarão bem no futuro, voltando-se para a 'biofilia' como uma importante fonte de inspiração que promove o bem-estar, a saúde e o conforto emocional.

Os benefícios da biofilia para a arquitetura e os espaços interioresOs benefícios da biofilia para a arquitetura e os espaços interioresOs benefícios da biofilia para a arquitetura e os espaços interioresOs benefícios da biofilia para a arquitetura e os espaços interiores+ 15

Como Singapura está criando um ambiente urbano mais verde

Singapura vem continuamente construindo sua reputação como uma cidade na natureza, e seu design há muito tempo mostra uma forte consciência de reconhecer que os espaços verdes são importantes. Planejadores urbanos e arquitetos tomaram a decisão consciente de tecer a natureza por toda a cidade, à medida que continuam desenraizando novos edifícios e empreendimentos, incorporando a vida vegetal em qualquer forma, seja através de telhados verdes, jardins verticais escalonados ou paredes com plantas.

Este artigo explorará as ações pioneiras que estão ocorrendo em Singapura para criar uma cidade e nação com maior biodiversidade e como isso fornece uma visão de como outras grandes cidades podem adotar iniciativas semelhantes na próxima década para fornecer um plano para o futuro.

Como Singapura está criando um ambiente urbano mais verdeComo Singapura está criando um ambiente urbano mais verdeComo Singapura está criando um ambiente urbano mais verdeComo Singapura está criando um ambiente urbano mais verde+ 9

Casa na Árvore C / Stilt Studios

Casa na Árvore C / Stilt StudiosCasa na Árvore C / Stilt StudiosCasa na Árvore C / Stilt StudiosCasa na Árvore C / Stilt Studios+ 19

  • Arquitetos: Stilt Studios
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área :  71
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano :  2020

Pavilhão virtual Build Better Now na COP26 apresenta projetos sustentáveis e inovadores

O pavilhão virtual Build Better Now foi aberto ao público durante a COP26, apresentando dezessete projetos sustentáveis que demonstram as oportunidades do ambiente construído para enfrentar a crise climática. A iniciativa, dirigida pelo UK Green Building Council, surge como uma chamada global para ações climáticas, destacando o compromisso da indústria da AEC com a prática sustentável em um cenário mundial, especialmente considerando que este ano a COP26 dedicou um dia a edifícios e cidades.

Pavilhão virtual Build Better Now na COP26 apresenta projetos sustentáveis e inovadoresPavilhão virtual Build Better Now na COP26 apresenta projetos sustentáveis e inovadoresPavilhão virtual Build Better Now na COP26 apresenta projetos sustentáveis e inovadoresPavilhão virtual Build Better Now na COP26 apresenta projetos sustentáveis e inovadores+ 15

Pavilhão de Kosovo da Bienal de Veneza aborda relação entre natureza e humanidade

Intitulado "Containporary" o Pavilhão de Kosovo da 17ª Bienal Internacional de Arquitetura de Veneza avalia o papel da urbanização global e o processo de planejamento e criação de ambientes sustentáveis. Curado por Maksut Vezgishi, o pavilhão estará exposto de 22 de Maio a 21 de Novembro de 2021.

Pavilhão de Kosovo da Bienal de Veneza aborda relação entre natureza e humanidadePavilhão de Kosovo da Bienal de Veneza aborda relação entre natureza e humanidadePavilhão de Kosovo da Bienal de Veneza aborda relação entre natureza e humanidadePavilhão de Kosovo da Bienal de Veneza aborda relação entre natureza e humanidade+ 26

Cidades do futuro: das utopias modernas às propostas ecológicas contemporâneas

Ao longo da história, reformadores religiosos e arquitetos-estrelas visionários tentaram imaginar o futuro de nossas cidades: da cidade modelo veneziana de Palmanova ao complexo habitacional de vários andares para 5.000 pessoas desenhado pelo arquiteto italiano Paolo Soleri, da Broadacre City de Frank Lloyd Wright a Ville Radieuse de LeCorbusier, vários planos foram elaborados para ilustrar algumas das ambições sem precedentes.

Como os banheiros públicos estão moldando os espaços coletivos na China?

Public Toilets in Zuzhai Village / cnS. Image © Siming Wu
Public Toilets in Zuzhai Village / cnS. Image © Siming Wu

Nos últimos anos, com o desenvolvimento urbano acelerado dos espaços urbanos na China, os banheiros públicos receberam várias novas funções. Os arquitetos apresentaram uma variedade de propostas que sugerem transformar os banheiros públicos em um lugar onde a reunião social pode ser redefinida e a permanência temporária pode ser mais envolvente. Embora a escala dos banheiros públicos seja significativamente menor do que a de qualquer outro tipo de arquitetura, os arquitetos chineses têm trabalhado de forma inovadora para adequar os banheiros públicos aos contextos sociais em mudança. Abaixo estão alguns exemplos que demonstram experimentos arquitetônicos atuais com projetos de banheiros públicos na China.

Como os banheiros públicos estão moldando os espaços coletivos na China?Como os banheiros públicos estão moldando os espaços coletivos na China?Como os banheiros públicos estão moldando os espaços coletivos na China?Como os banheiros públicos estão moldando os espaços coletivos na China?+ 35

Cidades recicladas: como o design cíclico dá forma à vida urbana

A reciclagem tem sido um ponto de entrada para o design sustentável. É uma atividade pessoal devido à micro escala que permite às pessoas reduzir o desperdício e economizar energia. Mas entre a escassez de recursos, a perda de habitat ambiental e a crise climática global, houve uma mudança nas práticas diárias em direção a um pensamento mais cíclico. Cada vez mais, a necessidade de manter a vida faz parte de um processo contínuo de produção, reabsorção e reciclagem, onde os resíduos são convertidos em insumos para a produção.

Cidades recicladas: como o design cíclico dá forma à vida urbanaCidades recicladas: como o design cíclico dá forma à vida urbanaCidades recicladas: como o design cíclico dá forma à vida urbanaCidades recicladas: como o design cíclico dá forma à vida urbana+ 9

Novas tecnologias para repensar o futuro da construção de habitações

Cinquenta por cento dos resíduos de aterros sanitários na Nova Zelândia decorrem de construções e demolições. A demanda por habitação nos próximos anos e décadas está superando rapidamente qualquer oferta possível que possamos fornecer com nossos métodos de construção atuais. O doutorando Ged Finch discute os problemas com a indústria e as práticas de construção de casas na Nova Zelândia e propõe uma alternativa ao que ele chama de "modelo descartável" de construção. As casas de hoje não são construídas para durar e podem até nos deixar doentes. A pesquisa de Finch concentra-se, em vez disso, em um modelo completamente reimaginado e sem desperdício para construção. Utilizando as tecnologias atuais de fabricação digital, podemos criar um conjunto de peças de construção otimizadas e reutilizáveis a partir de materiais naturalmente duráveis. Mas a solução técnica é apenas uma parte, afirma Finch. A verdadeira chave é a ambição humana.

5 Perguntas comuns de projeto para equilibrar sustentabilidade e custo

Os arquitetos de hoje enfrentam uma tarefa comum que desafia a intuição - como equilibrar o desempenho da construção e metas estritas de carbono e custos. A sustentabilidade nas edificações é certamente uma meta digna e necessária, mas a quantidade de opções pode ser avassaladora e os custos proibitivos, especialmente aos olhos dos proprietários. Como os projetistas podem convencer melhor seus clientes a integrar sustentabilidade em um projeto? Manter os custos baixos e fazer decisões com análise baseada em fatos são os primeiros passos sólidos.

Aeroporto Internacional de Ruanda estabelece novo recorde de sustentabilidade e eficiência

Maior projeto público de Ruanda, o Aeroporto Internacional de Bugesera está prestes a se tornar o primeiro edifício verde certificado na região. Altamente eficiência em termos energéticos, a ponto de ser independente da rede pública de fornecimento, o projeto contará com um terminal de passageiros de 30 mil metros quadrados, 22 balcões de check-in, dez portões e seis pontes de embarque. Financiado por uma parceria público-privada, o projeto tem custo estimado em US$ 414 milhões.

"LAGI 2019 — Return to the Source": chamada para concurso de arte urbana e tecnologia em Masdar

O LAGI 2019 — Return to the Source — convida a criar uma obra de arte icônica para a cidade de Masdar, Abu Dhabi. A obra deverá empregar tecnologias de energia renovável como meio de expressão criativa, além de proporcional a produção de energia no local, de acordo com o plano diretor da cidade.

Pesquisadora desenvolve tijolo biológico a partir de urina humana

Cortesia de University of Cape Town
Cortesia de University of Cape Town

Há alguns anos nos Estados Unidos, pesquisadores estavam buscando maneiras de aplicar substâncias à base de urina sintética na fabricação de materiais de construção. Há milhares e milhares de quilômetros dali, na Universidade da Cidade do Cabo, na África do Sul, a pesquisadora Suzanne Lambert acaba de apresentar uma pesquisa muito parecida, na qual descobriu um processo de desperdício zero para produzir tijolos à base de urina humana.

Pesquisadora desenvolve tijolo biológico a partir de urina humana Pesquisadora desenvolve tijolo biológico a partir de urina humana Pesquisadora desenvolve tijolo biológico a partir de urina humana Pesquisadora desenvolve tijolo biológico a partir de urina humana + 6

Ingenhoven architects e architectus vencem concurso para projetar o maior arranha-céu residencial de Sydney

Um novo projeto da ingenhoven architects, em cooperação com a architectus, superou uma série de arquitetos internacionalmente aclamados para o projeto da torre residencial mais alta de Sydney, na 505-523 George Street. O arranha-céu de 79 andares atingirá os 270 metros e incluirá diversos usos, que vão desde habitação e comércio até hotel e lazer. Os projetistas esperam que a torre seja “um marco profundamente visível para um desenvolvimento econômico, ambiental e socialmente sustentável e voltado para o futuro”.

Ingenhoven architects e architectus vencem concurso para projetar o maior arranha-céu residencial de SydneyIngenhoven architects e architectus vencem concurso para projetar o maior arranha-céu residencial de SydneyIngenhoven architects e architectus vencem concurso para projetar o maior arranha-céu residencial de SydneyIngenhoven architects e architectus vencem concurso para projetar o maior arranha-céu residencial de Sydney+ 12

A próxima crise da sustentabilidade: nós estamos usando tanta areia que ela pode realmente acabar

Objects made of Finite, a material developed by students from Imperial College London using desert sand. Image © Finite
Objects made of Finite, a material developed by students from Imperial College London using desert sand. Image © Finite

A areia é o recurso natural mais consumido no mundo depois da água e do ar. Cidades modernas são construídas a partir dela. Somente na indústria da construção, estima-se que 25 bilhões de toneladas de areia e cascalho sejam utilizados a cada ano. Isso pode soar muito, mas não é um número surpreendente quando você considerar como quase tudo o que está ao seu redor provavelmente tem o material em sua constituição.

Mas está se esgotando.

Este é um fato assustador para se pensar quando você percebe que a areia é necessária para fazer tanto concreto como asfalto, para não mencionar todos os vidros do planeta. O Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente descobriu que de 2011 a 2013, somente a China usou-se mais cimento do que os Estados Unidos usaram em todo o século 20 e em 2012, o mundo usou concreto suficiente para construir uma parede ao redor da Linha do Equador com 27 metros de altura e 27 metros de espessura.