Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Maat

Maat: O mais recente de arquitetura e notícia

4 Visões sobre por que a acústica é essencial para a boa arquitetura

16:00 - 12 Abril, 2018
RESONATE aconteceu no Museu MAAT em Lisbon, Portugal. Imagem © Joel Felipe
RESONATE aconteceu no Museu MAAT em Lisbon, Portugal. Imagem © Joel Felipe

Qual é o papel da acústica no trabalho dos principais escritórios de arquitetura? Em fevereiro deste ano, reSITE e MAAT, em colaboração com a Meyer Sound, realizaram o RESONATE: Thinking Sound and Space, uma conferência focada exclusivamente na relação entre arquitetura e som.

Elizabeth Diller do Diller Scofidio + Renfro, Kjetil Trædal Thorsen do Snøhetta, Michael Jones de Foster + Partners, fundadores do Meyer Sound, e o pioneiro da arte sonora, Bernhard Leitner, conversaram com o reSITE e o Canal 180 no Museu MAAT em Lisboa, Portugal. Abaixo estão os 4 episódios da série, onde eles discutem o papel do som na criação de espaços culturais e salas de concerto e a mudança do papel do arquiteto em uma era de especializações:

Exposições sobre Ernesto de Sousa e a crise financeira de 1970 inauguram a programação do MAAT de 2018

16:00 - 23 Março, 2018
Exposições sobre Ernesto de Sousa e a crise financeira de 1970 inauguram a programação do MAAT de 2018, Exposição "Supergood – Diálogos com Ernesto de Sousa". Image © Bruno Lopes
Exposição "Supergood – Diálogos com Ernesto de Sousa". Image © Bruno Lopes

O MAAT - Museu de Arte, Arquitetura e Tecnologia de Lisboa inaugura sua programação de 2018 com duas exposições, Supergood – Diálogos com Ernesto de Sousa e Bem-Vindos à Cidade do Medo, que tratam respectivamente da obra de Ernesto de Sousa e a crise financeira que afetou Nova Iorque nos anos 1970.

Urbanismo tático, utopias e curadoria ativista: uma entrevista com Pedro Gadanho

10:00 - 2 Novembro, 2017
Urbanismo tático, utopias e curadoria ativista: uma entrevista com Pedro Gadanho , Exposição Utopia/Distopia. Image © Bruno Lopes
Exposição Utopia/Distopia. Image © Bruno Lopes

Apresentamos a seguir uma entrevista com o arquiteto e curador português, Pedro Gadanho, realizada pela arquiteta e pesquisadora Carol Farias. Na conversa, discutem temas como urbanismo tático, utopias e curadoria ativista, temas abordados em exposições realizadas pelo curador em Nova Iorque e Lisboa.

Fernanda Fragateiro: DOS ARQUIVOS, À MATÉRIA, À CONSTRUÇÃO

16:00 - 21 Junho, 2017
Fernanda Fragateiro: DOS ARQUIVOS, À MATÉRIA, À CONSTRUÇÃO, © António Jorge Silva
© António Jorge Silva

A exposição Fernanda Fragateiro: dos arquivos, à matéria, à construção reúne as três obras da artista pertencentes à Coleção de Arte Fundação EDP, nomeadamente Architecture, a place for women? adquirida em 2016, peças que pontuam o seu percurso ao longo dos anos e obras especificamente concebidas para a exposição.

João Onofre: UNTITLED (ORCHESTRAL) no MAAT

17:00 - 14 Junho, 2017
João Onofre: UNTITLED (ORCHESTRAL) no MAAT, © Bruno Lopes
© Bruno Lopes

João Onofre apresenta uma instalação performativa site-specific para a emblemática Sala das Caldeiras do edifício da Central. Esta nova obra multimédia é inspirada na história deste espaço enquanto fonte de Luz essencial para a cidade de Lisboa, mas também enquanto mostra da tecnologia mais avançada. A presença imponente das caldeiras monumentais, assim como as enormes janelas, foram também uma importante fonte de inspiração.

Carlos Garaicoa - Yo nunca he sido surrealista hasta el día de hoy no MAAT

16:45 - 14 Junho, 2017
Carlos Garaicoa - Yo nunca he sido surrealista hasta el día de hoy no MAAT, © Bruno Lopes
© Bruno Lopes

Carlos Garaicoa é um dos nomes mais importantes do panorama artístico internacional. A exposição Yo nunca he sido surrealista hasta el día de hoy é apresentada na Galeria Oval do MAAT, um projeto site-specific de grande escala que explora a relação entre cidade e homem, arquitetura e urbanismo, ficção e realidade.

As superfícies texturizadas e geométricas do MAAT em Lisboa

06:00 - 6 Junho, 2017
As superfícies texturizadas e geométricas do MAAT em Lisboa, © Joel Filipe
© Joel Filipe

Após um estudo da arquitetura exuberantemente geométrica de Madri, o Designer Digital e Diretor Criativo Joel Filipe continua sua exploração formal em uma série de fotos do MAAT, de AL_A, que celebra a delicada impressão de sua fachada de azulejos brancos ondulantes contra o céu brilhante de Lisboa. Situado no rio Tejo, a arquiteta Amanda Levete cria uma reunião entre o rio e a cidade através do terraço caminhável que atrai visitantes das ruas próximas de Belém e com o passeio que desce para encontrar a água. A cobertura oferece um espaço de convívio durante o dia e um lugar para exibir filmes à noite. O arco gentil e baixo do edifício permite um jogo inteligente de sombras e luzes, juntamente com um aceno com a água ondulante.

© Joel Filipe © Joel Filipe © Joel Filipe © Joel Filipe + 19

MAAT inaugura três novas exposições em maio

14:30 - 16 Maio, 2017
MAAT inaugura três novas exposições em maio, MAAT Central Tejo. Image © EDP Foundation
MAAT Central Tejo. Image © EDP Foundation

O MAAT inaugura hoje, dia 16 de maio, três novas exposições: APQHOME – MAAT, de Ana Pérez-Quiroga; Yo nunca he sido surrealista hasta el día de hoy, de Carlos Garaicoa, e Untitled (orchestral), de João Onofre.

Exposição: O QUE EU SOU

16:00 - 6 Abril, 2017
Exposição: O QUE EU SOU, Via MAAT - José Barrias,1995. Image ©  José Manuel Costa Alves
Via MAAT - José Barrias,1995. Image © José Manuel Costa Alves

O Que Eu Sou constitui a segunda apresentação da Coleção de Arte Fundação EDP no MAAT. Dentro de um ciclo de olhares temáticos sobre peças significativas da arte portuguesa contemporânea, esta nova seleção leva o público a entrar na vida e na obra dos artistas, revelando os espaços mais íntimos e menos conhecidos do processo criativo e demonstrando como os mundos objetivo e subjetivo contaminam a arte. Aponta-se, deste modo, para temáticas inerentes à relação complementar e paradoxal entre a definição do «Eu» autobiográfico e da identidade, as ligações entre percurso biográfico e artístico, mas também para ideias de arte, vida e suas respetivas intersecções. Adotando o título de um poema de Teixeira de Pascoaes (1877-1952), a exposição proporciona novas leituras sobre a dimensão autobiográfica e autorreferencial da criação artística, focando tanto o momento presente, como as ressonâncias que advêm da relação histórica entre a arte e a vida.

Liquid Skin – Apichatpong Weerasethakul, Joaquim Sapinho no MAAT

16:00 - 6 Abril, 2017
Liquid Skin – Apichatpong Weerasethakul, Joaquim Sapinho no MAAT, Joaquim Sapinho, Candles (Esmola), 2016. Vista da exposição Liquid Skin – Apichatpong Weerasethakul, Joaquim Sapinho, MAAT, 2016.. Image © Bruno Lopes
Joaquim Sapinho, Candles (Esmola), 2016. Vista da exposição Liquid Skin – Apichatpong Weerasethakul, Joaquim Sapinho, MAAT, 2016.. Image © Bruno Lopes

No século XXI, a relação entre artes plásticas e cinema é um tópico crucial dos debates culturais. Artistas que fazem filmes, cineastas que fazem exposições, filmes que são instalações, imagens que são esculturas. Criadores oriundos, por formação ou carreira, da área do cinema ou das artes plásticas trabalham, ao mesmo tempo, objetos e imagens, fixas ou em movimento, testando os limites mais avançados da imaginação e da liberdade — ou seja, da arte. Os filmes de Apichatpong Weerasethakul — como Blissfully Yours, O Tio Boonmee, que se Lembra das Suas Vidas Anteriores (Palma de Ouro 2010, Cannes) ou Cemitério do esplendor — e de Joaquim SapinhoCorte de Cabelo, Mulher Polícia ou Deste Lado da Ressurreição — produziram momentos únicos que ajudaram a redesenhar a paisagem visual de hoje.

Exposição: Dimensões Variáveis - Artistas e Arquitetura no MAAT

16:00 - 5 Abril, 2017
Exposição: Dimensões Variáveis - Artistas e Arquitetura no MAAT, Alexandre Périgot, La Maison du Fada, 2011-13. Image Cortesia de MAAT
Alexandre Périgot, La Maison du Fada, 2011-13. Image Cortesia de MAAT

«Dimensões Variáveis» é um termo descritivo muito utilizado nas legendas de obras de arte, especialmente no campo da arte contemporânea, mas de uso raro no domínio da arquitetura, no qual as dimensões são construídas, logo definidas, por natureza. A exposição propõe um novo olhar e inventa novos diálogos sobre esta relação entre artistas e arquitetura.

Ordem e Progresso é a nova versão de uma performance-instalação do artista mexicano Héctor Zamora no MAAT

08:00 - 5 Abril, 2017
Ordem e Progresso é a nova versão de uma performance-instalação do artista mexicano Héctor Zamora no MAAT, HÉCTOR ZAMORA, ORDEN Y PROGESO, 2012.. Image © Musuk Nolte
HÉCTOR ZAMORA, ORDEN Y PROGESO, 2012.. Image © Musuk Nolte

Ao entrar no MAAT – Museu de Arte, Arquitetura e Tecnologia, deparamo-nos com uma série de destroços de barcos de pesca dispersos pela Galeria Oval. Terá este recinto sido palco de uma intensa batalha naval? Resultarão estes destroços de um verdadeiro combate, ou serão vestígios de outra ação, deliberadamente deixados neste espaço?

Ordem e Progresso é a nova versão de uma performance-instalação que o artista mexicano Héctor Zamora (Cidade do México, 1974) realizou em 2012 no Paseo de los Héroes Navales, em Lima, e em 2016 no Palais de Tokyo, em Paris. Para esta apresentação, pensada especificamente para este espaço, foram selecionados sete barcos de diferentes tipologias e características, de acordo com o tipo de atividade e conforme a tradição das cidades e vilas piscatórias portuguesas, como Sesimbra, Ericeira, Nazaré, Aveiro e Figueira da Foz. Verdadeiros exemplares da pesca artesanal portuguesa, construídos entre o final da década de1960 e o início da de 2000, estas embarcações foram recolhidas tendo em conta o seu avançado estado de degradação. Algumas ostentam importantes símbolos nacionais relacionados com o período dos Descobrimentos portugueses (como a Cruz da Ordem de Cristo); outras foram batizadas com nomes que remetem para as tradições e o misticismo das comunidades piscatórias ou que estão vinculadas à cultura e ao folclore locais.

Exposição: ARQUIVO E DEMOCRACIA - José Maçãs de Carvalho

16:00 - 4 Abril, 2017
Exposição: ARQUIVO E DEMOCRACIA - José Maçãs de Carvalho, via José Maçãs de Carvalho, Arquivo e Democracia, 2016 (VIDEO STILL)
via José Maçãs de Carvalho, Arquivo e Democracia, 2016 (VIDEO STILL)

O projeto Arquivo e Democracia é um ensaio visual sobre as mulheres de origem filipina que trabalham em Hong Kong, em serviços domésticos, e ocupam as ruas de Central aos domingos.

Utopia/Distopia – Mudança de Paradigma | no MAAT

16:30 - 3 Abril, 2017
Utopia/Distopia – Mudança de Paradigma | no MAAT, Utopia/Distopia – Mudança de Paradigma . Imagem cortesia do MAAT
Utopia/Distopia – Mudança de Paradigma . Imagem cortesia do MAAT

Utopia/Distopia com curadoria de Pedro Gadanho, João Laia e Susana Ventura é a primeira “exposição-manifesto” no novo edifício do MAAT. Estabelecendo um diálogo com os projetos site-specific da Galeria Oval do museu, estas exposições coletivas apresentam obras de artistas e arquitetos que, nas respetivas áreas, têm contribuído para uma compreensão profunda e uma reflexão crítica sobre temas cruciais do presente. Evocando o 500.º aniversário da publicação da obra Utopia de Thomas More, a exposição centra-se nos conceitos de utopia e distopia e na forma como a dicotomia entre ambos reflete uma época de aceleração paradoxal, em que a ansiedade e o otimismo coexistem.

Conheça o Museu de Arte, Arquitetura e Tecnologia de Lisboa através do olhar de Francisco Nogueira

14:00 - 1 Dezembro, 2016

© Francisco Nogueira © Francisco Nogueira © Francisco Nogueira © Francisco Nogueira + 71

À margem do rio Tejo, o Museu de Arte, Arquitetura e Tecnologia (MAAT) foi inaugurado no segundo semestre deste ano. Projeto da Fundação EDP, o museu foi concebido pela arquiteta britânica Amanda Levete. O fotógrafo português Francisco Nogueira compartilhou conosco uma série fotográfica do edifício, através desta galeria, além de conhecer o museu por diversos ângulos, é possível compreender como espaço abriga as atividades propostas pela instituição.

Veja 70 fotografias que exploram o interior e exterior do MAAT, a seguir.

4ª Trienal de Arquitectura de Lisboa: Debates: Talk, Talk, Talk

16:00 - 15 Novembro, 2016
4ª Trienal de Arquitectura de Lisboa: Debates: Talk, Talk, Talk, Cortesia de 4ª Trienal de Arquitectura de Lisboa
Cortesia de 4ª Trienal de Arquitectura de Lisboa

As exposições centrais serão o ponto de partida para três conferências a 17, 18 e 19 de Novembro, representando um segundo momento alto do programa da Trienal. Realizadas em espaços de conferência contíguos às exposições na Fundação Calouste Gulbenkian, Centro Cultural de Belém e MAAT, trarão a palco arquitectos, investigadores e actores destacados do panorama internacional da arquitectura. Estas conversas irão aprofundar a reflexão sobre os temas abordados nas exposições, lançando novos olhares e questões e abrindo caminhos para o debate.

Conheça a Trienal de Arquitectura de Lisboa através destes panoramas em 360°

14:00 - 12 Outubro, 2016

A Trienal de Arquitectura de Lisboa 2016, que abriu ao público na semana passada, é composta por uma constelação de exposições e eventos paralelos. Uma das atrações -- intitulada A Forma da Forma - é simultaneamente uma exposição e uma estrutura autônoma, uma sequência de ambientes projetados colaborativamente por Mark Lee do escritório Johnston Marklee, Kersten Geers do Office KGDVS e Nuno Brandão Costa. Se "um dos legados fundamentais da arquitetura é sua própria forma", declaram os curadores, "esta exposição constrói um diálogo que desafia as noções de autoria e os limites da forma."

4ª Trienal de Arquitectura de Lisboa: Os Filmes de Charles e Ray Eames

16:00 - 9 Outubro, 2016
4ª Trienal de Arquitectura de Lisboa: Os Filmes de Charles e Ray Eames, Cortesia de 4ª Trienal de Arquitectura de Lisboa
Cortesia de 4ª Trienal de Arquitectura de Lisboa

Acontece durante a 4ª Trienal de Arquitectura de Lisboa no dia 13 de outubro de 2016 o ciclo: Os Filmes de Charles e Ray Eames.