1. ArchDaily
  2. Acústica

Acústica: O mais recente de arquitetura e notícia

Como projetar uma acústica perfeita em pisos, tetos e paredes

À medida que nossas cidades se densificam e os tipos de edifícios se tornam cada vez mais mistos, tendemos a passar muito tempo em ambientes barulhentos. Quando falamos em conforto acústico, raramente pensamos em lugares como restaurantes, casas de show e grandes escritórios; locais com muitas pessoas, máquinas e ruído de fundo. A qualidade do som pode mudar totalmente a experiência das pessoas em um espaço interior, e melhorar a qualidade acústica do espaço depende do tratamento de todas as superfícies, desde paredes a tetos e pisos. Neste artigo, apresentaremos uma variedade de soluções para tetos, pisos e paredes, suas diferentes combinações, e um guia simples de como aplicá-las corretamente em espaços públicos sem comprometer a estética do interior.

Soluções para melhorar a acústica em ambientes domésticos

Muito falamos das questões acústicas quando se trata de projetos em desenvolvimento, porém, quando nos deparamos com um projeto já construído, seja um apartamento alugado ou um pequeno comércio, muitas vezes lidamos com ruídos que saem do nosso controle e podem impactar inclusive na saúde física e mental das pessoas. Neste artigo buscamos explorar dicas práticas de como lidar com esses ruídos, buscando amenizá-los e melhorar o convívio e a vivência nos espaços. 

Apartamento MER / Jacobsen Arquitetura. Image © Fran ParenteCasa das Janelas Verdes / Mesa Atelier. Image © Ana Isabel SantosApartamento do Gabriel e da Juliana / INÁ Arquitetura. Image © Maura MelloApartamento Lapa / Base Arquitetura. Image © Guilherme Pucci+ 7

Funcionalidade e estética: dicas e exemplos de forros em projetos de arquitetura

Um dos elementos construtivos que melhor combina a funcionalidade com a estética, o forro pode ser um importante aliado aos projetos de arquitetura e de interiores, adicionando camadas de textura, cores e materialidade, permitindo assim um maior controle de qualidade dos espaços internos, ao mesmo tempo que serve como armazenamento e proteção de outros sistemas. 

Restaurante BANQ / NADAAA. Image © John HornerApartamento NAJ / Triplex Arquitetura. Image © Renato NavarroLoja Conceito Off-White Miami / Virgil Abloh + AMO. Image Cortesia de Off-White Sede Empresarial Cooperativa / DA | Departamento de Arquitetura. Image © Alcindo Dedavid+ 13

Interiores com tratamento acústico: tipos e soluções

Vivendo em grandes centros urbanos, é seguro afirmar que a maior parte dos sons que nos rodeiam são acidentais e, em sua maioria, pouco prazerosos. Segundo Julian Treasure, presidente da Sound Agency, os sons podem nos impactar de diversas formas: fisiologicamente, psicologicamente, cognitivamente e comportamentalmente, chegando a alterar a produtividade em espaços de trabalho e até as vendas de comércios e lojas. Como resposta a isso, o cuidado com o conforto acústico nos ambientes que frequentamos é uma atribuição não somente do engenheiro contratado, mas também do arquiteto responsável pelo projeto.

Restaurante Barril / Paulo Merlini arquitetos. Image © Ivo Tavares StudioEscola Infantil Rockery for Play—Poly WeDo Art Education / ARCHSTUDIO. Image © Wang NingOficina de Aprendizagem de Moda Zadkine / Krill-Office for Resilient Cities and Architecture. Image © Frank HanswijkThe Suit / AnLstudio. Image Cortesia de AnLstudio+ 18

Acústica na arquitetura: estratégias e tendências

Qual a importância da acústica para a arquitetura? Ruídos indesejados podem trazem efeitos extremamente negativos ao nosso organismo, tais como: perda auditiva, doenças cardiovasculares, hipertensão, dores de cabeça, alterações hormonais, doenças psicossomáticas, distúrbios do sono, redução do desempenho físico e mental, estresse, agressividade, e desconforto em geral.

A lista que apresentaremos a seguir é uma espécie de índice de artigos sobre acústica na arquitetura publicados aqui no ArchDaily, os quais abordam desde estratégias de projeto até novos materiais e a sua aplicabilidade.

Acústica mal projetada em salas de aula prejudica o desempenho e o bem estar dos alunos e professores

Poucas coisas irritam mais que a exposição a ruídos excessivos, por longos períodos de tempo ou a incapacidade de entender o que precisamos ouvir. Seja uma obra próxima, o tráfego de uma rodovia, o ar condicionado ou o vizinho aprendendo saxofone, pesquisas mostram que ruídos podem contribuir para doenças cardiovasculares, aumento de pressão, dores de cabeça, alterações hormonais, distúrbios no sono, redução no desempenho físico e mental e a redução do bem-estar. Por outro lado, em um ambiente acusticamente "confortável", além de ouvirmos o que desejamos, nos concentramos melhor e nos sentimos mais calmos.

A preocupação com a criação de ambientes acusticamente confortáveis é geralmente relegada a cinemas, salas de concertos e estúdios de gravação. Mas é particularmente importante em ambientes de aprendizado, como salas de aulas, já que influencia diretamente na relação ensino-aprendizagem. O desconforto acústico pode prejudicar o processo de aquisição de conhecimento, interferindo na atenção e piorando a comunicação entre aluno e professor.

The Threshold, The Secondary School / Paralelo Colectivo. Image © Luis BarandiaránSandal Magna Community Primary School / Sarah Wigglesworth Architects. Image © Mark Hadden PhotographySandringham Primary School / Walters & Cohen. Image © Dennis Gilbert / VIEWSonia Delaunay School / ADEN architectes. Image © Sergio Grazia+ 9

O que levar em conta para melhorar o conforto acústico?

Mesmo sem querer, às vezes você acaba conhecendo a vida do seu vizinho ao lado, por ouvir todas as suas conversas através das paredes. Ou perde o sono quando o cachorro que vive no apartamento acima resolve fazer um passeio no meio da madrugada. Possivelmente você mora em um local com um isolamento acústico inadequado das paredes e/ou lajes. Com cidades cada vez mais densas e construtores buscando maiores margens de lucro, não é raro que o conforto acústico seja deixado de lado em diversos projetos de arquitetura. Quando o som é excessivo ou indesejado, ele passa a ser denominado ruído e impacta o corpo, a mente e as atividades humanas. Ainda que nem todos os espaços precisem selar quaisquer tipos de sons, como câmaras herméticas, criar espaços com um grau adequado de isolamento acústico melhora a qualidade de vida de todos usuários.

Cortesia de Hunter Douglas Architectural© Dorian Shy, Framework PhotographicCortesia de Acoustical SurfacesCortesia de Hunter Douglas Architectural+ 7

O que são decibéis? (Ou como os ruídos afetam nossa saúde)

Ambientes ruidosos trazem efeitos extremamente negativos ao nosso organismo e são um grande vilão para a concentração, aprendizado e produtividade em salas de aula e escritórios. Dores de cabeça são sintomas momentâneos. Mas permanecermos expostos a locais muito ruidosos pode trazer problemas como a perda auditiva, afetar a concentração, a pressão arterial e até a digestão. Também pode desencadear altos níveis de estresse, distúrbios do sono, alterações do humor, aumento da frequência cardíaca e zumbidos no ouvido. Esse trata-se de um inimigo invisível e, muitas vezes, negligenciado nas grandes cidades com os ruídos de tráfego intenso, demolições e equipamentos barulhentos, como geradores e condicionadores de ar. Embora a história se repita em ambientes fechados, medidas eficazes podem ser tomadas para evitar ruídos desnecessários.

Entendendo Absorção e Difusão Acústica em projetos de arquitetura

Cortesia de Acoustical Surfaces
Cortesia de Acoustical Surfaces

"Acústica", na arquitetura, significa melhorar o som nos ambientes. Apesar de ser uma ciência complexa, entender o básico - e tomar decisões eficientes - é muito mais fácil do que se imagina. O primeiro passo é entender que existem duas categorias técnicas usadas em acústica: isolamento e tratamento de som. Insonorização significa "menos ruído" e tratamento, "mais qualidade de som".

Acústica: por que os arquitetos não deveriam deixar tudo para os consultores

Mais da metade da população mundial vive em áreas urbanas densas. Restaurantes, lojas, hotéis ou escritórios desconfortavelmente barulhentos são suficientes para manter os clientes afastados. Ao planejar uma reunião ou mesmo sair à noite com amigos, estamos conscientes de selecionar um local onde possamos nos concentrar e ouvir um ao outro. Quanto mais barulhento fica nosso mundo, mais difícil é nos concentramos nos sons que realmente queremos ouvir.

Desde o começo dos tempos, nossos ouvidos nos alertaram sobre o perigo que se aproxima. Enquanto sua função permanece a mesma, os perigos de hoje são diferentes do que eram no passado. Sons indesejados podem ter efeitos graves para a saúde, tais como: perda auditiva, pressão alta, dores de cabeça, alterações hormonais, doenças psicossomáticas, distúrbios do sono, redução do desempenho físico e mental, reações de estresse, agressividade, sentimentos constantes de desprazer e redução geral bem-estar. Com essa lista de efeitos colaterais, seria tolice deixar o conforto acústico de nossos espaços apenas para consultores. Quando os arquitetos tem a consciência do conforto acústico, o resultado final pode ser extraordinário.

Incorporando acústica adequada em projetos com estruturas aparentes

Cortesia de Armstrong
Cortesia de Armstrong

O desafio de desenvolver projetos de conforto, sobretudo acústico, é um tanto quanto ingrato, uma vez que só prestamos atenção nele quando não funcionam adequadamente nos espaços. São muitas as queixas comuns: ouvir mais a conversa da sala ao lado do que a que ocorre no seu espaço, ter que gritar para ser entendido por alguém ao seu lado ou ouvir ecos excessivos nos ambientes que tornam o convívio exaustivo. Justamente esse último problema é bastante comum em espaços com estruturas aparentes, sem materiais de revestimentos. Por geralmente serem materiais pouco absorventes acusticamente, como concreto, vidros ou metais, é bastante comum que espaços com estéticas mais industriais apresentem tempo de reverberação alto. Isso quer dizer que um som emitido demora a desaparecer, pois continua refletindo nas superfícies do espaço e juntando-se aos outros sons produzidos, criando um ruído incômodo e reduzindo a compreensão das falas.

Como projetar espaços acusticamente eficientes

A preocupação de criar ambientes acusticamente confortáveis não é apenas um requisito para salas de concerto e estúdios de gravação. Os níveis de ruído causados por diferentes atividades podem ser irritantes, ainda mais se isso ocorrer em nosso local de descanso, o que pode até ser prejudicial à saúde.

Acústica na arquitetura: só notamos quando ela é ruim

Quando falamos em acústica costumamos pensar em projetos arquitetônicos onde o som é protagonista, como por exemplo salas de concertos, auditórios e escolas. Mas as questões da acústica e sua implicação na qualidade dos ambientes são bem mais amplas e se estendem para as cidades e edifício de menor complexidade, podendo contribuir para uma melhoria da experiência espacial ou para uma experiência cada vez mais estressante. O Arquicast traz para a pauta uma abordagem diferenciada sobre a importância acústica em nossas e vidas. E, para tanto, conversa com os arquitetos Marcos Holtz, especialista em acústica arquitetônica e ambiental; e Ernani Machado, doutor em conforto ambiental.

Como projetar assentos para teatro: 21 layouts detalhados

Linhas de visão da plateia, acústica e acessibilidade fazem da disposição dos assentos de teatros uma grande e precisa arte. Como parte de seu conjunto de recursos online para arquitetos e designers, a equipe do Theatre Solutions Inc (TSI) compilou um catálogo com 21 exemplos de layouts de assentos de teatro. Cada layout é bem detalhado, com informações sobre o número de assentos, área de piso destinada a eles e espaçamento entre filas. Estes layouts se dividem em três formas gerais; e para complementar esta informação, juntamente com diagramas da TSI, nós incluímos os prós e contras de cada tipo, bem como exemplos de projetos que utilizam cada formato. Saiba mais a seguir.

Centro de Artes Performáticas Blyth / Stevens Lawson Architects. Imagem © Mark SmithTeatro Agora / UNStudio. Imagem © Iwan BaanTeatro Ulumbarra / Y2 Architecture. Imagem © Peter ClarkeElbphilharmonie de Hamburgo / Herzog & de Meuron. Imagem © Iwan Baan+ 32

Além da estética, forros podem melhorar o conforto dos ocupantes e o desempenho acústico

Os forros oferecem uma oportunidade para design criativo e integração técnica. Eles desempenham um papel fundamental na criação de espaços interiores e agregam valor somando conforto por meio de acústica, acabamentos e outras soluções integradas às intenções do projeto. Do projeto estrutural ao conforto geral do espaço, são um aspecto fundamental de qualquer projeto arquitetônico.

© Studiothomas© Halkin Mason Photography LLCGGP, Chicago, IL, Architect: Archideas. Image © Eric LaignelHyatt Global Headquarters / Gensler. Image © Rafael Gamo Studio LLC+ 11

8 painéis acústicos internos e seus detalhes de construção

A cena é comum. Você está em um restaurante e parece ouvir mais a conversa da outra mesa do que da pessoa que está ao seu lado. Para tentar resolver isso, todos começam a falar mais alto, tornando o ambiente caótico. Ou, quando vendo um filme e precisa aumentar o som para entender alguma coisa, faz seu vizinho perder o sono. Absorção, reflexão, reverberação, frequência, decibéis, etc. Ainda que a acústica seja uma ciência complexa e possa tornar edifícios quase inabitáveis quando mal pensada, nem sempre os arquitetos possuem os recursos teóricos e a preocupação necessária para desenvolver espaços confortáveis acusticamente.

BISA. Image Cortesia de MikodamGETA. Image Cortesia de MikodamTOBA. Image Cortesia de MikodamSAPA. Image Cortesia de Mikodam+ 37

14 salas de concertos: uma combinação perfeita entre acústica e estética

Quando pensamos em uma combinação perfeita entre acústica e bons projetos, isso pode não ser tão fácil quanto parece. Uma série de decisões técnicas para tornar um espaço interior acusticamente eficiente - e para alcançar sua finalidade programática corretamente - pode fazer com que algumas das intenções projetuais do arquiteto diminuam e sejam substituídas por painéis padrão e pré-fabricados.

Neste artigo, apresentamos uma seleção de projetos de arquitetura capazes de criar um impacto visual memorável, bem como uma solução interior impecável para a acústica. Estes são os nossos 14 locais favoritos de música que fascinam por dentro e por fora.

© Simon Menges© Adam MørkCourtesy of Shigeru Ban Architects© Ema Peter+ 32

ABNT publica versão atualizada da norma de acústica para edificações

Após longo processo de estudos, debates, revisão e consultas públicas nacionais, que teve início na década de 90, a norma ABNT NBR 10152 Acústica - Níveis de Pressão Sonora em Ambientes Internos e Edificações foi publicada na versão 2017, no dia 24 de novembro, atualizada e aperfeiçoada.

Entre as novidades, a versão traz, na Tabela 3, novos valores de referência para ambientes internos de uma edificação de acordo com o uso e apresenta valores de referência em RLAeq, RLASmax e RLNC para 48 ambientes, distribuídos em 10 diferentes categorias.