Soluções para melhorar a acústica em ambientes domésticos

Soluções para melhorar a acústica em ambientes domésticos

Muito falamos das questões acústicas quando se trata de projetos em desenvolvimento, porém, quando nos deparamos com um projeto já construído, seja um apartamento alugado ou um pequeno comércio, muitas vezes lidamos com ruídos que saem do nosso controle e podem impactar inclusive na saúde física e mental das pessoas. Neste artigo buscamos explorar dicas práticas de como lidar com esses ruídos, buscando amenizá-los e melhorar o convívio e a vivência nos espaços. 

Apartamento MER / Jacobsen Arquitetura. Image © Fran ParenteCasa das Janelas Verdes / Mesa Atelier. Image © Ana Isabel SantosApartamento do Gabriel e da Juliana / INÁ Arquitetura. Image © Maura MelloApartamento Lapa / Base Arquitetura. Image © Guilherme Pucci+ 7

Assim como ilustrado pelo filme O som ao redor (2012), de Kleber Mendonça Filho, os sons da vizinhança impactam nossa rotina de maneira fundamental. Carros, ônibus, motos, obras, músicas, conversas, latidos e miados, são sons que fazem parte do convívio das grandes cidades. Porém, ao mesmo tempo, representam um problema quando nós não temos controle sobre eles e ou a possibilidade de nos isolarmos. 

Chicago, Estados Unidos.. Image via @overview. Source imagery @nearmap
Chicago, Estados Unidos.. Image via @overview. Source imagery @nearmap

Os materiais construtivos empregados, principalmente nas construções mais recentes e convencionais, têm pouca relevância em isolar acusticamente os ambientes. As paredes de tijolo cerâmico ou de bloco de concreto, ou mesmo os blocos estruturais, não têm capacidade de barrar o som de um apartamento para outro, por exemplo, sem o emprego de uma manta isolante. As esquadrias usuais também não têm essa capacidade, nem as lajes e aí por diante. São nesses casos que  precisamos de soluções anexas para garantir algum tipo de controle dos ambientes internos. 

via shutterstock
via shutterstock

Primeiramente é importante saber que, a não ser que o objetivo seja construir uma câmara anecóica, não existe nenhuma solução que seja totalmente isoladora, e portanto, as soluções possíveis são pensadas para amenizar os ruídos externos e não para isolar totalmente os ambientes. Partindo disso, o primeiro passo é entender de onde vem a fonte do ruído, se é de alguma construção vizinha de cima ou dos lados, ou ainda, se é um som que vem da rua e entra pelas janelas e portas. Para cada fonte, há um tipo de abordagem possível: 

Ruídos que vem da rua

Apartamento Lapa / Base Arquitetura. Image © Guilherme Pucci
Apartamento Lapa / Base Arquitetura. Image © Guilherme Pucci

Caso seja constatado que o ruído vem da rua e entra no ambiente pela janela, a solução mais eficiente é a instalação de uma janela acústica. As janelas acústicas apresentam características diferentes de janelas comuns, que são, principalmente, o vidro duplo em suas folhas e a estrutura do caixilho que recebe um preenchimento que ajuda a barrar o som. Além disso, essas janelas têm também fechamentos quase herméticos que auxiliam a isolar o ambiente interno. As janelas acústicas podem substituir as janelas convencionais, necessitando de uma pequena obra, ou ainda, podem ser instaladas sobre as janelas convencionais, formando uma pequena saliência de 5 a 7 centímetros para dentro do ambiente. 

Casa das Janelas Verdes / Mesa Atelier. Image © Ana Isabel Santos
Casa das Janelas Verdes / Mesa Atelier. Image © Ana Isabel Santos

Ruídos que vêm dos vizinhos ao lado

Já no caso dos ruídos serem das construções imediatamente ao lado, como é o caso de muitos apartamentos vizinhos, uma solução possível é optar por um painel acústico. Antigamente era comum nos projetos habitacionais haver paredes duplas ou mais grossas para isolar um apartamento de seu vizinho, porém, com o passar do tempo e as necessidades econômicas da construtora vindo acima do conforto dos residentes, os apartamentos tiveram sua construção simplificada e hoje em dia as paredes divisórias dificilmente apresentam algum tipo de barreira acústica.

Apartamento do Gabriel e da Juliana / INÁ Arquitetura. Image © Maura Mello
Apartamento do Gabriel e da Juliana / INÁ Arquitetura. Image © Maura Mello

Dessa forma, uma maneira de contornar isso é construindo um painel acústico rente à parede, adicionando uma camada a mais de isolamento. Essa camada é composta por 3 elementos fundamentais: a manta isolante, que pode ser de lã, de PET ou de rocha; a estrutura do painel, que pode ser um drywall fixado na parede, ou ainda uma estrutura de madeira; e o acabamento externo, que é o mais variado possível, podendo receber pintura, marcenaria etc. Como essa solução implica em mais uma camada construtiva na parede como um todo, o cômodo perde uma espessura interna de 5 a 10 cm dependendo da situação, por isso, é importante estudar anteriormente as implicações dessa solução. 

Ruídos que vêm dos vizinhos de cima 

Da mesma forma que é comum ouvir as conversas dos vizinhos do lado, é ainda mais comum o incômodo pelo vizinho de cima, com passos, arrastar de móveis e tantas outras movimentações. Um dos maiores desafios dessas situações é que o que é transmitido de um pavimento para o outro não é somente o som sentido pelos nossos ouvidos, mas sim uma vibração que dissipa pela laje e desce pelas paredes. Por isso, é importante lembrar que um ambiente com isolamento absoluto é quase impossível de ser atingido em um edifício interconectado, como um prédio de apartamentos ou de escritórios. Entretanto, existem soluções que podem amenizar os ruídos. Algumas mais incisivas, como por exemplo a instalação de uma manta emborrachada entre o piso e a laje do vizinho, e outras mais independentes, com a instalação de um forro descolado da laje do teto. A manta emborrachada no piso é uma boa solução para quando se está reformando um apartamento e busca-se eximir qualquer possibilidade de conflito com seus vizinhos, porém não é uma solução para situações onde o conflito já existe e não haverá nenhuma obra no apartamento de cima. Para isso, é possível construir um forro que esteja descolado da laje superior. Esse forro segue os mesmos princípios do painel acústico, porém, é importante que ele se descole da laje do teto para atenuar as vibrações recebidas no apartamento de baixo. 

Apartamento MER / Jacobsen Arquitetura. Image © Fran Parente
Apartamento MER / Jacobsen Arquitetura. Image © Fran Parente

Importante ressaltar que essas soluções propostas têm o objetivo de amenizar os sons externos e não a reverberação interna. Para isso há outras soluções de interiores já exploradas em outros artigos que você pode ler no ArchDaily. O isolamento de um ambiente passa, portanto, por todos os detalhes de suas extremidades, as paredes, tetos e pisos, seus materiais e acabamentos, e as aberturas com todas as suas frestas, que precisam estar cuidadosamente fechadas. Ainda que o isolamento completo só seja possível em ambientes muito controlados, essas soluções ajudam a aliviar os ruídos do entorno e podem melhorar a qualidade de vida dos ocupantes.

Galeria de Imagens

Ver tudoMostrar menos
Sobre este autor
Cita: Giovana Martino. "Soluções para melhorar a acústica em ambientes domésticos" 23 Ago 2021. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/966162/solucoes-para-melhorar-a-acustica-em-ambientes-domesticos> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.