1. ArchDaily
  2. Festival

Festival: O mais recente de arquitetura e notícia

5 Instalações urbanas inauguram o Festival de Arquiteturas de Barcelona

Neste 5 de maio foi inaugurada a primeira edição do Model. Festival de Arquiteturas de Barcelona. Um evento organizado conjuntamente pela Câmara Municipal de Barcelona e pelo Colégio de Arquitetos da Catalunha (COAC) que nos aproxima da arquitetura experimental e nos ajuda a repensar como queremos viver juntos através de novos modelos de cidade e novos imaginários.

Bienal Architekturwoche Basel divulga projeto de pavilhão feito com materiais reciclados

O novo evento bienal Architekturwoche Basel (AWB) será lançado em maio como uma plataforma para discutir arquitetura e desenvolvimento urbano através das lentes da construção sustentável e da economia circular. A edição inaugural também marca o lançamento do primeiro Pavilhão de Basel, uma estrutura temporária destinada a mostrar novas possibilidades de construção ecológicas. O projeto vencedor, “Loggia Basileana”, criado pelo escritório de arquitetura isla, é feito de componentes de construção reutilizados e apresenta uma série de módulos que formam uma passagem contínua de pedestres ao longo de uma ferrovia em Dreispitz.

Bienal Architekturwoche Basel divulga projeto de pavilhão feito com materiais recicladosBienal Architekturwoche Basel divulga projeto de pavilhão feito com materiais recicladosBienal Architekturwoche Basel divulga projeto de pavilhão feito com materiais recicladosBienal Architekturwoche Basel divulga projeto de pavilhão feito com materiais reciclados+ 5

Al•luvió e a alma adormecida da paisagem: a luz na pedra vulcânica de Girona

Cheio de conotações e nuances, o termo paisagem é um conceito complexo e amplo. Ao lidarmos com o material e o imaterial, entendemos que trata-se de uma construção mental que relaciona um ambiente físico a um contexto sócio-cultural específico. De 12 a 27 de novembro, Jordi Giner, Francisco Garrido e Alberto Moragrega apresentaram Al-luvió, uma proposta para Lluèrnia, a festa da luz e do fogo realizada todos os anos em Olot, que reinterpreta a forma como em geral entendemos a ideia de paisagem e as formas habituais de intervir sobre ela.

A arquitetura temporária das bienais, festivais e exposições mundiais

Helsinki Biennial Pavilion by Verstas Architects. Imagem © Tuomas Uusheimo
Helsinki Biennial Pavilion by Verstas Architects. Imagem © Tuomas Uusheimo

Evento como bienais, festivais urbanos e exposições mundiais têm operado historicamente como um estimulante território de pesquisa e experimentação em arquitetura, cenários que viram nascer algumas das mais provocativas, controversas mas também inspiradoras obras de arquitetura e engenharia. A verdadeira importância das Exposições Mundiais, em particular, reside no fato de que oferecem aos arquitetos um contexto para que estes possam explorar novas ideias e tipologias em uma outra escala que diversamente, não seria possível. Nesta conjuntura, grandes feiras e exposições têm se estabelecido como uma espécie de plataforma para o intercâmbio de ideias e conhecimento. Desta forma, a arquitetura efêmera—e não apenas—tornou-se um espaço de fala para que arquitetos e urbanistas possam dar voz a novas ideias para o futuro do ambiente construído de nossas cidades.

A arquitetura temporária das bienais, festivais e exposições mundiaisA arquitetura temporária das bienais, festivais e exposições mundiaisA arquitetura temporária das bienais, festivais e exposições mundiaisA arquitetura temporária das bienais, festivais e exposições mundiais+ 7

Etherea, a instalação de arame projetada por Edoardo Tresoldi para o Coachella 2018, chega a Roma

Etherea, a instalação projetada por Edoardo Tresoldi para o festival Coachella em 2018, desembarcou em Roma para o Back to Nature, um projeto expositivo com curadoria de Costantino d'Orazio. A grande escultura translúcida feita de malha metálica dialogará com as árvores do Parco dei Daini, em Villa Borghese, até 13 de dezembro deste ano.

Etherea, a instalação de arame projetada por Edoardo Tresoldi para o Coachella 2018, chega a RomaEtherea, a instalação de arame projetada por Edoardo Tresoldi para o Coachella 2018, chega a RomaEtherea, a instalação de arame projetada por Edoardo Tresoldi para o Coachella 2018, chega a RomaEtherea, a instalação de arame projetada por Edoardo Tresoldi para o Coachella 2018, chega a Roma+ 14

Arquitetura pop-up: construindo novas experiências em pequena escala

A arquitetura pop-up se aproveita de pequenos espaços para criar experiências intimistas. Como estruturas temporárias e nômades, pavilhões pop-ups não são novidade no mundo da arquitetura, remontando à antiguidade quando era utilizadas durante diversos tipos de festivais. Levando a arquitetura para além de seus limites, estruturas temporárias têm como principal objetivo chamar à atenção do público, divulgando identidades, marcas e/ou produtos em contextos muito especiais. Atualmente, esta abordagem está se transformando em algo mais do que apenas intervenções efêmeras, influenciando decisivamente a maneira como pensamos e concebemos nossos edifícios.

Arquitetura pop-up: construindo novas experiências em pequena escalaArquitetura pop-up: construindo novas experiências em pequena escalaArquitetura pop-up: construindo novas experiências em pequena escalaArquitetura pop-up: construindo novas experiências em pequena escala+ 9

Bienal de Arquitetura de Tallinn anuncia a programação completa para a TAB 2019

A Bienal de Arquitetura de Tallinn de 2019, na Estônia, será inaugurada no próximo mês de Setembro. A semana de inauguração da TAB 2019, entre os dias 5 e 11, marcará a abertura da 5ª edição do maior evento de arquitetura do país. Recentemente, a TAB anunciou a programação completa para o festival deste ano, cujo tema é “Beauty Matters: The Resurgence of Beauty”. A Bienal de Arquitetura de Tallinn é organizada a cada dois anos pelo Centro de Arquitetura da Estônia. A edição deste ano está sendo curada pelo Dra. Yael Reisner, arquiteto israelense que vive e trabalha em Londres. A Bienal será composta por cinco eventos principais, os quais acontecerão em pleno centro histórico de Tallinn, além de uma série de programas satélites que tomarão as ruas de toda capital estoniana.

Bienal de Arquitetura de Tallinn anuncia a programação completa para a TAB 2019Bienal de Arquitetura de Tallinn anuncia a programação completa para a TAB 2019Bienal de Arquitetura de Tallinn anuncia a programação completa para a TAB 2019Bienal de Arquitetura de Tallinn anuncia a programação completa para a TAB 2019+ 12

As melhores estruturas do festival Burning Man 2018

Com o encerramento do Burning Man 2018, fotografias do evento começaram a ser publicadas nas redes sociais. As mais reconhecíveis são as que mostram a orbe projetada pelo BIG, uma enorme esfera espelhada suspensa por um único ponto de apoio e construída na escala 1:500.000 do planeta terra.

Como é construída Black Rock City, a cidade efêmera do Festival Burning Man

Satellite Image. Image © NASA
Satellite Image. Image © NASA

Você já se perguntou como a famosa cidade de Black Rock, onde ocorre o festival Burning Man, ergue-se da areia do Deserto de Nevada todos os anos? Um vídeo do vlogger Shalaco Sching documenta o processo realizado pela equipe de pesquisadores encarregados de criar uma cidade temporária a partir do nada - ano após ano.

Edoardo Tresoldi projeta escultura de malha metálica com forma neoclássica para o Festival Coachella

O artista italiano Edoardo Tresoldi, conhecido por seu trabalho com esculturas em malhas metálicas, revelou sua obra dedicada ao Coachella Valley Music and Arts Festival, em Indio, Califórnia. Intitulada "Etherea", a instalação site-specific representa a conclusão de sua pesquisa no âmbito musical, além de ser a maior escultura já realizada pelo artista. A obra consiste em três estruturas transparentes inspiradas na arquitetura barroca e neoclássica.

O italiano estabeleceu sua reputação trabalhando com esculturas em malhas metálicas, sendo nomeado um dos 30 artistas mais influentes da Europa. A Etherea representa sua investigação sobre arquitetura como ferramenta para contemplação, "um espaço onde o céu e as nuvens são narrados pela linguagem da arquitetura clássica".

Edoardo Tresoldi projeta escultura de malha metálica com forma neoclássica para o Festival Coachella Edoardo Tresoldi projeta escultura de malha metálica com forma neoclássica para o Festival Coachella Edoardo Tresoldi projeta escultura de malha metálica com forma neoclássica para o Festival Coachella Edoardo Tresoldi projeta escultura de malha metálica com forma neoclássica para o Festival Coachella + 16

Pavilhão Spectra no Festival Coachella leva os visitantes a uma viagem de luz e cores

A post shared by Franky Lam (@frankylamchops) on

O estúdio de design britânico NEWSUBSTANCE estreou no Coachella Valley Music & Art Festival com um pavilhão de sete andares que leva os visitantes a uma “jornada de luz, cor e perspectiva em constante mudança.” O pavilhão de 23 metros de altura se chama "Spectra", apresenta uma forma espiral com mirante no topo e projeta uma faixa luminosa com as cores do arco-íris.

O espectro e cores é produzido pela separação das ondas de luz por seus diferentes graus de refração - e, subjetivamente, incorpora o espírito do festival Coachella. Através da manipulação das propriedades físicas da luz, Spectra é capaz de produzir mais de 16 milhões de cores.

UNDERSCORE - Festival de Música, Som, Imagem em Movimento e Arquivo

Tem início amanhã, dia 13 de Junho, o novíssimo festival da cidade de Lisboa: o Underscore, Festival de Música, Som, Imagem em Movimento e Arquivo, festival que cria em Lisboa relações dinâmicas entre músicos e filmes, surpreendendo o espectador. Alguns dos eventos não foram nem serão apresentados novamente em mais lado nenhum, sendo únicos ao festival: as sessões de quarta à noite com Pavel Fajt, Maria do Mar e Maria Radich, e as de sábado de manhã e de noite com Neil Brand e filmes de Lotte Reiniger e das vanguardas do cinema português respectivamente.

Festival Walk&Talk 2017 retorna com arte e arquitetura a São Miguel

De vocação experimental, o Festival Walk&Talk privilegia a apresentação de projetos inéditos e a sua realização efetiva a programação que é desenvolvida ao longo de todo o ano pela Anda&Fala – Associação Cultural, através de residências que estimulam a criação artística contemporânea, a partir do contexto cultural e geográfico específico dos Açores. Jesse James, Diretor artístico do Walk&Talk e co-fundador da Associação Anda&Fala, sublinha: “O Walk&Talk está a consolidar-se como uma plataforma de programação artística contínua que, baseada nos Açores, se quer também sustentada a longo prazo, para que continue a ser capaz de atrair e apoiar a criação artística nas suas mais variadas formas de expressão”.

Clássicos da Arquitetura: Millennium Dome / Rogers Stirk Harbour + Partners

Em 1994, com o terceiro milênio se aproximando, o Reino Unido anunciou um festival nacional para o ano 2000. Em meio a um novo senso de otimismo, o festival de um ano, que ficou conhecido como Millennium Experience, tomaria a forma de uma exposição celebrando "quem somos, o que fazemos e onde vivemos". Sob a direção de projeto de Mike Davies, um parceiro do escritório de Richard Rogers (hoje conhecido como RSHP), o Millennium Dome foi projetado para abrigar a exposição.

Em uma façanha extraordinária de arquitetura e engenharia, a grande cúpula, que abrange um volume de 2,2 milhões de metros cúbicos, foi erguida, desde o conceito inicial ao topo, em apenas dois anos. Embora a Millennium Experience tenha sido encerrada no ano de 2000, o edifício que a alojou foi, desde então, utilizado para uma variedade de usos, em grande parte devido ao projeto caracteristicamente flexível de Richard Rogers.

Clássicos da Arquitetura: Millennium Dome / Rogers Stirk Harbour + PartnersClássicos da Arquitetura: Millennium Dome / Rogers Stirk Harbour + PartnersClássicos da Arquitetura: Millennium Dome / Rogers Stirk Harbour + PartnersClássicos da Arquitetura: Millennium Dome / Rogers Stirk Harbour + Partners+ 8

10 Festivais tradicionais ao redor do mundo: um bom motivo para conhecer novas arquiteturas

Convivemos cotidianamente com nossas cidades através de atos corriqueiros, seja para transitar, buscar um espaço de contemplação, almoçar numa praça ou até mesmo se exercitar. No entanto, uma das formas mais excepcionais de experimentar diferentes vocações do espaço urbano são os festivais tradicionais, enraizados em suas culturas locais apresentadas através de diferentes indumentárias, culinárias, danças e outras manifestações artísticas.

Através destas festas percebe-se a ocupação e reivindicação do espaço público urbano, nas quais as ações culturais brindam novas formas de se apropriar da cidade - num momento que as ruas deixam de ser apenas um lugar de trânsito e se tornam um espaço de lazer e permanência, tomadas por uma diferente atmosfera. 

Novas culturas se constroem a partir de novas práticas. Através de viagens os arquitetos conseguem aumentar seu repertório e ganhar novos olhares para seus projetos. Por isso, buscamos alguns festivais tradicionais espalhados pelo mundo para que estes sirvam como uma boa desculpa para desvendar novos modos de pensar a cidade e, de quebra, conhecer grandes obras arquitetônicas.

Festival Multiplicidade une arte e tecnologia no Teatro Oi Futuro

O Festival Multiplicidade comemora 12 anos de realizações ocupando pela primeira vez na sua história todas as áreas expositivas do Oi Futuro Flamengo, com a mostra MULTIPLICIDADE_IMAGEM/ SOM/ INUSITADOS, que tem curadoria de Batman Zavareze.

Inscrições abertas para o Arquiteturas Film Festival 2016

Arquiteturas, o festival de cinema onde a arquitetura ocupa o lugar de destaque, regressa a Lisboa de 12 a 16 de outubro deste ano e será dedicado ao tema “Rehab Nation”. Até dia 1 de maio estão abertas as candidaturas ao open call internacional, através do qual serão selecionados filmes de cineastas, artistas e outros criadores portugueses ou estrangeiros para integrarem a competição e o cartaz da edição de 2016 do festival.

Documentário "Vilanova Artigas - O Arquiteto e a Luz" é premiado no Arquiteturas Film Festival Lisboa

O festival português de cinema "Arquiteturas Film Festival Lisboa 2015" divulgou as produções premiadas em suas sete categorias. Entre os premiados, o documentário "Vilanova Artigas - O Arquiteto e a Luz", escrito por Laura Artigas e dirigido por ela em parceria com Pedro Gorski para a ocasião do centenário do arquiteto este ano, venceu na categoria "Prêmio Lusofonia", destinado a produções de língua portuguesa.