Ampliar imagem | Tamanho original
A arquitetura pop-up se aproveita de pequenos espaços para criar experiências intimistas. Como estruturas temporárias e nômades, pavilhões pop-ups não são novidade no mundo da arquitetura, remontando à antiguidade quando era utilizadas durante diversos tipos de festivais. Levando a arquitetura para além de seus limites, estruturas temporárias têm como principal objetivo chamar à atenção do público, divulgando identidades, marcas e/ou produtos em contextos muito especiais. Atualmente, esta abordagem está se transformando em algo mais do que apenas intervenções efêmeras, influenciando decisivamente a maneira como pensamos e concebemos nossos edifícios. De pequenos centros comunitários até abrigos emergenciais, estruturas pop-up abrangem uma grande variedade de programas. Como observa Marni Epstein-Mervis, “existem hoje em dia parques de diversões pop-up, lojas, restaurantes e até hotéis pop-up”. Embora possam assumir nomes diferentes, de pavilhões temporários à estruturas instantâneas, os pop-ups compartilham uma série de características relacionadas à sua escala e impermanência. Explorando novas relação entre materiais, espaços e experiências espaciais, os projetos apresentados à seguir nos mostram soluções tão inteligentes quando compactas. Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar