1. ArchDaily
  2. Espaço Público

Espaço Público: O mais recente de arquitetura e notícia

Como qualificar espaços públicos para a infância? Experiências e aprendizados em São Paulo

Cortesia de Prefeitura de Jundiaí
Cortesia de Prefeitura de Jundiaí

Logo que um bebê começa a se movimentar pela casa, a família adapta esse ambiente para garantir proteção e as melhores condições para o desenvolvimento do filho. Conforme a criança cresce, novas adequações são feitas, sempre tendo como objetivo tornar o lar um local acolhedor, seguro e estimulante. Na cidade, as ruas, praças e parques são uma extensão da casa. E, como na casa, esses espaços públicos devem acolher e proteger as crianças, estimular o seu desenvolvimento e, ao mesmo tempo, convidá-las a experimentar a cidade.

Como qualificar espaços públicos para a infância? Experiências e aprendizados em São PauloComo qualificar espaços públicos para a infância? Experiências e aprendizados em São PauloComo qualificar espaços públicos para a infância? Experiências e aprendizados em São PauloComo qualificar espaços públicos para a infância? Experiências e aprendizados em São Paulo+ 6

Como a bicicleta empoderou as mulheres na ocupação dos espaços públicos

Foto por Janwillemsen, via Flickr. Licença CC BY-NC-SA 2.0
Foto por Janwillemsen, via Flickr. Licença CC BY-NC-SA 2.0

“Deixe-me dizer o que penso da bicicleta. Ela tem feito mais para emancipar as mulheres do que qualquer outra coisa no mundo. Ela dá às mulheres um sentimento de liberdade e autoconfiança. Eu aprecio toda vez que vejo uma mulher pedalando... uma imagem de liberdade”. Susan Anthony, uma das mais importantes lideres sufragistas norte-americanas, disse isso no início do século XX, enaltecendo o poder libertário representado pela mulher e sua bicicleta na época.

Buenos Aires: a cidade que almejamos pode estar logo ao lado

Buenos Aires. Foto de Sebastian Cyrman, via Unsplash
Buenos Aires. Foto de Sebastian Cyrman, via Unsplash

Entre as boas práticas de cidades contemporâneas estão objetivos como a proximidade entre casa e trabalho, a mistura de usos, a busca de uma densidade que permite caminhabilidade e que os térreos dos edifícios sirvam de “olhos da rua”, nas palavras da urbanista Jane Jacobs, voltados para as calçadas. Como exemplos dessas características estão cidades como Paris, com a sua vida de estabelecimentos voltados para o passeio, Barcelona, com suas quadras elaboradas pelo Plano Cerdá, Nova York, com sua intensa vida urbana na ilha de Manhattan, e Hong Kong, com a sua enorme densidade em um pequeno pedaço de terra. Todos esses exemplos estão situados em realidades distintas da vida urbana do Brasil, um país emergente. 

Buenos Aires: a cidade que almejamos pode estar logo ao ladoBuenos Aires: a cidade que almejamos pode estar logo ao ladoBuenos Aires: a cidade que almejamos pode estar logo ao ladoBuenos Aires: a cidade que almejamos pode estar logo ao lado+ 13

Faixas de pedestre para pessoas com autismo são pintadas em Valência

Foto: Prefeitura de Valência. Divulgação
Foto: Prefeitura de Valência. Divulgação

A cidade espanhola de Valência está usando pictogramas para ajudar seus moradores autistas a atravessarem a rua com segurança. A medida teve início no bairro La Torre, onde estão sendo pintadas 44 faixas de pedestres.

BIG e Field Operations apresentam projeto que transformará a paisagem costeira de Nova Iorque

A empresa novaiorquina Two Trees Management, em parceira com o BIG e a Field Operations, apresentou o projeto de um novo plano diretor para o norte do Brooklyn, um mega empreendimento de uso misto acompanhado de um parque resiliente às margens do East River na cidade de Nova Iorque.

BIG e Field Operations apresentam projeto que transformará a paisagem costeira de Nova IorqueBIG e Field Operations apresentam projeto que transformará a paisagem costeira de Nova IorqueBIG e Field Operations apresentam projeto que transformará a paisagem costeira de Nova IorqueBIG e Field Operations apresentam projeto que transformará a paisagem costeira de Nova Iorque+ 12

Água e espaços coletivos: 19 piscinas ao redor do mundo

Às vezes alguns elementos pontuais tomam uma proporção de destaque nos projetos de arquitetura, seja pela escala que assumem, ou pela possibilidade de proposição criativa que representam para o exercício de quem projeta. As piscinas são um bom exemplo desse tipo de elemento, já que sua condição de corpo d'água cria respostas muito diversas dependendo da sua situação de implantação nas obras. Elas podem ocupar espaços internos e externos, assumir desenhos dos mais variados, incorporar revestimentos que contribuem com cor aos espaços, além de serem um grande atrativo de uso coletivo nos projetos.

Arquitetura e espaço público: 11 pistas de skate ao redor do mundo

Historicamente, a prática do skate tem sido associada diretamente à utilização de espaços públicos como ruas, praças e calçadas, caracterizando-se como uma atividade esportiva que se incorpora no cotidiano das cidades. Ainda que, por vezes, seja considerada uma prática marginal pelo conflito entre usos nos espaços públicos, o skate possibilita a ressignificação de locais subutilizados, como áreas próximas a viadutos ou sob eles, para a prática esportiva. Além disso, pistas de skate também têm sido incorporadas nos programas de centros e complexos esportivos, explorando possibilidades estéticas singulares associadas ao seu uso.

Adjaye Associates e Daniel Boyd se unem para projetar a nova Sydney Plaza

A cidade de Sydney selecionou o escritório Adjaye Associates e o artista aborígine contemporâneo Daniel Boyd para projetar um novo edifício, praça, e obra de arte pública. O projeto busca descobrir a história perdida do lugar onde está inserido, reconciliar culturas e definir identidades.

Urbanismo tático: tintas, cones e a transformação das cidades

Em setembro deste ano as vias no entorno da escola Anne Frank, no bairro do Confisco, em Belo Horizonte, receberam pintura de solo, com faixas para a travessia de pedestres e marcas de delimitação nas faixas de circulação de veículos. Além disso, foram instalados vasos feitos de pneus reciclados, cones de sinalização e mobiliário para descanso. No final de semana seguinte, entre os dias 20 e 22 de setembro, coincidindo com o Dia Mundial Sem Carro, o trânsito de veículos motorizados foi interrompido e o espaço se transformou em uma Rua Aberta, com shows, atividades culturais e espaço de convivência para os moradores da região. No mês seguinte, em outubro, alunos de 8 a 10 anos da escola Anne Frank participaram de uma oficina de montagem de placas de trânsito, escrevendo mensagens que passariam a compor a sinalização viária da região.

A rua na constituição do espaço urbano

Muitos autores abordam a importância da rua para a vitalidade no espaço urbano. As ruas são o espaço livre público, normalmente cercado de edifícios e que conformam este espaço. Raramente percebemos, mas é deste espaço livre que nos apropriamos da cidade, onde a sensação do caminhar acontece.

6 Iniciativas voluntárias que transformam a vida de diferentes cidades do Brasil

Da revitalização de áreas verdes degradadas à realização de jogos colaborativos, eventos e oficinas, existem diversas ações que são possíveis de realizar voluntariamente para mudar a paisagem de uma cidade e as pessoas que vivem nela.

Além de serem formas importantes de participação social, a organização de pessoas por meio de coletivos e a adesão a iniciativas que se apoiam em trabalho voluntário, facilitam a interação entre o poder público e as comunidades, trazendo muitos resultados positivos, inclusive na maneira como interagimos com as cidades.

Termômetro da desigualdade: o 20 de novembro também pode te tirar do lugar

Em exercício recente, nós debruçamos sobre as principais narrativas em torno da desigualdade brasileira para uma formação interna do Instituto Pólis. Não foi exatamente uma surpresa identificarmos a predominância da renda no centro do debate, seja em veículos de mídia ou em estudos acadêmicos. Nosso objetivo com esse estudo era compreender como o Direito à Cidade [1] pode contribuir nas leituras das desigualdades e ser uma ferramenta de luta para diminuir as distâncias entre os cidadãos.

Paraíba sediará o I Fórum Regional Nordeste do BrCidades

O BrCidades é uma rede em construção, que se forma em espaços de diálogo, interação e compartilhamento de experiências e projetos de diferentes agentes sociais como movimentos sociais, universidades, ONGs, entidades técnicas e instituições jurídicas, compromissados com a construção social de um projeto para as cidades brasileiras, que contribua para a ampliação democrática e a justiça urbana.

O I Fórum Regional Nordeste do BrCidades tem como principal objetivo reunir a sociedade civil para debater um novo paradigma para as cidades do Brasil a partir do Nordeste. Tais formulações partem da recuperação de propostas exitosas que já foram desenvolvidas no país e,

Planejamento urbano e espaços públicos: parques como ferramentas de transformação social

No século XXI a gestão inteligente das cidades será um dos fatores mais influentes no desenvolvimento econômico. Questões sobre como serão confrontados os desafios na área da habitação, saneamento, democracia, educação, segurança, desenvolvimento econômico e qualidade de vida, serão as principais pautas dos gestores. 

OMA divulga projeto de instalação em frente ao K11 MUSEA de Hong Kong

O OMA divulgou o projeto do KUBE, uma instalação localizada em frente à entrada do K11 MUSEA, na orla de Hong Kong. A instalação multifuncional cria um marco urbano em meio ao denso horizonte da cidade através de uma geometria muito simples e envolvente.

OMA divulga projeto de instalação em frente ao K11 MUSEA de Hong KongOMA divulga projeto de instalação em frente ao K11 MUSEA de Hong KongOMA divulga projeto de instalação em frente ao K11 MUSEA de Hong KongOMA divulga projeto de instalação em frente ao K11 MUSEA de Hong Kong+ 9