Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Cox Architecture

Cox Architecture: O mais recente de arquitetura e notícia

Arranha-céus de 2018: alternativas ao arquétipo da torre de vidro

© Viktor Sukharukov
© Viktor Sukharukov

Seja como um objeto isolado ou parte de um conjunto de edifícios, arranha-céus são ícones excêntricos que habitam os principais centros urbanos do planeta. Uma metáfora da modernidade, do sucesso e da riqueza, arranha-céus são sinônimos da arquitetura das mais vibrantes cidades do mundo como Nova Iorque, Dubai e Singapura.

Cada vez mais altas e onipresentes nos quatro cantos do mundo, ainda há muito para se descobrir e explorar sobre estas estruturas. O ano de 2018 nos apresentou novas abordagens, tecnologias e localizações para a tipologia arquitetônica mais celebrada dos tempos modernos. Passando por novos materiais e formas, os projetos de edifícios em altura começaram a abordar aspectos que vão muito além da simples eficiência e altura, propondo superar novos desafios e explorando novas formas. A seguir apresentaremos alguns dos projetos mais inovadores e as principais tendências em projetos de arranha-céus apresentados ao longo deste ano:

Cortesia de Plompmozes © Rafael de la-Hoz Arquitectos © Virgile Simon Bertrand Cortesia de Zaha Hadid Architects + 13

Woods Bagot e Peddle Thorp vencem concurso de arranha-céus em Auckland

Woods Bagot e Peddle Thorp foram anunciados como os vencedores do concurso internacional para criar uma nova torre de arranha-céus no centro de Auckland. Dos cinco finalistas, incluindo Warren e Mahoney, Cox Architecture, Zaha Hadid Architects e Elenberg Fraser, o projeto vencedor terá 180 metros de altura. O desenho do edifício é inspirado na paisagem natural da Nova Zelândia e na geologia e fauna únicas do país.

65 Federal Street. Cortesia de Woods Bagot 65 Federal Street. Cortesia de Woods Bagot 65 Federal Street. Cortesia de Woods Bagot 65 Federal Street. Cortesia de Woods Bagot + 9

Zaha Hadid Architects, Woods Bagot, e Cox entre os finalistas anunciados ao concurso do novo arranha-céu em Auckland

O concurso internacional de projeto para um novo arranha-céu no centro de Auckland anunciou os cinco finalistas, que incluem Warren and Mahoney, Cox Architecture, Zaha Hadid Architects, Elenberg Fraser e Woods Bagot. O concurso ao novo marco é dirigido pela empresa de desenvolvimento imobiliário ICD Property, com sede em Melbourne. Cada uma das equipes foi convidada a apresentar duas versões de seu projeto, uma seguindo as atuais regras do Plano Diretor da cidade e uma outra versão que poderia ser construída a partir de parâmetros de planejamento mais abertos.

Auckland Tower. Cortesia de Woods Bagot Auckland Tower. Cortesia de Warren and Mahoney Auckland Tower. Cortesia de Elenberg Fraser Auckland Tower. Cortesia de Cox Architecture + 6

UNStudio é vencedor em concurso para arranha-céu em Melbourne

O UNStudio foi oficialmente anunciado como vencedor do concurso de projeto para um novo marco na cidade de Melbourne. Selecionado de uma série de escritórios de ponta, incluindo BIG, OMA e MAD Architects, a proposta do UNStudio para o projeto de U$ 2 bilhões inclui um par de torres trançadas chamadas Green Spine. Como o maior projeto monofásico da história de Victoria, na Austrália, o Green Spine foi projetado como um ambiente de uso misto de ponta, centrado em inovação em arquitetura e design.

Green Spine. Cortesia de UNStudio / Cox Architecture Green Spine. Cortesia de UNStudio / Cox Architecture Green Spine. Cortesia de UNStudio / Cox Architecture Green Spine. Cortesia de UNStudio / Cox Architecture + 30

OMA, BIG e UNStudio divulgam propostas para novo marco em Melbourne

Uma proeminente seleção, incluindo BIG, OMA e UNStudio, revelaram suas visões para o novo marco nos arredores do Melbourne Southbank. O projeto de U$ 2 bilhões será o maior projeto na história de Victoria, na Austrália, planejado como "um ambiente de uso misto" a ser "centrado em torno da inovação em arquitetura e design".

Os seis projetos selecionados incluem torres retorcidas, blocos interligados e bairros empilhados, todos concentrados no terreno do BMW Southbank, com 6.000 metros quadrados. Os projetos foram revelados em um simpósio público no dia 27 de julho, com palestrantes dos escritórios selecionados.

Urban Tree. Cortesia de MAD Architects / Elenberg Fraser Urban Tree. Cortesia de MAD Architects / Elenberg Fraser Stack. Cortesia de MVRDV / Woods Bagot Green Spine. Cortesia de UNStudio / Cox Architecture + 24

BIG, OMA, e MVRDV entre os finalistas em concurso para marco de Melbourne

A lista de candidatos para um novo projeto de referência em Melbourne foi anunciada, incluindo arquitetos globais premiados como Bjarke Ingels Group, MVRDV, e OMA. Para o empreendimento de uso misto “Southbank by Beulah”, os arquitetos selecionados participarão de um concurso de projeto em colaboração com empresas australianas locais, cada uma produzindo uma proposta para o terreno do BMW Southbank de Melbourne.

Com um valor final superior a US $ 2 bilhões, o Southbank by Beulah será o primeiro projeto privado de grande escala que adere às diretrizes do Instituto Australiano de Arquitetura, enquanto o concurso de projeto será presidido por um júri de acadêmicos, arquitetos, proprietários e governo.

FC Barcelona anuncia os finalistas para a remodelação do Camp Nou e do Palau Blaugrana

A equipe de futebol FC Barcelona divulgou o nome das 14 equipes que competem para a remodelação de suas instalações no Camp Nou em Barcelona, incluindo alterações em seu estádio principal e a reconstrução do Palau Blaugrana, uma arena nas proximidades que pertence à equipe e que é utilizada para as modalidades de basquete e handebol. As alterações nos dois edifícios fazem parte de um projeto mais amplo de €600 milhões conhecido oficialmente como "Nou Espai Barça", que busca melhorar toda a estrutura do clube, acrescentando também um ringue de patinação no gelo, novos escritórios, 5 mil vagas de estacionamento e melhorias nas áreas externas do campus. O projeto Nou Espai Barça teve 72% de aprovação da base de fãs do clube em abril deste ano.

A lista de nomes inclui oito equipes - incluindo BIG, Populous, HKS e Arup Sport - na disputa para a remodelação do estádio, que envolverá o acréscimo de quase seis mil assentos, aumentando a capacidade para 105 mil espectadores e fazendo deste o maior estádio de futebol da Europa. O projeto também incluirá a remodelação das fileiras mais baixas para melhorar a vista, além da construção de uma cobertura sobre os terraços. O clube também nomeou seis equipes que concorrem para reconstruir o Palau Blaugrana.