Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Coop Himmelb(L)Au

Coop Himmelb(L)Au: O mais recente de arquitetura e notícia

Coop Himmelb(l)au's vence concurso para o Museu de Ciência e Tecnologia de Xingtai

Cortesia de Coop Himmelb(l)au Cortesia de Coop Himmelb(l)au Cortesia de Coop Himmelb(l)au Cortesia de Coop Himmelb(l)au + 13

Coop Himmelb(l)au divulgou as primeiras imagens de sua proposta vencedora do concurso para o novo Museu de Ciência e Tecnologia de Xingtai, a cidade mais antiga do norte da China. O projeto celebra o avanço científico e o progresso da região e consagra o status de Xingtai como centro tecnológico de sua província.

6 Edifícios históricos com extensões contemporâneas em vidro

Cortesia de KPMB architects Cortesia de KOKO Cortesia de Ricardo Bofill Taller de Arquitectura Cortesia de Duccio Malagamba + 7

Quando uma extensão em um edifício histórico é solicitada, os arquitetos geralmente optam por intervenções em vidro, transparentes e reflexivas. Alguns decidem permanecer neutros e sutis ao lidar com uma estrutura antiga, enquanto outros escolhem um design arrojado e aberto para manifestar seu caráter contemporâneo. Como cada projeto tem sua motivação e raciocínio conceitual, os resultados são diversos.

Continue lendo para conhecer alguns exemplos relevantes, cada um respondendo a um programa diferente.

UNStudio é vencedor em concurso para arranha-céu em Melbourne

O UNStudio foi oficialmente anunciado como vencedor do concurso de projeto para um novo marco na cidade de Melbourne. Selecionado de uma série de escritórios de ponta, incluindo BIG, OMA e MAD Architects, a proposta do UNStudio para o projeto de U$ 2 bilhões inclui um par de torres trançadas chamadas Green Spine. Como o maior projeto monofásico da história de Victoria, na Austrália, o Green Spine foi projetado como um ambiente de uso misto de ponta, centrado em inovação em arquitetura e design.

Green Spine. Cortesia de UNStudio / Cox Architecture Green Spine. Cortesia de UNStudio / Cox Architecture Green Spine. Cortesia de UNStudio / Cox Architecture Green Spine. Cortesia de UNStudio / Cox Architecture + 30

OMA, BIG e UNStudio divulgam propostas para novo marco em Melbourne

Uma proeminente seleção, incluindo BIG, OMA e UNStudio, revelaram suas visões para o novo marco nos arredores do Melbourne Southbank. O projeto de U$ 2 bilhões será o maior projeto na história de Victoria, na Austrália, planejado como "um ambiente de uso misto" a ser "centrado em torno da inovação em arquitetura e design".

Os seis projetos selecionados incluem torres retorcidas, blocos interligados e bairros empilhados, todos concentrados no terreno do BMW Southbank, com 6.000 metros quadrados. Os projetos foram revelados em um simpósio público no dia 27 de julho, com palestrantes dos escritórios selecionados.

Urban Tree. Cortesia de MAD Architects / Elenberg Fraser Urban Tree. Cortesia de MAD Architects / Elenberg Fraser Stack. Cortesia de MVRDV / Woods Bagot Green Spine. Cortesia de UNStudio / Cox Architecture + 24

Clássicos da Arquitetura: Exposição desconstrutivista de 1988 no MoMA

Quando Philip Johnson foi o curador o Museu de Arte Moderna (MoMA) na "Exposição Internacional de Arquitetura Moderna", em 1932, ele fez isso com a intenção explícita de definir o Estilo Internacional. Como curador convidado na mesma instituição em 1988, ao lado de Mark Wigley (agora Decano Emérito da Columbia GSAPP), Johnson tomou a abordagem oposta: ao invés de apresentar a arquitetura derivada de um conjunto rigidamente uniforme de princípios projetuais, ele reuniu uma coleção de trabalhos de arquitetos cujas abordagens semelhantes (mas não idênticas) tiveram resultados similares. Os arquitetos que ele selecionou - Peter Eisenman, Frank Gehry, Zaha Hadid, Rem Koolhaas, Daniel Libeskind, Bernard Tschumi e o escritório Coop Himmelblau (liderado por Wolf Prix) - provaram ser alguns dos arquitetos mais influentes do final do século XX até os dias atuais. [1,2]

Dentro da exposição (1988). Fotógrafo desconhecido. Image via MoMA Dentro da exposição (1988). Fotógrafo desconhecido. Image via MoMA Dentro da exposição (1988). Fotógrafo desconhecido. Image via MoMA Capa do Catálogo 1988. Image via MoMA + 6

Vídeo: Casa da Música / Coop Himmelb(l)au

Uma das salas de concerto com a melhor acústica do mundo, a Casa da Música de Coop Himmelb(l)au em Aalborg tem atuado como um movimentado centro de artes e intercâmbio criativo desde sua abertura em 2014. Baseada na simples, porém poderosa, tipologia do bloco com pátio interno e inspirada no projeto La Tourette de Le Corbusier, a sala de concertos para 1300 espectadores é envolvida por um centro de educação em forma de "U" e potencializada pela sobreposição de áreas públicas e de performance.

O vídeo mostrado a seguir é o primeiro de uma série produzida pelo Spirit of Space. Assista a Coop Himmelb(l)au falando sobre suas intenções por trás do projeto para a Casa da Música.

Bienal de Veneza 2014: Pavilhão austríaco explora o poder do Parlamento

O Parlamento, “o lugar onde o poder do povo encontrou seu lar,” será o foco da contribuição austríaca na Bienal de Veneza 2014. Com mais de 200 edifícios de parlamentos nacionais em todo o mundo, modelados na escala 1:500, a exposição "Plenum. Places of Power.” irá explorar como a arquitetura do parlamento se conecta ao povo e influencia a identidade nacional.

"A ideia de legitimação democrática do poder é tão difundida hoje que nenhuma nação pode criar tal lugar sem um edifício para uma assembléia popular representativa." descreveu o comissário Dr. Christian Kühn. "Com o que se parecem estes lugares? E como estão conectados ao público cuja crença na formação democrática parece estar diminuindo em todo o mundo?"