Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Architecture For Humanity

Architecture For Humanity: O mais recente de arquitetura e notícia

Por que os expoentes da arquitetura altruísta precisam abandonar seus egos

Atualização: Desde que este artigo foi originalmente publicado, o advogado dos processos de falência da Architecture for Humanity demitiu Kate Stohr (em janeiro de 2017) e três membros do conselho administrativo (Niama Jacobs, Taylor Milsal e Cliff Curry em agosto de 2016) devido ao processo mencionado abaixo.

Este artigo foi originalmente publicado no blog do Huffington Post por Lance Hosey como "A Darker Shade of Green" .

Recentemente a plataforma Architectural Record publicou que a Architecture for Humanity - AFH, uma ONG fundada nos Estados Unidos em 1999 para dirigir crises humanitárias através de construção, está sendo processada por má gestão de recursos. No dia 10 de junho, foi apontado pelo tribunal que os co-fundadores Cameron Sinclair e Kate Stohr, e os 10 integrantes da diretoria agiram com grande negligência ao se esquivar de seus deveres fiduciários de 2012 a 2014. As queixas específicas estão relacionadas ao uso indevido de doações de caridade direcionadas a fins específicos. Isso é apenas a ponta do iceberg dentre diversas controvérsias, começando com os co-fundadores terem abandoado a organização em 2013 e a ONG declarar falência no ano passado.

Architecture For Humanity fecha sua sede em San Francisco

Segundo publicado pelo SFGate, no dia 01 de janeiro a organização Architecture for Humanity demitiu todos os seus funcionários e fechou as portas de sua sede em San Francisco. Embora não tenha sido divulgado nenhum comunicado oficial da organização, a notícia alcançou uma grande abrangência, com os fundadores Cameron Sinclair e Kate Stohr emitindo uma declaração dizendo que estão "profundamente entristecidos" com as notícias, e incitando que outras sedes da organização em todo o mundo "continuem fazendo seu tão necessário trabalho."

Architecture for Humanity anuncia o término das iniciativas no Haiti

A Architecture for Humanity anunciou a conclusão de seu programa no Haiti para janeiro de 2015. A organização, com sede em San Francisco, estabeleceu escritórios em Porto Príncipe em março de 2010 para ajudar as comunidades locais após o terremoto de 2010. Em quase cinco anos no país, a organização concluiu cerca de 50 projetos - incluindo casas, clínicas médicas, escritórios e 13 edifícios - através de sua Haiti School Initiative. Seus trabalhos afetaram positivamente a vida de mais de um milhão de haitianos, com suas escolas proporcionando infraestrutura para mais de 18 mil alunos.

Saiba mais sobre o fim do programa do Architecture for Humanity no Haiti e veja algumas imagens de suas escolas concluídas.

École Elie Dubois. Cortesia de Architecture for Humanity École La Dignité. Cortesia de Architecture for Humanity St. Louis de Gonzague Chemisry & Physics Building. Cortesia de Architecture for Humanity École Ceverine. Cortesia de Architecture for Humanity + 22

Anunciados os vencedores do concurso “NEXT BIG ONE” da edição de Vancouver do Architecture for Humanity

A edição de Vancouver do Architecture for Humanity divulgou os vencedores do"NEXT BIG ONE", um concurso aberto para soluções contra terremotos de alta magnitude e tsunamis que atingem cidades em todo o mundo. As equipes participantes foram desafiadas a propor soluções que "pudessem mitigar os desastres naturais e, ao mesmo tempo, proporcionar a permanência das comunidades."

Um júri composto por arquitetos do Architecture Research Office (Stephen Cassell), Perkins + Will (Susan Gushe), Bing Thom Architects (Eileen Keenan), Scott & Scott Architects (David Scott), e da Prefeitura de Vancouver (Doug Smith) avaliaram os projetos. As propostas foram analisadas segundo três critérios: a inovação em projetos contra desastres; a promoção da resiliência da comunidade antes e depois de desastres; e o compromisso com parâmetros da pior situação de desastres possível.

Proposta n° 626137 - Safety Arena.Cortesia de Architecture for Humanity Vancouver Chapter Proposta n° 626514 - Revive the Moat. Cortesia de Architecture for Humanity Vancouver Chapter Proposta n° 626139 - Modular Landscapes. Cortesia de Architecture for Humanity Vancouver Chapter Proposta n° 626536 - Aqua Estate. Cortesia de Architecture for Humanity Vancouver Chapter + 16

Organização Make It Right divulga 5 novos projetos habitacionais na Reserva Fort Peck

Make It Right, a organização fundada por Brad Pitt que tem como objetivo proporcionar moradia para aqueles que necessitam, divulgou 5 projetos de sua iniciativa na Reserva Indígena Fort Peck, no estado de Montana, EUA. Os projetos - de GRAFT, Sustainable Native Communities Collaborative, Architecture for Humanity, Method Homes e Living Homes - são inspirados em princípios biomiméticos, terão classificação LEED Platina e foram concebidos através de consultas com as tribos Sioux e Assiniboine que habitam Fort Peck.

A organização planeja construir 20 novas casas na reserva, além de desenvolver um masterplan sustentável para toda a área; o início da construção está previsto para o final deste ano.

Mais sobre a iniciativa de Make It Right para o Fort Peck, a seguir.

Projeto de Method Homes. Cortesia de Method Homes Projeto de Sustainable Native Communities Collaborative. Cortesia de Make It Right Projeto de Architecture For Humanity. Cortesia de Make It Right Projeto de GRAFT. Cortesia de GRAFT + 5

Por que este é o Ano do Arquiteto?

Na última semana, notamos como a participação do American Institute of Architect's (AIA) com a Iniciativa Global Clinton (CGI), bem como muitas outras iniciativas, significam o comprometimento da organização de colocar a resiliência em discussão. O artigo a seguir, escrito por Brooks Rainwater, Diretor de Políticas Públicas do AIA, descreve estes esforços e enfatiza como arquitetos estão lidando com os desafios globais mais urgentes.

Arquitetos estão demonstrando de forma crescente sua habilidade de ajudar a resolver problemas de larga escala nas áreas de resiliência e saúde. Ao mesmo tempo a ascendência contínua do projeto de impacto social ajudou a elevar a discussão e deu ênfase em considerações sobre igualdade, aumento da população global e a ideia de que design deve servir a todas as pessoas.

Com mais de 1.000 líderes globais reunidos em Nova York na última semana para Reunião Anual da Clinton Global Initiative, é uma época ideal para fazer a pergunta: como o design se encaixa na discussão global?

Além da tenda: Por que campos de refugiados precisam de arquitetos (agora mais do que nunca)

Só em 2013 cerca de 1 milhão de pessoas saíram da Síria para escapar de um conflito civil travado há mais de dois anos. O total de refugiados sírios está bem acima de 2 milhões, um número sem precedentes e uma realidade perturbadora que colocou os países que acolhem estes refugiados sob imensa pressão em relação a infraestrutura.

Os países tem ao menos um protocolo a seguir. Manuais da ONU são consultados e utilizados para informar uma abordagem apropriada quanto ao planejamento dos acampamentos. A terra é negociada e uma organização em grelha é definida. O método, em geral, é meticuloso - adequado para uma questão com prazo de validade.

Ou seria, se a questão fosse, de fato, temporária.

Fundadores do "Architecture for Humanity" renunciam para se dedicar a outros trabalhos

"É ótimo ver algo que você criou evoluir até se tornar uma instituição. Estamos animados com o futuro da organização e esperamos continuar ajudando de todas as formas possíveis. "Kate Stohr, cofundador.

Os fundadores do Architecture for Humanity, Kate Stohr e Cameron Sinclair, renunciaram após 15 anos liderando a organização sem fins lucrativos de San Francisco para focar em outras iniciativas. Ao sair, deixaram um plano estratégico de cinco anos, reiterando os objetivos da organização e áreas que necessitam de melhorias. Matt Charney, Presidente do Architecture for Humanity, está confiante de que "a visão de Kate e Cameron e os anos de dedicação deixam a organização em uma sólida posição". Para expandir as operações, os diretores iniciaram a busca por um novo diretor executivo.

Arquitetura Sustentável sobre a água: a rota do Catamarã Plastiki do "Architecture For Humanity"

Durante a primavera de 2010, o catamarã Plastiki iniciou sua rota de 7.500 milhas, de São Francisco a Sydney. Buscando reconsiderar a forma como se usa e recicla o plástico, e com a ideia de criar um desenho inovador, o Architecture For Humanity concebeu o projeto como um barco que flutua sobre garrafas recicladas, reunidas dentro de um sistema de painéis de plástico também reciclado.

Mais informações e imagens da travessia da Expedição Plastiki a seguir.

Courtesy of Open Architecture Network Courtesy of Open Architecture Network Courtesy of Open Architecture Network Courtesy of Open Architecture Network + 14

Kickstarter: Um Novo Modelo de Biblioteca na África

Apenas 3% da população do continente africano, de 1 bilhão de pessoas, possui acesso à internet e as possibilidades de informações que ela fornece. Uma equipe multidisciplinar, conduzida por uma parceria estratégica entre Architecture for Humanity, Gensler, Son & Sons e Librarians Without Borders, entrou em uma ambiciosa campanha no Kickstarter. O objetivo seria criar uma rede de bibliotecas de baixo custo, digitalmente conectadas e geradoras de receita, “implantadas ao longo da infraestrutura de fibra óptica em expansão no mundo em desenvolvimento".

O plano de 5 pontos da Architecture for Humanity para a reconstrução pós o furacão Sandy

Maneiras de ajudar comunidades afetadas pelo furacão Sandy

Resultado do Concurso [UN] RESTRICTED ACCESS

"Fronteiras do Pensamento" com Cameron Siclair e Enrique Peñalosa / Porto Alegre e São Paulo

Fronteiras do Pensamento é um projeto cultural múltiplo que aposta na liberdade de expressão intelectual e na educação de qualidade como ferramentas para o desenvolvimento. Através de uma série anual de conferências, o Fronteiras abre espaço para o debate sobre a identidade do século XXI, apresentando pensadores, cientistas e líderes que estão, cada um a seu modo, na vanguarda em suas áreas de pesquisa e pensamento.
Organizado a partir de um curso de altos estudos, dirigido ao grande público, o seminário direciona seu foco para a análise da contemporaneidade e perspectivas para o futuro, tendo como valores básicos o pluralismo das abordagens e o rigor acadêmico e intelectual de seus convidados. Originários de regiões díspares, com visões distintas e muitas vezes conflitantes, os conferencistas dirigem suas análises para a compreensão deste século, formando, no conjunto de palestras ao longo do ano, uma linha plural e interdisciplinar de pensamento. Desta forma, o projeto busca avaliar tendências, aceitando a provocação destes que são, hoje, os maiores pensadores em atuação. Entrando em seu sexto ano de existência, somam-se mais de 100 conferências realizadas para milhares de espectadores.

Estrutura de Barro / Architecture for Humanity Tehran - Rai Studio


© Mahsa Masoudi

Centro de Juventude e Esportes - Projeto Vencedor do Concurso Copa Arquitectura de Architecture for Humanity / Urban Recycle Architecture.Studio