O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Notícias
  3. Por que este é o Ano do Arquiteto?

Por que este é o Ano do Arquiteto?

Por que este é o Ano do Arquiteto?
Por que este é o Ano do Arquiteto?, Na Clinton Global Initiative (da esquerda para a direita ) Robert Ivy, FAIA; Prefeito de New Orleans Mitch Landrieu; Cameron Sinclair, cofundador do Architecture for Humanity; Ex Presidente dos EUA Bill Clinton; Martyn Parker, Presidente da Swiss Re; Alex Karp, cofundador de Palantir; Judith Rodin, Ph.D, Presidente da The Rockefeller Foundation. Cortesia de AIA
Na Clinton Global Initiative (da esquerda para a direita ) Robert Ivy, FAIA; Prefeito de New Orleans Mitch Landrieu; Cameron Sinclair, cofundador do Architecture for Humanity; Ex Presidente dos EUA Bill Clinton; Martyn Parker, Presidente da Swiss Re; Alex Karp, cofundador de Palantir; Judith Rodin, Ph.D, Presidente da The Rockefeller Foundation. Cortesia de AIA

Na última semana, notamos como a participação do American Institute of Architect's (AIA) com a Iniciativa Global Clinton (CGI), bem como muitas outras iniciativas, significam o comprometimento da organização de colocar a resiliência em discussão. O artigo a seguir, escrito por Brooks Rainwater, Diretor de Políticas Públicas do AIA, descreve estes esforços e enfatiza como arquitetos estão lidando com os desafios globais mais urgentes.

Arquitetos estão demonstrando de forma crescente sua habilidade de ajudar a resolver problemas de larga escala nas áreas de resiliência e saúde. Ao mesmo tempo a ascendência contínua do projeto de impacto social ajudou a elevar a discussão e deu ênfase em considerações sobre igualdade, aumento da população global e a ideia de que design deve servir a todas as pessoas.

Com mais de 1.000 líderes globais reunidos em Nova York na última semana para Reunião Anual da Clinton Global Initiative, é uma época ideal para fazer a pergunta: como o design se encaixa na discussão global?

Butaro Hospital, by MASS Design Group. MASS's co-founder, Michael Murphy, spoke at the CGI Meeting, saying "We need to expand the horizons of what we expect from our built environment" . Image ©  Iwan Baan
Butaro Hospital, by MASS Design Group. MASS's co-founder, Michael Murphy, spoke at the CGI Meeting, saying "We need to expand the horizons of what we expect from our built environment" . Image © Iwan Baan

O tema da CGI deste ano, "Mobilizando por Impacto", segue o tema de 2012, "Projetando para Impacto", e ofereceu uma oportunidade para arquitetos de avançar em pensamento projetual e o impacto que este pode ter sobre pessoas por todo o mundo. "Nós temos que desafiar todas as suposições de arquitetura, incluindo o modelo de negócios, se formos repensar valores", comentou Michael Murphy, presidente e co-fundador de MASSDesign. Pensamento projetual proporciona uma estrutura de colaboração que é uma plataforma ideal para mobilizar diversos grupos que podem se unir para ajudar a resolver questões urgentes enfrentadas por pessoas por todo o mundo. "Precisamos expandir os horizontes do que esperamos de nosso ambiente construído", adicionou Murphy.

Isto acontece cada vez mais. Na plenária de abertura deste ano, o American Institute of Architects (AIA) e o Architecture for Humanity se juntaram à Rockefeller Foundation como parceiros em seu 100 Resilient Cities Commitment. Este compromisso fornecerá no mínimo $100 milhões para cidades ao redor do mundo, para que tomem medidas proativas visando imbuir resiliência no ambiente construído. 100 Resilient Cities permitirá às cidades selecionadas, das quais mais de 500 registraram participação, contratar um Chief Resilience Officer (CRO), criar uma estratégia e fornecer acesso a ferramentas, recursos para implementação, e suporte técnico. Em 3 de dezembro, 100 dos 500 inscritos serão escolhidos no Rockefeller Foundation’s Annual Innovation Forum.

Como os arquitetos irão participar e o que farão? Ao continuar a demonstrar experiência em desenvolvimento de comunidade colaborativa que remonta há muitas décadas, o AIA se juntará ao Architecture For Humanity para criar cinco Regional Resilient Design Studios que auxiliarão profissionais de arquitetura e se especializar em ajudar comunidades na recuperação de grandes catástrofes.

Durante a Conferência de Imprensa depois do anúncio, Robert Ivy, CEO do AIA disse "Nosso objetivo é estar preparados antes das câmeras chegarem e permanecer depois que forem embora". Cameron Sinclair, presidente e co-fundador do Architecture For Humanity, adicionou ainda que "a única maneira de fazer isto é apoiar Chief Resilience Officers nestas cidades, e dar a elas as equipes de arquitetos, engenheiros e profissionais de construção que não só vem com ideias, mas planos palpáveis que podem ser implementados antes dos desastres e, certamente, no caso algum acontecer."

Os arquitetos também estão se afirmando em como projetar cidades mais saudáveis. O AIA anunciou sua Década do Design: Global Urban Solutions Challenge Commitment to Action durante o Encontro Anual de 2010. A Década do Design busca encontrar soluções para o ambiente construído no interesse da saúde pública, documentar os fatos, analisar os dados, e vislumbrar soluções saudáveis ​​implementáveis. Dois anúncios importantes aconteceram durante o Encontro Anual, com um vídeo de atualização apresentado a participantes da atual parceria com o Massachusetts Institute of Technology’s Center for Advanced Urbanism (MIT CAU) para pesquisar e, em seguida, ativar soluções de design e política que afetam a saúde urbana, trabalhando em conjunto com uma cidade que será o laboratório final para soluções em design que possam ser demonstradas e replicadas de maneira global.

Uma nova parceria também foi anunciada com o San Francisco Federal Reserve Bank’s Center for Community Development Investment. A partir do lançamento, David Erickson, diretor do centro, disse "Nossos corpos e nossa saúde são o registro do nossos desafios e oportunidades; em desenvolvimento de comunidades fazemos o nosso melhor para revitalizar comunidades de baixa renda e maximizar oportunidades ao fornecer financiamento para pequenos negócios, ao construir habitações acessíveis e instalações necessárias para comunidades em dificuldades - escolas, clínicas, mercados e outros espaços públicos."

Isto nem sequer conclui a extensão em que a contribuição da comunidade de design foi incluída no econtro CGI deste ano. William McDonough, presidente, seus assessores e o presidente executivo e co-fundador de MASSDesign Michael Murphy falaram durante uma sessão, Promoting Health Through Smart Design of Buildings and Cities. Estes dois arquitetos introduziram como o design e construção ao redor do mundo tem impactos abrangentes sobre os resultados de saúde pública. Através de um exame de toxinas em materiais construtivos, a criação de escolas de saúde e estratégias de urbanismo que promovem comportamento saudável, eles examinaram como arquitetos podem causar impactos saudáveis em cidades pelo mundo.

A última questão da conferência é que o impacto do design em uma série de questões fundamentais da sociedade começa a ser cada vez mais notado por quem toma as decisões. Arquitetos são parte da solução em criar cidades mais saudáveis, resilientes e equalitárias pelo mundo. Através de parcerias, pensamento projetual e ações é possível projetar um mundo melhor. Zack Rosenberg, presidente executivo e co-fundador do St. Bernard Project resumiu a conferência CGI deste ano dizendo que este foi "o ano do arquiteto".

Brooks Rainwater é Diretor de Políticas Públicas do American Institute of Architects. Brooks lidera o programa de Políticas Públicas do AIA, focado em políticas centradas no design como intersecção entre cidade, sustentabilidade e saúde. Como forte defensor de cidades vibrantes e bem sucedidas, Brooks frequentemente fala e escreve sobre o assunto, e é o principal autor de Local Leaders, uma série de pesquisas nacionais que estudam comunidades sustentáveis, habitáveis e saudáveis. Siga Brooks no twitter @CitizenAIA.

Sobre este autor
Brooks Rainwater
Autor
Cita: Rainwater, Brooks . "Por que este é o Ano do Arquiteto?" [Why This Is the Year of the Architect] 17 Nov 2013. ArchDaily Brasil. (Trad. Marcon, Naiane) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/153303/por-que-este-e-o-ano-do-arquiteto> ISSN 0719-8906