Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Alexander Calder

Alexander Calder: O mais recente de arquitetura e notícia

Obra de Alexander Calder do IABsp será emprestada ao novo IMS da Paulista

O Instituto dos Arquitetos do Brasil – Departamento de São Paulo (IABsp) se despede temporariamente da obra do artista Alexander Calder (1898 – 1976), “Black Widow” (Viúva Negra), que ocupa o primeiro andar do edifício do IABsp desde 1954. A obra, que data do ano de 1948, foi doada ao Instituto pelo próprio escultor, por intermédio do então presidente da entidade Rino Levi, após visita ao Brasil para acompanhar as amostras que exibiram seus trabalhos no Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro (MAM–RJ) e em seguida no Museu de Arte de São Paulo (MASP). Desde então a obra participa do cotidiano do IABsp, em espaço central do primeiro andar com pé direito duplo, avarandado pelo mezanino e visível da rua, que sediou inúmeros eventos, confraternizações e debates entre arquitetos e apoiadores da instituição.

Por que as esculturas de Alexander Calder são tão utilizadas nos renders de arquitetura?

OMA, Park Grove Condos, Miami, com o Flamingo de Calder, 1973. O trabalho está instalado na Federal Plaza, em Chicago. Imagem Cortesia de OMA
OMA, Park Grove Condos, Miami, com o Flamingo de Calder, 1973. O trabalho está instalado na Federal Plaza, em Chicago. Imagem Cortesia de OMA

Este artigo foi publicado originalmente em The Architect's Newspaper como "Rendering LOL: How architects are absurdly using Calder sculptures."

Por que tantos arquitetos utilizam as esculturas de Alexander Calder em seus renders, inclusive quando as obras não têm nenhuma relação com a instituição ou o projeto mostrado? A Fundação Calder investigou esse fenômeno e os resultados são mostrados nas imagens deste artigo.

Uma nova exposição no Whitney Museum em Nova York explora os móbiles - esculturas cinéticas com componentes cuidadosamente balanceados que revelam seus próprios sistemas únicos de movimento - criadas pelo escultor americano Alexander Calder desde 1930 até 1968, oito anos antes da sua morte.

Ateliers Jean Nouvel, 53 W. 53rd Street, New York, com o Sumac, 1961, de Calder.Faz parte de uma coleção privada. Imagem Cortesia de Ateliers Jean Nouvel Bjarke Ingels Group (BIG), Sede Middle East Media, com La Grande vitesse, 1969, de Calder. TA escultura monumental em que este modelo se baseia está instalada na Calder Plaza em Grand Rapids, Michigan. Imagem Cortesia de BIG Skidmore, Owings & Merrill LLP (SOM), Godrej BKC, Mumbai, com La Grande vitesse, 1969, Calder. (A escultura monumental em que este modelo se baseia está realmente instalada em Calder Plaza em Grand Rapids, Michigan). Imagem Cortesia de SOM Flamingo, 1973, instalado na Federal Center Plaza, Chicago. Imagem © Samuel Ludwig + 15