Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos

Nicolas Valencia

Editorial Data & Content Manager no Archdaily | @nicolasvalencia.cl

NAVEGUE POR TODOS OS PROJETOS DESTE AUTOR

As 10 melhores cidades da América Latina para viver em 2019

07:00 - 30 Maio, 2019
As 10 melhores cidades da América Latina para viver em 2019, © byvalet / Shutterstock. Imagem Montevidéu, Uruguai
© byvalet / Shutterstock. Imagem Montevidéu, Uruguai

Viena, Áustria, foi classificada como a cidade com a melhor qualidade de vida do mundo por dez anos consecutivos. O ranking feito pela consultora multinacional Mercer é dominado por cidades da Europa Ocidental, ao passo que Vancouver, no Canadá, alcançou o terceiro lugar, tornando-se a cidade com melhor classificação na América do Norte nos últimos 10 anos.

Projeto brasileiro entre os 7 anunciados como vencedores do Archiprix International 2019 / Hunter Douglas Awards

19:30 - 3 Maio, 2019
Projeto brasileiro entre os 7 anunciados como vencedores do Archiprix International 2019 / Hunter Douglas Awards, Winning projects of 2019 Archiprix International / Hunter Douglas Awards. Image Courtesy of Archiprix
Winning projects of 2019 Archiprix International / Hunter Douglas Awards. Image Courtesy of Archiprix

321 projetos de graduação de 407 jovens arquitetos, arquitetos paisagistas e planejadores urbanos foram apresentados para o 2019 Archiprix International / Hunter Douglas Awards. Entre 22 finalistas anunciados em dezembro de 2018, um júri internacional selecionou sete projetos vencedores que destacam as tendências internacionais em arquitetura, design urbano e arquitetura paisagística.

Espaço público: lugar democrático ou de privilégios?

07:30 - 3 Maio, 2019
Espaço público: lugar democrático ou de privilégios? , Cruzeiro de Shibuya reconhecido mundialmente em Tóquio, Japão. Imagem © Sean Pavone
Cruzeiro de Shibuya reconhecido mundialmente em Tóquio, Japão. Imagem © Sean Pavone

Quando falamos de espaço público, muitas vezes imaginamos um parque com pessoas felizes e relaxadas em um dia ensolarado. Na verdade, esta é uma abordagem muito restrita. Uma jovem não atravessa uma rua deserta de madrugada da mesma forma que um homem branco de terno ou um imigrante de diferentes trajes. Você já se sentiu discriminado ao visitar um espaço público?

Nesta edição da conversa entre editores do ArchDaily, editores de Los Angeles, São Paulo, Argentina e Uruguai compartilham seus pontos de vista sobre a definição de espaços públicos para todos

Valparaíso Público: 50 axonométricas de elevadores, escadarias e vielas

19:00 - 31 Março, 2019
Valparaíso Público: 50 axonométricas de elevadores, escadarias e vielas, © Valparaíso Público
© Valparaíso Público

A cidade chilena de Valparaíso é conformada por 42 morros e colinas que se voltam para o Oceano Pacífico. Sua geografia particular permitiu (ou exigiu) que os habitantes criassem uma ampla rede de elevadores, escadarias e becos para conectar os diferentes pontos da cidade. 

10 plugins incríveis para ampliar suas habilidades de modelagem no Sketchup

06:00 - 29 Março, 2019
10 plugins incríveis para ampliar suas habilidades de modelagem no Sketchup , © Wikipedia user: Takuro1202, Licença CC BY-SA 3.0
© Wikipedia user: Takuro1202, Licença CC BY-SA 3.0

Após o sucesso da sua sexta edição em 2007, a Sketchup se tornou um dos softwares de modelagem 3D mais utilizados no mundo. Deve-se isso às suas ferramentas intuitivas, uso interdisciplinar dentro da indústria criativa (não apenas para arquitetos) e sua versão gratuita que não cria marcas d'água nos arquivos.

Sua biblioteca aberta ajudou o software a fornecer uma ampla gama de objetos 3D já modelados, ao passo que milhares de usuários desenvolveram seus próprios plugins não só para resolver os problemas de cada versão, mas também para explorar o potencial de suas ferramentas.

Apresentamos a seguir dez plugins compartilhados pela página do Sketchup Tutorials no Facebook usando seus GIFs demonstrativos. Se você não sabe como instalar um plugin do SketchUp, assista a este vídeo explicativo.

Por que os arquitetos adoram projetar casas? | 0227 0231

07:30 - 25 Março, 2019
Por que os arquitetos adoram projetar casas? | 0227 0231, © <a href="//commons.wikimedia.org/w/index.php?title=User:Euelbenul&amp;action=edit&amp;redlink=1">User:Euelbenul</a> - <span>Own work</span>, <a href="https://creativecommons.org/licenses/by-sa/4.0">CC BY-SA 4.0</a>, <a href="https://commons.wikimedia.org/w/index.php?curid=51360903">Link</a>. ImageCasa Fallingwater, projeto icônico projetado por Frank Lloyd Wright em 1939
© User:Euelbenul - Own work, CC BY-SA 4.0, Link. ImageCasa Fallingwater, projeto icônico projetado por Frank Lloyd Wright em 1939

Casa. Nosso abrigo. Nosso espaço privado. Em um mundo super urbanizado e com densas megalópoles como Tóquio, Xangai e São Paulo, as casas estão ficando cada vez menores e mais caras. Se você é claustrofóbico, Marie Kondo é sua melhor aliada na busca por ganhar algum espaço extra. E embora os quintais privados tenham se tornado um luxo para a maioria, nossos dados mostram que as casas unifamiliares ainda são a tipologia projetual mais popular no ArchDaily. O que isso significa? (Especialmente quando parece contraditório, dada a realidade da lotação das cidades hoje em dia). Por que algumas universidades ainda insistem em projetar casas como exercícios acadêmicos? Não seria mais criativo - e mais útil - desenvolver arquitetura em espaços de pequena escala? Haveria maior recompensa desenvolver soluções em escalas maiores?

50 comandos de AutoCAD que todo arquiteto deveria conhecer

15:00 - 13 Março, 2019

Após passar tanto tempo em frente ao AutoCAD trabalhando em seus projetos, certamente já tem seu próprio conjunto de comandos favoritos para sistematizar alguns passos. Também é certo que não conhece ou não se recorda de todos. Assim, apresentamos uma lista com 50 comandos que podem ajudar a acelerar o trabalho e descobrir novos atalhos.

A lista a seguir foi desenvolvida e testada por nossa equipe nas versões 2013, 2014 e 2015 do AutoCAD em inglês. Também preparamos uma série de GIFs para exemplificar alguns casos.

Após conferir a lista, comente quais são seus comandos favoritos (incluindo aqueles que não fazem parte da lista). A opinião de nossos leitores ajudará a atualizar este artigo.

Por que Arata Isozaki ganhou o Prêmio Pritzker 2019?

07:30 - 8 Março, 2019

Laureado com o Prêmio Pritzker em 2019, o arquiteto japonês Arata Isozaki é incrivelmente prolífico e influente entre seus contemporâneos. Profundamente alinhado com o período de mudança e reinvenção que o Japão experimentou após a Segunda Guerra Mundial e a Ocupação Aliada, Isozaki desenvolveu uma sólida carreira em uma escala verdadeiramente global, evitando rótulos e estilos específicos ao longo de sua vida.

Quem já ganhou o Prêmio Pritzker?

13:30 - 1 Março, 2019
Quem já ganhou o Prêmio Pritzker?, Cerimonia de premiação de 2017: Ryue Nishizawa (esquerda), Tadao Ando, Kazuyo Sejima, Rafael Aranda, Glenn Murcutt, Carme Pigem, Ramon Vilalta, Toyo Ito, Shigeru Ban. Imagem © The Hyatt Foundation / Pritzker Architecture Prize
Cerimonia de premiação de 2017: Ryue Nishizawa (esquerda), Tadao Ando, Kazuyo Sejima, Rafael Aranda, Glenn Murcutt, Carme Pigem, Ramon Vilalta, Toyo Ito, Shigeru Ban. Imagem © The Hyatt Foundation / Pritzker Architecture Prize

O Prêmio Pritzker é o reconhecimento mais importante que um arquiteto(a) pode receber em vida. A honraria é outorgada todos os anos a arquitetos e arquitetas cuja obra construída "tenha produzido significativas contribuições para a humanidade ao longo dos anos", segundo explica a própria organização responsável pela premiação. Por esta razão, o júri presta homenagem a pessoas e não a escritórios, como já aconteceu em 2000 (Rem Koolhaas ao invés do OMA), 2001 (Herzog & de Meuron), 2010 (SANAA), 2016 (Elemental) e 2017 (RCR Arquitectes), premiando seus fundadores (como no caso do SANAA), o então, um deles (Elemental).

O prêmio surgiu de uma iniciativa criada por Jay Pritzker através da Fundação Hyatt, organização associada a empresa hoteleira que o mesmo fundou em conjunto com seu irmão Donald em 1957. A primera edição do prêmio foi realizada em 1979, quando Philip Johnson se tornou o primeiro arquiteto a ser homenageado. Estadunidense, Johnson é autor de importantes obras da história da arquitetura moderna, como a Glass House (1949).

O Prêmio Pritzker já conta com quarenta edições anuais ininterruptas, galardoando arquitetos e arquitetas de 18 nacionalidades diferentes. Metade dos premiados são europeus; América, Ásia e Oceania dividem as outras vinte edições, e até hoje nenhum arquiteto o arquiteta africano(a) teve a chance de receber o prêmio, sendo o único continente do globo a não possuir representantes no hall da fama da arquitetura.

Por que continuar desenhando quando as ferramentas digitais oferecem imagens hiper-realistas?

16:00 - 27 Fevereiro, 2019
Por que continuar desenhando quando as ferramentas digitais oferecem imagens hiper-realistas?, Ilustração Moon Hoon do KPOP Curve na Coreia do Sul. Imagem © Moon Hoon
Ilustração Moon Hoon do KPOP Curve na Coreia do Sul. Imagem © Moon Hoon

A partir deste mês, o ArchDaily começará introduzir temas mensais que explorarão nossas histórias, postagens e projetos. Começamos este mês com a Representação Arquitetônica: do Archigram ao Instagram; de esboços de guardanapos a modelos de RV com sincronização em tempo real; de palestras acadêmicas a contadores de histórias.

Não é particularmente novidade ou inovador dizer que a Internet, as mídias sociais e os aplicativos de desenho têm desafiado a relação entre representação e construção. Há um ano previmos que "este é apenas o começo de uma nova etapa de negociação entre a precisão fria da tecnologia e a qualidade expressiva inerente à arquitetura". Mas é isso? Você diria que ferramentas digitais estão traindo a criatividade? Este é um dilema mais antigo do que você pensa.

Nesta nova edição do nosso Editor's Talk, quatro editores e curadores do ArchDaily discutem desenhos como peças de arte, postulando porque ninguém se preocupa com postes telefônicos e explorando como o próprio edifício está se tornando um tipo de representação.

'Ugly Lies the Bone' (2018), Devlin criou um cenário que permitiu ao público olhar através de um conjunto de RV como parte da apresentação da peça. Imagem © Es Devlin 'HYPER-REALITY', um curta (2016), Keiichi Matsuda prevê o rescaldo da vida em uma cidade altamente saturada pela realidade aumentada, onde as ruas exibem uma camada completamente nova de representação. Imagem © Keiichi Matsuda Colagem de fala atelier House In Rua do Paraíso em Portugal. Imagem © fala atelier Google Dublin. Imagem © Peter Wurmli + 9

9 lições para enfrentar a Arquitetura depois de sair da universidade

06:00 - 11 Fevereiro, 2019

Você prepara seu trabalho final de graduação por um longo tempo. Sonha muito com a apresentação, com a banca, com o projeto, com sua maquete, com o memorial, com as suas palavras. Avança, mas crê que será péssimo. Logo sente que não, que será um êxito e que tudo terá valido a pena. E logo tudo se repete e tens vontade de suicidar-se. Que isso é uma montanha russa e não sabes quando tudo acabará. 

Até que chega o dia. Você apresentar seu projeto. Explica suas ideias. A banca faz perguntas. Você responde. Você percebe que sabe mais do que pensava e que nenhum de seus sonhos constantes durante o ano não estiveram perto do que realmente aconteceu no exame. A banca murmura. Acaba a apresentação e te pedem que saia por um tempo. Ali você espera uma eternidade, minutos que rastejam lentamente. Passa, por favor. A comissão recita uma breve introdução e você não pode deduzir se foi bem ou mal. A comissão vai direto ao ponto. Você passou! Parabéns, você é um novo colega e todos te felicitam pela sua realização. A alegria invade você, apesar do cansaço que vêm arrastando. A adrenalina baixa. Passam-se semanas ou meses para ter um descanso merecido. E você começa a se perguntar: e agora?

A universidade -essa instituição que te forma como profissional- te entrega o diploma e agora você enfrentará o mercado de trabalho pela primeira vez (se é que nunca trabalhou antes). Antes de sair e definir suas próprias métricas de êxito pessoal (o êxito já não é medido em avaliações acadêmicas), compartilhamos com você 9 lições para enfrentar o mundo, agora que você é uma arquiteta ou um arquiteto.

Perkins + Will e ASL Arquitectos projetarão o novo Instituto Hebraico em Santiago

19:00 - 20 Janeiro, 2019
Cortesía de Instituto Hebreo
Cortesía de Instituto Hebreo

Os escritórios ASL Arquitectos (Chile) e Perkins + Will (Estados Unidos) receberam o primeiro lugar no projeto do novo Instituto Hebraico em Santiago, Chile.

Liderados por Abraham Senerman, Diego Rossel e José Gelabert-Navia, a equipe explicou em sua apresentação que "o projeto mantém sua inspiração na letra Shin, mas evolui sua forma para acomodar os três pátios de cada um dos ciclos de ensino. Cada um deles tem uma conexão visual direta com o estádio, permitindo assim a amplitude e a integração com a comunidade".

Dois brasileiros entre os escritórios emergentes eleitos pela Bienal de Arquitectura Latinoamericana 2019

19:00 - 8 Janeiro, 2019
Dois brasileiros entre os escritórios emergentes eleitos pela Bienal de Arquitectura Latinoamericana 2019

Com o objetivo de internacionalizar a produção arquitetônica emergente na América Latina, a Bienal de Arquitetura Latino-Americana (BAL 2019) anunciou os escritórios que participarão da próxima edição do evento, a ser realizado em setembro de 2019 em Pamplona, Espanha. Dois escritórios brasileiros aparecem na lista.

Projeto de graduação de estudante brasileira entre os nomeados para o Archiprix International 2019

19:00 - 3 Janeiro, 2019
Projeto de graduação de estudante brasileira entre os nomeados para o Archiprix International 2019, Cortesia de Archiprix International
Cortesia de Archiprix International

Como iniciativa da Fundação Archiprix, a Archiprix International 2019 recentemente convidou todas as escolas de Arquitetura, Urbanismo e Paisagismo de todo o mundo a selecionar e apresentar seu melhor projeto de graduação. "Estes trabalhos de graduação apresentam uma riqueza de ideias para uma ampla gama de desafios contemporâneos e futuros", explica a organização em seu site.

Depois de analisar todas as submissões enviadas por universidades de mais de 100 países, o júri composto por Francisco Díaz, Rosetta Elkin, Marta Moreira, Martino Tattara e Sam Jacoby, indicou 22 projetos para os prêmios em uma sessão especial realizada em Santiago, Chile. Os vencedores dos prêmios serão anunciados na cerimônia de premiação em 3 de maio de 2019 na mesma cidade.

Confira a lista completa (em ordem alfabética) dos projetos indicados para os prêmios, a seguir:

Fundação Norman Foster, medalha de ouro ao mérito das Belas Artes de 2018

15:00 - 3 Janeiro, 2019
Fundação Norman Foster, medalha de ouro ao mérito das Belas Artes de 2018, Norman Foster Foundation em Madri. Imagem © Luis Asín
Norman Foster Foundation em Madri. Imagem © Luis Asín

A Fundação Norman Foster é uma das vinte e uma instituições e personalidades premiadas com a Medalha de Ouro ao Mérito nas Belas Artes de 2018, uma condecoração concedida anualmente pelo Ministério da Educação, Cultura e Esporte da Espanha. A honraria é entregue à personalidades e instituições do mundo todo que, "se destacaram no campo artístico e cultural ou na prestação de serviços para o fomento, o desenvolvimento e a difusão da arte e da cultura ou para a conservação do patrimônio artístico internacional".

Bogotá pelas lentes de 10 fotógrafos

16:00 - 24 Dezembro, 2018
Bogotá pelas lentes de 10 fotógrafos, Rudolf Schrimpff. Image © Rudolf Schrimpff
Rudolf Schrimpff. Image © Rudolf Schrimpff

A partir de um interesse comum entre as cidades, a arquitetura e a fotografia, o grupo de pesquisa FORM+ da Universitat Politècnica de Catalunya (UPC) em colaboração com o ArchDaily em espanhol, realizaram neste ano de 2018 um importante acordo editorial, divulgando as pesquisas realizados pelo FORM+ em relação à recente exposição realizada na capital colombiana: Bogotá pelas lentes de 10 fotógrafos

Assim, nossos leitores agora podem conhecer o trabalho de alguns dos precursores da fotografia de arquitetura e da paisagem graças à pesquisa desenvolvida pelos responsáveis pelo projeto: María Pía Fontana (UdG), Miguel Mayorga (UPC) e Margarita Roa (USB, Cali), todos integrantes do grupo FORM+. "A fotografia é uma forma de mediação intelectual e sensível para com o mundo, que abrange a nossa experiência perceptiva e renova a nossa sensibilidade visual: um instrumento que educa o olhar, um recurso da criatividade que ensina a reconhecer o espaço e o entorno construído", explicaram os responsáveis pelo projeto.

A seguir apresentamos os perfis dos 10 fotógrafos incluidos neste pacto editorial:

Sady González. Image © Archivo de Bogotá Manuel H.. Image © Museo de Bogotá Daniel Rodríguez. Image © Museo de Bogotá Germán Téllez. Image © Archivo Personal de Germán Téllez + 11

O seu celular tem muito o que dizer sobre segregação urbana

12:00 - 3 Dezembro, 2018
O seu celular tem muito o que dizer sobre segregação urbana, Segregação espacial em Santiago segundo pesquisa de Dannemann, Sotomayor-Gómez e Samaniego.Image © Teodoro Dannemann, Boris Sotomayor-Gómez y Horacio Samaniego
Segregação espacial em Santiago segundo pesquisa de Dannemann, Sotomayor-Gómez e Samaniego.Image © Teodoro Dannemann, Boris Sotomayor-Gómez y Horacio Samaniego

Independentemente de onde você mora ou trabalha e com quem você interage, você geralmente passa pelos mesmos bairros e ruas da sua cidade. Seja em Santiago, Madri, Xangai ou Nova Iorque, certamente há bairros onde você nunca esteve, não importa o quanto você tenha vivido toda a sua vida na mesma cidade. Você realmente já pensou em quantas cidades existem na sua cidade?

Um artigo escrito por pesquisadores chilenos e publicado recentemente na Royal Society Open Science aposta no big data para analisar e visualizar a segregação urbana, oferecendo ferramentas espaciais que nos permitem planejar em uma "cidade de muitas cidades". "Sabemos que Santiago tem bolhas e que há segregação", diz Teodoro Dannemann, co-autor da pesquisa, em conversa com o ArchDaily via e-mail. "Sabemos que cada indivíduo explora apenas uma pequena parte da cidade, que é basicamente o percurso casa-trabalho, o que significa que apenas interagimos com um pequeno grupo de cidadãos", acrescenta.